Blog do Jogada

Busca


Renda grande, cotas menores

Publicado em 24/04/2014 - 20:11 por | Comentar

  • Enviar para o Kindle

O torcedor menos avisado não consegue entender, como as grandes arrecadações na Arena Castelão não vão direto para os cofres dos clubes. E até os que entendem um pouco mais, não conseguem aceitar, como uma renda grande, se transforma em cotas pequenas para os clubes preliantes. Dessa maneira, Fortaleza e Ceará não ficaram com todo o dinheiro da arrecadação atingida no clássico-rei da quarta-feira passada, decidindo o Campeonato Cearense, quando o Alvinegro se sagrou tetra-campeão de 2014.
A renda foi de R$ 937.959,00 para um público pagante de 42.133 torcedores. Afora estes, o público não pagante foi de 436 pessoas. A renda foi dividida, já que houve empate. As cotas líquidas de Ceará e Fortaleza seriam de R$ 294.674,50, mas o Alvinegro teve desconto do seu sócio-torcedor e levou líquido R$ 289.445,50. Já o Fortaleza teve descontados da sua cota, R$ 16.000,71 para custear a arbitragem de fora. Além disso, o Tricolor teve desconto na Justiça do Trabalho, ficando com R$ 234.472,62.

Tags: , , ,

Estreia positiva

Publicado em 23/04/2014 - 15:55 por | Comentar

  • Enviar para o Kindle
Santista Juliana, ao lado da parceira Maria Elisa, avançou do qualifying para o torneio principal da 1ª etapa do Circuito Mundial de Vôlei de Praia, na cidade de Fuzhou, na China

Santista Juliana, ao lado da parceira Maria Elisa, avançou do qualifying para o torneio principal da 1ª etapa do Circuito Mundial de Vôlei de Praia, na cidade de Fuzhou, na China

As parceiras santista Juliana e carioca Maria Elisa começaram bem a caminhada em busca do título da primeira etapa do torneio feminino do Circuito Mundial de Vôlei de Praia – temporada 2014/2015. Na madrugada desta 4ª feira, 23/04, a dupla que treina em Fortaleza garantiu vaga para o torneio principal da competição após vencer os dois jogos da fase de qualifying do certame que ora  acontece nas areias de Fuzhou, na China.

Na largada do qualifying em Fuzhou, Juliana e Maria Elisa, derrotaram por 2 sets a 0, com parciais de 21/11 e 21/10, as parceiras neozelandesas Tilley e Polley. E no confronto que garantiu a classificação das brasileiras para disputarem a fase principal da etapa chinesa do circuito, Juliana e Maria Elisa também fizeram dois sets a zero, parciais de 21/10 e 21/9 sobre as norte-americanas Daley e Vanzwieten.

Pupilas do  técnico Reis, Juliana e Maria Elisa, estão no grupo C da etapa de Fuzhou do Circuito Mundial e retornam à quadra ainda nesta 4ª feira, às 22h40 (horário de Brasília). As adversárias serão as alemãs Ludwig e Walkenhorst. Já amanhã, 24,, às 5h20 (sempre no horário de Brasília), as brasileiras medirão forças com as parceiras Broder e Valjas, do Canadá.

“Nossa estreia no Mundial foi ótima. Fizemos dois jogos muito bons e com isso ganhamos mais confiança para entrarmos bem na fase de grupos. Estamos focadas para fazermos uma bela campanha aqui em Fuzhou”, comentou a carioca Maria Elisa, que ganhou o prêmio de melhor saque do Circuito Brasileiro pelo segundo ano consecutivo.

Atuais campeãs

Campeãs do Circuito Mundial da temporada 2013/2014, Talita e Taiana, que já tinham vaga garantida no torneio principal de Fuzhou, ficaram no pote B e enfrentarão as cazaques Mashkova e Tsimbalova, as alemãs Laboureur e Sude, e o time da casa, formado por Wang e Ma.

Já as atuais bicampeãs brasileiras, Ágatha e Barbara Seixas, caíram no grupo F, ao lado do time norte-americano Fopma/Pavlik, das suíças Goricanec e Hüberli, e do time vanuatuense Elwin/Iatika. E as irmãs Maria Clara e Carol terão um grupo totalmente europeu pela frente. Na chave E, elas enfrentarão as alemãs Bieneck e Großner, o time holandês Braakman/Van der Vlist e as austríacas Schützenhöfer e Plesiutschnig.

 

Tags:

Amaral sem ritmo, mas com motivação

Publicado em 22/04/2014 - 22:07 por | Comentar

  • Enviar para o Kindle

O lateral-direito Amaral, que deverá substituir Cametá no Clássico-Rei, decidindo o Campeonato Cearense de 2014, nesta quarta-feira às 22 horas na Arena Castelão, está há 70 dias sem jogar oficialmente pelo Fortaleza. Sua última partida oficial com a camisa do Leão no dia 12 de fevereiro de 2014 contra o Ferroviário. Nesse jogo, o Leão do Pici venceu por 3 a 1.
Levantou curiosidade, o fato de o técnico do Leão, Marcelo Chamusca, não relacionar para a partida contra o Ceará, o atacante Paulinho, de 20 anos, que veio emprestado pelo Grêmio. O atleta, que fez várias partidas pelo time gaúcho na primeira divissão tem experiência para contribuir, mas foi relegado a segundo plano pelo técnico Marcelo Chamusca.

Cearense renova com seleção

Publicado em 22/04/2014 - 17:12 por | Comentar

Categorias: Sem categoria
  • Enviar para o Kindle
Paratleta cearense, de Crateús, Maciel dos Santos, renovou vínculo com a seleção paralímpica da bocha para os Jogos 2016

Paratleta cearense, de Crateús, Maciel dos Santos, renovou vínculo com a seleção paralímpica da bocha para os Jogos 2016

Esta semana, o cearense Maciel Souza Santos, de bocha renovou o contrato com o Time São Paulo Paralímpico. Trata-se de uma seleção composta por atletas de elite, constituída por meio de um convênio assinado entre o governo de São Paulo e o Comitê Paralímpico Brasileiro. O Time São Paulo 2014 contará no total com 34 atletas, seis atletas-guia e 23 profissionais das áreas técnica, administrativa e médica, como fisioterapeuta, nutricionista, massoterapeuta e psicóloga. Nove modalidades fazem parte da equipe: atletismo, bocha, canoagem, judô, natação, remo, tênis de mesa, tênis em cadeira de rodas e vela adaptada. A apresentação da nova equipe foi realizada no local onde será o futuro Centro Paraolímpico Brasileiro, na capital paulista. Atualmente em obras, o CT será a casa de 14 modalidades paralímpicas a partir de 2015, data prevista para entrega das instalações.

 

O atleta Maciel nasceu com paralisia cerebral, começou na modalidade aos 11 anos e, três anos depois, passou a representar o país em competições internacionais. Ele, que compete na classe BC2, é considerado o mais experiente da Seleção Brasileira de Bocha. Maciel conquistou bronze na Copa do Mundo de Belfast em 2011 e, no ano seguinte, garantiu ouro individual nos Jogos Paralímpicos de Londres e no Torneio Internacional de Póvoa de Varzim.

 

Criado em 3 de novembro de 2011, em parceria entre o Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) e o Governo do Estado de São Paulo, o Time São Paulo visa avaliar, controlar e executar ações de suporte ao desenvolvimento esportivo de atletas de alto nível vinculados ao estado de São Paulo. O convênio prevê ajuda de custo para atletas e treinadores, suporte para aquisição de materiais esportivos e gastos com viagens em competições.

 

O Centro de Treinamento terá instalações esportivas indoor e outdoor, que servirão para treinamentos, competições e intercâmbios de atletas e Seleções em 14 modalidades paralímpicas: atletismo, basquete, esgrima, rúgbi e tênis em cadeira de rodas, bocha, natação, futebol de 5 (para cegos), futebol de 7 (para paralisados cerebrais), goalball, halterofilismo, judô, tênis de mesa e vôlei sentado. Além disso, terá uma área residencial com alojamentos, refeitório, lavanderia e um setor administrativo com salas, auditórios e outros espaços de apoio.

 

Fonte: Secretaria de Estado dos Direitos das Pessoas com Deficiência- SP

Waldison ainda não está vetado

Publicado em 21/04/2014 - 20:36 por | Comentar

  • Enviar para o Kindle

De acordo com o médico Rômulo Férrer, do Fortaleza, o atacante Waldison ainda não está vetado para a decisão do Campeonato Cearense de 2014, nesta quarta-feira às 22 horas na Arena Castelão. O médico disse que o atleta não tem uma lesão na musculatura e que, portanto, vai ser relacionado para a partida. Contudo, o atleta deverá ficar no banco de reservas.

Torcida faz campanha para cota de arbitragem

Publicado em 18/04/2014 - 22:37 por | Comentar

  • Enviar para o Kindle

Através de campanha em emissoras de rádio, o Fortaleza espera poder pagar a cota de arbitragem do apitador Anderson Daronco, do Rio Grande do Sul, seus assitentes e pessoal de apoio, por ocasião do Clássico-Rei desta quarta-feira às 22 horas na Arena Castelão.
A cota de todos os envolvidos na arbitragem vai ficar entre R$ 20 a R$ 25 mil. Nos programas de rádio, os torcedores já conseguiram alto em torno de R% 5.600 mil.
“Podemos tirar da nossa cota do jogo e vamos pagar apenas a diferença de árbitro de fora. Não é toda nossa a arbitragem”, explicou o gerente de futebol do Leão, Júlio Manso.

Tags: , ,

Rosier já chegou ao Everest

Publicado em 17/04/2014 - 19:42 por | Comentar

Categorias: Montanhismo
  • Enviar para o Kindle
Montanhista cearense Rosier Alexandre já vive o clima do Everest

Montanhista cearense Rosier Alexandre já vive o clima do Everest

O montanhista cearense Rosier Alexandre já chegou ao monte Everest, último dos obstáculos que ele pretende superar para completar o projeto Sete Cumes, que consiste em escalar as sete montanhas mais altas do Planeta. O cearense deve permanecer até domingo, 20, no campo base do Everest, situado a 5.350m de altitude, fazendo trabalho de aclimatação. Para a tentativa de chegar ao cume da maior montanha do mundo, é necessário que sejam cumpridos pelo menos quatro ciclos de aclimatação: ciclos 1, 2, 3 e ciclo do cume.

Segundo Rosier, no Everest, existem quatro acampamentos com altitudes elevadas: C1 – 5.900m; C2 – 6.400m; C3 – 7.200m; e C4 – 8.009m. De acordo com essas gradações, se o cearense Rosier, saísse do campo base para o cume nesse momento, morreria em poucos minutos. Por isso que os montanhistas cumprem os ciclos de aclimatação, subindo gradativamente para acampamentos superiores, esperando o corpo reagir à altitude, ganhando fôlego, literalmente, para continuar a escalada. No C3 (7.200) os montanhistas ficam pouco tempo e, no C4, geralmente, param para descansar por poucas horas para fazer o “ataque ao cume”. Estes dois acampamentos estão na zona de morte da montanha e o risco é altíssimo devido à altitude.

Rotina

Na sua rotina no campo base do Everest, Rosier, acorda às 7h, toma café da manhã às 8h e depois ele e sua equipe, com outros montanhistas, fazem algum treino: paredes de gelo, passagem por gretas (fendas) de gelo, uso de equipamentos. Retornam para o acampamento e por volta das 13h almoçam. No período da tarde, quando é possível, acessam a internet, verificam a previsão de clima, fazem reuniões de planejamento da escalada. Às 19h há uma pausa para o jantar e depois cada montanhista vai para sua b arraca descansar.

Quanto ao treinamento que realiza o grupo que está no campo base do Everest, no glaciar, é uma preparação para efetuar as travessias em escadas de alumínio para passagem nas cascatas de gelo, que, aliás, é bem tensa essa travessia e serão várias até atingir o cume.

Alimentação

A alimentação consumida pelos montanhistas consta de panqueca, ovos, bacon, corn flakes, massas, salame, aveia, leite, mel, biscoitos, chocolates etc. A comida é feita pelos sherpas, numa barraca estilo tenda, que é oferecida para a equipe que acompanha o Rosier. No Everest uma pessoa pode perder mais de 2.000 calorias em repouso absoluto, sem nenhuma atividade física. E com treinamentos o desgaste é muito grande.

Programação

Rosier está no campo base do Everest, a 5.350m de altitude, e até domingo, 20, deve permanecer nessa altitude, no processo de aclimatação e cumprindo a rotina de treinos como escalar paredes de gelo, passar por fendas, andar sobre gelo duro e treinar o uso de equipamentos de escalada de gelo. E ainda no domingo ele deve subir para o Campo 1, a 5.900m de altitude, pernoitando duas noites, até o organismo adaptar-se à nova altitude.

Já no dia 22/04 Rosier sobe para o Campo 2, que fica a 6.400m de altitude, onde permanecerá um dia, retornando ao campo base. Este sobe e desce faz parte do processo de aclimatação, pois o corpo é exposto à máxima altitude e depois desce para “ganhar fôlego” e novamente faz subidas.

Já no dia 1º/05, o montanhista cearense, deve retornar ao Campo 2 (6.400m), onde ficará três dias. A previsão é de que Rosier Alexandre avance para o Campo 3 – a 7.200m de altitude -, no dia 17/05 e de lá faça a tentativa de chegar ao cume do Everest (8.848m) entre os dias 18 a 20/05.

 

Mudança de ares

Publicado em 15/04/2014 - 20:43 por | Comentar

Categorias: Sem categoria
  • Enviar para o Kindle
Técnico Vadão deixa a Ponte Preta para comandar a seleção brasileira adulta feminina

Técnico Vadão deixa a Ponte Preta para comandar a seleção brasileira adulta feminina

Dono de um positivo histórico como treinador, mas sempre à frente de equipes do futebol masculino, tendo passado por times de reconhecida expressão em nível nacional e trabalhado até no Japão, o técnico Oswaldo Alvarez, o Vadão, dará uma guinada de 360 graus em sua carreira. Para quem ainda desconhece, Vadão é o comandante da Seleção Feminina Adulta de Futebol. O anúncio oficial de Vadão como novo técnico do time de Marta e companhia aconteceu na 2ª feira passada, 14, no próprio site da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

E Vadão admitiu que sua nova função é um desafio. “Este é um dos maiores desafios da minha carreira. Sempre acompanhei o futebol feminino, mas nunca imaginei estar à frente da seleção. Apesar de ser uma novidade para mim, é com certeza uma das mais gratificantes”, declarou o treinador que até há pouco tempo comandava o time da Ponte Preta de Campinas/SP.

O primeiro torneio oficial do selecionado feminino do Brasil, agora dirigido por Vadão, está programado para setembro, quando as meninas disputarão a Copa América, que acontecerá no Equador.

Eis o perfil de Vadão, as equipes que comandou e os títulos que já conquistou ao longo da sua carreira:

Perfil Vadão
Nome: Oswaldo Fumeiro Alvarez
Data/Nasc.: 21/08/1956
Local: Monte Azul Paulista-SP
Técnico

Clubes:
1992 – 1994: Mogi Mirim – SP
1995: Guarani – SP
1995: Araçatuba – SP
1995 – 1996: XV de Piracicaba – SP
1996 – 1997: Mogi Mirim – SP
1997 – 1998: Guarani – SP
1999: Matonense – SP
1999 – 2000: Atlético – PR
2000: Corinthians – SP
2001: São Paulo – SP
2001 – 2002: Ponte Preta – SP
2003: Atlético – PR
2004: Bahia – BA
2005: Ponte Preta – SP
2005: Tokio Verdy – Japão
2006: Ponte Preta – SP
2006 – 2007: Atlético – PR
2007 – 2008: Vitória – BA
2008: Goiás – GO
2008 – 2009: São Caetano – SP
2009 – 2010: Guarani – SP
2010: Portuguesa – SP
2011: São Caetano – SP
2012: Guarani – SP
2012/2013: Sport-PE
03/2013 – 08/2013:Criciúma-SC
02/2014 – 04/2014: Ponte Preta/SP

Conquistas:
1992: Copa 90 Anos de Futebol – Mogi Mirim – SP
1993: Torneio Ricardo Teixeira – Mogi Mirim – SP
1999: Seletiva da Taça Libertadores – Atlético – PR
2000: Campeonato Paranaense – Atlético – PR
2001: Torneio Rio São Paulo – São Paulo – SP
2005: Supercopa do Japão – Tokio Verdy – Japão
2009: Vice-campeão da Série B – Acesso à Série A – Guarani
2013: Campeão Catarinense – Criciúma

Títulos individuais:
2012: Seleção do Campeonato Paulista

Rainhas do Super Praia

Publicado em 14/04/2014 - 22:06 por | Comentar

Categorias: Sem categoria
  • Enviar para o Kindle
Taiana e Talita são as primeiras a vencerem o torneio Super Praia

Taiana e Talita são as primeiras a vencerem o torneio Super Praia

Definitivamente, a fase que atravessam as parceiras cearense Taiana e a mato-grossense Talita é muito positiva. As atuais campeãs do Circuito Mundial já escreveram seus nomes na histótia do torneio Super Praia, competição organizada pela Confederação Brasileira de Vôlei (CBV) e pela primeira vez disputada neste ano. Com uma irrepreensível campanha nesse torneio que reuniu as oito mais bem ranqueadas duplas do Circuito Brasileiro para mulhere, no fim de semana passado, nas areias da Praia da Armação, em Salvador/BA: cinco jogos, cinco vitórias e apenas um set perdido, Taiana e Talita garantiram o lugar mais alto do pódio.

A cearense e a mato-grossense dominaram o Super Praia desde o primeiro dia de competição e fecharam o certame com chave de ouro: vitória por 2 sets a 1 (21/16, 18/21 e 15/10) sobre Elize Maia/Fernanda Berti na decisão do título. As campeãs mundiais não deram chances para as rivais na decisão. Elize Maia e Fernanda Berti, que se classificaram no critério de desempate por um ponto de diferença, seguem na busca do primeiro título nacional. O terceiro lugar ficou com a dupla Lili/Duda, que superou Maria Clara e Carol por 2 sets a 0 (22/20 e 24/22).

O jogo

Elize e Fernanda iniciaram bem o confronto pelo título do I Super Praia. Elas abriram 4/1 no começo do 1º set. Mas Talita e Taiana logo reagiram e as duplas passaram a se alternar no comando do placar. E o domínio das atuais campeãs mundiais nesse duelo veio quando Talita conseguiu dois bloqueios seguidos, abriram 12/10 e não perderam mais a liderança. Em uma diagonal curta de Taiana, fecharam a parcial em 21/16.
Talita e Taiana mantiveram o ritmo no segundo set e logo assumiram a dianteira no placar. Em ótima passagem de Elize pelo saque, as adversárias reagiram e viraram o placar (11/8). Elas seguiram à frente até a vitória na parcial por 21/18. No tie-break, Talita e Taiana retomaram o controle da partida, abrindo 3/0. A dupla se aproveitou dos erros rivais para aumentar a vantagem (8/2). Em ataque de Taiana, elas fecharam o set em 15/10 e garantiram o título da competição.

“Estou muito feliz. A gente sofreu com o calor e a areia fofa, mas conseguiu a vitória sobre uma dupla que jogou bem e valorizou ainda mais nossa conquista. Durante o Open, tivemos algumas derrotas e focamos então no Super Praia. O objetivo era esse e a alegria de conseguir esse prêmio é enorme”, comentou Taiana após o triunfo e o ouro do Super Praia.

Este foi o terceiro título da dupla nesta temporada 2014. Elas já haviam conquistado a etapa de Natal (RN) do Circuito BB, além da medalha de ouro nos Jogos Sul-Americanos.

Bronze

Na disputa de terceiro lugar, Lili e Duda superaram Maria Clara e Carol por 2 sets a 0 e subiram ao pódio pela segunda vez desde que se juntaram, no começo deste ano. Elas já tinham conquistado o bronze nos Jogos Sul-Americanos.

Duda analisou o desempenho do time no campeonato e comentou a relação com a torcida em Salvador, que apoiou a dupla em todos os jogos. “A nossa forma de jogar atraiu bastante o público. Acho que o fato de a gente também estar sempre vibrando muito fez com que essa sintonia com eles fosse tão legal. E o fato de ser daqui do Nordeste também. A felicidade é muito grande porque a meta foi cumprida. Aos poucos vamos evoluindo e os resultados estão começando a aparecer”, declarou a atleta sergipana.

Premiação
Além do inédito título do Super Praia, Talita e Taiana, embolsaram a maior premiação de campeonatos nacionais. Elas receberão dois carros da JAC Motors e um prêmio em dinheiro de R$ 79.950,00. O modelo do time vencedor é o JAC J6, enquanto Elize/Fernanda Berti receberá um JAC J3S 1.5 Jetflex, além de um cheque de R$ 55.350,00. Lili e Duda ganharam um JAC J2 e mais R$ 46.125,00.

Caixa vai patrocinar América/RN e ABC/RN

Publicado em 14/04/2014 - 21:58 por | Comentar

Categorias: Futebol
  • Enviar para o Kindle

Já foi publicado no Diário Oficial da União de sexta-feira passada. A Caixa Econômica vai patrocinar o América e o ABC de Natal, coisa que Ceará e Fortaleza estão tentando desde o ano passado.
Pelo contrato, ABC e América-RN receberão o montante de R$ 2 milhões – cada – pelo acordo. Os times começarão a estampar a marca do banco nas camisas durante o Campeonato Brasileiro. A assinatura oficial do patrocínio será realizada no próximo dia 22, em Natal.
Os clubes começaram a negociar com a Caixa desde 2012. No final de 2013, os clubes se aproximaram do acerto final, concretizado somente agora em 2014. A Caixa já patrocina clubes como Corinthians, Flamengo, Vasco, Coritiba, Atlético-PR, Figueirense, Avaí, Atlético-GO e ASA.

Tags: , ,

Página 1 de 30912345678...203040...Última »

Editora Verdes Mares Ltda.

Praça da Imprensa, S/N. Bairro: Dionísio Torres

Fone: (85) 3266.9999