Busca

Tag: Fiec


04:05 · 23.06.2017 / atualizado às 04:05 · 23.06.2017 por

O presidente da Federação das Indústrias do Ceará, Beto Studart, está otimista com os resultados da viagem que fará, domingo, 25, o governador Camilo Santana, que irá a Frankfurt, na Alemanha, e a Paris, na França, com três objetivos.

O primeiro, em Frankfurt, é tratar com a Fraport – a futura gestora do Aeroporto Pinto Martins – sobre novas frequências de voos para Fortaleza.

O segundo é tratar,em Paris, com o Instituto Pasteur do apoio ao projeto já em andamento de construção de uma fábrica de vacinas no Polo de Saúde do Eusébio, na Região Metropolitana de Fortaleza.

E o terceiro objetivo é reunir-se com a direção da Air France-KLM, sócia da brasileira Gol Linhas Aéreas, da instalação de hub no Aeroporto Internacional de Fortaleza.

Beto Studart considera que esses projetos são do mais alto interesse para a economia do Ceará.

A viagem de Camilo Santana será acompanhada atentamente pelos empresários da indústria cearense.

04:13 · 05.06.2017 / atualizado às 04:15 · 05.06.2017 por

Na quinta-feira, 8, às 18 horas, a Federação das Indústrias do Ceará (Fiec) reinaugurará seu auditório.

Ele foi totalmente remodelado, desde o piso ao teto.

Foram totalmente substituídas as poltronas.

O sistema de som e de imagem é completamente novo, tendo absorvido a última geração tecnológica de multimídia.

A iluminação também é nova e os carpetes, idem.

Na opinião dos seus diretores, o auditório da Fiec passa a ser o melhor e mais moderno do Ceará.

Ele tem capacidade para mais de 400 pessoas.

Para inaugurar o auditório, a Fiec convidou a jornalista Cristiana Lobo, comentarista de política da Globo News, que fará palestra sobre o cenário político brasileiro.

04:51 · 01.06.2017 / atualizado às 04:51 · 01.06.2017 por

O presidente da Confederação Nacional da Indústria, empresário  mineiro Robson Andrade, está nesta quinta-feira, 1º/6, em Fortaleza.

Cumpre uma extensa agenda.

Às 10 horas, a bordo do helicóptero do presidente da Federação das Indústrias do Ceará (Fiec), Beto Studart, Robson Andrade visita o Complexo Industrial e Portuário do Pecém, que ele ainda  não conhece.

Às 13 horas, na sede da Fiec, reúne-se emalmoço com um grupo de industriais cearenses com os quais conversará a respeito da situação política e econômica do País.

Às 18 horas, o presidente da CNI estará presente à solenidade de abertura da Stone Fair, no Centro de Eventos do Ceará. Trata-se da maior feira de rochas ornamentais do Nordeste.

O Ceará é o maior produtor de mármores e granitos da região nordestina, devendo tornar-se o maior nos próximos cinco anos, quando já estiverem instaladas e em funcionamento na ZPE do Pecém as grandes empresas de mármores e granitos que virão do Espírito Santo.

04:15 · 29.05.2017 / atualizado às 04:15 · 29.05.2017 por

O presidente da Federação das Indústrias do Ceará, Beto Studart, está sendo pressionado pelos seus colegas empresários a tornar-se candidato nas eleições gerais do próximo ano.

Durante a Festa da Indústria, realizada na última quinta-feira, 25, com a presença de mais de mil empresários de todos os ramos e tamanhos, Beto Studart ouviu discursos que enalteceram sua liderança junto ao empresariado, sua capacidade como gestor e sua vocação para a política, e todos disseram que ele “tem grandes desafios pela frente”.

Para esta coluna, Beto Studart pode ser candidato, em 2918, a vice-governador do Estado, numa chapa com Camilo Santana, ou ao Senado Federal.

Por enquanto, todavia, tudo não passa de especulação.

09:00 · 22.05.2017 / atualizado às 09:00 · 22.05.2017 por

Nos corredores do Banco do Nordeste (BNB) está correndo a informação de que seu presidente, economista Marcos Holanda, deverá ser substituído.

A motivação – segundo fontes ouvidas por este blog – é política.

As mesmas fontes revelaram que Marcos Holanda – quer está no cargo desde o tempo em que, no governo Dilma Rousseff, era ministro da Fazenda o economista Joaquim Levy, de quem era amigo – foi indicado pelo senador Eunício Oliveira, com quem teria se desentendido nos últimos meses.

Para o seu lugar, está sendo especulado o nome de Romildo Rolim, atual diretor-tesoureiro do BNB e funcionário de carreira da instituição.

No sábado, a coluna Radar, da revista Veja, já noticiara sobre a possibilidade de substituição de Marcos Holanda, que, ao longo de sua gestão, ganhou luz própria.

Há pouco mais de uma semana, Holanda participou – com mais 25 empresários e executivos cearenses – de um curso promovido pela Federação das Indústrias do Ceará (Fiec) na Universidade Internacional da Flórida, em Miami, sobre – vejam que ironia – Gestão Estratégica em Tempos de Incerteza.

Outro detalhe: Marcos Holanda, que investiu na inovação tecnológica, modernizando e desburocratizando as rotinas e processos do BNB, aproximou-se muito do governador do Ceará, Camilo Santana, e também da presidência da Fiec.

Romildo Rolim, na opinião de altos funcionários do BNB, é um técnico competente e correto, embora com pouca experiência.

 

04:24 · 22.05.2017 / atualizado às 04:24 · 22.05.2017 por

A Federação das Indústrias do Ceará (Fiec) publicou um “Manifesto da Indústria”, no qual aborda, do seu ponto de vista, a crise política que tem repercussão direta na economia nacional.

Pois bem: um trecho desse manifesto afirma o seguinte:

“Juntos, busquemos alternativas constitucionais que ofereçam lideranças capazes de garantir as transformações em curso”.

Traduzindo, a Fiec está dizendo que as reformas da Previdência e da CLT são instrumentos de transformação e que novas lideranças são aquelas pessoas que estão surgindo agora na vida política do País, como os prefeitos de São Paulo, João Dória, e o de Fortaleza, Roberto Cláudio, por exemplo.

O documento quer dizer, também, que antecipar a eleição direta de 2018 será atentar contra a Constituição.

E mais: só os de ficha limpa deverão ser candidatos no pleito do próximo ano.

09:08 · 08.05.2017 / atualizado às 15:10 · 08.05.2017 por
Da esquerda para a direita: Adauto Farias (Companhia de Cimento Apodi), Ricardo Parente (diretor executivo da Fiec), Beto Studart, presidente, e Roberto Macedo, ex-presidente da Fiec). Grupo assiste à primeira aula do curso da Universidade Internacional da Florida

Liderada pelo presidente da Federação das Indústrias do Ceará, uma comitiva de 26 empresários e executivos cearenses está, desde ontem, em Miami.

Da comitiva faz parte o presidente do Banco do Nordeste (BNB), economista Marcos Holanda.

Os cearenses participam, a partir desta segunda-feira, 8, e até quinta-feira, 11, na Universidade Internacional da Flórida (FIU), do curso Estratégias Inovadoras para o Avanço da Competitividade – Liderança Estratégica e Planejamento de Cenários em tempos de incerteza.

Entre os empresários e executivos cearenses participantes do curso estão o presidente da Cearaportos, Danilo Serpa; o presidente da Companhia de Cimento Apodi, Adauto Farias; o secretário de Desenvolvimento Econômico, César Ribeiro; o ex-presidente da Fiec, Roberto Macedo; e mais Marcos Holanda, Ricardo Cavalcante, Aluísio Ramalho Filho, Barros Neto, Pedro Meneleu (ICC), Fábio Albuquerque e Henrique Tinoco.

04:34 · 07.04.2017 / atualizado às 04:36 · 07.04.2017 por

O engenheiro Paulo André Holanda, superintendente do Senai no Ceará, organismo do Sistema Fiec, informa que, entre 2015 e 2016, promoveu, para a Companhia Siderúrgica do Pecém, 17 cursos em diferentes áreas da indústria para uma turma de 800 pessoas, todas elas hoje empregadas na usina da CSP no Pecém.

Segundo Paulo André Holanda, o Senai no Ceará está, neste momento, treinando mais 350 aprendizes em cursos que interessam diretamente à Companhia Siderúrgica do Pecém.

Agora, um detalhe: para esse curso destinado a aprendizes, inscreveram-se mais de 11 mil pessoas, a grande maioria jovens.

Todo esse pessoal que agora está sendo qualificado será a força de reserva da usina da CSP, que neste ano produzirá e exportará 2 milhões e 900 mil toneladas de placas de aço.

07:11 · 06.04.2017 / atualizado às 07:11 · 06.04.2017 por
Informa a Federação das Indústrias (Fiec:
Dez empresas do interior do Ceará são as novas associadas do Sindialimentos. Elas estão localizadas nas regiões do Cariri, jaguaribana e Centro-Sul. A captação desses novos filiados ocorreu em fevereiro e foi possível graças ao trabalho de interiorização das ações feito em conjunto com as unidades de articulação da FIEC em Limoeiro do Norte e Juazeiro do Norte por meio do Núcleo de Convênios e parcerias. O Sindicato tem hoje 110 filiados, considerando as novas adesões. As empresas atuam na fabricação de produtos naturais, de conserva de frutas, temperos, no beneficiamento de arroz e no ramo de agroindústria.
 
Das 75 empresas visitadas, 54 delas estavam funcionando. Dessas, 19% se associaram ao Sindialimentos e 39% demonstraram o interesse. O Sindicato dará continuidade ao trabalho para atração de empresas interessadas, com o apoio dos agentes de vendas do Sistema FIEC nas regiões para formalizar a filiação das empresas que demonstraram interesse. As empresas atraídas estão localizadas nos municípios do Crato, Icó, Iguatu, Jaguaribe, Juazeiro do Norte e Limoeiro do Norte. Em todas as empresas visitadas foram feitas exposições sobre o Sistema FIEC (FIEC, SESI, SENAI, IEL e CIN).
 
Segundo o presidente do Sindialimentos Ceará, André Siqueira, na contramão do atual momento político e econômico do país, o ramo industrial de alimentos cresce no Ceará e aposta da união de força das empresas de forma organizada, com metas e objetivos comuns. “Isso é o Associativismo que congrega as empresas na defesa da implantação de políticas necessárias aos seus direitos e interesses”, defende.
 
13:38 · 05.04.2017 / atualizado às 13:49 · 05.04.2017 por

O presidente da Federação das Indústrias do Ceará, Beto Studart, levou terça-feira, 4, uma comitiva de empresários da indústria para acompanhar a cerimonia de celebração do início das atividades da usina da Companhia Siderúrgica do Pecém. Studart e comitiva não esconderam a satisfação com o empreendimento. O presidente da Fiec afirmou acreditar que em 10 anos seja triplicada a oferta de empregos diretos e indiretos pela CSP, transformando o perfil de renda da região e contribuindo decisivamente para que o Ceará consolide um novo tempo de desenvolvimento, mostrando que o sonho iniciado há 35 anos se materializou em modernidade e progresso para o Estado.

Na foto, Beto Studart está ao lado do empresário Fernando Rodrigues, da Makro Engenharia, uma empresa cearense incluída entre as maiores do País na área da locação de máquinas e equipamentos..