Busca

Natura e Itaú Unibanco lançam Edital Compromisso com o Clima

10:00 · 20.09.2017 / atualizado às 12:06 · 20.09.2017 por
Energia eólica está entre os projetos elegíveis de participação no edital Compromisso com o Clima desenvolvidos no Brasil Foto: Eduardo Queiroz

A Natura e o Itaú Unibanco, em parceria inédita, acabam de abrir o Edital Compromisso com o Clima, para captação de projetos de compensação das emissões de Gases do Efeito Estufa (GEE). A ação apresenta um formato diferenciado, participativo e que alavanca o apoio institucional a iniciativas inovadoras e sustentáveis.

Juntas, as duas empresas visam adquirir uma estimativa de 500 mil toneladas de dióxido de carbono (CO2) para compensar suas emissões dos últimos períodos. A inscrição é gratuita e pode ser feita até o dia 13 de outubro por meio da plataforma Ekos Social, http://ekos.social/pages/natura-itau, onde também está disponível o regulamento completo.

São elegíveis de participação no edital Compromisso com o Clima projetos desenvolvidos no Brasil relacionados a biomassa renovável, energia eólica, energia solar, Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCHs), metano para energia, eficiência energética, agricultura e agroflorestal, restauro florestal, Redução de emissões provenientes do desmatamento e degradação florestal (REDD+), purificadores de água, fogões eficientes, troca de combustível e tratamento de resíduos.

Dois tipos de projetos podem se inscrever:

1) Tradicionais: são aqueles que visam a redução de emissões de gases de efeito estufa verificadas por padrões de
certificação do mercado voluntário ou regulado de carbono.

2) Especiais: são aqueles que geram impacto positivo para o clima, com redução ou remoção de gases de efeito estufa na atmosfera, mas que não visam a certificação do projeto junto aos padrões dos mercados voluntário ou regulado de carbono.

Com a iniciativa conjunta, Natura e Itaú Unibanco buscam também estimular novos parceiros e fornecedores a neutralizarem suas emissões de GEE por meio de projetos em áreas como energia renovável, agricultura, floresta e tratamento de resíduos.

“A política de compensação de carbono reforça o compromisso que a Natura tem com a agenda para mitigar o efeito das mudanças climáticas estabelecida no Acordo de Paris. Para gerar maior impacto positivo ambiental e social, a parceria com o Itaú será muito importante. Estamos certos que não conseguiremos esse impacto se agirmos de forma isolada”, afirma Keyvan Macedo, gerente de Sustentabilidade da Natura.

“A compensação voluntária de emissões de Gases de Efeito Estufa é um componente importante para o combate às mudanças climáticas. Através dela, novos fluxos financeiros são gerados para projetos e iniciativas que promovem a transição para uma economia de baixo carbono”, afirma Denise Hills, superintendente de Sustentabilidade e Negócios Inclusivos do Itaú Unibanco.

A executiva reforça a importância de outras instituições a aderirem a iniciativas como esta. “À luz da convergência de objetivos, quanto mais o setor empresarial se envolver conosco nesta jornada, melhor. Todos saem ganhando”, acrescenta.

O processo de seleção de projetos será conduzido pelo Instituto Ekos Brasil, parceiro da Natura e Itaú Unibanco nesta iniciativa. Os selecionados serão conhecidos em junho de 2018. Saiba mais assistindo ao vídeo aqui.

Programa Carbono Neutro

Com o lançamento do Programa Carbono Neutro, em 2007, a Natura deu o primeiro passo rumo à redução de GEE em sua cadeia de produção, ao assumir o compromisso de reduzir em um terço as emissões relativas de GEE na atmosfera até 2013.

A meta foi alcançada e, novamente, a empresa se comprometeu em diminuir em mais 33% as emissões até 2020, em relação ao ano base de 2012.

As emissões que não puderam ser evitadas são compensadas voluntariamente pela Natura, por meio da compra de créditos de carbono no mercado voluntário e apoio a projetos de pequena escala.

Ao longo dos dez anos do Programa Carbono Neutro, foram desenvolvidas iniciativas importantes, que aliam impactos positivos para o clima com benefícios socioambientais, como no caso da instalação de fogões eficientes no Recôncavo Baiano.

Ao reduzir o uso de lenha em fogões rudimentares, o projeto vai além do impacto nas emissões de GEE, com melhoria da saúde e das condições sanitárias em quase 8 mil residências beneficiadas. Desde 2007, o Programa Carbono Neutro realizou cinco editais, com 29 projetos no Brasil e mais seis na América Latina.

A principal diferença do compromisso de redução das emissões de GEE executado pela Natura está no escopo de aplicação. Enquanto algumas iniciativas realizam medidas apenas nas emissões próprias de suas instalações, a Natura se atenta e se preocupa em aplicar suas políticas em toda sua cadeia produtiva, desde operações internas – energia utilizada na produção – até nas operações que estão fora da empresa, como transportadoras e produção de matérias primas.

Programa de Emissões de GEE

O Itaú Unibanco reconhece que as Mudanças Climáticas representam um dos principais desafios das gerações atuais e futuras. Assim como todos os setores da sociedade, o Itaú, como instituição financeira, também tem um papel importante na mitigação desses riscos, principalmente por meio da facilitação da transição para uma economia de baixo carbono.

Como parte do compromisso com a mitigação das Mudanças Climáticas, refletindo a busca pela performance sustentável e a evolução da gestão estratégica do carbono, o banco deu início, em 2015, ao Programa de Compensação de Emissões de Gases de Efeito Estufa (GEE) do Itaú Unibanco.

A gestão de carbono no Itaú Unibanco se dá, atualmente, em quatro fases: quantificação das emissões de GEE, verificação do inventário por terceira parte independente, publicação dos resultados e implementação de projetos internos de redução de emissões.

Neste sentido, a instituição entende que a etapa final para consolidar o ciclo de gestão do carbono é a Compensação das emissões de GEE oriundas de suas atividades, que não puderam ser reduzidas por meio de ações internas, por meio da compra de Créditos de Carbono que possuam cobenefícios socioambientais comprovados.

Sobre a Natura

Fundada em 1969, a Natura é uma multinacional brasileira de cosméticos e produtos de higiene e beleza. Líder no setor de venda direta no Brasil, registrou R$ 7,9 bilhões de receita líquida em 2016, possui mais de 7 mil colaboradores, 1,8 milhão de consultoras e operações nos EUA, França, Chile, México, Peru, Colômbia e Argentina.

Foi a primeira companhia de capital aberto a receber a certificação B Corp no mundo, em dezembro de 2014, o que reforça sua atuação transparente e sustentável nos aspectos social, ambiental e econômico.

A estrutura da companhia é composta por fábricas em Cajamar (SP) e Benevides (PA), oito centros de distribuição no Brasil, um hub logístico em Itupeva (SP) e centros de Pesquisa e Tecnologia em São Paulo (SP) e Nova York (EUA).

Detém o controle da fabricante australiana de cosméticos Aesop, com lojas em países da Oceania, Ásia, Europa e América do Norte. Produtos da marca Natura podem ser adquiridos com as consultoras Natura, pela Rede Natura rede.natura.net, por meio do app Natura ou em lojas em São Paulo, Rio de Janeiro, Paris e Nova York.

Sobre o Itaú Unibanco

O Itaú Unibanco, com mais de 90 anos de história, é o maior banco privado da América Latina. Presente em 19 países nas Américas, Europa e Ásia, a instituição conta com mais de 90 mil colaboradores.

Com uma rede de atendimento ampliada, composta por mais de quatro mil agências e postos de atendimento e 46 mil caixas eletrônicos em todo o território nacional, atende clientes pessoa física e pessoa jurídica em todos os segmentos.

Além disso, tem o objetivo de se tornar uma instituição cada vez mais digital – 73% de suas transações já ocorrem em canais digitais, sendo 50% delas em celulares.

O Itaú tem como visão ser o banco líder em performance sustentável e em satisfação dos clientes. Sua marca tem como propósito promover mudanças positivas na vida das pessoas e na sociedade.

Orientado por suas causas, oferece produtos e serviços que atendem às necessidades dos clientes, refletindo o esforço contínuo em proporcionar a melhor experiência para todos aqueles que interagem no dia a dia.

O banco tem ações negociadas nas bolsas de São Paulo, Nova York e Buenos Aires, e faz parte do Dow Jones Sustainability World Index há 18 anos consecutivos.

Mais informações:
Edital Compromisso pelo Clima
Inscrições: até 13 de outubro de 2017
Quem pode fazer a inscrição: pessoas jurídicas, que desenvolvam projeto de redução e/ou remoção de GEE, no Brasil
Outras informações e regulamento completo:
ekos.social/pages/natura-itau
www.itau.com.br

Comentários 0

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *