Busca

Tag: Fernando Haddad


12:19 · 12.09.2018 / atualizado às 12:25 · 12.09.2018 por

Segundo colocado nas últimas pesquisas do Datafolha e do Ibope, o presidenciável Curo Gomes, do PDT, já está sendo alvo dos ataques do PT, cujo candidato, Fernando Haddad, deverá ser – de acordo com a análise de cientistas políticos – seu grande adversário por uma vaga no segundo da eleição de 7 de outubro.

Nas mídias sociais, circulam dezenas de vídeos mostrando Ciro em situações as mais diferentes, ameaçando pessoas, insultando jornalistas, condenando os ricos -banqueiros no meio – e reafirmando que revogará a Reforma Trabalhista, tributará heranças e doações e proibirá oficiais militares de falarem sobre política.

Os vídeos também incluem cenas nas quais Ciro ameaça pessoas nas ruas e trechos de entrevistas durante as quais afirma que a Venezuela é um País com uma democracia “tão democrática quanto a brasileira”. Os vídeos também chamam a família Ferreira Gomes de constituir uma oligarquia no Ceará. A família tem base política em Sobral, que é hoje o modelo de ensino fundamental para o País, conforme o Fundeb.

Ao longo dos últimos anos, Ciro Gomes esteve muito próximo do ex-presidente Lula, com quem tem boa relação de amizade. Mas essa amizade e essa boa relação foram deixadas de lado por Lula e pelo PT, que desprezaram Ciro, negando-lhe apoio à sua campanha presidencial e rechaçando qualquer coligação com o PDT, onde ele está abrigado hoje.

Como se vê, Curo Gomes está sendo vítima e alvo dos ataques petistas, que, nas redes sociais, não deixa, rastro sobre sua origem – os ataques são tão bem organizados, que os lê, quem os ouve, quem os vê fica com a impressão de que não é o PT que os articula, mas sim o time de Jair Bolsonaro, que lidera com folga todas as pesquisas.

Mas tudo isso parece ser apenas o começo.

 

07:46 · 10.09.2018 / atualizado às 11:23 · 10.09.2018 por

Resultado da mais nova pesquisa FSB-BTG/Pactual, divulgada na manhã desta segunda-feira, 10/9:

Jair Bolsonaro, do PSL, continua em primeiro lugar, tendo saltado de 26%, na pesquisa anterior, para 30%.

Ciro Gomes, do PDT, manteve os mesmos 12% da pesquisa anterior, mas foi favorecido pela queda de Marina Silva, da Rede, que desceu de 11% para 8%.

Geraldo Alckmin, do PSDB, manteve os mesmos 8% da pesquisa anterior, empatando agora Marina Silva.

Fernando Haddad, do PT, passou de 6% para 8%, o que o coloca em terceiro lugar juntamente com Alckmin e Marina.

João Amoedo, do Partido Novo, desceu de 4% para 3%.

Hoje, à noite, deverá ser divulgada a nova pesquisa do Datafolha, que está sendo realizada ao longo desta segunda-feira.