Busca

Categoria: Capacitação


16:47 · 22.07.2016 / atualizado às 16:47 · 22.07.2016 por

O Ministério do Meio Ambiente (MMA) abriu novas turmas para seis cursos gratuitos realizados na modalidade de Educação a Distância (EaD), sem tutoria. Sustentabilidade é o eixo principal da maioria deles. Os cursos fazem parte da iniciativa de ampliar o acesso de diversos públicos interessados nos processos de formação e capacitação desenvolvidos pelo MMA. Para esta edição, a expectativa é formar 13,5 mil pessoas.

As inscrições estão abertas e os interessados podem se inscrever na plataforma Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA). A página contém um resumo de cada curso. As capacitações serão realizadas entre julho e agosto e os participantes terão direito a um certificado de formação no tema, emitido pelo MMA.

A procura tem sido grande. Segundo a diretora de Educação Ambiental do MMA, Renata Maranhão, a crescente demanda reforça a importância da promoção da Educação Ambiental como potencializadora da implementação das políticas públicas ambientais. “A EaD, para além da disponibilização de conteúdos e troca de saberes, pode contribuir com o fortalecimento de redes, ampliando o diálogo entre o MMA e a sociedade”, destacou.

Modalidades

As inscrições para o curso Igualdade de Gênero e Desenvolvimento Sustentável encerram-se nesta segunda-feira (25). São 2 mil vagas com o objetivo de capacitar os gestores públicos de todas as áreas sobre a problemática da desigualdade de gênero e a importância da transversalização dos temas “gênero” e “desenvolvimento sustentável”. O curso é destinado a gestores públicos de todas as áreas, federais, estaduais e/ou municipais.

O curso de Estilos de Vida Sustentável pretende incentivar a reflexão, discussão e ação interativas com informações e conceitos sobre mudança em favor de estilos de vida sustentáveis. As inscrições também vão até o dia 25 de julho. O curso tem 2 mil vagas e aborda temas como o uso da água e energia, resíduos sólidos domésticos e os impactos dos resíduos, habitações sustentáveis, alimentação, saúde, mobilidade urbana e lazer.

O curso Criança e o Consumo Sustentável também oferece 2 mil vagas. Serão abordados o contexto histórico do consumo, fundamentos e conceitos da sustentabilidade e do consumo sustentável. Além disso, serão apresentadas estratégias de como proteger as crianças dos apelos consumistas e formas de como incentivar a prática de brincadeiras, hábitos e atitudes sustentáveis. Inscrições também até o dia 25 de julho.

As inscrições para Produção e Consumo Sustentável vão até 5 de agosto. O objetivo do curso é a divulgação de informações pertinentes à área ambiental, com conhecimentos específicos em produção e consumo sustentáveis, desenvolvendo ações e acompanhamento do sistema de gestão ambiental e economia verde. As aulas acontecerão durante o mês de agosto. São ofertadas 1,5 mil vagas.

O curso Sustentabilidade na Administração Pública, com 2 mil vagas e vai oferecer subsídios e apoio técnico para a implementação da Agenda Ambiental na Administração Pública (A3P) nos órgãos e entidades da administração pública de todas as esferas e poderes. A curso é destinado a servidores públicos que desejam implementar a A3P nos órgãos e entidades da administração pública de todas as esferas e poderes, com inscrições até dia 25 de julho. O período de realização vai de de 25 de julho a 5 de agosto.

Profissionais que desejam aprender ou aprimorar técnicas de produção de conteúdos para a Educação à Distância (EaD) têm até o dia 25 de julho para se inscrever no curso Guia para a Produção de Conteúdos EAD. A capacitação tem como objetivo desenvolver conhecimento, habilidades e atitudes que possibilitem aos profissionais por ele formados utilizarem de maneira teórica e prática um guia para a produção de conteúdos para a EaD, contribuindo para o fomento da Educação Ambiental e a difusão de políticas públicas de meio ambiente.

Fonte: MMA

10:00 · 15.06.2016 / atualizado às 21:14 · 14.06.2016 por

Os interessados na etiquetagem de eficiência energética em edificações de todo o País terão acesso a capacitações promovidas pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA). A próxima cidade a receber os treinamentos será Fortaleza. No próximo dia 28, haverá uma oficina sobre o tema e, nos dias 29 e 30, será realizado um curso sobre métodos práticos para etiquetagem , em período integral.

As inscrições para os treinamentos que ocorrerão na capital cearense já estão abertas. Na oficina, haverá demonstração de etiquetas da envoltória, sistema de iluminação, sistema de condicionamento de ar e da etiqueta geral. Há ainda a análise do impacto ambiental do processo de tornar um edifício público eficiente energeticamente, abordando a redução do consumo e da emissão dos gases de efeito estufa e dos efeitos no processo licitatório de projetos e obras.

Já o curso se concentrará na contextualização da etiquetagem e eficiência energética. Além de abordar a legislação e os impactos da etiquetagem nos processos licitatórios de projetos e obras, haverá apresentações sobre bonificações, cálculo das etiquetas com o uso da ferramenta webprescritivo e análise de custo benefício. Além disso, as aulas incluirão informações sobre etiqueta da envoltória, sistemas de iluminação e outros temas.

Treinamentos

Brasília, Fortaleza, São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador e Manaus são as cidades contempladas com as capacitações neste ano. Os treinamentos são promovidos pelo MMA, por meio do Projeto Transformação do Mercado de Eficiência Energética (Projeto 3E), financiado pelo Fundo Global para o Meio Ambiente (GEF).

As oficinas e minicursos têm quatro horas de duração e são destinadas ao público em geral. Já os cursos têm 20h, das quais 16h são presenciais e quatro, a distância. Esses cursos são voltados para técnicos, engenheiros e arquitetos e visam aprofundar conceitos e demonstrar a aplicação da etiqueta em edifícios.

Coordenado pelo MMA, o Projeto 3E tem o objetivo de contribuir com a economia de até 4 milhões de MWh de eletricidade nos próximos 20 anos, além de reduzir as emissões de gases de efeito estufa (GEE) em até 2 milhões de toneladas de carbono equivalente (tCO2eq).

A Etiqueta PBE Edifica foi desenvolvida em uma parceria entre o Inmetro e a Eletrobras/Procel Edifica. As etiquetas podem ser obtidas para edificações comerciais, de serviços, públicas e residenciais. O selo atesta que o prédio atende aos requisitos de desempenho e, em alguns casos, de segurança estabelecidos em normas e regulamentos técnicos.

Mais informações:

Eficiência Energética: a importância da etiquetagem de edifícios

Oficina: 28 de junho

Curso: 29 e 30 de junho

Local: Esaf – Edifício-Sede do Ministério da Fazenda no Ceará, Rua Barão de Aracati, 909, Aldeota, Fortaleza – Ceará

Inscrições: http://cursos.quali-a.com/calendario#intro-center

Fonte: MMA

10:43 · 15.07.2014 / atualizado às 10:54 · 15.07.2014 por

O Ministério do Meio Ambiente (MMA) está com as inscrições abertas para dois cursos a distância. Até o dia 1° de agosto, os interessados nos temas “Criança e o Consumo Sustentável” e “Estilos de Vida Sustentáveis” podem se inscrever na plataforma Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA). Os cursos serão realizados durante o mês de agosto e os participantes terão direito a um certificado de formação no tema, emitido pelo MMA.

Para se inscrever é necessário acessar a plataforma AVA. A página traz um resumo de cada curso. Ao selecionar a opção do curso desejado, será solicitada a realização de um cadastro. As instruções para se cadastrar aparecerão ao lado direito da tela.

Os cursos fazem parte da iniciativa de ampliar o acesso de diversos públicos interessados nos processos de formação e capacitação desenvolvidos pelo MMA. Para este ano, a expectativa é formar 10 mil pessoas a partir dos oito cursos a distância promovidos pelo órgão.

Temas

O curso “Criança e o Consumo Sustentável” oferece mil vagas. A carga horária será de 38 horas. O curso tem como objetivo trabalhar o conhecimento de pais e educadores para que construam valores mais sustentáveis com as suas crianças, desestimulando o consumo desenfreado e incentivando a prática de brincadeiras, hábitos e atitudes muito mais saudáveis e sustentáveis.

Será abordado o contexto histórico do consumo, fundamentos e conceitos da sustentabilidade e do consumo sustentável; e serão apresentadas estratégias de como proteger as crianças dos apelos consumistas. O curso será realizado no período de 4 a 30 de agosto.

O curso “Estilos de Vida Sustentável” também oferece mil vagas, com carga horária de 30 horas. A iniciativa visa promover uma reflexão e discussão sobre mudanças em favor de estilos de vida sustentáveis. Aberto para qualquer pessoa interessada no tema, o curso será ministrado de 4 a 30 de agosto.

A capacitação abordará fundamentos e conceitos sobre o consumo e seus impactos socioambientais, apresentará dicas práticas para um consumo sustentável, perpassando por diversos temas como o uso da água e energia, resíduos sólidos domésticos e os impactos dos resíduos, habitações sustentáveis, alimentação, saúde, mobilidade urbana e lazer.

Fonte: MMA