Autor: Daniel Praciano


14:13 · 19.07.2019 / atualizado às 14:14 · 19.07.2019 por

O WhatsApp é o queridinho dos aplicativos de mensagens do mundo. Aqui no Brasil principalmente. E o aplicativo está preparando duas novidades para lançar ainda este ano. Ambas as novidades chegam primeiro para o sistema operacional iOS do iPhone da Apple.

A primeira é uma prévia do áudio que poderá ser escutada ainda na versão da notificação por push. Ainda sem data certa, mas este ano.

A segunda atualização é o queridinho modo escuro que ajuda na economia de bateria e no descanso para os olhos. Assim como a novidade anterior, esta será, a princípio, apenas para usuários de iPhone. Esta deve chegar em setembro junto com o iOS 13.

As duas mudanças foram reveladas pelo WABetainfo no Twitter.

09:19 · 19.07.2019 / atualizado às 09:21 · 19.07.2019 por

Sempre falamos para vocês aqui no blog que é preciso ter cuidado ao baixar aplicativos. Mesmo nas lojas oficiais é bom sempre analisar a nota que eles recebem, bem como as avaliações que recebem dos usuários. Muitas vezes, é necessário olhar, ao menos, 3 páginas de comentários para saber ao certo o que o app entrega de verdade. Pois bem, mais uma vez, um aplicativo na loja oficial do Google está em meio a polêmicas.

Para os pesquisadores da Avast, empresa global em produtos de segurança digital, o aplicativo Number Finder, publicado pelo desenvolvedor POZTechnology na Google Play, trata-se de um golpe de assinatura. Ele também está na App Store, loja oficial de produtos iPhone e iPad, ou seja, da Apple. “Este app parece ser um aplicativo popular para dispositivo móvel, o qual afirma revelar identidades de chamadas telefônicas desconhecidas. O Number Finder foi baixado mais de um milhão de vezes, enquanto downloads coletivos dos aplicativos do desenvolvedor chegam a mais de 11 milhões”, garante Nikolaos Chrysaidos, head de Ameaças em Dispositivos Móveis & Segurança da Avast.

Entramos em contato com a assessoria da Google no Brasil que afirmou que não comenta casos individuais. Porém, a mesma não negou o que a Avast encontrou: que a Number Finder estaria agindo contra as regras da loja oficial para smartphones Android. Também entramos em contato com a assessoria de imprensa da Apple no Brasil, visto que o aplicativo também está na loja oficial App Store. Até agora não tivemos retorno.

O problema

Depois que você baixa e abre o Number Finder, o aplicativo oferece ao usuário duas opções: uma assinatura mensal para a qual as informações de pagamento são necessárias já na primeira página; ou a opção de fechar a janela e inserir um número que o aplicativo afirma corresponder a um indivíduo se o usuário comprar a assinatura. De acordo com a Avast, caso o usuário insira um número para testar isso, seja válido ou falso, o Number Finder sempre exibirá a mesma mensagem: “Uma pessoa está conectada com esse número”, na tentativa de convencer o usuário a assinar o serviço e pagar a taxa de mensalidade para descobrir de quem é o número.

Testando isso, os pesquisadores da Avast inseriram um número falso: (+1) 63 66666666 e receberam a mesma mensagem fraudulenta. De acordo com a avaliação de um usuário na Google Play, o Number Finder falha ao checar se um número corresponde com um identificador de chamadas depois que um usuário se inscreveu no serviço, apesar do aviso dizer o contrário. O aplicativo não tem outra funcionalidade para oferecer ao assinante.

A Avast reportou o problema para a equipe anti-malware da Google. Para pessoas que já baixaram o Number Finder, a Avast recomenda que cancelem a assinatura e desinstalem o aplicativo imediatamente. Para evitar ser vítima de fraudes como essa, a empresa de produtos de segurança digital recomenda que os usuários sempre verifiquem as avaliações e classificações dos aplicativos na Google Play e na App Store da Apple, antes de fazer o download deles. Exatamente o que costumo dizer aqui no blog também. Inclusive, há muitos relatos de brasileiros lá falando mal do aplicativo e deixando bem claro que ele não funciona e ainda tenta que você insira o número do cartão para o testes. Outros usuários falam como foi difícil fazer o cancelamento. Até quando o Google fazer vistas grossas para este produto?

05:42 · 19.07.2019 / atualizado às 07:59 · 19.07.2019 por

Quando você usa um roteador geralmente há uma senha padrão básica e simples, tipo 123mudar ou nem isso. Então, deixar essa senha é um prato cheio para invasões. O ideal é você trocar logo após a instalação do aparelho em casa. A dica que dou e todo especialista também informa é bem simples: senha de 16 caracteres ou mais com números, letras e caracteres especiais como um “!”. Use um misto de letras maiúsculas e minúsculas também.

Mas qual o motivo do alerta da Avast desta vez? A empresa garante que bloqueou mais de 4,6 milhões de tentativas de ataques de falsificação de solicitações entre sites (CSRF – Cross-Site Request Forgery) no Brasil este ano, até o momento. Os cibercriminosos usam ataques CSRF para realizar comandos sem o conhecimento das pessoas, podendo neste caso, modificar de forma imperceptível as configurações de DNS dos usuários para realizar ataques de phishing e mineração de criptomoedas, ou ataques por meio de anúncios mal-intencionados. Os kits de exploração de roteadores conhecidos e utilizados para atacar roteadores brasileiros são GhostDNS, golpe Novidade e, em abril de 2019, a Avast detectou o SonarDNS.

Normalmente, um ataque CSRF de roteador é iniciado quando o usuário visita um site comprometido com publicidade maliciosa (malvertising), a qual é exibida usando redes de anúncios de terceiros no site. De acordo com a assessoria de imprensa, a Avast frequentemente observa infecções por malvertising em sites brasileiros que hospedam conteúdo adulto, filmes ilegais ou esportes. Ao simplesmente visitar um site comprometido, a vítima já é redirecionada para uma página de destino com um kit de exploração do roteador. Na sequência, um ataque é automaticamente iniciado em seu roteador, sem a interação do usuário, em segundo plano.

Os kits de exploração podem atacar com sucesso um roteador, pois muitos deles são protegidos por senhas fracas. Primeiramente, eles tentam encontrar o IP do roteador na rede e, em seguida, tentam adivinhar sua senha aplicando várias credenciais de login. Abaixo, confira a lista das principais credenciais que os kits de exploração tentam utilizar:

admin:admin

admin: (sem senha)

admin:12345

Admin:123456

admin:gvt12345

admin:password

admin:vivo12345

root:root

super:super

O primeiro termo é o login básico e o segundo é a senha padrão. Como se vê, é tudo muito simples, básico. Um convite a um ataque.

Como uma das consequências, o roteador é reconfigurado para usar servidores DNS desonestos, que redirecionam as vítimas para páginas de phishing que se parecem muito com sites bancários online reais. Recentemente, a Netflix se tornou um domínio popular para os sequestradores de DNS. Mas os dados da Avast apontam que são os sites de organizações bancárias em operação no Brasil os principais alvos.

“As instituições afetadas são visadas porque são populares e o problema é que pouco podem fazer para prevenir as vítimas, além de alertar seus clientes, já que os sites de phishing estão fora de seus domínios”, disse David Jursa, analista de Inteligência de Ameaças da Avast.

Vivo

Falamos com a assessoria de imprensa da Vivo, pois dois das senhas citadas fazem referência a Vivo e GVT (empresa comprada pela Vivo). Segundo estudo da Avast, a senha “gvt12345”, por exemplo, sugere que hackers estão tendo a empresa como alvo. Outra senha muito usada é “vivo12345”. Tudo pertencente a Telefônica no Brasil. Logo, os clientes da Vivo precisam ficar atentos e realizar a troca da senha do roteador o quanto antes.

A empresa brasileira informa que sempre orienta todos seus clientes, desde o momento da instalação do modem, a alterarem a senha de acesso para garantir a segurança de sua rede Wi-Fi. “Para saber como fazer a alteração de senha, o usuário deve acessar o site, selecionar o modem desejado e clicar em equipamento. A informação sobre a mudança de senha consta também no welcome kit distribuído junto com o aparelho, no ato da instalação do serviço. Para verificar o modelo do modem, o cliente deve consultar a etiqueta que está na parte inferior do aparelho”, afirmou a empresa via nota.

Roteadores ameaçados

Confira abaixo a lista de roteadores que são os alvos primários dos ataques no Brasil:

TP-Link TL-WR340G
TP-Link WR1043ND
D-Link DSL-2740R
D-Link DIR 905L
A-Link WL54AP3 / WL54AP2
Medialink MWN-WAPR300
Motorola SBG6580
Realtron
GWR-120
Secutech RiS-11/RiS-22/RiS-33

Conseguimos o contato da D-Link que nos respondeu sobre a situação de seus produtos citados no estudo. De acordo com a empresa, eles sempre defendem e divulgam a seus clientes a necessidade de configuração de seus produtos e atualização da versão de firmware para que esses problemas sejam evitados. “Temos contato diretamente com a Vivo e com certeza manteremos a empresa informada sobre a situação dos produtos e atualizações necessárias”, encerram nota enviada para o blog.

Anúncios maliciosos

Além do phishing, os cibercriminosos usam o sequestro de DNS para substituir anúncios legítimos por anúncios mal-intencionados. Por exemplo, os cibercriminosos podem sequestrar plataformas de anúncios, como a Outbrain, que pode ser integrada com sites para exibir anúncios para seus visitantes. Caso o endereço do servidor da plataforma de anúncios seja sequestrado no roteador, o usuário verá anúncios maliciosos para induzi-lo a baixar mais malware, por exemplo, ou direcioná-lo para sites não solicitados e com conteúdo obscuro ou ilegal.

Adicionalmente, os pesquisadores de ameaças da Avast também viram cibercriminosos usarem o sequestro de DNS para enviar scripts maliciosos de mineração de criptomoedas no navegador do usuário, de modo que os seus dispositivos sejam usados para minerar moedas digitais, o que pode elevar as despesas com energia e reduzir o ciclo de vida dos equipamentos.

Proteja-se

“O usuário deve ter cuidado ao visitar o site do seu banco ou seu perfil da Netflix e verificar se a página tem um certificado válido, um cadeado na barra de URL do navegador. Além disso, os usuários devem atualizar com frequência o firmware do roteador, para a versão mais recente e configurar as credenciais de login com uma senha forte”, comenta David Jursa.

Como mudar a senha do roteador

Luis Corrons, evangelista da Avast, informa que 43,17% dos brasileiros nunca logaram no administrador do roteador para tentar mudar a senha. Outros 14,39% até acessaram a página, mas não quiseram trocar a senha. Ele reforça a necessidade do acesso e da mudança da senha padrão que deve ter ao menos 16 caracteres com letras maiúsculas e minúsculas e números, além de caracteres especiais como “!”, por exemplo.

Mas como acessar a página de administração do roteador? Corrons orienta:

1 – Acesse a página

Para mudar as credenciais acesse a página através do browser, o seu navegador através dos seguintes endereços: 192.168.1.0 ou 192.168.1.1.

2 – Siga os passos

No documento do roteador (pode encontrar na caixa do produto ou baixando o pdf no site da marca escolhida) há passos bem detalhados de como fazer o acesso já inclusive com o login e a senha padrão. Após acessar a página é só ir para o campo de modificação de senha e pronto.

Além de uma postura de acesso com cuidado, indo a páginas seguras e conhecidas, é vital, especialmente em computadores/notebooks com sistema operacional Windows que você tenha um antivírus. Procure um de confiança e que tenha qualidade e comprovada, baixe, instale e o mantenha atualizado na sua máquina.

14:47 · 18.07.2019 / atualizado às 14:54 · 18.07.2019 por

O FaceApp informou, em comunicado para a imprensa dos EUA, que a maior parte das fotos dos usuários têm sido apagadas em 48 horas após a data de upload. Isso é uma resposta a críticas que diziam do risco de nossas imagens ficarem disponíveis para terceiros. Apesar disso, a política de privacidade do FaceApp permite que as imagens sejam guardadas indefinidamente no servidor da empresa.

>>>App que envelhece sua foto tem versão paga de até US$ 40

O FaceApp virou febre rapidamente, mas, pouco tempo depois, especialistas em segurança começaram a questionar a presença de um banco de imagens tão robusto com a empresa.

Inclusive políticos dos EUA começaram a discutir a segurança do FaceApp. Entre eles está o senador democrata Chuck Schummer. Ele fez um pedido formal à Comissão Federal de Comércio (FTC, na sigla já em inglês) e também ao FBI, a polícia federal norte-americana, para que se investigue se as fotos no aplicativo estariam sendo compartilhadas com governos estrangeiros. Ele citou até a Rússia. O time de desenvolvedores mora naquele país.

O presidente da desenvolvedora do app, Yaroslav Goncharov, afirmou ao jornal “The Washington Post” que não usa nossas fotos para treinar ferramentas de identificação e nem que as imagens sejam repassadas para governos pelo mundo, inclusive a Rússia. Também disse que não vendem ou compartilham com terceiros as fotos que são subidas no FaceApp.

Como deletar minhas fotos?

Para apagar suas fotos do servidor do FaceApp não basta desinstalar o aplicativo. Veja como fazer a limpeza com sucesso:

1 – No app, acesse “Settings”.
2 – Depois, procure por “Support”.
3 – Em seguida clique em “Report a bug”.
4 – Por fim, use a palavra “privacy” no título da mensagem e solicite que as imagens sejam destruídas do servidor.

Como estão ocorrendo muitos pedidos, a destruição de suas fotos pode demorar.

10:10 · 18.07.2019 / atualizado às 10:10 · 18.07.2019 por

Nesta quarta-feira (17/7), em Santa Fé (Argentina), na 54ª Cúpula do Mercosul, foi celebrada assinatura de acordo para o fim da cobrança de roaming internacional entre os países integrantes desse bloco econômico. O objetivo é o de que os usuários de serviços de telefonia móvel (voz e dados) em viagem entre os países sejam cobrados conforme o plano contratado em seu país de origem, sem encargos adicionais. Isso significa que os viajantes não terão gastos distintos ou que recorrer à compra de “chips” no exterior para usufruírem dos serviços com custo razoável.

O acordo resulta dos esforços realizados pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e pelo Ministério das Relações Exteriores (MRE) nos últimos meses. A cerimônia contou com a presença do presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, e dos presidentes da Argentina, Mauricio Macri, Paraguai, Mario Benítez, e Uruguai, Tabaré Vázquez.

Após a assinatura, o acordo deve passar por aprovação do Congresso Nacional, para então entrar em vigência.

Finalmente

A medida demorou a ser tomada, mas, felizmente para nós consumidores, esse dia chegará nesta quarta. Acertada decisão. Uma boa nova para quem viaja pelos países do bloco. Menos um custo, não é mesmo?

Com o fim do roaming você não terá surpresas na conta e nem precisará comprar chips locais ou internacionais que funcionam nos países do bloco do Mercosul: Argentina, Brasil, Paraguai, Uruguai e Venezuela. Tem como países associados Chile, Bolívia, Peru, Colômbia e Equador. Não está claro se os associados também serão atingidos pela medida ou mesmo se a Venezuela entrará no bolo visto que o presidente daquele País não estará no evento. Apenas os presidentes de Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai. Apesar do Brasil já ter um acordo, desde novembro último, com o Chile para o fim do roaming. E isso deve virar fato concreto em até um ano da assinatura do acordo.

Operadoras em ação

Claro é a operadora que está presente em todos os países que irão assinar hoje o documento. Vivo só não está no Paraguai. Oi e TIM terão que buscar parcerias.

12:37 · 16.07.2019 / atualizado às 16:29 · 16.07.2019 por

A Samsung apresentou hoje (16) o seu novo portfólio de notebooks no Brasil. Em evento que contou com a apresentação do ator Kleber Toledo e foi realizado no Autódromo de Interlagos, em São Paulo, os sul-coreanos mostraram equipamentos com preços a partir de R$ 2.049. O novo line-up oferece uma boa quantidade de opções para diferentes perfis de usuários.

“Os novos notebooks da Samsung entregam aquilo que há de mais completo no portfólio da empresa no Brasil. São máquinas Premium, com alto desempenho e com diversos recursos voltados para a experiência única de cada usuário”, comenta Sandra Chen, Diretora da área de Notebooks da Samsung Brasil. 

Style S51 Pro

O Style S51 Pro é um modelo indicado para criadores de conteúdo, como editores de vídeo e imagem, fotógrafos profissionais, engenheiros, arquitetos, desenvolvedores, entre outros que fazem uso intensivo de aplicações gráficas. Fino e compacto, o Style S51 Pro traz um pacote completo de especificações para realizar as tarefas que mais demandam potência do notebook.

A nova versão vem equipada com placa gráfica GTX1650 Nvidia de 4GB de memória dedicada, SSD de 256 GB e 16 GB de memória RAM e um processador Intel Core i7 Quad-Core. O notebook suporta até 3 unidades de armazenamento, o que possibilita expansão adicionando um HD no slot SATA e/ou um segundo SSD no slot m.2 disponível. É uma boa máquina, inclusive para jogar, segundo a Samsung – mesmo os games que exigem mais da máquina (apesar de não ser um notebook gamer como os da linha Odyssey).

Além da agilidade para manipular dados e fazer renderização de imagens, o Style S51 Pro também se destaca por conta da sua tela IPS de 15,6’’ Full HD, com 300 nits luminosidade e ângulo de visão de 170 graus. O sistema de som Dolby Atmos é outro diferencial. A tecnologia permite reproduzir sons em 360 graus, proporcionando uma sensação maior de imersão.

O notebook vem com leitor de impressões digitais que promete assegurar o acesso instantâneo aos dados do computador apenas ao usuário previamente cadastrado no sistema do notebook. Já a pasta segura promete possibilitar criptografar arquivos confidenciais. Com entrada USB Type-C, USB 3.0, porta HDMI e Slot para cartão Micro SD, o S51 Pro é capaz de transferir e copiar arquivos mais importantes dos usuários sem problemas.

O notebook é pesado, tem 1,85 kg, mas acredito que se caracteriza mais por uma máquina de mesa, apesar da Samsung enfocar mobilidade e conforto no S51 Pro. Ele tem o corpo todo em metal na exclusiva cor Dark Iron e finalização diamond cut, acabamento premium feito com corte de precisão, nas bordas.

O preço sugerido do Style S51 Pro é de R$ 9.599. E isso pode assustar os interessados quando o comparam com máquinas robustas de outras marcas.

Style S51 Pen

O novo Style S51 Pen, modelo equipado com a exclusiva caneta S Pen, permite ao dono do notebook usá-lo em diferentes modos: tenda, apresentação, tablet e o convencional formato de laptop.

A caneta S-Pen é o principal diferencial do novo modelo. Desenhos, pinturas e demais trabalhos artísticos recebem um toque muito mais pessoal. Por não precisar de carga para funcionar, a caneta está sempre pronta para uso, seja ao escrever no bloco de notas ou para uso de recursos inteligentes, como transformar anotações manuscritas em texto digitado, ou até mesmo coletar assinaturas de forma digital. A ponta da caneta oferece extrema precisão, que faz toda a diferença na hora de desenhar e escrever sobre a tela. Já testamos e ela realmente entrega o que promete.

O preço sugerido do Style S51 Pen é de R$ 8.499. Mais uma vez um preço que o deixa em situação complicada frente à concorrência, apesar do diferencial da S Pen.

Style S51

A Samsung apresenta sua nova versão do Samsung Style S51, que prima por ser compacto. Feito em um corpo de 1,3 Kg, o modelo conta com uma tela Full HD de 13,3’’ com borda infinita e acabamento em vidro. Tem design em alumínio na cor prata.

Fácil de ser transportado, o Style S51 é perfeito para executivos com agenda corrida, consultores e advogados que precisam visitar seus clientes e até mesmo para viagens a trabalho ou lazer. Conta com um touchpad de alta precisão, teclado retro iluminado e leitor de impressão digital.

Equipado com até 8GB de memória RAM e um SSD de 256 GB, além de processadores Intel Core de oitava geração, o Style S51 oferece mais agilidade na inicialização do sistema operacional, assim como na abertura e edição de arquivos e programas. O notebook também traz o Som Dolby Atmos para uma reprodução mais fiel e imersiva, com efeitos sonoros e uma sensação de envolvimento em 360 graus. 

O preço sugerido do Style S51 é a partir de R$ 3.999 para a nova versão Core i3. Já é um preço mais interessante entre os 3 principais lançados nesta terça-feira. Mesmo assim, quando analisamos a questão de começar com 4GB neste preço, pode ser um fator complicador para o comprador.

Linhas Essentials e Expert 

A Samsung anunciou também os novos modelos das linhas Essentials e Expert, voltadas para produtividade e uso no dia a dia. Disponíveis nas novas cores Titanium e Branco, os modelos prometem desempenho necessário para as principais tarefas: navegação na internet, produção de textos e slides e fácil acesso ao e-mail.

Todos os modelos das linhas Essentials e Expert permitem um fácil acesso aos slots de memória e HD, possibilitando upgrade rápido, o que é uma ótima notícia para os usuários. Há também as novas opções com armazenamento híbrido, que conciliam o amplo espaço do HD e a velocidade do SSD, para um desempenho otimizado.

O preço sugerido dos modelos Essentials começa em R$ R$2.049. Para a linha Expert, preço sugerido a partir de R$ 3.099.

Voltinha em um Porsche

Demos uma voltinha no banco do carona no Autódromo de Interlagos

No final do evento, os jornalistas foram convidados a andarem de carona em Porsche que disputa a Porsche GT3 Carrera Cup Brasil. Era um modelo Porsche 911 GT3 RS. Claro que eu fui junto. Muita adrenalina nas curvas e velocidade nas retas. Valeu certamente.

08:28 · 16.07.2019 / atualizado às 08:28 · 16.07.2019 por

Na próxima quarta-feira (17/7), em Santa Fé (Argentina), na 54ª Cúpula do Mercosul, será celebrada assinatura de acordo para o fim da cobrança de roaming entre os países integrantes desse bloco econômico. A decisão não tem prazo ainda para ter início prático e segue um padrão tomado pela União Europeia que já liberou o fim do roaming entre 28 países do bloco.

Nos últimos meses, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e o Ministério das Relações Exteriores (MRE) trabalharam para a construção do entendimento.

“Cuida-se de uma agenda positiva não apenas para os consumidores do Mercosul, mas também para a integração econômica e digital dos países membros”, sustenta o presidente da Anatel, Leonardo de Morais, que também compõe a delegação brasileira.

Demorou, mas chegou

A medida demorou a ser tomada, mas, felizmente para nós consumidores, esse dia chegará nesta quarta. Acertada decisão. Uma boa nova para quem viaja pelos países do bloco. Menos um custo, não é mesmo?

Com o fim do roaming você não terá surpresas na conta e nem precisará comprar chips locais ou internacionais que funcionam nos países do bloco do Mercosul: Argentina, Brasil, Paraguai, Uruguai e Venezuela. Tem como países associados Chile, Bolívia, Peru, Colômbia e Equador. Não está claro se os associados também serão atingidos pela medida ou mesmo se a Venezuela entrará no bolo visto que o presidente daquele País não estará no evento. Apenas os presidentes de Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai. Apesar do Brasil já ter um acordo, desde novembro último, com o Chile para o fim do roaming. E isso deve virar fato concreto em até um ano da assinatura do acordo.

Operadoras em ação

Claro é a operadora que está presente em todos os países que irão assinar hoje o documento. Vivo só não está no Paraguai. Oi e TIM terão que buscar parcerias.

09:15 · 15.07.2019 / atualizado às 09:17 · 15.07.2019 por

O aplicativo do momento, o FaceApp, tem uma versão paga com mais recursos. Ela custa, por mês, US$ 4. E se quiser uma versão vitalícia pagará US$ 40. Além de opções de filtros pagos dentro do aplicativo. Para evitar cair na versão paga é muito simples. Basta não clicar no ícone de engrenagem. É lá que você vai ser transportado para a versão paga.

Superado isso, você pode criar suas fotos e envelhecê-las. Sabe como fazer? Pois vamos te ensinar.

1 – Baixa a versão adequada com seu smartphone, ou seja, Android ou iOS.
2 – Dê acesse à suas fotos para o FaceApp.
3 – Selecione a foto e escolha o efeito: se envelhecer ou até rejuvenescer, entre outros.
4 – Depois do efeito aplicado salve ou compartilhe sua foto.

17:58 · 12.07.2019 / atualizado às 06:33 · 14.07.2019 por

A partir das 8h do dia 22 de julho a Receita Federal recebe propostas para o leilão de produtos apreendidos. Entre os produtos estão tecnológicos como o iPhone 6s e um MacBook. O aparelho da Apple tem lance inicial em R$ 700 e o computador em R$ 3 mil. O prazo final para propostas é 29 de julho, 18h. Já o pregão acontecerá no dia 30 de julho a partir das 10 horas.

Também há um iPhone 7 de 32GB com lance inicial por R$ 1.300 e um iPhone 8 Plus de 64GB por valor inicial de R$ 1.600. Todos os equipamentos com valores bem inferiores ao cobrados no mercado.

O leilão conta com 116 lotes e há vários produtos não tecnológicos como bebidas importadas, por exemplo. Porém, são os celulares, computadores, headphones e até telões de 27 a 39 polegadas que chamam atenção.

O iPhone 7. Foto: Receita Federal

Pessoa jurídica

Se você é Pessoa Jurídica (PJ) terá opções ainda mais interessantes como o lote 12 com 180 com vários modelos de fones bluetooth. O lance inicial é de R$ 1 mil. Há também um óculos de realidade virtual VR Box a partir de R$ 800 e um iPhone X de 64GB por R$ 2.600 no primeiro lance.

Como participar?

A pessoa física maior de 18 anos precisa ter CPF válido e certificado digital e-CAC da Receita Federal para ter como dar os lances. Quem tiver isso tudo em ordem participa do leilão de 72 dos 122 lotes.

Já quem for PJ precisa ter um CNPJ válido e estar em dias com a Receita Federal.

Vale lembrar que quem for pessoa física e comprar os produtos não poderá revendê-los.

Entre os dias 22 e 29 de julho todos os usuários aptos poderão dar lances. Só quem der um lance de até 10% menor que a melhor proposta segue para a fase seguinte.

Quando o leilão acabar, o vencedor precisa depositar, pelo menos, 20% do valor total em até 1 dia após a confirmação da vitória.

Como obter um certificado digital?

Para isso acesse esta página que informa todos os detalhes e traz uma lista de instituições confiáveis. Lembrando que você deverá ter cadastro no e-CAC para participar do leilão da Receita. Aqui tem um passo a passo para te ajudar com o e-CAC.

06:48 · 11.07.2019 / atualizado às 08:31 · 11.07.2019 por

O cofundador da Apple, Steve Wozniak, em recente entrevista ao TMZ, enquanto estava passando pelo aeroporto de Washington DC, afirmou que já deletou a conta dele do Facebook e que as pessoas deveriam fazer o mesmo. Ele saiu da rede 3 meses depois dos escândalos de vazamento de dados da Cambridge Analytica, em 2018, empresa que, supostamente, teria influenciado nas eleições dos EUA, em 2016.

De acordo com Wozniak, a falta de privacidade da rede social – seus episódios de vazamentos de dados – deveriam ser um ótimo motivo para que os usuários a deixassem.

Para Wozniak, as vantagens do Facebook não superam os riscos de ter dados perdidos ou entregar seus hábitos para qualquer um.

Pesquisar

Faça uma busca em nosso blog:

Na Rede

Tendências, novidades e novos produtos para quem é apaixonado por tecnologia. Comportamento digital e redes sociais também em pauta. Por Daniel Praciano.

VC REPÓRTER

Flagrou algo? Envie para nós

(85) 98887-5065

Tags