Fabiano Rodrigues

Busca


Icasa faz 3 a 0 no Guarani. E poderia ter sido muito mais…

Publicado em 14/04/2013 - 21:53 por | Comentar

Categorias: Campeonato Cearense, Guarani de Juazeiro, icasa

  • Enviar para o Kindle
Verdão atropelou o Leão (Foto: Normando Sóracles/Ag. Miséria)

Verdão atropelou o Leão (Foto: Normando Sóracles/Ag. Miséria)

O 100º clássico entre Icasa e Guarani foi marcado pela vitória do Verdão do Cariri, que fez 3 a 0, reassumiu a liderança do Campeonato Cearense e alcançou a maior goleada sobre o rival em jogos válidos pela Primeira Divisão. Mas em vários pontos, a festa no Romeirão poderia ter sido melhor.

A começar pelo público. A queda constante no número de torcedores no duelo dos rivais ao longo dos anos é objeto de preocupação. A mesma rivalidade que levou mais de 15 mil pagantes em apenas dois clássicos no ano de 2007, alcançou pouco mais de 12 mil em quatro jogos neste ano. As explicações são muitas e vão desde o alto preço dos ingressos (custou 20 reais hoje, mas foi 10 reais em outros jogos) até a campanha das equipes (o Icasa é líder e o Guarani vem de conquistas nos últimos anos). Enfim, a presença de público poderia ter sido melhor.

A própria vitória do Icasa poderia ter sido melhor. Por mais exigente que essa análise possa parecer, quem esteve no estádio deve concordar. O Verdão foi superior durante o primeiro tempo e abriu 2 a 0. O técnico Francisco Diá abriu os dois atacantes no segundo tempo, sufocou o adversário e perdeu inúmeras chances de gol. Sem exageros, o ataque icasiano desperdiçou pelo menos cinco oportunidades reais de ampliar o marcador. Em alguns momentos, o excesso de preciosismo atrapalhou.

Até a derrota rubronegra poderia ter sido evitada, ou pelo menos diminuída. Apesar dos cinco titulares que não entraram em campo, o Leão do Mercado não precisava ser vítima de tantas improvisações. O técnico Play Freitas colocou um lateral direito na esquerda, um lateral esquerdo no meio, um zagueiro como volante, um atacante na meia. Complicado até pra entender. E o treinador tinha opções no elenco para minimizar tantas mudanças. O volante Guga e o meia Jefinho são exemplos de jogadores específicos que foram preteridos por improvisações.

Enfim, a festa do 100º clássico entre Icasa e Guarani foi bonita. Mas, sem querer parecer muito exigente, poderia ter sido bem melhor.

Comentários


Editora Verdes Mares Ltda.

Praça da Imprensa, S/N. Bairro: Dionísio Torres

Fone: (85) 3266.9999