Autor: Daniel Praciano


07:09 · 15.12.2018 / atualizado às 14:51 · 12.12.2018 por

O Messenger Lite para Android, uma versão mais compacta do Messenger, ganhou novos recursos que permitem que você se expresse melhor e compartilhe mais com a família e os amigos. A promessa do Google é que os novos recursos, no entanto, não se traduzam em mais peso. Pensado para as pessoas com dispositivos Android mais antigos e/ou com acesso a conexões de Internet mais lentas, o aplicativo que oferece os principais recursos do Messenger ainda pesa menos de 10 MB, o que facilita a sua instalação e inicialização rápida.

Expresse-se ainda mais

Embora você já pudesse receber GIFs no Messenger Lite há algum tempo, eles não eram animados. A partir de agora, as pessoas podem se expressar ainda mais em bate-papos com a família e os amigos, enviando e reproduzindo GIFs animados. Para enviar um GIF, use outro teclado (como o do Google), procure por GIFs na biblioteca e envie uma mensagem.

Você também pode personalizar suas conversas com diferentes pessoas e Grupos. Com várias opções de cores e emojis, agora você pode tornar seu bate-papo mais pessoal. “É aniversário de um amigo? Crie um apelido por um dia para ele no chat, como “o aniversariante”, e mude o emoji do bate-papo para um bolo de aniversário. Tudo o que você precisa fazer é tocar no botão de informações no canto superior direito para alterar as cores, apelidos e emojis quantas vezes quiser. A pessoa com quem você estiver conversando verá as alterações que você fez”, informa comunicado do Google.

Compartilhe mais

Você agora pode compartilhar um arquivo, uma foto, um vídeo ou um arquivo de áudio com amigos e família no Messenger Lite. Para compartilhar um arquivo, toque no sinal “+”, selecione o arquivo ou vídeo no pop-up e clique em enviar.

“Neste ano, além de fazer investimentos contínuos na qualidade e velocidade do Messenger Lite, incluímos as chamadas de vídeo. Estamos ansiosos para compartilhar mais recursos em 2019”, encerra o comunicado.

14:49 · 14.12.2018 / atualizado às 14:50 · 14.12.2018 por

Nesta sexta-feira, 14, a rede social Facebook revelou que, mais uma vez, seus usuários ficaram expostos através de uma falha de segurança que permitiu que 1.500 aplicativos de 876 desenvolvedores tivessem acesso a fotos de 6,8 milhões de usuários. A falha já teria sido corrigida. O problema ocorreu em 12 dias de setembro deste ano.

Anteriormente, em setembro último, a rede social já havia revelado que dados de mais de 50 milhões de usuários do Facebook haviam sido vazados. Definitivamente, 2018 não está sendo fácil para a empresa de Mark Zuckerberg.

A notícia da nova falha foi dada em um post de um funcionário do Facebook na página para desenvolvedores da rede social. Segundo ele, quando alguém dava permissão de acesso a uma aplicação de terceiro para que visualizasse as fotos do usuário, abria a porta para acesso total a qualquer foto.

“Geralmente concedemos ao aplicativo acesso a fotos que as pessoas compartilham em sua linha do tempo. Nesse caso, o bug potencialmente deu aos desenvolvedores acesso a outras fotos, como as compartilhadas no Marketplace ou no Facebook Stories. O bug também impactou as fotos que as pessoas enviaram para o Facebook, mas optaram por não postar. Por exemplo, se alguém enviar uma foto para o Facebook, mas não terminar de postar, talvez porque perdeu a recepção ou tenha entrado em uma reunião, nós armazenamos uma cópia dessa foto para que a pessoa a tenha quando voltar para o aplicativo. para completar sua postagem”.

A rede social lamentou o ocorrido, mas fica chato ter tantos problemas de segurança de dados. Imagine tantos em um mesmo ano?

09:01 · 14.12.2018 / atualizado às 09:10 · 14.12.2018 por

Está na moda, infelizmente, um novo golpe contra você. Ele toma conta do seu WhatsApp e passa a dar golpes nos seus contatos e ainda poderá acessar seu e-mail e até sua conta de banco via aplicativo. E como isso funciona? Como podemos nos defender? Para saber mais sobre isso conversamos com Fabio Assolini, analista sênior de segurança da Kaspersy Lab. Vamos ficar por dentro? Vamos lá!

Segundo Assolini, esse ataque não está relacionado com phishing ou smartphone conectado, mas sim SIM Swap – que tem se proliferado no Brasil. Nesse caso, o golpista cancela a linha da vítima, ativa em outro chip e com isso tem acesso aos contatos no WhatsApp (não as mensagens anteriores). A partir disso, o cibercriminoso se passa pela vítima e começa a enviar mensagens pedindo dinheiro para os contatos – em muitos casos, os amigos que recebem a mensagem acreditam que seja realmente a pessoa e envia dinheiro.

Além disso, os serviços bancários e outros que existem pela internet utilizam SMS para envios de código de autenticação. Ao ativar o número em um novo chip, eles passam a receber os SMSs com esses códigos, possibilitando e facilitando que eles “hackeiem” contas de e-mail, contas bancárias, etc.

Como acontece a clonagem do WhatsApp

Para que aconteçam, segundo Assolini, o criminoso precisa:

1) Aliciar empregados das operadoras, que têm acesso aos sistemas e com isso conseguem ativar o número em outro chip.

2) O criminoso, em posse dos dados pessoais da vítima, visita uma das lojas, se passando pelo dono da linha e solicita a ativação em um novo chip.

3) Não seria surpresa descobrir que alguns criminosos, em posse das senhas dos funcionários, acessem eles mesmos o sistema das operadoras para concretizar o golpe.

Saiba como se proteger do golpe que clona o WhatsApp

1) Se você ficar muito tempo sem sinal, em um lugar que geralmente e comumente há sinal de celular, isso pode significar que seu número foi desativado pelos golpistas. Nesse caso é recomendado um contato urgente com a operadora para reativar o número.

2) É altamente recomendável que o usuário tenha um número secundário, sem WhatsApp instalado, sem outros programas de mensagem e que esse número seja usado única e exclusivamente para o recebimento de códigos de autenticação via SMS, e nada mais. É importante que esse número não seja divulgado e muito menos usado para outro fim.

3) Sempre quando possível, escolha a autenticação em duas etapas feita por aplicativos no seu celular (usando o Google Authenticator, por exemplo). Autenticação via SMS pode ser um problema nesse cenário, é bom evita-la ao máximo.

4) Fale com seus familiares e parentes acerca desse ataque para que estejam cientes, pois na maioria dos casos ocorre um pedido de dinheiro aos familiares e amigos. Informe-os que em situações assim é recomendável perguntar coisas bastante pessoais para tentar entender que se trata de um golpista e não do verdadeiro dono do número.

5) Se for vítima de um ataque assim, não deixe de formalizar um Boletim de Ocorrências. Quanto mais vítimas o fizerem, maior será a pressão para que as operadoras de telefonia melhores os sistemas para impedir esse tipo de ataque.

6) Ativar a dupla autenticação no WhatsApp também. Dessa forma, mesmo que haja o SIM swap, o cibercriminoso não conseguirá ativar o WhatsApp em outro aparelho.

Polícia não esclarece o golpe do WhatsApp

Procuramos a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) para saber como andam as investigações sobre os casos já noticiados de clonagem ou possível clonagem do WhatsApp. E sabe se é um caso comum no Estado. Em nota, a secretaria no respondeu. A SSPDS informa que os inquéritos que envolvem a investigação do golpe de clonagem do Whatsapp são sigilosos. “As informações, portanto, não podem ser repassadas para não atrapalhar o andamento das diligências policiais. Com relação a índices estatísticos desse tipo de ocorrência, não é possível responder a demanda, uma vez que o Sistema de Informação Policial (SIP), ferramenta utilizada pela Polícia Civil para o registro das ocorrências, não tem um campo específico para alimentação dessa modalidade de golpe”.

O que nos resta é termos o máximo de cuidado e ficarmos sempre alerta para evitar que criminosos nos passem a perna.

Operadoras e sindicato em silêncio

Entramos em contato com o Sindicato Nacional das Empresas de Telefonia e de Serviço Móvel Celular e Pessoal (SindiTelebrasil) e com as operadoras Claro, Oi, Vivo e TIM. A TIM respondeu que o SindiTelebrasil iria responder por eles. As demais não responderam até agora.

07:21 · 14.12.2018 / atualizado às 07:37 · 14.12.2018 por

O Museu do Videogame Itinerante, que foi criado no Brasil e já entrou para o calendário de eventos de sucesso em Fortaleza, foi convidado a integrar, no próximo ano, um dos mais importantes eventos de games da Inglaterra: o London Games Festival.

O Museu do Videogame agora vai para o London Games Festival. Na foto o jornalista Cleidson Lima, criador do museu

O evento, que nasceu em 2011 de uma iniciativa do jornalista Cleidson Lima, traz mais de 300 consoles de todas as gerações em exposições e recebe mais de 5 milhões de visitantes ao ano pelo Brasil. É o primeiro do gênero do país registrado pelo Ibram – Instituto Brasileiro de Museus. Em 2014, recebeu o prêmio do Ministério da Cultura como o museu mais criativo do país. Em 2016, foi um dos museus brasileiros escolhidos para representar o país no maior encontro de museus do mundo, em Paris. Aqui em Fortaleza, de 2015 a 2018 foi uma das principais atrações nos shoppings RioMar Fortaleza e RioMar Kennedy.

A exposição totalmente interativa resgata quatro décadas de história da evolução dos videogames. De acordo com o curador do Museu do Videogame, Cleidson Lima, entre as relíquias estão o primeiro console fabricado no mundo, o Magnavox Odyssey, de 1972; o Atari Pong (primeiro console doméstico da Atari), de 1976; Fairchild Channel F, de 1976 (primeiro console a usar cartuchos de jogos); o Telejogo Philco Ford, de 1977 (o primeiro videogamefabricado no Brasil); o Nintendo Virtual Boy, de 1995 (primeiro a rodar jogos 3D); o Vectrex, de 1982 (console com jogos vetoriais que já vinha com monitor); o Microvision (primeiro portátil a usar cartucho), de 1979 e o R.O.B (robozinho lançado juntamente com o Nintendo 8 bits, em 1985).

O Museu vem a Fortaleza desde 2015

Um dos diferenciais do Museu do Videogame Itinerante é que, além de conhecer consoles e jogos raros, os visitantes também podem jogar em alguns videogames que fizeram história, tais como o Telejogo Philco-Ford, Atari 2600 , Odyssey, Nintendinho 8 bits, Master System, Mega Drive, Sega CD, Super Nintendo, Neo Geo, Panasonic 3DO, Turbografx, Nintendo 64, Game Cube, Sega Dreamcast, Xbox, Playstation 1, PlayStation 2, entre outros.

10:04 · 13.12.2018 / atualizado às 10:48 · 13.12.2018 por

Se você está de férias em Orlando ou está chegando a terra do Mickey?: Pois saiba que há muito mais a fazer além dos parques da Disney e Universal. Uma dessas opções é visitar o Kennedy Space Center, 45 minutos de distância de Orlando. E, na próxima terça-feira, 18, será um dia especial. Isso porque, no Complexo de Visitantes da Nasa, vai ter o lançamento do Space X Falcon 9, que levará o GPS III SV01.

O Space X Falcon 9 tem como missão enviar o o GPS III SV01 para a Força Aérea dos Estados Unidos. O GPS III SV01 se unirá a 31 satélites operacionais de sistemas de posicionamento global (GPS) já em órbita, fornecendo serviços de posicionamento, navegação e cronometragem para os Estados Unidos e outras operações. Este satélite também é apelidado de “Vespucci”.

Lançamento anterior da Space X Falcon 9 também no complexo

O Complexo de Visitantes da Nasa disponibiliza três diferentes pontos para assistir lançamentos:

– LC-39 Observation Gantry, localizado aproximadamente a 5.5 quilômetros da plataforma de lançamento.

– Apollo / Saturn V Center, localizado aproximadamente a 10 quilômetros da plataforma de lançamento, incluso no ingresso de entrada ao Complexo.

– Visitor Complex, localizado a 10.8 quilômetros da plataforma de lançamento, também incluso no ingresso.

Os tickets para assistir ao lançamento desde a plataforma LC-39 estão disponíveis online e são comprados a parte do ingresso de entrada ao Complexo. O acesso ao Centro Apollo / Saturno V e ao Visitor Complex são inclusos nos tickets convencionais.

Sobre Kennedy Space Center Visitor Complex

O Kennedy Space Center Visitor Complex da vida a épica história do programa espacial americano, que oferece um dia, ou mais, completo de atividades divertidas e educativas.

Durante o tour pelo Kennedy Space Center Visitor Complex é possível visitar ao Centro Apollo/Saturno V, onde se encontram o foguete lunar Saturno V, a exposição do Ônibus Espacial AtlantisSM (Space Shuttle Atlantis), ao Simulador de Lançamento (Shuttle Launch Experience), filmes espaciais em 3D, incluindo “IMAX A Beautiful Planet” e “Journey to Space 3D”, Econtro com um Astronauta (Astronaut Encounter), Viagem a Marte: Procuram-se exploradores (Journey To Mars: Explorers Wanted), Science on a Sphere, Rocket Garden (Jardim dos Foguetes), Cosmic Quest, Heroes & Legends apresentando U.S. Astronaut Hall of Fame e muitas outras atrações.

Apenas a 45 minutos de Orlando, Flórida, o Kennedy Space Center abre diariamente às 9h, o horário de encerramento das atividades e do Complexo variam conforme a temporada.

06:32 · 13.12.2018 / atualizado às 07:25 · 13.12.2018 por

Com a popularização dos smartphones, o mercado foi criando outras categorias do produto, que vão além dos aparelhos de alta qualidade e de valor exorbitante. Desta forma, o consumidor que não possui condições de adquirir celulares top no mercado, como Galaxy S9 ou iPhone XS, pode ter um modelo que cumpre as necessidades básicas e conforto. Por isso, a PROTESTE, associação de consumidores, avaliou os principais smartphones que se encaixam nessa categoria, os chamados modelos “intermediários”.

Entre a ampla gama de mais de 126 produtos testados anteriormente no comparador da Associação, foram escolhidos para essa avaliação 11 dispositivos ditos de “modelos de entrada”, com preço até R$ 1.500. Vale destacar todos os selecionados possuem o sistema operacional Android, já que, não bastasse estar obsoleto, o iPhone SE se encontra acima dessa faixa de valor.

Foram avaliados itens como duração de bateria, qualidade sonora, tela e câmera, entre vários outros. Para isso, os aparelhos foram separados de acordo com seis perfis comuns de preferência de usuários: barato e bom; valor máximo de R$ 1.500; bateria duradoura; tela grande; proteção contra água e poeira, e câmera.

Bateria dura mais de 40 horas de uso

Juntamente com tela de qualidade e câmera de boa resolução, uma das características mais procuradas em um celular é uma bateria de longa duração, que não deixa o usuário na mão no meio do dia. Embora os chipsets mais modestos de hoje em dia consigam otimizar o uso de energia consideravelmente, trata-se, na verdade, de um quesito que evolui lentamente, se comparado à tecnologia.

Apesar disso, alguns produtos se destacaram com desempenho extraordinário – caso, particularmente, do LG K10 Power Dual, uma das três escolhas certas nominadas pela Associação, que suportou mais de 40 horas de uso. Também se saíram bem o Samsung J7 Prime, Samsung J8 e Moto G6 Play, registrando mais de 30 horas ininterruptas.

Uma dica da PROTESTE sobre esse quesito é aliar a escolha de um desses dispositivos a medidas que poupem energia, como desinstalar aplicativos pouco usados e reduzir o brilho da tela.

Já no que se refere às telas, embora evidentemente as diferenças entre modelos premium e os mais baratos continuem grandes, o avanço da tecnologia está diminuindo essa disparidade. Em termos de tamanho, os produtos Moto G6 Plus, Moto G6 e Samsung J8 possuem as maiores telas, com 5.9, 5.7 e 6, respectivamente. O Samsung J8 mostrou ter o melhor aproveitamento de sua parte frontal, com 75,8%, seguido pelo Moto G6 Plus, com 74,4%. Porém, este último se destaca devido à qualidade da tela e contraste diferenciado.

Referente às câmeras frontais, o Moto X4, Moto G6 e Moto G6 Plus saíram na frente. Já na câmera traseira, o Moto X4 se sobressaiu, além de ser o melhor dessa avaliação. Este modelo também conquistou o título do mais resistente à poeira e à água, em que os modelos G6 Plus e G6, também da Motorola, foram bem.

Segundo a PROTESTE, a Motorola é a fabricante que entrega as melhores opções para quem deseja o produto com maior custo benefício na faixa de preço de até R$ 1.500. Seus três smartphones (G6 Plus, X4 e G6, em ordem de pontuação geral no teste) vêm com a última atualização do sistema operacional, têm boas câmeras frontais e, especialmente no caso do X4, a câmera traseira também. Além disso, demoram relativamente pouco para carregar.

Para quem busca aparelhos mais baratos, a Associação indica os que custam menos de R$ 800 e mantêm uma boa qualidade, como o Samsung J6, LG Q6 e LG K10 Power Dual. Eles trazem softwares atualizados e câmeras aceitáveis, além de todas as outras funções básicas consideradas necessárias. Por isso, não à toa, são as escolhas certas da avaliação.

Particularmente, acredito que os aparelhos da Asus têm um custo x benefício superior ao J6, LG Q6 e K10. Mas entendemos a metodologia da PROTESTE. Porém, sinceramente, não investiria meu dinheiro no trio citado. Bateria, durabilidade dos aparelhos, preço, boas câmeras, armazenamento interno e memória RAM. Tudo isso os aparelhos da Asus têm de sobra.

Para mim, os aparelhos da Motorola e da Asus só ficam atrás, na linhagem Android, para os tops da Samsung – com preços impraticáveis. Lógico, não vamos falar dos aparelhos chineses como Xiaomi, Oppo e Vivo, pois não temos como testá-los sem importá-los e corremos o risco de ficarmos sem o dinheiro e sem os celulares. Mas daqueles que já testamos, temos os top da Samsung, e os Motorola e os da Asus que podemos dizer que são ótimas escolhas.

14:42 · 12.12.2018 / atualizado às 14:51 · 12.12.2018 por

Hoje, o Google anuncia os resultados das buscas do ano, oferecendo uma perspectiva única das tendências e principais destaques do ano baseado nas pesquisas feitas no Brasil.

Este ano, as buscas mostram grande interesse em temas como Copa do Mundo, Eleições e Jair Bolsonaro. Confira:

Top Buscas

1 – Copa do Mundo
2 – Big Brother Brasil
3 – Eleições 2018
4 – Jair Bolsonaro
5 – Horário de Brasília
6 – Greve dos caminhoneiros
7 – Luiz Inácio Lula da Silva
8 – Fernando Haddad
9 – Copa São Paulo de Futebol Júnior 2018
10 – Stan Lee

Top Tecnologia
1 – Motorola One
2 – iPhone X
3 – Zenfone 5
4 – Moto G6
5 – Moto G5
6 – Galaxy J7
7 – Galaxy J4
8 – Galaxy J5
9 – Sarahah
10 – iPhone 8 Plus

Top Esportistas
1 – Kylian Mbappé
2 – Philippe Coutinho
3 – Henrique Dourado
4 – Mohamed Salah
5 – João Miranda
6 – Roberto Firmino
7 – Alisson Becker
8 – Douglas Costa
9 – Luka Modrić
10 – Lyoto Machida

Top Times da série A
1 – Flamengo
2 – Palmeiras
3 – Corinthians
4 – São Paulo
5 – Grêmio
6 – Vasco da Gama
7 – Cruzeiro
8 – Santos
9 – Internacional
10 – Atlético Mineiro

Top Mortes
1 – Stan Lee
2 – Avicii
3 – Mr. Catra
4 – XXXTentacion
5 – Marielle Franco
6 – Nara Almeida
7 – Vitória Gabrielly
8 – Mac Miller
9 – Eduardo Carneiro
10 – Anthony Bourdain

Top Virou meme
1 – Que Tiro Foi Esse
2 – Fábio Assunção
3 – É verdade esse bilhete
4 – Jair Bolsonaro
5 – Neymar Jr.
6 – Copa do Mundo
7 – Dia do Amigo
8 – Lula
9 – Pikachu
10 – Akon

Top Filmes
1 – A Freira
2- Deadpool 2
3 – Pantera Negra
4 – Vingadores: Guerra Infinita
5 – Venom
6 – Bohemian Rhapsody
7 – Um Lugar Silencioso
8 – Nasce uma Estrela
9 – Os Incríveis 2
10 – Cinquenta Tons de Liberdade

Top 10 como fazer
1 – Como fazer slime?
2 – Como fazer figurinhas no Whatsapp?
3 – Como fazer gasolina?
4 – Como fazer crepioca?
5 – Como fazer perguntas no Instagram?
6 – Como fazer bacalhau?
7 – Como fazer declaração de Imposto de Renda 2018?
8 – Como fazer kefir?
9 – Como fazer guacamole?
10 – Como fazer pipoca doce?

Top o que é
1 – O que é fascismo?
2 – O que é intervenção militar?
3 – O que é lúpulo?
4 – O que é Ursal?
5 – O que é Corpus Christi?
6 – O que é chaira?
7 – O que é afonia?
8 – O que é momo?
9 – O que é Encceja?
10 – O que é tuberculose ganglionar?

Top 10 Por quê?
1 – Por que a guerra na Síria?
2 – Por que votar no Bolsonaro?
3 – Por que ou porque?
4 – Por que não pode comer carne na Sexta-feira Santa?
5 – Por que Ibrahimovic não foi convocado?
6 – Por que não votar em Bolsonaro?
7 – Por que Nadja foi expulsa de A Fazenda?
8 – Por que a série Lúcifer foi cancelada?
9 – Por que o Amoedo não participa dos debates?
10 – Por que quarta-feira de Cinzas?

Top 10 Acontecimentos
1 – Copa do Mundo
2 – Eleições 2018
3 – Greve dos caminhoneiros
4 – Copa São Paulo de Futebol Júnior 2018
5 – Campeonato brasileiro
6 – Prisão do Lula
7 – Horário de verão
8 – Caso Vitória
9 – Enem 2018
10 – Julgamento do Lula

Top Celebridades
1 – Sylvester Stallone
2 – Pabllo Vittar
3 – MC Loma
4 – Meghan Markle
5 – Roger Waters
6 – Letícia Almeida
7 – Douglas Sampaio
8 – Tata Amaral
9 – Cristiane Machado
10 – Priscila Tossan

Top Séries
1 – La Casa de Papel
2 – Elite
3 – Riverdale
4 – Lucifer
5 – The 100
6 – O Mecanismo
7 – The Good Doctor
8 – 3%
9 – Westworld
10 – Scandal

Top Programas de TV e novelas
1 – Big Brother Brasil
2 – Segundo Sol
3 – O Outro Lado do Paraíso
4 – Deus Salve o Rei
5 – A Fazenda
6 – O Tempo não Pára
7 – The Voice Brasil
8 – As Aventuras de Poliana
9 – Orgulho e Paixão
10 – Tempo de Amar

Top Música (Letras)
1 – Era uma Vez
2 – Que Tiro Foi Esse
3 – Dona Maria
4 – Vai Malandra
5 – O Sol
6 – Bohemian Rhapsody
7 – Mostra Tua Força, Brasil
8 – Notificação Preferida
9 – Mulherão da Porra
10 – Ousado Amor

06:17 · 12.12.2018 / atualizado às 13:26 · 10.12.2018 por

Um levantamento feito pelo Zoom, site e app comparador de preços e produtos, revela as categorias mais buscadas pelos e-consumidores para o Natal. Apesar de algumas pessoas terem aproveitado a Black Friday para as compras de fim de ano, muitas ainda têm a pretensão de comprar presentes para a data, aproveitando o 13º salário.

Os celulares e smartphones aparecem liderando o ranking da data e em segundo lugar estão as TVs, que costumam ter um tíquete-médio mais elevado. O levantamento também é ocupado por três categorias da linha branca e outras categorias como ar-condicionado e jogos de PS4, que estão nas últimas posições do Top 10.

Pensando nas melhores oportunidades para aproveitar a data e não estourar o orçamento, Nayla Pires, gerente de Customer Experience do Zoom, recomenda que o consumidor planeje as compras e observe a movimentação de preço dos produtos. “Acompanhar o Histórico de Preços do produto desejado é fundamental, principalmente em datas sazonais como o Natal. Dessa forma, o consumidor pode comprar tranquilo, sabendo que está aproveitando o melhor custo-benefício”, comenta Nayla.

Confira quatro dicas do Zoom para fazer as melhores compras no Natal:

Aposte em itens com descontos

Economizar no fim do ano é sempre bom, pois apesar do recebimento do 13º, o começo do ano já vem carregado com IPTU, IPVA e outras contas.

Vale fazer uma busca minuciosa pelos melhores preços e contar com o Histórico de Preços do Zoom para garantir que é um bom momento para comprar o seu presente. “O Zoom acompanha o menor preço que as varejistas praticaram nos últimos seis meses, assim o usuário consegue ver de forma simples quando é o melhor momento para comprar”, explica Nayla.

Fique atento às formas de pagamento

Sabe quando aquela compra pesa no orçamento? É primordial escolher uma forma de pagamento que esteja dentro do seu planejamento financeiro. Verifique se vale a pena comprar à vista ou parcelar, já que na primeira opção é possível conseguir um desconto e na segunda opção podem existir os juros do cartão de crédito de acordo com a quantidade de parcelas.

Saiba o prazo de entrega

Se as compras são para o Natal é ideal que o prazo de entrega seja para no máximo até dia 21/12, que será uma sexta-feira. Fique também atento ao valor do frete e se compensa entregar na sua região.

Fique atento aos direitos do consumidor

Você sabia que pode se arrepender da sua compra e devolver o produto? Por lei, o consumidor tem o prazo de sete dias, contados a partir do recebimento do produto, para devolvê-lo. Nesse caso, o arrependimento não precisa estar relacionado ao funcionamento do produto. Essa devolução garante o ressarcimento imediato do valor atualizado do pedido, incluindo os custos com frete.

Maiores destaques

1 – Celular e smartphone
2 – TV
3 – Tênis
4 – Notebook
5 – Geladeira
6 – Fogão
7 – Lavadora de roupas
8 – Ar condicionado
9 – Jogos para PS4

07:18 · 11.12.2018 / atualizado às 12:08 · 11.12.2018 por

Será mesmo que funciona colocar o celular no arroz após ele cair na água? Pasta de dente ajuda a nivelar o vidro quebrado do aparelho? Tela rachada prejudica o uso do smartphone? Para esclarecer de uma vez por todas essas dúvidas, Tatiana Moura, sócia e técnica da Fix Online, apresenta os principais questionamentos dos consumidores e revela o que realmente funciona e o que não passa de mitos populares

>>>Saiba o que fazer quando o celular cair no mar ou na piscina

:: Afundar o celular no arroz depois de deixá-lo cair na água, funciona?

Quem nunca colocou o celular no arroz após deixá-lo cair na água que atire a primeira pedra! Sem julgamentos, é compreensível o desespero para que ele volte a funcionar normalmente. Afinal, apesar de ser um aparelho tão pequeno, carrega uma vida inteira com ele, não é mesmo? Mas de acordo com a técnica, empresa especializada da troca e vidro de celulares, Tatiana Moura, isso não passa de um mito popular. “O arroz irá absorver apenas a água superficial do aparelho, mas ele não consegue sugar o que entrou nas peças do celular. E é exatamente esta parte que acaba sendo danificada”, explica.

De acordo com Tatiana, quando o celular cai na água o procedimento correto a ser seguido é simples. “Desligue o aparelho e leve-o a uma assistência técnica”. A técnica afirma que qualquer atitude contrária a essa pode prejudicar o conserto.

:: Carregadores baratinhos podem danificar a bateria do celular. Será mesmo?

“Em hipótese alguma deve se comprar um carregador que não seja de boa qualidade ou sem garantia”, aconselha Tatiana. O item pode causar sérios danos ao celular, como provocar encaixes imperfeitos, inchaço da bateria e superaquecimento do conector de carga, além de colocar a vida do usuário em risco, já que ele não possui sistemas de segurança embutido, podendo causar explosões, choques e incêndios.

Outra questão que a técnica destaca é a economia a longo prazo que um carregador de boa procedência proporciona. “Um carregador de baixa qualidade tem vida curta, então por mais que se pague barato nele, em questão de dias será necessário trocá-lo de novo”, explica.

O uso do carregador de baixa qualidade também pode ocasionar na perda de eficiência da bateria do celular. “Um bom carregador entende quando a bateria do aparelho está cheia e para, automaticamente, de enviar energia pra ela. Já os outros continuam mandando energia o tempo todo em que o celular estiver conectado na tomada, o que prejudicará a vida útil da bateria”, aponta Tatiana.

:: Dormir com o celular na tomada é perigoso. Mito popular?

Nos tempos atuais, é difícil encontrar quem não dorme com o aparelho ao lado. Seja por cair no sono enquanto navega pelas redes sociais, por preocupação em não ouvir o alarme ou simplesmente pela proximidade da tomada, se tornou hábito. Mas e as histórias de aparelhos explodindo, pode acontecer mesmo? De acordo com a técnica, as chances são pequenas, mas todo cuidado é bem-vindo. “Os fabricantes de smartphones já evoluíram bastante quanto as baterias, mas ainda podem vir a superaquecer, assim como todo eletrônico”.

Não há problema algum em ter o celular por perto enquanto ele recebe as ondas de energia do carregador, mas, para evitar qualquer tipo de problema, Tatiana indica que algumas medidas sejam tomadas. “Utilize um criado-mudo ou posicione o aparelho a uma certa distância do travesseiro. Se alguma falha acontecer, como um problema com o carregador, o celular conseguirá ser ventilado e a temperatura equilibrada”.

:: Pasta de dente nivela os rachados do vidro do aparelho. Será que é verdade?

Caso o celular não possua nenhum tipo de película protetora, é real o risco de trincar a tela. A queda não é o único responsável por este tipo de dano, ações rotineiras como colocar e retirar o celular do bolso ou o contato com superfícies não lisas também podem gerar alguns arranhões. Para esses pequenos danos, a lenda urbana é que aplicar pasta de dente preenche os riscos, tornando-os imperceptíveis. “Já vi alguns vídeos na internet afirmando que os componentes da pasta conseguiriam nivelar a tela, mas o que realmente pode acontecer é que o verniz protetor do LCD seja danificado ou até mesmo que o produto entre nos pequenos buracos do aparelho”, conta a profissional.

Felizmente, já existe no mercado uma pasta polidora específica e apropriada para diminuir o dano dos arranhões. O procedimento é simples e pode ser feito em casa. Com o auxílio de um pano macio ou algodão, basta aplicar o produto, deixá-lo agir por aproximadamente três minutos e retirar o excesso. “Vale ressaltar a importância do uso das películas protetoras. Com um pequeno investimento, dores de cabeça como essa podem ser evitadas”, complementa a profissional.

:: Tela rachada prejudica o funcionamento do aparelho. Mito ou verdade?

É bastante comum ver pessoas utilizando o celular mesmo com o vidro rachado, mas de acordo com Tatiana Moura, o uso do aparelho quebrado não é indicado. “Após a queda, mesmo que o aparelho esteja funcionando normalmente, há riscos tanto para o telefone, quanto para quem o está manuseando”, alerta. Isso porque, com o tempo de uso, o trincado pode vir a aumentar de espessura e profundidade, afetando a funcionalidade do celular. Pequenos farelos de vidros também podem ser soltos, expondo o usuário a cortes.

Quando isso acontece, o consumidor costuma entrar em desespero, achando que terá que trocar tudo e pagar um absurdo pelo serviço, mas a técnica faz um alerta: “Apesar da grande maioria das assistências trocarem tudo, em 95% dos casos a quebra é apenas do vidro e não do LCD”, revela. A troca somente do vidro, gera uma economia de 70% no orçamento.

12:25 · 10.12.2018 / atualizado às 12:25 · 10.12.2018 por

O Google anunciou, na semana que passou, que não dará mais suporte ao Android 4.0 também conhecido como Android Ice Cream Sandwich. Ele é de 2011 e trouxe o começo da revolução do sistema do robozinho verde. Hoje, há cerca de 6 milhões de smartphones ainda usando o Ice Cream Sandwich.

Antes dele era comum o sistema operacional do Google ser acusado de frágil na segurança, sem novidades e atrativos. A partir do Ice Cream Sandwich os usuários do Android perceberam a grande revolução do sistema operacional em suas mãos.

Infelizmente, o tempo passou e, 7 anos depois, já era hora de parar de dar suporte ao sistema operacional. O problema é que, por muito tempo, as montadoras de smartphones demoravam ou mesmo nem davam atualização para novas versões do sistema operacional.

Isso mudou já há algum tempo, felizmente, mas não há como voltar no tempo e muitos aparelhos daquela época já deveriam ter sido descontinuados. Se você ainda tem um guerreiro de 7 anos de vida que usa o Ice Cream Sandwich, chegou a hora de se despedir dele. Há boas opções no mercado com sistema atualizado ou defasagem de apenas 1 ano no sistema operacional Android. Boa sorte!

Pesquisar

Faça uma busca em nosso blog:

Na Rede

Blog com novidades, eventos, reviews e críticas de Tecnologia, Ciência e cultura Geek.

VC REPÓRTER

Flagrou algo? Envie para nós

(85) 98887-5065

Tags