Busca

Tag: Prefeitura de Fortaleza


08:01 · 16.07.2017 / atualizado às 08:01 · 16.07.2017 por

Informa a Secretaria de Turismo da Prefeitura de Fortaleza:

Fortaleza será contemplada pelo “Garantia Sol”, um projeto que pretende compensar os turistas que enfrentarem dois dias de chuva, entre os horários 11h e 16h, durante sua estadia na capital.

Idealizado pela inicitativa privada, através da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Ceará (ABIH) e a Agência de Turismo e Viagens CVC, com o apoio da Prefeitura de Fortaleza, por meio da Secretaria Municipal de Turismo (Setfor) e Governo do Ceará, a previsão é que seja lançado ainda em agosto.

“Estamos em reunião definindo a participação de cada parceiro. A campanha terá uma repercussão nacional, queremos realmente provocar as pessoas a virem para cá, na expectativa de receberem o seguro”, destacou Alexandre Pereira, secretário municipal do Turismo de Fortaleza.

A reedição do projeto “Seguro Sol”, lançado em 2009 será exclusivo para Fortaleza. A campanha assegura aos turistas uma nova viagem à capital para pacotes de sete ou oito dias comprados no segundo semestre do ano até 20 de dezembro.

O prazo estabelecido para que o viajante retorne a Fortaleza é de 24 meses, pagando apenas a taxa de embarque.

04:49 · 08.06.2017 / atualizado às 06:33 · 08.06.2017 por

A Secretaria de Urbanismo e Meio Ambiente da Prefeitura de Fortaleza (Seuma) está analisando, há algumas semanas, o projeto de construção de um edifício residencial de 52 andares – vale repetir: 52 andares.

Ele se localizará na Avenida Beira-Mar, nas proximidades do Mercado dos Peixes.

Ele terá 52 apartamentos, um por andar, cada um deles com 604 m² de área.

Um detalhe: cada apartamento custará entre  R$ 5,9 milhões e R$ 7,5 milhões. Quer dizer: não é para qualquer um.

O empreendimento pretende ser um ícone arquitetônico de Fortaleza.

52 andares é o limite permitido para a construção de arranha-céus em Fortaleza.

É também o limite de altura do chamado de Cone Aéreo, estabelecido pelo Comando da Aeronáutica para a capital cearense.

Outro detalhe: mais de 30 pessoas, entre empresários e profissionais liberais, já se inscreveram na lista dos prováveis compradores desse empreendimento.

E quanto custará um apartamento? Bem, o do primeiro andar custará R$ 5,95 milhões, divididos assim: 6 prestações de R$ 51,3 mil na fase inicial de vendas; 60 prestações de R$ 79 mil durante a obra; e cinco parcelas anuais de R$ 168 mil.

04:07 · 06.03.2017 / atualizado às 04:07 · 06.03.2017 por

A Prefeitura de Fortaleza está devendo ao Instituto do Câncer do Ceará (ICC) exatos R$ 27 milhões, relativos a serviços prestados no atendimento a pacientes do SUS que enfrentam essa dolorosa doença.

Pois bem: diante dessa dívida, que vem desde setembro do ano passado, o ICC não teve outra alternativa que não a de suspender o atendimento a novos pacientes do SUS, mantendo, porém, o atendimento aos antigos pacientes.

Até agora, a Prefeitura mantém-se inadimplente, mas o Ministério Público do Estado está exigindo providências no sentido de que o governo municipal pague o que deve ao ICC.

O que o blog pode dizer sobre esta informação é o seguinte: a população que mais precisa do governo é a que mais sofre a ausência do governo.

04:38 · 22.02.2017 / atualizado às 04:39 · 22.02.2017 por

Atenção!

A partir desta quarta-feira, 22, o Instituto do Câncer do Ceará (ICC) deixa de atender a novos pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS).

Este blog apurou que a decisão foi tomada pela direção do ICC, que não tem mais condições de manter aquele atendimento por falta de recursos finaneiros.

A culpa dessa decisão é da Prefeitura Municipal de Fortaleza (PMF), que deve mais de R$ 20 milhões de repasses ao ICC.

Lamentável.

11:46 · 19.01.2017 / atualizado às 11:49 · 19.01.2017 por

centroPara quem ama a cidade de Fortaleza e seu centro comercial:

O engenheiro Adahil Fontenele, que foi secretário de Infraestrutura do Governo do Estado e é hoje secretário regional da Prefeitura de Fortaleza,m a que trata do centro da cidade, aceitou convite da Associação dos Lojistas do Centro.

Adahil comparecerá à próxima reunião da Facic, na segunda-feira, dia 23, quando falará para os lojistas do centro a respeito da – desculpem a expressão – esculhambação reinante naquela área.

Os ambulantes, também conhecidos como camelôs, tomaram conta das ruas e praças do centro de Fortaleza e, sem pagar qualquer imposto, estão atrapalhando o comércio formal, o que paga imposto e gera emprego, sem que, até agora, o poder público tenha adotado uma providência.

04:17 · 03.01.2017 / atualizado às 04:19 · 03.01.2017 por

robertoO prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, tem anunciado que fará um ajuste fiscal para encarar os desafios financeiros deste difícil ano de 2017.

Pois bem: o prefeito Roberto Cláudio deveria espelhar-se no ajuste fiscal de alguns dos seus colegas prefeitos de capitais.

E para não ser cansativo, este blog cita apenas o exemplo do prefeito do Recife, que, com o apoio da Câmara de Vereadores de lá, aprovou um duro ajuste fiscal, que reduziu de 25 para 15 o número de secretarias da Prefeitura e ainda extinguiu três autarquias, fundindo outros organismos da administração municipal da capital pernambucana.

Aqui em Fortaleza, um ajuste tão amplo quanto o da Prefeitura do Recife tem de ser feito,mas será difícil, pois há muitos interesses políticos em jogo.

A PMF tem hoje 28 secretarias (foto).

É um exagero que vem do primeiro mandato de Roberto Cláudio e que não deveria ser repetido neste segundo mandato.

O tempo é de crise financeira, que exige redução das despesas.

10:50 · 19.12.2016 / atualizado às 10:51 · 19.12.2016 por

Informa o Instituto de Planejamento de Fortaleza:

Foram três anos de grande esforço de mobilização da sociedade e do poder público municipal para, finalmente, nesta terça-feira (20/12), a Prefeitura de Fortaleza, por meio do Instituto de Planejamento de Fortaleza (Iplanfor), entregar à população o documento do Plano Fortaleza 2040: Construindo a Fortaleza que Queremos. O lançamento será às 19 horas, no Theatro José de Alencar (TJA). A solenidade terá a presença do prefeito Roberto Cláudio, do superintendente do Instituto de Planejamento de Fortaleza (Iplanfor), Eudoro Santana, do presidente da Fundação Cearense de Pesquisa e Cultura (FCPC), Francisco Antônio Guimarães, e demais autoridades.

O Plano Fortaleza 2040 é o resultado da parceria do Instituto de Planejamento de Fortaleza (Iplanfor), com a Fundação Cearense de Pesquisa e Cultura (FCPC) e teve a participação de instituições públicas e privadas e de milhares de pessoas – população de diversos bairros, pesquisadores, técnicos, consultores e gestores –, que durante os últimos três anos contribuíram para ofertar à Cidade um instrumento de planejamento de curto, médio e longo prazos.

A publicação do Plano Fortaleza 2040 está organizada em uma coleção com oito volumes. O primeiro é referente a uma síntese do plano, e os demais detalham cada um dos sete eixos que contemplam as diversas políticas trabalhadas. Todo o documento estará disponível também em formato digital e será distribuído no evento.

Para o superintendente do Iplanfor, Eudoro Santana, o Plano Fortaleza 2040 é um marco para o planejamento participativo da cidade de Fortaleza e se reveste de grande importância no momento em que se buscam a otimização do gasto público e a priorização de investimentos.

8 Volumes

O Plano Fortaleza 2040 é um instrumento que estabelece uma visão de futuro para a Cidade, apontando estratégias na superação dos desafios e detalha um conjunto de ações, metas, responsabilidades e custos que deverão ser seguidos pelas gestões futuras da Cidade. Todas essas informações estão reunidas numa caixa com oito volumes:

Volume 1 – Apresentação do Plano;

Volume 2 – Equidade Social, Territorial e Econômica;

Volume 3 – Cidade Conectada, Acessível e Justa;

Volume 4 – Vida Comunitária, Acolhimento e Bem-estar;

Volume 5 – Desenvolvimento da Cultura e do Conhecimento;

Volume 6 – Qualidade do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais;

Volume 7 – Dinamização Econômica e Inclusão Produtiva; e

Volume 8 – Governança Municipal e Anexos.

04:18 · 01.11.2016 / atualizado às 04:20 · 01.11.2016 por

robeto cláudioEmpresários da indústria e da agropecuária, com os quais eu conversei ontem, segunda-feira, 31/10, na hora do almoço, emitiram uma opinião muito interessante a respeito das eleições do último domingo, aqui em Fortaleza.

Na opinião deles, a vitória de Roberto Cláudio foi “uma vitória pessoal do prefeito reeleito”.

Os empresários consideram que os apoios que ele recebeu deste e daquele grupo político ajudaram a compor o arco de alianças que deram a Roberto Cláudio uma forte estrutura de campanha, que mobilizou equipe de rádio e tevê e mais uma logística de transporte eficiente.

Mas, na opinião deles, foi o conjunto da obra que o prefeito realiza na cidade e mais o seu carisma e a sua força de exposição e persuasão que foram decisivos para a sua vitória.

Mas os mesmos empresários advertem: é preciso agora, no dia seguinte da reeleição, conter o discurso contra o governo federal, que é presidido pelo PMDB.

Sem a ajuda do governo da União, nem a Prefeitura de Fortaleza, do PDT, nem o Governo do Ceará, do PT, terão chance de realizar as obras de que o Estado precisa.

05:33 · 08.10.2016 / atualizado às 05:33 · 08.10.2016 por

Recomeçou o programa eleitoral pelo rádio e a pela tevê.

Com todo o respeito que os candidatos a prefeito de Fortaleza merecem, é tempo demasiado para a repetição de promessas que não serão cumpridas.

Há um esforço das duas candidaturas no sentido de anunciar que, eleito um dos dois, a cidade deixará de ter problemas, pois todos serão resolvidos ao longo dos próximos quatro anos, de acordo com o discurso marqueteiro de ambos.

A tarefa do eleitor é captar a mensagem dos candidatos e extrair dela o que é verdade e o que não é.

Ainda com todo o respeito aos prefeituráveis, não é difícil separar a verdade da mentira, pois a maioria do que é prometido na Propaganda Eleitoral Gratuitanão cabe no orçamento da Prefeitura Municipal

Trata-se, pois, da mais pura enrolação.

Essa parolagem durará até o próximo dia 27, uma quinta-feira.

No dia 30, um domingo, haverá o segundo turno, quando será eleita a melhor promessa.

 

04:33 · 19.08.2016 / atualizado às 04:35 · 19.08.2016 por

livrosAs empresas gráficas cearenses que produzem livros, revistas e periódicos aqui em Fortaleza vão ter de transferir-se para outras cidades, se a Prefeitura Municipal cumprir mesmo a ameaça de cobrar a alíquota de 3% de Imposto sobre Serviços, além de PIS e Pasep.

O presidente do Sindicato da Indústria Gráfica do Ceará, Raul Fontenele, disse ao blog que as gráficas cearenses não terão outra alternativa a não ser trocar Fortaleza por outro endereço em outro município.

A cobrança do ISS sobre a produção de livros, revistas e periódicos é proibida pela Constituição, daí porque não se justifica, na opinião dele, essa cobrança imposta pela PMF, com o apoio da Câmara de Vereadores de Fortaleza.

Esta capital é a sede de 65% das indústrias gráficas que operam no Ceará.

Apesar dos protestos das indústrias gráficas, a Prefeitura de Fortaleza não fez ainda qualquer movimento no sentido de cancelar a cobrança.