Busca

Como ficou o ranking mundial depois das Crossfit Regionals 2018?

12:06 · 25.06.2018 / atualizado às 12:06 · 25.06.2018 por
Fotos: Reprodução/Instagram

Se você fosse apostar no líder dos Crossfit Games depois da etapa das Regionals, certamente diria Mat Fraser, certo? Mas o ranking dos Games mostra outro atleta na liderança: o canadense Patrick Vellner, medalha de bronze na edição de 2017.

A questão é constância: não é preciso tirar a primeira colocação em todas as provas, mas manter-se em boas colocações ao longo da competição. Nesse sentido, Vellner se deu melhor. Por outro lado, foi o calcanhar de Aquiles de Fraser.

O bicampeão mundial ficou em 9º lugar na Central Regional na prova Triple 3, que reunia 300 double unders, 3km de remo e 3 milhas de corrida. Comparado aos atletas do resto do globo, ele ficou na péssima 81ª colocação.

Mesmo assim, o champs detém o recorde de três provas nas Regionals deste ano, massacrando o tempo frente aos adversários. O escorregão na Triple 3 não deve ser grande empecilho na conquista do tricampeonato consecutivo – aliás, todo mundo só aposta quem deve completar o pódio, já que ele pode estar praticamente garantido no topo.

Em terceiro, ficou Brent Fikowski, vice-campeão dos Games 2017. A surpresa é o australiano James Newbury, que está em 4º após vencer a Pacific Regional. Noah Ohlsen fica em 5º, Cole Sager em 6º e Josh Bridges, em 7º. O campeão da Europa, o estreante Roman Khrennikov, ficou em 8º.

Já o campeão da South, Sean Sweeney, fica em apenas 52º. O brasileiro Pablo Chalfun não foi rankeado devido às modificações nas provas durante a Latin America Regional, impedindo as comparações, o que só aumenta a expectativa quanto à participação do nosso representante junto à elite masculina mundial.

Velha disputa

Entre a mulheres, a disputa está mais acirrada. Após as Regionals, tivemos o retorno de Katrin Davidsdottir ao topo da elite feminina, desbancando a campeã do ano passado, Tia-Clair Toomey, que está em segundo. Completando o pódio, temos outra islandesa: Annie Thorisdottir.

Colada à tríade, ficou Kara Saunders, vice do ano passado. Kari Pearce, que competiu fortemente com Davidsdottir na East Regional, ficou em 5º. A estreante húngara Laura Horvath ficou à frente de Carol-Ann Reason-Thibault, 3ª da East Regional e Cassidy Lance-Mcwerther, vencedora da Atlantic.

A campeã da Meridional, Jamie Greene, ficou em 9º, e a da Central, Brooke Wells, em 10º. A islandesa Sara Sigmundsdottir terminou as Regionals em 14º. Logo ela, que há tempos busca o título de Fittest Woman on Earth. A campeã da West, Emily Abbott, ficou em 15º. Já a campeã da South, Margaux Alvarez, em 45º.

Comentários 0

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *