Busca

Tag: PT


03:54 · 19.06.2017 / atualizado às 03:54 · 19.06.2017 por

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso voltou à cena política, e voltou em alto estilo.

FHC está sugerindo ao presidente Michel Temer – envolvido nas delações premiadas na Lava Jato – que faça um gesto de grandeza e antecipe a realização das eleições gerais, previstas pela Constituição para o próximo ano de 2018.

Para os que sabem ler as mensagens de Fernando Henrique Cardoso, o que ele quer mesmo é retornar ao Palácio do Planalto, onde viveu durante 8 anos.

FHC é um animal político, que tem um olho neste Brasil de cegos.

Ele está a enxergar um vazio de lideranças políticas.

Lula, que sempre foi e é o seu grande adversário, está, juntamente com o PT, envolvido também nas delações da Lava Jato.

FHC mirou no espelho, amou o que viu e se projetou, descobrindo-se que, mesmo aos 85 anos de idade, tem a chance de governar outra vez o Brasil, sendo aquele salvador da Pátria que a sociedade está procurando.

Se essa estratégia vai dar certo, ninguém sabe, pois será necessário combinar com os russos das urnas.

05:30 · 09.01.2016 / atualizado às 05:35 · 09.01.2016 por

dilminhaJá pressionada pela crise política cuja solução parece distante – pelo menos até a reabertura do Parlamento, em fevereiro – a economia brasileira está agora sob pressão externa.

A China enfrenta problemas que repercutem no mundo todo, inclusive, e muito fortemente, aqui no Brasil, que exporta para lá boa parte de suas matérias primas,como soja e minério de ferro, cujos preços estão caindo no mercado internacional.

Resultado: a bolsa desaba e odólar sobe, já cotado hoje acima dos R$ 4.

Mesmo assim, o governo da presidente Dilma tenta iniciar um ciclo virtuoso de boas ideias, uma das quais é a de propor, na reabertura dos trabalhos legislativos, uma reforma da Previdência, gargalo principal das contas públicas (seu déficit para este ano é estimado em R$ 128 bilhões).

A presidente Dilma, confirmando o que já havia anunciado o seu ministro da Fazenda, Nelson Barboa, assinalou que a proposta de reforma do modelo previdenciário brasileiro incluirá uma idade mínima para a aposentadoria (que tal 65anos,como énos países desenvolvidos). Ela disse: “Não é possível que a média de aposentadoria das pessoas seja de 55 anos”, como é hoje – sendo que asmulheres se aposentam com menos idade ainda.

Se continuar assim, a Previdência quebrará de vez em 10 anos. Dilma está certa. Estão errados o PT, a CUT e o MST, que já se levantaram contra a proposta, vendo apenas seus interesses corporativos, não os interesses nacionais.

Uma reforma da Previdência com idade mínima de aposentadoria valeria sópara as novas gerações, ou seja, valeria daqui a 15-20 anos, não para a geração atual, que preservaria seus direitos.

04:20 · 30.12.2015 / atualizado às 04:22 · 30.12.2015 por

ministro nelsonRepercutiu negativamente no Palácio do Planalto, e mais ainda junto à própria presidente Dilma Rousseff, a nota que o presidente do PT, Rui Falcão, divulgou, pedindo ao governo que abaixe os juros, abra a torneira do crédito via bancos públicos para as pequenas e médias empresas, faça investimentos em infraestrutura, crie uma nova alíquota do Imposto de Renda para quem ganha mais de R$ 100 mil por mês e estimule a criação de emprego para que sejam atendidas as camadas da população que formam a base do PT.

Neste momento, o Governo da União prepara-se para fechar o ano com um déficit de R$ 120 bilhões.

E a liderança do PT quer ampliar esse déficit, o que agravará as contas públicas já deterioradas.

Como se vê, o ministro da Fazenda, Nelson Barbosa, que aparentemente tem o apoio do PT, terá muitos e grandes desafios pela frente.

19:37 · 21.12.2015 / atualizado às 19:39 · 21.12.2015 por

dólarPois é. Aconteceu o previsto: os investidores não acreditaram no que prometeu o novo ministro da Fazenda, Nelson Barbosa; Resultado: a bolsa caiu e o dólar subiu,passando dos R$ 4.

Para os investidores, há o temor de que, em vez de ajuste fiscal, o novo chefe da equipe econômica lidere um movimento de concessão de mais crédito – via bancos públicos – para reanimar a economia pela via do consumo, pela redução da taxa de juros, o que poderá acelerar a inflação, que alcançou os dois dígitos, estando próxima de 11% ao ano.

O que falta ao governo é credibilidade, confiança. Nelson Barbosa está tentando passar essa confiabilidade, mas terá de fazer um esforço maior nesse sentido. Mas para alcançar esse objetio teráo o governo de cortar seus gastos, com o que não concorda o PT, cujos militantes ocupam mais de 20 mil cargos comissionados e têm centenas e centenas de ONGs penduradas nas tetas do governo e dado emprego a milhares de outros militantes petistas.

 

 

11:20 · 22.09.2015 / atualizado às 11:26 · 22.09.2015 por

dolarE agora, como é que o cearense viajará para Orlando, Miami e Paris?

A cotação do dólar comercial passou dos R$ 4.

E o dólar turismo chega aos R$ 4,50.

O Euro aproxima-se dos R$ 5.

Deu a louca na economia brasileira.

Com o dólar tão alto, inviabiliza-se o sonho do cearense de conhecer a Disney.

Até quanto durará esta crise, não se sabe. Sabe-se, porém, que, para que ela passe, serão necessários engenho e arte de um governo que perdeu popularidade e perde apoio no Congresso, onde só se fala em impeachment.

Este blog considera um equívoco e também um convite à convulsão social qualquer projeto de impeachment da presidente Dilma Rousseff.

É o que querem o PSB e o DEM, cujos líderes no Parlamento comportam-se como oportunistas e não como estadistas.

A crise é grave e para a sua superação serão exigidos união, compromisso com o País e plena capacidade de conversa, algo que o PT precisa ter, também.

 

10:46 · 12.09.2015 / atualizado às 10:51 · 12.09.2015 por

LulaQuinta-feira, no final da tarde, o executivo de um grupo empresarial do Ceará embarcou em um táxi, no centro de Maceió, onde se encontrava, e foi ao aeroporto da capital de Alagoas.

No meio do caminho, conversou com o motorista do veículo, a quem indagou:

“Você já votou no Lula?”

O taxista respondeu que sim, que votara nele quatro vezes para presidente.

“E votaria a quinta vez?”, quis saber o executivo.

A resposta do motorista foi rápida e revelador.

“Sim, votarei nele pela quinta vez, mas se ele sair do PT”.

11:55 · 10.09.2015 / atualizado às 12:05 · 10.09.2015 por

leãoMenos de 24 horas depois de o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, ter dito em Paris que o governo da presidente Dima estuda a criação de um ou duas novas alíquotas do Imposto de Renda para a pessoa física, os presidentes do Senado, Renan Calheiros, e da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, alertaram o Palácio do Planalto de que uma proposta assim não passará no Congresso Nacional.

Os dois explicaram, em seguida, que a proposta pode até passar, mas antes o governo terá de cortar na sua própria carne, isto é, terá de reduzir, por exemplo, o número de ministérios e de cargos comissionados.

A ideia em gestação no governo é de criar mais uma ou duas alíquotas de 30% ou 35% do Imposto de Renda incidente sobre a pessoa física, o que atingirá em cheio a classe média, que com certeza ocupará as ruas para protestar contra a medida.

Reduzir o número dos ministérios e dos cargos em comissão da máquina do governo é algo tem o PT como oposição, e por isto é muito difícil de ser implementada.

O certo, neste momento, é que a crise se agrava, o tempo passa e nem o Governo nem o Parlamento chega a um acordo.

13:28 · 28.05.2015 / atualizado às 13:28 · 28.05.2015 por

São mesmo oportunistas os políticos brasileiros e seus partidos.

É só reparar no que fazem hoje o PSDB e o DEM que parecem desejar o agravamento da crise econômica.

Se neste momento um tucano ou um democrata estivesse governando, faria o que tenta fazer a presidente Dilma: um duro ajuste fiscal para consertar as deterioradas e deficitárias contas públicas.

Causa espanto ver e ouvir o senador Ronaldo Caiado e seu colega Ronaldo Cunha Lima fazendo discurso em defesa do trabalhador e e de suas lideranças sindicais.

É o mesmo que fez o PT quando foi oposicionista.

05:23 · 17.11.2014 / atualizado às 05:23 · 17.11.2014 por

Nenhum dos integrantes da equipe de transição fará parte da gestão do governo – anuncia Camilo Santana, governador eleito do Ceará cuja posse será no dia 1º de janeiro.

Camilo é do PT, mas sua estrela sempre foi, no entendimento de parte dos petistas, só um satélite iluminado, ao contrário de Luizianne Lins, que seria o astro luminoso da legenda no Ceará.

Afeito ao diálogo, Camilo Santana apaziguou os que viram na equipe de transição sinais de que sua gestão não teria compromissos com o PT.

Ele os tem.

Mas o jovem governador tem também compromissos com o grupo de Cid Gomes, que lançou e sustentou sua vitoriosa candidatura.

Um deles é o de concluir suas obras importantes, entre as quais a duplicação de estradas, VLT, Linha Sul do Metrofor e ampliação do Porto do Pecém, além do Acquario.

05:43 · 10.07.2013 / atualizado às 05:43 · 10.07.2013 por

Este blog publicou, no dia 8 de junho deste ano, um comentário sob o título “Se Dilma falhar, PT usará o Plano L”.

Pois bem: ontem, 9, jornais de São Paulo começaram a falar sobre o mesmo tema.