Busca

Autor: Daniel Praciano


09:13 · 23.01.2018 / atualizado às 09:13 · 23.01.2018 por

O Google anuncia os 15 jogos finalistas da primeira edição do Google Play Indie Games Festival Latam, que reconhece os melhores jogos independentes na região. Entre os selecionados estão os brasileiros Mini Ini Mo, Shake Ninja, Starlit Archery Club e Westy West, além de representantes de outros 7 países: Argentina, Chile, Colômbia, Guatemala, México, Paraguai e Uruguai.

O Festival foi lançado em novembro de 2017 com o objetivo de identificar, mostrar e premiar talentos de jogos indie na América Latina. “Ficamos impressionados com a inovação e a criatividade que os desenvolvedores independentes da região têm para oferecer. Selecionar apenas 15 finalistas foi um grande desafio”, disse Daniel Trócoli, gerente de parcerias do Google Play Games para América Latina.

Todos os finalistas participarão do evento final que ocorrerá no Google Campus São Paulo, onde uma banca de jurados escolherá os 3 vencedores. O evento é gratuito e aberto ao público. Os interessados podem se inscrever por aqui.

Confira a lista completa dos finalistas:

Ekko: Occlude the void (Mad Bricks/Colômbia)

Fhacktions (Posibillian Tech/Paraguai)

Floyd´s Sticker Squad (LemonChili Games/Argentina)

Infamous Machine (Blyts/Argentina)

Iron Marines (Ironhide Game Studio/Uruguai)

KleptoCats (HyperBeard/México)

Knights (Arzola´s/México)

Lines – Physics Drawing Puzzle (Leo de Sol Apps/Chile)

Mars: Mars (Pomelo Games/Uruguai)

Mini Ini Mo – Puzzle Adventure (GILP Studio/Brasil)

Nanuleu (Selva Interactive/Guatemala)

PepeLine Adventures (Chundos Studio/México)

Shake Ninja (Overdrive/Brasil)

Starlit Archery Club (Rockhead Games/Brasil)

Westy West (Countryside Games/Brasil)

07:08 · 22.01.2018 / atualizado às 07:21 · 22.01.2018 por

A indústria de jogos on-line se tornou muito lucrativa em pouco tempo, e um número inédito de usuários têm contas para jogar. De acordo com a pesquisa da Kaspersky Lab, no Brasil, 27% das pessoas jogam online regularmente, e esse número aumenta para 32% entre os jovens de 25 a 34 anos e para 30% entre os usuários de 16 a 24 anos. Mas esses números apresentam um potencial de lucro para criminosos virtuais, pois é possível vender contas de jogos invadidas no mercado negro. Apesar do perigo, muitas vezes os jogadores deixam suas contas online vulneráveis a invasão, arriscando sua evolução no jogo, seus dados pessoais e, possivelmente, sua renda.

Estima-se que, atualmente, o público mundial de jogos, baseado em plataformas online como Steam, PlayStation Network e Xbox Live, esteja entre 2,2 e 2,6 bilhões de usuários, e ele continua crescendo. Isso torna o setor um alvo óbvio para criminosos virtuais, que buscam perturbar as operações online e obter acesso a dados, como senhas e informações de cartões bancários. Isso foi mostrado claramente pelos ataques recentes às plataformas Xbox e PlayStation.

Mais da metade das pessoas joga online regularmente; assim, os criminosos virtuais têm uma fonte enorme de possíveis alvos para escolher. Além disso, os jogos se tornaram uma parte importante das vidas de muitas pessoas, e os usuários recorrem a eles quando ficam entediados ou solitários e como meio de socialização. Portanto, ataques bem-sucedidos podem causar grandes transtornos às vítimas. Além de ter seus dados roubados, os usuários que têm suas contas de jogos invadidas também podem ser afetados emocionalmente por não conseguir acessar seus jogos favoritos (temporária ou permanentemente), pelas horas que gastaram construindo seu perfil e pelo dinheiro que podem ter investido no jogo.

Dentre os brasileiros que já sofreram uma tentativa ou um ataque bem-sucedido a suas contas online, 19% identificaram as contas de jogos como um alvo. Esse percentual é de 30% no caso dos usuários do sexo masculino.

Evidentemente, essas contas são extremamente importantes para seus proprietários. Em vez de ser uma atividade reservada para a casa, os jogos estão inseridos no cotidiano dos brasileiros: cerca de 13% usa o smartphone regularmente para jogar online. Embora os dispositivos não sejam naturalmente seguros, quase um quarto (22%) das pessoas usa redes Wi-Fi públicas para entrar em suas contas de jogos, e 39% dizem não tomar precauções de segurança adicionais ao usar redes públicas, o que gera riscos óbvios a sua segurança. Esse perigo é ainda maior porque apenas 3% dos usuários consideram que suas contas de jogos sejam uma das três que precisam de senhas mais fortes.

Além disso, como atualmente muitos perfis online estão conectados, as vítimas podem facilmente perder o acesso a várias contas, como de e-mail e de mídias sociais, que são importantes para elas de maneiras diferentes. Talvez isso afete emocionalmente quem joga por lazer, mas os jogadores profissionais podem sofrer um impacto ainda mais grave, perdendo possivelmente uma renda valiosa.

“Como hoje temos um tesouro valioso em informações pessoais disponíveis online, os criminosos virtuais têm mais oportunidades do que nunca para colocar as mãos em dados particulares dos usuários, que podem ser vendidos no mercado negro digital”, comenta Andrei Mochola, chefe de negócios ao consumidor da Kaspersky Lab que cita o Kaspersky Password Manager como um produto que já traz um gerenciador de senhas que promete manter os dados do usuário seguros. “É compreensível que os usuários de jogos online, tanto amadores quanto profissionais, se preocupem com a invasão de suas contas ou com a impossibilidade de acessá-las por ter esquecido suas senhas. Esse é um dilema que eles vivem todos os dias, e muitos escolhem a opção menos segura, usando a mesma senha para todas as suas contas ou usando senhas simples, fáceis de serem adivinhadas pelos hackers. No entanto, somente com as precauções adequadas e o uso de senhas fortes e exclusivas os usuários terão a segurança de que suas contas valiosas estão protegidas e que todo o seu empenho no jogo não foi em vão”.

Verifique o quão forte são suas senhas atuais em nosso site Password Check.

07:56 · 21.01.2018 / atualizado às 07:57 · 19.01.2018 por

O game Battlefield 1 Apocalypse, a quarta expansão, está chegando para os donos do Passe Premium do Battlefield 1 em fevereiro.

A expansão adiciona cinco mapas multiplayer, incluindo o inferno sangrento e cheio de lama de Passchendaele e o choque austro-italiano de Caporetto, duas das mais terríveis batalhas da Primeira Guerra Mundial. Os belos campos de trigo nas Margens do Rio Somme se transformam em um pesadelo depois de devastadores ataques da artilharia. Nos mapas London Calling e Razor’s Edge, podem viver batalha aéreas intensas e dominar os seus como o novo modo de jogo Air Assault. Os jogadores também terão novos veículos, armas, equipamentos, classes, serviços, especializações e dog tags.

Os jogadores ainda podem acessar o teste do Battlefield 1 Turning Tides – Gallipoli, ativo até o dia 22 de janeiro, que dá aos donos do jogo base a oportunidade de experimentar mapas, armas e veículos das expansões Battlefield 1 In the Name of the Tsar e Battlefield 1 They Shall Not Pass. Esse teste é o aquecimento perfeito para a campanha do Mar do Norte de Battlefield 1 Turning Tides, que chega no fim de janeiro para os donos do Passe Premium.

07:45 · 20.01.2018 / atualizado às 07:48 · 19.01.2018 por

A WB Games e a Capcom anunciaram hoje a chegada da versão física do sucesso Resident Evil 7 biohazard Gold Edition. Esta nova edição inclui o game base e também os três conteúdos adicionais por download, formando a coleção definitiva do horror. Os DLCs incluídos são: Gravação Proibida Vol. 1, Gravação Proibida Vol. 2 e End of Zoe (Desfecho da Zoe). Além disso, o pacote também traz o DLC gratuito Not a Hero (Não-Herói).

Quase todos os conteúdos da versão PS4 podem ser jogados com o PlayStation VR para uma experiência ainda mais imersiva e emocionante.

DLCs do Pacote
Gravação Proibida Vol. 1: O primeiro DLC de Resident Evil 7 biohazard chegou trazendo três modos de jogo: Quarto, Pesadelo e Ethan Deve Morrer.

No modo “Quarto”, o jogador tem como objetivo fugir do quarto onde Marguerite o deixa preso, isso sem que a matriarca dos Bakers perceba. No modo “Pesadelo”, o jogador deve sobreviver na fazenda até encontrar um modo de escapar, cada capitulo desse modo representa uma hora na madrugada do protagonista. Já no modo “Ethan Deve Morrer”, o objetivo do jogador é derrotar Marguerite, mas não pense que essa tarefa será fácil.

Gravação Proibida Vol. 2: O segundo DLC também conta com três novos conteúdos: Filhas, 21 e Aniversário de 55 anos de Jack.

Em “Filhas”, o jogador descobre um pouco mais sobre a família Baker revivendo a noite na qual a família é dominada por Eveline. “21” apresenta uma partida mortal de Blackjack em que o protagonista conhece um outro personagem da história. Em “Aniversário de 55 anos de Jack”, o jogador toma o controle de Mia que deve trazer comida para “comemorar” o aniversário do líder dos Baker.

End of Zoe (Desfecho da Zoe): Esse DLC é para aqueles que ficaram curiosos com os acontecimentos da personagem Zoe Baker. Aqui, o jogador encarna um novo personagem: Joe, que não tem medo de encarar os perigos com suas próprias mãos.

Not a Hero (Não-Herói): Esse DLC responde algumas perguntas que ficaram no ar durante o gameplay de Resident Evil 7 biohazard, além de trazer um dos seus protagonistas mais queridos de volta para a franquia: Chris Redfield.

A versão física de Resident Evil 7 biohazard Gold Edition já está disponível nas principais lojas.

09:14 · 19.01.2018 / atualizado às 09:14 · 19.01.2018 por

Se você é usuário de iPhone já sabe que o navegador de internet nativo, o Safari, é uma opção superior ao Google Chrome, mas há um rival a altura dele que atende pelo nome de Opera Mini.

>>>Opera Mini 9 estreia recurso de aceleração de vídeo

A melhor coisa no Opera Mini para iOS é que o navegador é bem rápido e ainda ajuda a economizar no consumo de dados do seu plano de internet móvel. Ele consegue reduzir o tempo de carregamento das páginas e dos dados graças a função Turbo que ajuda a otimizar as páginas web não são em imagens e texto, mas também os vídeos que serão visualizados. Não chega a ser o 90% vendido na propaganda, mas vai ajudar muito.

Por falar em vídeo, há um novo de aceleração de vídeo que o usuário pode habilitar (na aba economia de dados) para que você siga visualizando seus vídeos que foram travados por alguma queda de internet.

Outra função que é, inclusive, nativa do navegador, é o bloqueador de anúncios integrado ao Opera Mini para iOS. Ele torna sua navegação mais rápida ao bloquear os anúncios que vão surgindo nas páginas.

07:41 · 19.01.2018 / atualizado às 07:41 · 19.01.2018 por

A plataforma social de vídeos Twitch fechou uma parceria com a Disney Digital Network para a transmissão de conteúdo exclusivo de quatro de seus maiores criadores de conteúdo digital na plataforma: Jacksepticeye, LuzuGames, Markiplier e Strawburry17. Cada um deles gerenciará seus próprios canais na Twitch, em que farão transmissões ao vivo e criarão conteúdo exclusivo de vídeo sob demanda.

Jacksepticeye
Com mais de oito bilhões de visualizações e 17 milhões de inscritos em seu canal, Sean McLoughlin, também conhecido como Jacksepticeye, é um dos nomes mais reconhecidos do meio. Embora inicialmente popular por seus vídeos de gameplay, seus formatos agora incluem vlogs, esquetes, músicas e curtas animações. Jack foi o anfitrião da premiação de jogos no South by Southwest, bem como da Disney Showcase na D23 em julho de 2017. Promove projetos filantrópicos, arrecadando centenas de milhares de dólares para instituições de caridade como Crisis Text Line, RED, a Fundação Americana para Prevenção do Suicídio e Save the Children. Canal na Twitch: Twitch.tv/Jacksepticeye.

Markiplier
Mark Fischbach, mais conhecido como Markiplier, é uma personalidade da internet americana com mais de 19 milhões de inscritos em seu canal. Ele faz vídeos de gameplays e comenta sobre jogos com seus amigos. É especialista em jogos indie e recentemente começou a produzir também algumas sátiras. Canal na Twitch: Twitch.tv/Markiplier.

Strawburry17
Meghan Camarena, começou o canal em 2007 com vídeos sobre música e assuntos diversificados com seu irmão mais novo, David. Agora, ela publica conteúdo de diversos temas, incluindo vlogs, jogos, culinária, cosplay, DIY, música e muito mais. Meghan também participou da 22ª temporada do programa The Amazing Race com seu amigo Joey Graceffa. Recentemente, foi uma das apresentadoras do show Polaris Primetime da Disney XD, que estreou em julho de 2017. Canal na Twitch: Twitch.tv/Strawburry17plays.

Luzu
Com um dos canais de língua espanhola com maior número de espectadores, LuzuGames conta com audiência da Espanha e da América Latina. Com o lançamento de seu canal de língua inglesa, Luzu, ele continua a aumentar seu público. O homem por atrás dos canais é espanhol e possui uma audiência composta por adolescentes e jovens adultos. É notório por sua personalidade engraçada, honesta e confiável e pode ser visto em vídeos de gameplays, vlogs e colaborativos com outros criadores de conteúdo. Canal na Twitch: Twitch.tv/Luzu.

“O crescimento da Twitch baseia-se em escutar nossos streamers e em construir os recursos que necessitam para que possam investir em suas carreiras, incluindo nossa abordagem robusta para monetização, moderação e tecnologia interativa”, afirma Michael Aragon, Vice-Presidente Sênior de Conteúdo da Twitch. “Estamos ansiosos para trabalhar com a Disney Digital Network e seus populares criadores de conteúdo para conectá-los a nossa comunidade apaixonada e solidária”.

“Estamos em constante busca para criar oportunidades para que os talentos da Disney Digital Network possam levar suas histórias e conteúdo a mais fãs de novas maneiras”, comenta Andrew Sugerman, Vice-Presidente De Publicações e Mídias Digitais dos Produtos de Consumo e de Mídia Interativa da Disney. “A parceria com a Twitch dá aos nossos criadores de conteúdo o acesso a ferramentas, conhecimentos e à comunidade da plataforma para aumentar seu público”.

07:02 · 18.01.2018 / atualizado às 08:15 · 18.01.2018 por
Mobills: Controle de Gastos e Finanças Pessoais

Todos os trimestres, o Google divulga os melhores aplicativos e jogos em Android Excellence. Os escolhidos representam alguns dos apps e games com as melhores experiências e performances na Play Store.

>>>Fintechs ajudam a organizar as finanças e até a investir

Nesta edição, entre os 22 aplicativos selecionados está um app criado por cearenses: o Mobills: Controle de Gastos e Finanças Pessoais. A escolha se deu pelo melhoramento constante do aplicativo e uso de tecnologias como nuvem e geolocalização para trazer funções úteis para seus usuários.

Confira a lista completa abaixo:

 

Novos aplicativos Android Excellence

 

1tap

Acorns

Airbnb

Blink Health

Blinkist

Clue

Ditty

EyeEm

Fabulous

IFTTT

iReader

Journey

KKBOX

LinkedIn

Mobills: Budget Planner

Musixmatch

Shpock

Stocard

Video Editor

ViewRanger

YAZIO

YOP

Novos jogos Android Excellence

 

Agent A

Bit Heroes

Bloons Supermonkey 2

Dancing Line

DEAD WARFARE: Zombie

Dragon Project

Fire Emblem Heroes

Futurama: Worlds of Tomorrow

Idle Heroes

Last Day on Earth: Survival

Lords Mobile

Lumino City

Modern Combat Versus

Old Man’s Journey

The Walking Dead No Man’s Land

War Wings

06:58 · 17.01.2018 / atualizado às 06:59 · 17.01.2018 por
Vi Meizu M5c disponível por R$ 399 no Brasil

Rebatizado no Brasil de Vi Meizu M5c, o aparelho da empresa chinesa chega ao País novamente pelas mãos da brasileira Vi. O aparelho será o smartphone mais barato da companhia, custando R$ 399. A partir das 11h desta quarta-feira, 17 de janeiro, as vendas do M5c estarão disponíveis no site oficial da Vi.

Pesando apenas 135g e munido com uma bateria de 3000mAh, o Vi Meizu M5c vem com o processador MT6737 1.3GHz 4 Cortex A53 64bit ARM Mali-T720. O M5c tem um corpo único de policarbonato e será vendido em quatro cores: preto, dourado, rosa e azul.

O M5c chega ao mercado com uma câmera traseira de 8 MP que promete recursos de fotos contínuas e panorâmicas, além de uma lente de 4 elementos, e uma dianteira com 5 MP que conta com o sistema FotoNation 2.0 Smart Beauty e recursos como o Face AE Face Light Boost, que potencializam as selfies. O Meizu M5c apresenta ao mercado a versão mais recente do sistema operacional Flyme 6.

O aparelho conta com a função Dual Nano-Sim, que suporta redes 4G de operadoras diferentes. O dispositivo tem configurações de 2GB RAM e 16GB de memória, podendo expandir para até 128GB com cartão micro SD. O M5c vem com uma tela de alta definição de 5 polegadas com resolução 1280×720 pixels e apenas 8,3 milímetros de espessura.

O modelo será comercializado com o conhecido kit PhoneStation, que conta com dois acessórios: o “Vi Center”, dispositivo multifuncional que projeta um teclado laser em qualquer superfície plana e opaca além de ser um powerbank com 5.000 mAh; o “Vi Cast”, que se conecta à porta HDMI da TV e permite transmitir vídeos, músicas e fotos, além de duplicar a tela do smartphone diretamente para a TV.

09:39 · 10.01.2018 / atualizado às 09:39 · 10.01.2018 por

A Microsoft está com inscrições abertas para o Maratona Bots, um curso de capacitação online e gratuito destinado a programadores que querem aprender como criar chatbots, robôs que conversam via chat utilizando recursos de Inteligência Artificial. O curso terá quatro semanas de duração e os conteúdos didáticos serão liberados semanalmente. O primeiro módulo estará disponível a partir de segunda-feira, dia 15 de janeiro.

Após o término das aulas, os participantes terão até o dia 26 de março para desenvolverem um bot atendendo aos critérios da organização do curso. Os projetos serão avaliados por um time de especialistas da Microsoft. O objetivo é fomentar a criatividade e o aprimoramento técnico dos participantes em serviços de inteligência artificial disponíveis na nuvem.

A maratona também fará uma breve introdução aos conceitos de machine learning e inteligência artificial, que podem auxiliar na construção de aplicativos de diferentes tipos. São conhecimentos que ajudam a formar um profissional capaz de fazer frente às demandas atuais das empresas interessadas em promover a transformação digital.

O público-alvo principal do curso são os desenvolvedores de software. Profissionais de áreas relacionadas que tenham conhecimento básico de programação e desejam entender melhor a aplicabilidade da tecnologia nos negócios também podem participar

Além das aulas de vídeo online, o curso terá materiais de apoio em formato de PDF e laboratórios práticos. Durante o período de aulas, os participantes poderão tirar suas dúvidas com instrutores que estarão online. Depois do encerramento, o conteúdo das aulas continuará disponível na plataforma online.

Serviço
O que: Maratona Bot Microsoft
Quando: 15 de janeiro a 26 de março
Inscrições no site

08:15 · 08.01.2018 / atualizado às 12:47 · 16.01.2018 por

Testamos o game Star Wars Battlefront II da EA/DICE. Podemos dizer que o jogo reúne em uma só versão o melhor e o pior que poderíamos achar em um game. Vamos por partes, começando pelo lado bom desta história.

Ao contrário da versão anterior, Star Wars Battlefront II traz um modo campanha e ele é muito bom. Você passará boa parte deste modo sendo Iden Versio, uma ex-líder de um grupo de elite do Império Galáctico que resolve mudar de lado após entender o real objetivo dos seus ex-empregadores, digamos assim.

Ter que, como Iden, matar rebeldes e destruir instalações de seus heróis de infância não é fácil. Alegra-nos pular fora do barco do Império rapidamente.

O que achei mais bacana deste game foi ter um misto de batalhas espaciais e em terra com muita qualidade gráfica e sonora. Em vários momentos parece que você foi realmente transportado para as batalhas do mundo de Star Wars e isso é fantástico. Há também missões de infiltração, proteção ou de destruição específica de um alvo – são as mais complicadas.

O modo campanha ainda nos brinda (ou deveria brindar) com ótimas experiências com personagens icônicos de Star Wars, como a princesa Leia, Han Solo e muitos mais. Dá alguma explicação para o vazio entre o Episódio VI: O Retorno do Jedi e o Episódio VII: O Despertar da Força. Interessante.

A visão do gamer pode ser sempre em primeira ou terceira pessoa, menos com os personagens clássicos como Han ou Leia, por exemplo. Eu que detesto jogar em terceira pessoa, admito que fiquei perdido em alguns momentos com os heróis da saga. Faz parte.

Mais e mais

No modo campanha você será Iden Versio, filha de um almirante Imperial. Ela atua como líder de um esquadrão de elite (Esquadrão Inferno) que tenta derrotar os rebeldes

Além do modo Campanha, há outras boas atrações neste game. O modo Heróis versus Vilões é bem bacana. E você pode enfrentar Luke Skywalker com Darth Maul. Digo que será um duelo bem impactante, visto que Maul é bem poderoso com seu sabre duplo. Há neste modo a chance mais fácil de usar os clássicos heróis e vilões. Darth Vader está lá também, assim como o Mestre Yoda. É bem empolgante.

Mas há outros modos interessantes e que são multiplayer lá também. No Ataque Galáctico, você enfrenta até 40 pessoas ao mesmo tempo e pode usar tudo que imaginar do universo de Star Wars como veículos terrestres, naves, heróis e vilões. É bem intenso.

Por fim, também há o modo Ataque de Caças Estelares em que até 12 jogadores se enfrentam em batalhas com os efeitos dos filmes da saga que vão te fazer se sentir dentro da ação mesmo. Vale a pena se aventurar, mesmo se seu nível de coordenação motora não for lá dos melhores. Para quem gosta de simuladores de voo de guerra – que faziam sucesso nos anos 90 e começo dos anos 2000 – chegou sua vez.

Ponto negativo
E, como todos sabemos, o ponto negativo foi mesmo a inovação da EA para Star Wars Battlefront II: oferecer itens que dão vantagens aos gamers em sistema de compra de caixas. Estas caixas de loot podem ser compradas com créditos. Estas microtransações internas não é coisa nova no mercado de games, mas foi muito criticadas por fãs de Star Wars por segurar ao máximo para que o usuário consiga ter acesso a personagens como Luke Skywalker e Darth Vader. Seriam necessários quase 40 horas de jogo para desbloquear créditos suficientes para tê-los. E isso irritou demais.

Além do fato de que a EA havia colocado cristais para ajudar a diminuir este tempo. E estes itens seriam comprados com dinheiro real dentro do jogo. Para a EA, que retirou os cristais após as críticas, o objetivo de dificultar o acesso a Luke e Vader seria gerar “um sentimento de orgulho e realização” para os gamers que conseguiram liberá-los após muitas horas de jogo. Ninguém engoliu isso, não.

Vale a pena?

É possível realizar um confronto épico entre Mestre Yoda e Darth Maul

Sim, vale muito, apesar desta falha de ter que liberar Luke e Vader com muitas horas de jogo. Fãs de Star Wars estão convocados para investir horas e horas para desbloquear tudo que seja possível. Jogar e encerrar a campanha e se enfrentar nos modos online que estão bem robustos e interessantes. Certamente Star Wars Battlefront II é um item imperdível para quem ama o universo Star Wars. Dou 9 de 10 neste game sem medo.

Preço e disponibilidade
O jogo pode ser comprado a partir de R$ 199,90 para PC, Xbox One e PlayStation 4.