Busca

Tag: Imposto de Renda


04:13 · 20.04.2018 / atualizado às 04:15 · 20.04.2018 por

Uma péssima notícia para quem trabalha e vive do seu salário: está prosperando no Ministério da Fazenda uma proposta de criação de mais duas alíquotas do Imposto de Renda.

Hoje, a alíquota máximo é de 27,5% para quem ganha, por mês, R$ 5.354,95 para cima.

A proposta em gestação cria uma alíquota de 30% para quem tem salário mensal a partir de 6.693,69 e outra de 35% para quem ganha R$ 8,367,10 ou mais.

Essa proposta com certeza é de quem tem super-sálario no serviço público ou super-aposentadoria, também no serviço público.

Ou seja, a intenção dos que propõe a mudança é arrecadar mais para garantir o pagamento dessa minoria privilegiada.

03:46 · 15.01.2018 / atualizado às 03:48 · 15.01.2018 por

A inflação de 2017 fechou em 2,95%, a menor dos últimos 30 anos.

Mas a deste 2018 já ponta para cima. Basta pesquisar os preços dos livros e cadernos, que são ítens obrigatórios deste mês de janeiro de volta às aulas.

Mas nãoé só isso: a gasolina, em algumas cidades brasileiras, já está sendo vendida a R$ 5.

Aqui em Fortaleza, o preço da gasolina ronda os R$ 4,50.

E já chegaram o IPT e o IPVA, compromissos de ano novo do oneradíssimo contribuinte brasileiro.

Mas não se exaspere: em abril virá a primeira das oito parcelas do Imposto de Renda.

10:13 · 21.12.2017 / atualizado às 10:15 · 21.12.2017 por

Se o Congresso Nacional não aprovar no próximo mês de fevereiro a reforma da Previdência Social, o governo do presidente Michel Temer não terá outra saída que não a de aumentar impostos.

O blog colheu a informação de que um dos impostos que deverão aumentar será o Imposto de Renda, que hoje tem alíquota máxima de 27,5%.

Nos corredores da Receita Federal colhe-se a informação de que há uma proposta de serem criadas mais duas alíquotas – uma de 30% e outra de 33%, o que atingirá mortalmente a classe média, já duramente castigada pela pesada carga tributária.

Quem tem duas ou três fontes de renda será diretamente atingido pelas novas alíquotas.

O Governo Temer, que já tem popularidade perto de zero, será transformado – se o Imposto de Renda aumentar – em verdadeiro inimigo do povo assalariado.

Há uma outra alternativa: reduzir as despesas do governo.

Se isso acontecer, faltarão recursos para a saúde, a educação e a segurança pública.

A situação financeira do Brasil é de quase um País quebrado.

04:12 · 27.11.2017 / atualizado às 04:13 · 27.11.2017 por

No próximo dia 30, ou seja, quinta-feira desta semana, o contribuinte brasileiro pagará a oitava e última parcela do Imposto de Renda.

Durante os últimos 8 meses, esse contribuinte trabalhou para pagar o seu compromisso com a Receita Federal.

Essa via sacra começou no dia 30 de maio e anualmente ela se repete.

Se o produto do imposto de renda que todos nós recolhemos ao Governo tivesse, como contrapartida, a prestação de bons serviços de saúde, educação, saneamento e segurança pública, estaríamos todos satisfeitos.

Mas o dinheiro do nosso imposto tem sido usado para bancar a corrupção dos maus políticos que governam a União e vários estados da Federação, como o Rio de Janeiro, onde todos os seus últimos três governadores estão na cadeia porque roubaram o dinheiro público.

A eleição de 2018 está vindo aí, e ela será a grande oportunidade para que o País possa livrar-se dos corruptos e eleger gente mais competente e mais honesta.

04:37 · 09.08.2017 / atualizado às 04:37 · 09.08.2017 por

O governo do presidente Miguel Temer, que no início deste ano concedeu aumento de vencimentos acima da inflação para várias categorias de ponta do funcionalismo público federal, está agora ameaçando a classe média.

Informações vindas de Brasília dão conta de que a equipe econômica, chefiada por Henrique Meireles, quer criar uma nova alíquota do Imposto de Renda para taxar a pessoa física que ganha mais de R$ 20 mil reais.

Será um tapa na cara dos que hoje são os que mais recolhem o Imposto de Renda.

O governo Temer, em vez de apertar o cinturão do gasto público, abriu as burras do Tesouro Nacional e, só para rejeitar a denúncia da PGR, que o acusou de corrupção passiva, gastou mais de R$ 10 bilhões de reais com aumento de salários, com liberação de emendas parlamentares, com renúncia fiscal e com liberação de recursos para diferentes finalidades.

Agora, quer cobrar, do contribuinte pessoa física, o custo dessa farra.

Com a classe política que está aí, o Brasil não tem jeito.

04:37 · 24.04.2017 / atualizado às 04:43 · 24.04.2017 por

Um aviso da Receita Federal aos contribuintes:

Terminará na próxima sexta-feira, 28, o prazo para a entrega da Declaração do Imposto de Renda de 2017, relativo ao ano base de 2016.

Nesse mesmo dia, que será 28 de abril, será também o prazo final para o pagamento da primeira das oito parcelas do Imposto de Renda devido.

Ou seja: quem não tem restituição a receber, passará até novembro pagando parcelas mensais do Imposto de Renda.

O Brasileiro tem uma das maiores cargas tributárias do mundo, mas recebe em troca os piores serviços públicos do mundo – saúde, educação, saneamento, transporte e segurança público, tudo isso é da pior qualidade.

Infelizmente.

04:33 · 14.02.2017 / atualizado às 04:33 · 14.02.2017 por

Vem aí, a partir do dia 2 de março, a temporada de declaração do Imposto de Renda.

Para este exercício de 2017, a Receita Federal incluiu três novidades para as pessoas físicas.

Primeira novidade: para ser incluídos como dependentes, os menores de 12 anos de idade, completados até o dia 31 de dezembro de 2016, terão de ter, obrigatoriamente, o seu CPF;

A segunda novidade é esta: se você tem dinheiro em bancos no estrangeiro, entregue, até o dia 5 de abril, a Declaração de Capital Brasileiro no Exterior;

E a terceira novidade vem agora: se tiver participado do Regime de Regularização Cambial e Tributária, que é a declaração de renda no exterior com o devido pagamento do imposto, você deve apresentar declarações simplificadas de renda.

O prazo para a entrega da declaração do imposto de renda, que deve ser feita via internet, começará no dia 2 de março e se prolongará até 30 de abril.

04:22 · 14.02.2017 / atualizado às 04:22 · 14.02.2017 por

Alguns ministros do presidente Michel Temer estão citados nas delações que executivos de empreiteiras fizeram à força tarefa da Operação Lava Jato.

Um deles é o ministro chefe da Casa Civil, Elizeu Padilha.

Pois o ministro Padilha está anunciando que o governo pretende criar mais um alíquota para o Imposto de Renda da Pessoa Física.

Atualmente, a alíquota mais alta é de 27,5%. Ela pega a classe média, onde estão os profissionais liberais e também micro e pequenos empresários.

Ora, o governo Temer, assim como todos os que o antecederam, só pensam em aumentar imposto para poder cobrir a gastança de Brasília.

Mas Governo eficiente é o que reduz a carga tributária, com o que alarga a base de contribuintes; governo eficiente é o que transforma o imposto em serviços de qualidade na saúde, na educação e na segurança, e isso o governo federal brasileiro não sabe fazer.

Se essa informação do ministro Padilha, cujo nome rima com muita coisa, for transformada em um fato concreto, haverá uma revolta geral da classe média, que é hoje a mais castigada pela atual política tributária do governo.

15:46 · 21.06.2016 / atualizado às 15:48 · 21.06.2016 por

caféA diretoria da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste, a Sudene, aprovou, na última sexta-feira, 17, a concessão de incentivos fiscais para três pequenas empresas cearenses, todas elas localizadas no interior do Estado.

Essas empresas são as seguintes:

Café Oujuara, instalada e em operação na cidade de Brejo Santo, no Sul do Estado; SPT Indústria de Calçado, localizada em Aracati, no litoral Leste cearense; e Águas Eireli, de Aquiraz, na Região Metropolitana de Fortaleza.

Essas três empresas solicitaram e ganharam isenção de 75% do Imposto de Renda durante 10 anos.

Elas poderão também usar 30% do imposto de renda a pagar em reinvestimento para a ampliação ou modernização da própria empresa.

04:17 · 28.04.2016 / atualizado às 04:19 · 28.04.2016 por

leãoTerminará amanhã, sexta-feira, 29, o prazopara a entrega da Declaração de Renda de Pessoa Física relativa ao ano base de 2015.

E terminará, também, o prazo para o pagamento da primeira das oito parcelas mensais de quem tem imposto a pagar.

Isto quer dizer que, pelos próximos oito meses, até novembro, o contribuinte terá de tirar parte de seu salário para pagar a parte que cabe ao leao da Receita.

E não adianta tentar sonegar, pois a Receita Federal do Brasil é uma das mais modernas do mundo, possuindo tecnologia capaz de monitorar – via convênios com a rede banária e com os cartões de crédito – toda a movimentação financeira do contribuinte.

Se você duvida, é só ler com mais atenção o que tem feito a Operação Lava Jato, que tem a estreita e direta colaboração dos auditores da Receita Federal.

A Receita espera que 28,5 milhões de contribuintes apresentem sua declaração de rendimentos.