Busca

Tag: Energia solar


10:37 · 12.12.2017 / atualizado às 10:40 · 12.12.2017 por

A empresa cearense Sun Energy – que faz a distribuição e a instalação de painéis fotovoltaicos para a geração de energia solar – foi contratada por uma grande loja de calçados da cidade de Piracuruca, no vizinho Estado do Piauí, para instalar, sobre o seu telhado, um sistema de geração de energia solar.

Para isso, os donos da loja investirão R$ 50 mil na aquisição e instalação de 23 painéis fotovoltaicos, que produzirão 100% da energia que a loja consome hoje.

Agora, um detalhe: as outras lojas de Piracuruca também pensam em instalar um sistema de geração de energia semelhante, mas primeiro aguardarão o resultado da loja de calçados.

Se o resultado for bom, elas investirão.

04:39 · 08.12.2017 / atualizado às 04:40 · 08.12.2017 por

Apresentada pelo senador piauiense Heráclito Forte, está tramitando no Senado uma Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que cria um royalty a ser cobrado de todas as empresas que geram energia eólica e solar e destinado aos municípios onde seus parques geradores estão instalados.

Eis aí um projeto fruto da demagogia de políticos atrasados, que, pensando na eleição de 2018, querem agradar suas bases eleitorais.

Essa PEC vai afastar os investidores e poderá ter imediata repercussão nos municípios que já têm parques eólicos e solares, os quais dão emprego a milhares de pessoas, principalmente na região Nordeste.

Esses empregos podem ser reduzidos ou extintos.

É por esta e por outras razões que este blog insiste em dizer que há determinados políticos que fazem mal ao País.

08:47 · 15.11.2017 / atualizado às 08:50 · 15.11.2017 por

Ao mesmo empo em que se multiplicam os parques de geração de energia solar, reduzem-se os preços de seus equipamentos.

Na China, um painel fotovoltaico custava, havia 20 anos, US$ 20; hoje, custa apenas US$ 0,40 (quarenta centavos de dólar).

Esses preços continuarão caindo ainda mais, porque em todo o mundo, inclusive no Brasil, e no Ceará também, cresce o número de pessoas que começam a investir na microgeração de energia.

E a energia preferida deles é a solar, porque é muito mais barata e mais fácil e rápido de instalar do que a eólica.

O empresário cearense Fernando Cirino, que tem investido em energia eólica, começa a investir, também, em projetos de energia solar. Ele vê com muito otimismo a microgeração, algo que na Europa já não é mais novidade.

A microgeração de energia solar aproveita o telhado das casas ou das lojas ou dos galpões nas cidades ou no campo para a instalação de painéis fotovoltaicos, cujos preços no Brasil também estão caindo.

04:39 · 27.10.2017 / atualizado às 04:40 · 27.10.2017 por

Diante da precária situação das barragens das usinas hidrelétricas do País, principalmente nas regiões Nordeste e no Norte, o Governo Federal já deveria estar acelerando a realização dos leilões de energias renováveis – eólica e solar.

O cenário é de muita preocupação, e só não estão ocorrendo apagões elétricos porque a geração eólica e solar tem assegurado o funcionamento normal do sistema nacional, que, como sabemos, está hoje, totalmente interligado.

Isto quer dizer que, neste momento, nós, aqui em Fortaleza, podemos estar consumindo energia produzida em Minas Gerais ou no Paraná.

Diante das mudanças climáticas, que ocorrem em nível mundial, os governos só têm uma saída para garantir energia elétrica: investir mais na geração eólica e solar, cuja matéria prima – o vento e o sol – são gratuitos e doados pela natureza.

05:00 · 26.10.2017 / atualizado às 05:02 · 26.10.2017 por

Em uma área de 800 hectares pertencente à cearense Companhia de Cimento Apodi, em Quixeré, está sendo implantado um grande projeto de geração de energia solar.

O empreendimento está sendo tocado por um consórcio integrado por empresas brasileiras, duas das quais nordestinas, e estrangeiras, uma das quais da Noruega.

Pois bem: esse projeto, que consumirá investimento total de R$ 700 milhões, acaba de receber financiamento de R$ 477 milhões do BNB.

A unidade geradora de energia solar de Quixeré terá capacidade de 162 megawatts, o suficiente para iluminar 160 mil residências.

A Chapada do Apodi, em cuja geografia está Quixeré, é um dos endereços do sol aqui no Ceará.

04:41 · 04.08.2017 / atualizado às 04:41 · 04.08.2017 por

O fundo de investimento britânico Actis comprou o projeto de geração de energia solar que será implantado na geografia do município de Aquiraz.

O projeto foi desenvolvido pela empresa paulista Steel Cons, do empresário Rodolfo Toni.

Trata-se de um empreendimento que absorverá investimentos de R$ 380 milhões e que terá potência instalada de 90 MW.

Não há, hoje, no Brasil, nenhum projeto com essa potência instalada.

Basta que se lhes diga que a usina solar do Grupo Teles, em Pindoretama,Tauá, gera apenas 3 MW.

A usina solar da Actis em Aquiraz ocupará um terreno de 257 hectares, pertence ao empresário cearense Fernando Cirino Gurgel.

O fornecedor dos painéis fotovoltaicos da usina poderá ser chinês.

04:16 · 14.07.2017 / atualizado às 04:16 · 14.07.2017 por

O Colégio Polos, um grande estabelecimento de ensino médio da cidade de Iguatu, na região Sul do Ceará, está anunciando uma boa novidade:

Ele implantou uma unidade de geração de energia solar, com 358 painéis fotovoltaicos da marca Sunlinght, com os quais está produzindo e consumindo sua própria energia.

Resumindo: a Enel, ex-Coelce, perdeu um grande cliente em Iguatu.

O Colégio Polos passa a economizar, por mês, R$ 8 mil com energia.

Mas há também um detalhe ecológico a ser ressaltado: essa unidade de geração solar do Colégio Polos reduzirá em 14 toneladas por ano a emissão de C02, o que equivale à preservação de 75 árvores.

Foi a empresa Fênix Solar que forneceu e instalou todo o conjunto de painéis solares do colégio iguatuense.

12:17 · 06.07.2017 / atualizado às 12:18 · 06.07.2017 por

O vizinho município de Aquiraz terá a maior usina de energia solar do Brasil.

Quarta-feira, 5, o blog conversou com o empresário Rodolfo Toni, sócio e diretor da Steel Cons, uma empresa paulista desenvolvedora de projetos de energia renováveis.

Ele informou que o projeto que sua empresa desenhou para Aquiraz foi comprado por um grupo estrangeiro, cuja identidade ele fez questão de manter em sigilo.

Mas o valor do investimento ele revelou: serão investidos R$ 350 milhões.

A usina produzirá 90 MW, o que a tornará a maior do Brasil.

Ela será instalada numa área de 250 hectares pertencente ao empresário Fernando Cirino, ex-presidente da Fiec.

Rodolfo Toni também revelou que outra usina – esta localizada na Capada do Apodi, e também em terras de Fernando Cirino – já foi projetada e desenvolvida pela Steel Cons, mas seus detalhes técnicos não podem ser ainda revelados porque prosseguem as negociações “com outro grupo estrangeiro”.

04:44 · 28.06.2017 / atualizado às 04:44 · 28.06.2017 por

A Companhia Hidrelétrica do São Francisco parece ter chegado à conclusão de que gerar hidreletricidade, nestes tempos de poucas chuvas de baixa vazão, é remar contra a maré da natureza.

Por esta razão, a gestão da Chesf entendeu, finalmente, que o melhor a fazer hoje é reduzir o uso da água para gerar energia elétrica e, em vez disso, investir na geração de energias renováveis, como sugerem os ecologistas do mundo inteiro.

Mas, por que essa mudança? A Chesf concluiu que os custos das energias renováveis, como a solar e a eólica, caíram muito nos últimos anos, e já estão hoje muito próximos dos custos das hidrelétricas. Os custos da eólica já emparelharam.

E as energias renováveis ainda têm uma grande  vantagem, pois são ambientalmente limpas.

Assim, a Chesf tomará o caminho correto, se vier a priorizar o investimento na geração de energia solar e eólica, permitindo que a água de suas barragens seja usada para o abastecimento humano e a dessedentação animal e para a irrigação dos campos de produção de alimentos no Nordeste.

Por causa da tecnologia, a irrigação consome hoje cada vez menos água.

04:08 · 07.06.2017 / atualizado às 04:08 · 07.06.2017 por

A empresa que distribui a energia elétrica em todo o Estado do Ceará é a italiana Enel, uma das maiores do setor na Europa e com atuação em outros estados brasileiros e em outros países da América Latina.

Pois bem: a Enel está inaugurando nesta semana, no município de Bom Jesus da Lapa, na Bahia, a maior usina de geração de energia solar do Brasil.

Essa usina, na qual foram investidos R$ 150 milhões, tem potência de 158 MW, o suficiente para abastecer uma cidade de 150 mil habitantes.

O blog pode informar que a Enel já tem em funcionamento, aqui no Ceará, uma usina-piloto de geração de energia solar, com potência de 3 MW. Ela se localiza na Chapada do Apodi.

Uma fonte ligada ao setor da energia solar informa que a Enel pretende ampliar seu investimento na produção de energia solar não só na Chapada do Apodi, mas em outras áreas do sertão cearense, onde o sol é domiciliado.

Como se vê, diante das poucas chuvas e diante do baixo volume das barragens das usinas hidrelétricas, a saída para a geração de energia no Brasil parecem ser o sol e o vento, que produzem energias renováveis como um presente da natureza.