Categoria: Mobile Banking


08:33 · 01.06.2018 / atualizado às 08:40 · 01.06.2018 por
O uso do mobile banking é muito mais seguro do que você pensa

Se você ainda perde tempo em fila para pagar contas está fazendo tudo errado. Há inúmeras maneiras para se livrar desta perda de tempo e uma está bem aí no seu bolso ou na sua mão. Trata-se do seu smartphone. “Mas eu posso ter minha conta invadido por hackers”. Se você acessar sites de pirataria ou outros tipos de páginas suspeitas, se vive clicando em vídeos ou links que qualquer um te envia – ainda mais via aquele grupo de WhatsApp – certamente já pode ter sido infectado. Porém, há como proteger seu aparelho mesmo se você não tiver uma conduta, digamos, das mais ilibadas.

A melhor maneira de proteger seu smartphone é mesmo a conduta de evitar tudo que falamos acima de comportamentos de risco. Não quer ou não pode? Instale antivírus. Há boas opções como das empresas Kaspersky e PSafe. Isso mais para quem tem Android. Para que usa iPhone há menos riscos, mas ainda assim é preciso ter um comportamento de risco zero ou perto disso.

Pronto? Protegido? Pois vamos falar de como usar seu smartphone para furar as filas. Já ouviu falar em mobile banking? Seu banco certamente tem um aplicativo para que você faça transações como pagamentos ou transferências de dinheiro, por exemplo. Basta você procurar seu banco para conseguir a liberação do uso irrestrito dele através de login e senha. Em muitos casos, você pode até ativar uma proteção a mais, acessando seu aplicativo do banco via impressão digital.

Com isso, nada mais de filas. É só pegar o aparelho celular e focar no código de barras. Em segundos o pagamento estará feito. Em estresse ou dificuldades. Pode imprimir ou gerar arquivos digitais para armazenar fisicamente no aparelho, no computador pessoal e até mesmo na nuvem (Google Drive, One Drive ou  iCloud) que você escolher.

Felizmente, o uso do mobile banking está crescendo bastante. Segundo publicação da última revista CIAB Febraban (Congresso e Exposição de Tecnologia da Informação das Instituições Financeiras da Federação Brasileira dos Bancos), Em 2016, 591 mil contas tinham sido abertas via mobile banking no Brasil contra 1,6 milhão de contas abertas em 2017. Uma evolução gigante. Isso consultando 8 bancos com atividade no País. Quer mais dados para ficar mais seguro? Em 2017, do montante de 71,8 bilhões de transações bancárias realizadas no Brasil, 25,6 bilhões foram via mobile banking contra 18,6 de 2016 e apenas 0,1 bilhão de 2011. Quanta diferença, não é mesmo? E isso está acontecendo pela praticidade e segurança do sistema. É infalível? Lógico que não. Assim como quando você vai até uma agência lotérica ou bancária você pode sofrer um assalto antes ou depois ou mesmo dentro daquele ambiente. Pode como também não pode. No ambiente tecnológico, seu comportamento de risco ou não ditará essa segurança.

Enfim, podemos finalizar dizendo que é fácil sim e é muito seguro sim o uso do mobile banking (não infalível). Não vejo a hora para o dinheiro em papel ser abolido. Já dá para pagar com seu smartphone também, o que é ótimo. Mas isso é assunto para uma nova postagem. Pare de perder tempos em filas  hoje mesmo, por favor!

Pesquisar

Faça uma busca em nosso blog:

Na Rede

Blog com novidades, eventos, reviews e críticas da editoria Tecno, do Diário do Nordeste.

VC REPÓRTER

Flagou algo? Envie para nós

(85) 98948-8712

Tags