Busca

Categoria: Apple


07:20 · 04.04.2018 / atualizado às 07:20 · 04.04.2018 por
Motorola Moto G G5S XT1792 32GB

Um levantamento feito pelo Zoom, site e app comparador de preços e produtos, revela os smartphones mais buscados em março. A liderança do ranking continua sendo do smartphone Motorola Moto G G5S XT1792 32GB 16 MP 2 Chips Android 7.1 (Nougat) 3G 4G Wi-Fi, aparelho que pode ser encontrado a partir de R$ 764,15 e varia de preço em 90%, o que corresponde à maior oscilação da lista.

No segundo lugar do pódio está mais um aparelho da Motorola: o smartphone Motorola Moto G G5S Plus XT1802 TV Digital 32GB 13,0 MP 2 Chips Android 7.1 (Nougat) 3G 4G Wi-Fi, modelo que custa entre R$ 999,99 e R$ 1.499,00. Já em terceiro lugar aparece o Samsung Galaxy J7 Prime , com a terceira maior variação do ranking (86%).

Já entre os aparelhos da Samsung, que ocupam cinco das dez posições do levantamento, só um dos produtos varia de preço em menos de 50%, que é o Galaxy S8, encontrado a partir de R$ 2.639,12.

“O consumidor deve ficar sempre muito atento aos preços de smartphones, e pesquisar muito antes de concluir a compra. Esse mercado está sempre recebendo novidades e isso acaba gerando oscilações nos preços dos produtos dessa categoria’’ comenta Thiago Rocha, especialista de produtos do Zoom.

No ranking, entre os 10 mais buscados, todos usam sistema operacional Android e apenas um é diferente da dupla Motorola-Samsung: um LG. A Apple não aparece em momento algum no ranking com seu iPhone.

Confira abaixo o top 10:

07:19 · 03.04.2018 / atualizado às 07:19 · 03.04.2018 por

A empresa brasileira de segurança e privacidade para usuários Android, a PSafe acaba de chegar ao mundo iOS com o lançamento do dfndr vpn, o primeiro aplicativo para o sistema operacional da Apple. Após quatro anos atuando com foco em Android, a companhia está expandindo sua estratégia de negócios no Brasil e também nos Estados Unidos, país onde mais de 40% dos usuários de smartphone utilizam iPhone.

“Iniciamos esta semana uma nova fase em nossa operação com o objetivo de posicionar a PSafe como referência em segurança e privacidade para todo o mercado de smartphones. Nossa missão é que cada vez mais pessoas se sintam seguras para acessar a internet e tenham suas informações pessoais protegidas de ciberataques, que podem impactar usuários de qualquer sistema operacional”, afirma Marco DeMello, CEO e fundador da empresa. “Até o final de 2019, esperamos ter alcançado mais de 5 milhões de usuários do sistema iOS com este produto”, completa o executivo.

Por meio do serviço de VPN, sigla em inglês para “Rede Virtual Privada”, o usuário pode se conectar a qualquer rede, incluindo Wi-Fi públicas, com promessa de criptografia completa dos seus dados, garantindo a privacidade das informações pessoais trocadas. O IP (protocolo de internet), a identidade e a localização do usuário ficarão invisíveis e protegidos contra hackers em qualquer lugar do mundo. Segundo o executivo, isso acontece porque o dfndr vpn impede que alguém observe ou rastreie o que o usuário faz na internet para protegê-lo.

“Os constantes vazamentos de dados e fotos pessoais e os recentes casos de uso indevido de informações de usuários deixam clara a necessidade urgente e ainda muito pouco discutida que é preciso garantir sua proteção na internet. Com o dfndr vpn oferecemos uma conexão que é como um túnel, por meio do qual garantimos a privacidade total do usuário durante toda a transmissão de informações, desde a saída até a chegada de dados”, explica Emilio Simoni, diretor do dfndr lab – laboratório de cibersegurança da PSafe.

O dfndr vpn para iOS já está disponível na App Store para iPhone e iPad com iOS 10 ou superior e pode ser baixado gratuitamente. O usuário também pode testar o serviço com dados ilimitados – versão premium – por sete dias sem custo. Após esse período, é disponibilizado ao usuário a opção de assinar a versão premium do aplicativo a partir de R$ 13,15 (valor da mensalidade no plano anual).

08:38 · 28.02.2018 / atualizado às 16:35 · 28.02.2018 por
Zenfone 5

Como algumas empresas, as quais se concentram muito no mercado chinês já tinham feito, a Asus seguiu a tendência e copiou o entalhe no topo (onde o iPhone X encaixa seus sensores) chamado de “notch” em seu novo Zenfone 5, mostrado na última terça, 27, durante a Mobile World Congress (MWC), em Barcelona, na Espanha. E, segundo equipe da Asus no Brasil, não teme processos por seguir este novo caminho. Inclusive a empresa afirma que segue é o Essential Phone, que chegou antes que o iPhone X com esta “nova tendência de design e funcionalidade”.

Tudo isso foi o suficiente para a empresa sofrer muitas e duras críticas por todos os lados. Desde especialistas como os do “The Verge” que chamou o produto de clone sem vergonha do iPhone X, até a usuários que bateram de frente com as sempre acidas críticas do head global de marketing da Asus, Marcel Campos, faz a Apple. Muitos falaram exatamente que agora a Asus teria se rendido por completo a seguir a tendência mostrada pela gigante de Cupertino.

Você acha que a Asus imitou demais o iPhone X no Zenfone 5?

View Results

Loading ... Loading ...

Afinal, não foi só o “notch” da Apple que apareceu no novo smartphone da Asus. O design do corpo do aparelho lembra muito o iPhone X. A colocação e formato das câmeras até a tela do Zenfone 5. Foram demais? Para a Asus não. É seguir a tendência. É entregar o que os usuários querem. Será? Acredito que o preço será bem inferior aos quase R$ 7 mil cobrados pelo iPhone X e isso pode atrair usuários que sonham em ter um Apple, mas não querem pagar esta pequena fortuna. Terá sido uma estratégia acertada da empresa de Taiwan essa “tendência de mercado”? Se tiver qualidade e preço baixo com um sistema operacional robusto e confiável pode até dar lucro. Mas quando um produto segue demais o outro acaba por perder um pouco de brilho, de destaque. É verdade que raramente vemos algo novo nesta indústria, mas tão interessante é quem consegue inovar, não é verdade? Por fim, deixo abaixo as fotos do iPhone X e do Essential Phone para você compará-los ao Zenfone 5.

Viram? O que acharam? Comentem. Antes de ir embora deixo abaixo as configurações do Zenfone 5 que chega ao Brasil ainda este ano, mas nada ainda revelado se no primeiro ou segundo semestre.

Destaques
– Câmeras duplas aprimoradas, alimentadas pelo sensor principal da Sony IMX363 com pixels de 1,4 μm, wide angle de 120°, HDR noturna e detecção de cena por inteligência artificial. A câmera traseira wide angle tem lentes 6p. 2X visão mais ampla para mais amigos e cenários no enquadramento. Distância focal equivalente a 12mm em câmera de filme de 35mm. A câmera traseira principal tem 12MP com sensor de imagem Sony IMX363, Auto (com HDR noturna e modo Retrato), abertura f/1.8, campo de visão de 83°, distância focal equivalente a 24mm em câmera de filme de 35mm, softlight LED flash, AI Scene Detection com detecção de 16 cenas, AI Photo Learning e troca instantânea de câmera. A câmera frontal tem 8MP, abertura f/2.0, campo de visão de 84°, distância focal equivalente a 24mm em câmera de filme de 35mm, troca instantânea de câmera, modos de câmera PixelMaster: Auto (com recursos de baixa luz e HDR), embelezamento em tempo real, modo retrato em tempo real e desbloqueio por reconhecimento de face.
– Conta com o processador Qualcomm Snapdragon 636 com capacidades de inteligência artificial e ASUS AI Boost para o melhor desempenho e GPU Qualcomm Adreno 509.
– Smartphone de 6,2 polegadas com tela na proporção 19:9 com relação de 90% de tela para corpo e bordas ultrafinas para uma experiência mais imersiva e melhor visualização.
Novas funcionalidades de comunicação e conveniência aprimoradas por IA com Smart Screen On, AI Charging, AI Ringtone e os avatares de ZeniMoji animados em tempo real.
– RAM/ROM: 4GB ou 6GB RAM / 64GB ROM
– Sistema Operacional: Android Oreo com a nova ASUS ZenUI 5.0
Bateria: 3300mAh com ASUS BoostMaster & AI Charging

Como se vê, o novo smartphone promete muita qualidade que, aliás, é uma marca da Asus. Traz aparelhos com ótimos preços e boa qualidade. Uma pena apenas não ter um suporte localizado em cada cidade e tudo é concentrado em São Paulo.

Ainda com relação a Barcelona, veja abaixo outros produtos que pintaram na apresentação lá na MWC:

Zenfone 5Z

Zenfone 5Z

O Zenfone 5Z é um smartphone de 6,2 polegadas com câmera dupla de última geração que apresenta proporção de 90% de tela para corpo, embalada em um tamanho de 5,5 polegadas. É o primeiro modelo Zenfone que traz o processador Snapdragon 845 com a AIE e uma plataforma de inteligência artificial de terceira geração que inclui o Hexagon 685 Vector DSP, Adreno 630 Graphics e a CPU Kryo 385. O Zenfone 5Z também se beneficia do modem LTE Gigabit Snapdragon X20, que entrega velocidades que superam a barreira gigabit para uma experiência de fibra sem fio, bem como o Wi-Fi 2×2 802.11ac integrado e o Bluetooth 5 2×2 para fones de ouvido sem fio de baixa potência. O Zenfone 5Z vem com até 8GB de memória RAM e 256GB de armazenamento, oferecendo eficiência energética para uma vida duradoura da bateria.

Zenfone 5Z traz sistema de câmeras duplas inteligentes que prometem se adaptarem à luz do ambiente. São equipados com o último sensor principal da Sony IMX363 com grandes pixels de 1,4 μm, lente grande angular com abertura f/1.8, câmera wide angle de 120°, estabilização óptica de imagem de quatro eixos (OIS) e funções de câmera aprimoradas por inteligência artificial – incluindo AI Scene Detection para 16 situações e objetos diferentes, aprendizagem de foto, retrato e embelezamento em tempo real.

Zenfone 5 Lite

Zenfone 5 Light

O Zenfone 5 Lite traz o primeiro sistema de quatro câmeras anunciado globalmente, com uma câmera principal de alta resolução – 20MP Sony na frente, 16MP na parte traseira – e câmera wide angle de 120° na frontal e na traseira. Ao contrário de outros sistemas, cada câmera funciona de forma independente para imagens de paisagens, retratos ou grupos.

A tela Full HD+ IPS de 6 polegadas tem a proporção de 18: 9 com bordas ultrafinas, tornando o aparelho tão compacto quanto um telefone de 5,5 polegadas de tamanho padrão. Alimentado pela plataforma móvel Snapdragon 630, o Zenfone 5 Lite combina desempenho, eficiência de energia otimizada e uma bateria de 3300mAh com recursos avançados de segurança e conveniência – incluindo NFC, suporte de cartão SIM/microSD com slot triplo, desbloqueio rápido por reconhecimento de face e impressão digital.

 

Zenfone Max (M1)

Zenfone Max (M1)

O Zenfone Max (M1) é o modelo mais recente da série Zenfone Max, a única com smartphones de alta capacidade de bateria. O aparelho traz uma tela de 5,5 polegadas em um corpo compacto que não é maior do que muitos smartphones de 5 polegadas, e conta com uma bateria de 4000mAh de alta capacidade.

Com a sua área de visualização ampliada, tamanho compacto, câmeras traseiras duplas com lente de 120° e desbloqueio com sensor biométrico, o Zenfone Max permite que os amantes de fotos vejam a imagem maior com uma gama mais ampla de opções criativas – tudo em um design com acabamento metálico ergonômico e confortável.

 

 

 

Asus NovaGo

Asus NovaGo

O NovaGo é o primeiro laptop do mundo compatível com LTE Gigabit e projetado para mobilidade, oferecendo aos usuários uma experiência sempre conectada. Este laptop leve e conversível vem com o processador Snapdragon 835 e possui um modem LTE Gigabit Snapdragon X16 para velocidades de download até 3-7 vezes mais rápido do que a velocidade média da banda larga. Possui uma autonomia de bateria de até 22 horas com mais de 30 dias em standby e um eSIM integrado que garante uma conectividade perfeita. A funcionalidade de carga rápida dá ao NovaGo até cinco horas de duração da bateria com uma carga de 15 minutos. O NovaGo é uma nova geração de notebook projetada para o usuário experiente em tecnologia, que oferece todos os novos recursos do Windows, como Windows Ink, Windows Hello e Cortana com conectividade rápida e excepcional eficiência energética.

 

09:12 · 26.02.2018 / atualizado às 06:44 · 27.02.2018 por
Dois modelos de iPhone X

Em um levantamento realizado pela Grabr, plataforma de compartilhamento de bagagem que possibilita o acesso a compra de produtos através de viajantes, revelou que os itens de maior desejo dos brasileiros em relação ao mercado exterior ainda são eletrônicos e tecnológicos.

A apuração foi feita no último trimestre e observou que, de todas as encomendas realizadas, o iPhone X foi o produto mais pedido na plataforma, indo na contramão do mercado mundial que não aceitou muito bem o modelo, fazendo com que a Apple até diminuísse a produção do aparelho.

Além do smartphone, seguem na lista produtos tecnológicos e de lazer e entretenimento, como Airpods Apple, o console Nintendo Switch e o brinquedo L.O.L Surprise.

Confira os 5 mais pedidos:

1. iPhone X
2. iPhone 8
3. Nintendo Switch Neon Blue
4. Airpods Apple
5. L.O.L Surprise

Decoração e Fotografia

Como funciona o serviço

Outras categorias que vem ganhando a atenção dos brasileiros nos últimos meses são relacionadas a decoração e fotografia. Estão se tornando cada vez mais comuns pedidos de objetos decorativos, além de equipamentos e acessórios de fotografia. “Temos observado um aumento grande em pedidos de máquinas, lentes e acessórios relacionados à fotografia. Itens para a casa, seja utensílios para a cozinha ou objetos de decoração também vem se destacando”, afirma Michele Chahin, porta-voz da Grabr no Brasil.

“Esses dados são um reflexo interessante do comportamento de compra do brasileiro em relação aos produtos que são encontrados tão facilmente no exterior e que aqui no Brasil possuem uma alta taxa de impostos. Através da plataforma é possível encurtar distâncias e fazer de maneira prática e segura com que um objeto lá dos Estados Unidos chegue na sua casa de forma rápida, legal e com preço muito mais acessível”, finaliza.

Como funciona

A Grabr funciona assim: você solicita seu pedido colocando um link do produto na plataforma e estipula o qual o valor da recompensa que o viajante vai ganhar se trouxer ele para você. Você paga os valores para a plataforma. O viajante compra o produto. Ele traz ele até você. Com o seu “ok” na plataforma, ele recebe o dinheiro. Caso você tenha problemas com o produto ou o viajante não o traga, seu dinheiro fica a salvo com a plataforma e você pode usá-lo em outros pedidos ou ter o reembolso. Com relação ao reembolso, a assessoria de imprensa do Grabr informa que é bem tranquilo e durante o fechamento do pedido há também a taxa do app, a qual não informou exatamente há quantos por cento da transação corresponde. “Porém, todos os valores somados ainda são consideravelmente inferiores a produtos comprados aqui no Brasil”, encerra a asessora.

09:14 · 19.01.2018 / atualizado às 09:14 · 19.01.2018 por

Se você é usuário de iPhone já sabe que o navegador de internet nativo, o Safari, é uma opção superior ao Google Chrome, mas há um rival a altura dele que atende pelo nome de Opera Mini.

>>>Opera Mini 9 estreia recurso de aceleração de vídeo

A melhor coisa no Opera Mini para iOS é que o navegador é bem rápido e ainda ajuda a economizar no consumo de dados do seu plano de internet móvel. Ele consegue reduzir o tempo de carregamento das páginas e dos dados graças a função Turbo que ajuda a otimizar as páginas web não são em imagens e texto, mas também os vídeos que serão visualizados. Não chega a ser o 90% vendido na propaganda, mas vai ajudar muito.

Por falar em vídeo, há um novo de aceleração de vídeo que o usuário pode habilitar (na aba economia de dados) para que você siga visualizando seus vídeos que foram travados por alguma queda de internet.

Outra função que é, inclusive, nativa do navegador, é o bloqueador de anúncios integrado ao Opera Mini para iOS. Ele torna sua navegação mais rápida ao bloquear os anúncios que vão surgindo nas páginas.

13:03 · 22.12.2017 / atualizado às 13:10 · 22.12.2017 por
iPhone SE é um dos modelos que estão sofrendo com o problema

Segundo o Business Insider e o Chicago SunTimes, consumidores dos EUA estão entrando com processos contra a Apple. Basicamente, a alegação deles é que a empresa teria reduzido o desempenho dos iPhones antigos para forçá-los a comprar aparelhos mais novos, a geração 8 e o iPhone X, por exemplo. Além de afirmarem que esta redução de desempenho está causando práticas “enganadoras, imorais e antiéticas”.

A Apple assumiu que reduziu de propósito o desempenho de iPhones 6, 6s e SE para impedir que os mesmos desliguem sozinhos ou travem quando estão com pouca bateria ou condições extremas de temperatura, especialmente, abaixo de zero como em invernos mais rigorosos como de países como o Canadá.

Porém, a empresa deixou claro em comunicado que não faz isso para forçar o consumidor a comprar os novos modelos (iPhones a partir do 7). Ela deixou claro que isso está acontecendo por desgaste natural de baterias de íon de lítio que podem perder autonomia com o tempo.

A questão é que os modelos anteriores a geração 6, 6s e SE do iPhone não tinham tantos problemas assim, duravam até 4 ou 5 anos. Daí gerou esta confusão e irritação bastante aceitável por parte dos usuários.

07:20 · 21.12.2017 / atualizado às 07:25 · 21.12.2017 por
O Apple iPhone 6S e 6S Plus durante o evento da Apple para a mídia em São Francisco, na Califórnia Foto: REUTERS/Beck Diefenbach

Não, a Apple não admitiu ao The Verge que faz um serviço de obsolescência programada de seus aparelhos. Em outras palavras, ela não disse que os torna mais lento para que você vá às lojas em busca de novos smartphones da maçã. Segundo comunicado que respondeu ao The Verge, o que a Apple fez com os iPhone 6, 6s e SE foi “suavizar os picos instantâneos somente quando necessário, isso para evitar que o dispositivo se desligue inesperadamente durante condições de frio, com baixa carga da bateria ou à medida que envelhecem ao longo do tempo”.

Agora, ainda de acordo com comunicado da Apple, foi ampliado esse recurso para o iPhone 7 com o iOS 11.2 e a empresa planeja adicionar suporte para outros produtos no futuro. Desta forma, param as reclamações recentes de aparelhos desligando no inverno mais rigoroso (como o do Canadá, por exemplo) ou com bateria em 30% ou menos.

Veja a nota completa enviada para o The Verge abaixo:

“Nossa meta é entregar a melhor experiência aos consumidores, o que inclui o desempenho geral e o prolongamento da vida de seus dispositivos. As baterias de íon de lítio tornam-se menos capazes de fornecer demandas de corrente de pico quando em condições de frio, com baixa carga da bateria ou à medida que envelhecem ao longo do tempo, o que pode resultar no desligamento inesperado do dispositivo para proteger seus componentes eletrônicos.

No ano passado, lançamos um recurso para o iPhone 6, iPhone 6s e iPhone SE para suavizar os picos instantâneos somente quando necessário, isso para evitar que o dispositivo se desligue inesperadamente durante essas condições. Agora ampliamos esse recurso para o iPhone 7 com o iOS 11.2 e planejamos adicionar suporte para outros produtos no futuro.”

O problema todo foi a falta de transparência. Mais uma vez, a empresa esperou muitas cobranças de usuários, empresas especializadas e testes de confiança como os do GeekBench. Muito feio Apple!

07:26 · 12.12.2017 / atualizado às 13:46 · 12.12.2017 por
Dois modelos de iPhone X

A Vivo quer mesmo te convencer a comprar um iPhone X aqui no Brasil. Para tanto, montou uma estratégia curiosa. Oferece parcelamento em até 21 vezes sem juros nas compras com cartão Itaucard. O iPhone X 64GB poderá ser adquirido por 21 parcelas sem juros de R$ 99,52 ou R$ 2.090 à vista, caso o cliente opte pelo plano Vivo V e escolha trocar seu iPhone 7 Plus 128GB já usado, em perfeitas condições, por um desconto de R$1.549,00 na compra do novo, por meio do Vivo Renova, programa pelo qual o usuário entrega seu aparelho antigo e ganha vantagens na aquisição de um novo. O parcelamento é válido para as compras de todos os modelos de iPhone nas lojas físicas da Vivo.

>>>Que modelo do iPhone X posso comprar no exterior?

Porém, há uma condição para este valor se concretizar: você aceitar fazer um plano que vai te custar exatos R$ 1.299,99 por mês. Isso mesmo que você leu! Mas o que oferece o tal plano? O plano Vivo V tem 200GB de internet, que podem ser compartilhados com até 8 linhas adicionais, roaming internacional, sete diárias de Vivo Travel por mês para utilização de cada linha, ligações ilimitadas para qualquer operadora local ou DDD e 1000 minutos em ligações internacionais para outros países, todo mês, além de seguro completo contra roubo e furto dos aparelhos. Para adquirir o aparelho, os clientes ainda podem trocar seus pontos do programa de relacionamento Vivo Valoriza e acumular ainda mais vantagens na aquisição do iPhone X. São muitas as vantagens, certo? Porém, mesmo assim, é um custo altíssimo para se gastar com plano de dados/voz móvel.

Valor do plano Vivo V 200GB

Neste link aqui você consegue mais detalhes do plano Vivo V e de outras opções de planos da operadora.

Entendo que a operadora considere o Vivo V um plano completo e que o cliente que vai pagar, no Brasil, por um aparelho quase proibitivo como o iPhone X, tenha um alto poder aquisitivo. Mesmo assim, o valor do plano é muito surreal. Tanto quanto o preço definido pela Apple para o smartphone dela em nosso País. Porém, quem vai decidir se isso cabe ou não no bolso é você cliente. Boa sorte!

13:40 · 07.12.2017 / atualizado às 13:54 · 07.12.2017 por
Zenfone 4

Asus e TIM firmaram parceria e a empresa de telefonia móvel passa a vender os aparelhos da Asus em lojas da TIM espalhadas pelo Brasil. O primeiro aparelho a chegar será o Zenfone 4 de 4GB de RAM e 64GB de armazenamento interno.

Para falar sobre esta parceria, entrevistamos Yuri Franco, gerente de Marketing da Asus. Confira abaixo o bate-papo com o diretor:

Blog Na Rede – Qual a importância para a Asus desta parceria com a TIM em termos econômicos e de marca?
Yuri Franco – A Asus é uma marca nova no segmento de smartphones, com apenas 4 anos de fabricação aqui no Brasil. Esse é o primeiro passo para conquistarmos um novo mercado importante, que ainda não estávamos alcançando. Há um público fiel nas operadoras, pessoas que gostam de adquirir seus smartphones com benefícios oferecidos pelos planos e a partir de agora, eles também terão a Asus como uma opção vantajosa.

Após um período de consolidação e maturidade, decidimos que este era o momento certo para entrar em uma operadora e um dos objetivos é aumentar nossa capilaridade, principalmente na região nordeste. Com isso, fechamos a parceria com a TIM, que nos abriu as portas para explorarmos essa nova possibilidade de comercialização do nosso recente smartphone, Zenfone 4. Estamos confiantes que será uma parceria de sucesso e uma grande oportunidade de levar nossos produtos para um número maior de pessoas.

BNR – Outras operadoras já trabalham com concorrentes como Vivo+Samsung e Claro+Apple. Esta parceria também ajuda a sair na frente de outra concorrente, no caso a Moto/Lenovo. Isso foi pensando para tentar tentar vencer a disputa com Moto/Lenovo, que parece ser a grande concorrente da Asus no Brasil?
YF – A Asus sempre busca estar um passo à frente e já estávamos nos preparando há um tempo para essa entrada no mercado de operadoras, independente das concorrentes. O nosso maior objetivo é realmente alcançar um público que antes não conseguíamos por vendermos apenas no nosso e-commerce e nos parceiros varejistas. Queremos que os consumidores encontrem nossos smartphones com facilidade e com as vantagens que os planos da TIM oferecem. A TIM foi a primeira a fechar a parceria, mas pretendemos expandir a nossa entrada também para as outras operadoras.

BNR – Mudando um pouco de assunto, a Asus planeja mudar a política de suporte pós-venda, ou seja, instalar autorizadas pelo Brasil ao contrário do modelo atual de tudo ser enviado para São Paulo?
YF – Da mesma forma que atuamos ouvindo o nosso consumidor no desenvolvimento e melhoria dos nossos produtos, fazemos o mesmo nos demais pontos de contato com o consumidor final. Inicialmente trabalhamos com o modelo de assistência centralizada na cidade de São Paulo, para que a qualidade necessária fosse garantida para nossos consumidores.

Hoje já temos uma assistência balcão aqui em São Paulo que está sendo utilizada como um piloto de teste e melhorias no processo. A ideia é cada vez mais expandir essa iniciativa para que o consumidor tenha mais facilidade no reparo de seus produtos em todo Brasil, porém é um processo que demanda tempo e atenção pois a qualidade nos serviços continua sendo nossa prioridade.

BNR – Algo mais a comentar sobre a parceria com a TIM?
YF – O mercado de operadoras é muito mais complexo em comparação com o varejo onde atuamos até o momento e, estrear nesse segmento é um acontecimento marcante para a empresa. Buscamos sempre dar passos concretos e tomar as decisões corretas, e isso mostra o nosso amadurecimento e aceitação por parte do público, que aumenta cada vez mais em cada lançamento.

09:31 · 05.12.2017 / atualizado às 09:41 · 05.12.2017 por
Dois modelos de iPhone X já em pré-venda no site da Apple brasileira

Mesmo no exterior, o preço do iPhone X não é lá tão amigável assim. Mesmo assim, brasileiros sempre querem trazer o smartphone quando estão em viagem, especialmente quando estão nos EUA. Vamos te ajudar a saber o preço e qual modelo comprar.

Vamos começar falando que já há a opção de comprar sem a opção de uma operadora norte-americana. É o famoso SIM-free. O modelo será o A1865, o mesmo que é vendido pelas operadoras Verizon e Sprint. Ele funciona totalmente com nosso 4G e a Apple já garante cobertura em território brasileiro, mesmo não sendo o homologado pela Anatel (modelo A1901 que é comercializado por AT&T e T-Mobile).

E o preço? O modelo de 64GB custa US$ 999 sem contar os impostos da cidade onde você vai comprar. Já o modelo mais top, o de 256GB, sai por US$ 1.149. Na cotação do fechamento desta matéria, o dólar estava em R$ 3,241. Logo, os preços finais, sem impostos norte-americanos seriam, R$ 3237,759 e R$ 3723,909.

No Brasil, os mesmos modelos serão comercializados a partir de R$ 6.299,10 à vista. Afinal, nos EUA não tem parcelamento no preço informado no parágrafo anterior. Desta forma, temos uma comparação mais justa.

E agora? Ainda vai comprar quando viajar para o exterior, especialmente para os EUA? Pesado no bolso, não? Mas é menos caro se a compra do iPhone X for feita em solo estrangeiro. Aqui é inviável.

E o iPhone 8 e 8 Plus?

Os modelos de iPhone 8 e 8 Plus homologados pela Anatel e que você deve buscar no exterior são, respectivamente, A1905 e A1897. Eles são os vendidos pelas operadoras AT&T e T-Mobile. Lembrando que a Apple já dá garantia a todos os modelos, mesmo os não homologados.

O iPhone 8 de 64GB custa, sem imposto local, US$ 699. O de 256GB custa US$ 849. Já os modelos de iPhone 8 Plus de 64GB custa US$ 799 e o de 256GB sai por US$ 949 (preços sem impostos locais). Todos os modelos citados com SIM-Free.

No Brasil, o iPhone 8 começa (preço à vista) em R$ 3.599,10 na loja da Apple para o modelo de 64GB. Já o modelo de iPhone 8 (à vista) de 256GB tem preço inicial em R$ 4.319,10. O iPhone 8 Plus na loja da brasileira da Apple tem início (à vista) em R$ 4.139,10 para o modelo de 64GB. Já o modelo de 256GB do iPhone 8 Plus tem o preço (à vista) de R$ 4.859,10.