Busca

Tag: Copa do Mundo


04:44 · 16.07.2014 / atualizado às 04:44 · 16.07.2014 por

De um empresário cearense de médio porte, ontem, 16, na hora do almoço, depois de ler tudo sobre o que a mídia nacional e mundial falou sobre a Copa:

“A presidente Dilma Roussef tem razão. O Brasil fez mesmo a Copa das Copas”.

04:41 · 08.07.2014 / atualizado às 04:41 · 08.07.2014 por

Secretária Especial da PMF para a Copa do Mundo, Patrícia Macedo revela alguns números impressionantes dos dois eventos, incluído o Fan Fest:

283 mil torcedores utilizaram ônibus para chegar à Arena Castelão nos dias de jogos;

40 mil pessoas com mobilidade reduzida foram atendidas;

Nos Postos Médicos Avançados do Castelão e da Fan Fest atenderam-se 954 pessoas, com 39 remoções;

100 catadores contratados pela PMF coletaram, no Castelão e na Fan Fest, 37 toneladas de lixo reciclável;

622.385 pessoas compareceram aos seis jogos e ao Fan Fest, que prosseguirá até domingo;

280 voluntários atuaram no Castelão, na Fan Fest, nos bolsões de estacionamento e no Aeroporto.

Fechando a conta: foi um sucesso.

05:22 · 06.07.2014 / atualizado às 05:22 · 06.07.2014 por

Da organização da Copa do Mundo em Fortaleza ficaram alguns bons legados.

Um é este: é possível – como ficou provado – manter limpa toda a esplanada do estádio antes, durante e depois dos jogos.

É só contratar = como fez a Fifa – catadores para coletar latinhas de cerveja, copos de plástico e outros lixos que são jogados ao chão.

 

04:32 · 03.07.2014 / atualizado às 04:32 · 03.07.2014 por

Joedir Balmonte, um sorridente carioca de 85 anos, negociou com a Fifa:

Ele trocou um ingresso da Copa do Mundo de 1950 por três do jogo final da Copa 2014.

A Fifa vai expor a relíquia guardada por mais de 60 anos por Joedir no Museu do Futebol, em sua sede na Suíça.

Moral da história: guarde seu ingresso da Copa 2014. Daqui a 60 anos, ele valerá três.

04:21 · 03.07.2014 / atualizado às 04:21 · 03.07.2014 por

Nunca antes na história da hotelaria de Fortaleza houve um mês de junho tão financeiramente excelente quanto o que passou.

A Copa do Mundo – que amaçou ser ruim para eles – foi o máximo em lucratividade.

E neste julho a reunião dos BRICS fechará a conta.

05:23 · 30.06.2014 / atualizado às 05:23 · 30.06.2014 por

Ao redor da Arena Castelão, em Fortaleza, um time de catadores de lixo, contratado pela organização da Copa do Mundo, recolhe antes, durante e depois dos jogos tudo o que é jogado ao chão.

Eis um bom legado da Copa, que deve ser aproveitado pela empresa que administra o Castelão.

04:56 · 29.06.2014 / atualizado às 04:56 · 29.06.2014 por

Foi um sufoco,  mas a seleção brasileira classificou-se para as quartas de final da Copa do Mundo. Nos pênaltis. graças a duas defesas do goleiro Júlio César, que já havia operado um milagre no último minuto da prorrogação. O time de Felipão mostrou falhas na defesa, no meio de campo e no ataque. Esses erros precisarão de ser corrigidos para o jogo da próxima sexta-feira, na Arena Castelão, em Fortaleza, diante da seleção da Colômbia, que, como o Chile, desmoraliza táticas e conceitos antigos e apresenta uma versão moderna do famoso carrossel holandês de 1974.

Na defesa, os dois laterais – Daniel Alves, na direita, e Marcelo, na esquerda – foram, no jogo de ontem, a avenida pela qual  desfilaram a velocidade e a versatilidade dos jogadores do Chile.

Os colombianos têm um jogador diferenciado, James, autor dos dois gols na vitória sobre o Uruguai, um dos quais já é apontado como o mais bonito desta Copa.

Bem, a Copa prossegue hoje. Aqui em Fortaleza, a Holanda e o México fazem, às 13 horas,  sol a pino, um jogo interessante para o qual todos os ingressos foram vendidos ou dados de presente a patrocinadores.

04:46 · 29.06.2014 / atualizado às 04:46 · 29.06.2014 por

Dois dos 12 estádios brasileiros construídos para a Copa do Mundo 2014 passaram integralmente no teste de avaliação prática: a Arena das Dunas, de Natal, e a Arena Pernambuco, de Recife.

No primeiro, durante um jogo do Japão, caiu um dilúvio antes e durante a partida, e o sistema de drenagem e a qualidade do campo mostraram-se invulneráveis à chuva.

No estádio pernambucano, aconteceu algo mais grave: choveu nas 24 horas antes e nos 90 minutos do jogo, a ponto de a Fifa mandar testar a situação do gramado.

A bola rolou fácil, sem problemas.

A Arena Castelão foi testada em tudo, menos diante de uma chuvarada, mas o consórcio que a construiu garante que a sua drenagem é semelhante à daqueles dois estádios.

A engenharia nacional é competente.

05:53 · 28.06.2014 / atualizado às 05:53 · 28.06.2014 por

Merece aplausos quem planejou a logística de transporte dos torcedores para os jogos da Copa na Arena Castelão, em Fortaleza.

Essa logística opera eficientemente antes e depois dos jogos.

Há grandes filas, mas na Copa de 2006, na organizadíssima Alemanha, houve também.

 

05:49 · 28.06.2014 / atualizado às 05:49 · 28.06.2014 por

Há um legado que a Copa do Mundo deixará para sempre no Brasil: a certeza de que o brasileiro – para além de alegre e festeiro – é um povo muito trabalhador, criativo, hospitaleiro e capaz de tudo fazer.

O jornalista alemão Ralf Itzel, que está no Brasil para cobrir os jogos da Copa, disse quarta- feira no programa “Redação Sportv”, um dos canais de esporte da Rede Globo, que, até a véspera, já fizera oito viagens de avião por diferentes cidades do País.

“Todos os voos partiram e chegaram no horário, com exceção de um que teve pequeno atraso. O atendimento nos aeroportos foi ótimo. Tudo está funcionando de modo perfeito dentro e fora dos estádios”, afirmou ele.

Ralf também disse que esta é a opinião dos seus colegas alemães que a Copa trouxe ao Brasil