Gestão Ambiental

Categoria: Treinamento


10:00 · 15.06.2016 / atualizado às 21:14 · 14.06.2016 por

Os interessados na etiquetagem de eficiência energética em edificações de todo o País terão acesso a capacitações promovidas pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA). A próxima cidade a receber os treinamentos será Fortaleza. No próximo dia 28, haverá uma oficina sobre o tema e, nos dias 29 e 30, será realizado um curso sobre métodos práticos para etiquetagem , em período integral.

As inscrições para os treinamentos que ocorrerão na capital cearense já estão abertas. Na oficina, haverá demonstração de etiquetas da envoltória, sistema de iluminação, sistema de condicionamento de ar e da etiqueta geral. Há ainda a análise do impacto ambiental do processo de tornar um edifício público eficiente energeticamente, abordando a redução do consumo e da emissão dos gases de efeito estufa e dos efeitos no processo licitatório de projetos e obras.

Já o curso se concentrará na contextualização da etiquetagem e eficiência energética. Além de abordar a legislação e os impactos da etiquetagem nos processos licitatórios de projetos e obras, haverá apresentações sobre bonificações, cálculo das etiquetas com o uso da ferramenta webprescritivo e análise de custo benefício. Além disso, as aulas incluirão informações sobre etiqueta da envoltória, sistemas de iluminação e outros temas.

Treinamentos

Brasília, Fortaleza, São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador e Manaus são as cidades contempladas com as capacitações neste ano. Os treinamentos são promovidos pelo MMA, por meio do Projeto Transformação do Mercado de Eficiência Energética (Projeto 3E), financiado pelo Fundo Global para o Meio Ambiente (GEF).

As oficinas e minicursos têm quatro horas de duração e são destinadas ao público em geral. Já os cursos têm 20h, das quais 16h são presenciais e quatro, a distância. Esses cursos são voltados para técnicos, engenheiros e arquitetos e visam aprofundar conceitos e demonstrar a aplicação da etiqueta em edifícios.

Coordenado pelo MMA, o Projeto 3E tem o objetivo de contribuir com a economia de até 4 milhões de MWh de eletricidade nos próximos 20 anos, além de reduzir as emissões de gases de efeito estufa (GEE) em até 2 milhões de toneladas de carbono equivalente (tCO2eq).

A Etiqueta PBE Edifica foi desenvolvida em uma parceria entre o Inmetro e a Eletrobras/Procel Edifica. As etiquetas podem ser obtidas para edificações comerciais, de serviços, públicas e residenciais. O selo atesta que o prédio atende aos requisitos de desempenho e, em alguns casos, de segurança estabelecidos em normas e regulamentos técnicos.

Mais informações:

Eficiência Energética: a importância da etiquetagem de edifícios

Oficina: 28 de junho

Curso: 29 e 30 de junho

Local: Esaf – Edifício-Sede do Ministério da Fazenda no Ceará, Rua Barão de Aracati, 909, Aldeota, Fortaleza – Ceará

Inscrições: http://cursos.quali-a.com/calendario#intro-center

Fonte: MMA

Pesquisar

Gestão Ambiental

Blog da seção Gestão Ambiental, da editoria Negócios, do Diário do Nordeste.
Posts Recentes

10h09mCafé com qualidade e consciência

12h09mO porquê de um Dia Mundial de Limpeza da Praias

04h09mSustentável 2018: empresários e executivos debatem desafios de sustentabilidade 

01h09mUnifor inscreve para MBA em Gestão Ambiental na Cadeia Produtiva

10h08mUma radiografia da seca nos estados do Nordeste

Ver mais

Tags

Categorias
Blogs