Busca

Categoria: Equilíbrio Ambiental


20:18 · 22.08.2016 / atualizado às 20:18 · 22.08.2016 por

Você sabia que o potencial solar encontrado na Alemanha – uma das maiores forças do setor fotovoltaico – é 58% menor que o encontrado no Paraná? A constatação faz parte de um estudo que serve como embasamento para a elaboração do primeiro Atlas Solarimétrico do Estado, previsto para ser lançado no início de 2017.

O projeto conta com o apoio da Fundação Parque Tecnológico Itaipu e da Itaipu Binacional, por meio do Centro Internacional de Hidroinformática (CIH). O CIH ficou responsável pelo desenvolvimento de um sistema online que permitirá que qualquer pessoa consulte gratuitamente o potencial solar encontrado em determinado ponto do estado.

Interpretação

Também participam do projeto o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) e a Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR). Após finalizarem a etapa de mapeamento, os técnicos estão agora realizando a validação e interpretação dos dados. “Qualquer cidadão comum poderá entrar no sistema e simular, por exemplo, qual o potencial de energia fotovoltaica no seu domicílio”, explica o engenheiro ambiental do CIH e um dos responsáveis pelo sistema, Alisson Rodrigues.

09:36 · 18.12.2011 / atualizado às 09:36 · 18.12.2011 por

Por Maristela Crispim

Essa imagem postada no Facebook recentemente, por motivos óbvios, me fez refletir sobre o papel da humanidade no planeta Terra.

Falando em equilíbrio de sistemas, os predadores cumprem um papel importantíssimo dentro das cadeias alimentares, pois ao predarem e serem predados, não apenas se mantém vivos, mas garantem um delicado equilíbrio entre os seres vivos.

Raciocinando assim, nem sei se daria para classificar o ser humano como um predador, pois, ao destruir outras vidas, não o faz apenas para manter-se vivo e, o que é pior, afeta o equilíbrio existente de uma forma tão extrema que, por vezes, o sistema natural não consegue recobrar o equilíbrio e algumas espécies vão desaparecendo…

Mas o pior de tudo mesmo é que os motivos que levam seres humanos a promoverem tal destruição vão muito além de manterem-se vivos e ultrapassam a subjetividade do ter.

O seres humanos – que foram capazes de utilizar os polegares opositores e o intelecto altamente desenvolvido para criar muitas coisas importantes , como o computador que usei para escrever e postar este texto, assim como a Internet que propaga esta informação – fazem isso apenas para acumular riquezas e bens ao mesmo tempo que seus semelhantes morrem de fome. E são capazes de fazer isso mesmo que custe o sacrifício de muitas vidas, humanas ou não.

A beleza da poesia, cria do intelecto humano, nos inspira e dá alento, mas será suficiente para mudar alguma coisa?