Categoria: Motorola


06:00 · 15.03.2019 / atualizado às 13:05 · 14.03.2019 por

Não é nova a reclamação de clientes Motorola com seus smartphones após atualização. Na última postagem sobre isso, em 17 de junho de 2018 clientes relatavam que câmeras e processamento eram ótimos e depois ficaram bem ruins.

Mais recentemente, outros usuários reclamaram conosco, via comentários do blog, que as câmeras chegaram a travar após atualização da Motorola, baterias ficaram sem a mesma autonomia, os SimCards se mostraram com instabilidade. Outro problema foi no Z2 Play do marido e do sobrinho da leitora Cátia. O aparelho de Erico Luan, o Moto G5 Plus ficou lento para carregar. “Demora mais de uma hora para carregar 2%”, disse. Já Danielle reclama que o Moto G5 dela, após a atualização, apresentou problemas na câmera de forma contínua. “A bateria está esgotando super rápido, carrega lentamente”, encerra ela que quer ajuda da Motorola e não quer ter que trocar de aparelho.

A empresa

A Motorola informa, via e-mail, que somente disponibiliza atualização de software de forma gradativa para seus produtos e depois de uma séria exaustiva de testes de qualidade, com o objetivo de oferecer a melhor experiência possível para seus consumidores.

Segundo a empresa, relatos de possíveis problemas relacionados com performance do smartphone são considerados casos isolados. “Caso algum consumidor tenha problema ou dúvida relacionada a atualização do sistema operacional, a empresa orienta os usuários a encaminharem o smartphone para uma assistência técnica autorizada para receber todo o suporte necessário. O consumidor pode ainda ligar no serviço de Atendimento e Vendas ao Consumidor pelos telefones 4002-1244 para as capitais e regiões metropolitanas e 0800 773 1244 para as demais localidades”, encerra a companhia.

06:23 · 07.03.2019 / atualizado às 06:48 · 07.03.2019 por

A Motorola confirma que foi liberada a atualização do Android 8.1 Oreo para os usuários do Moto G4 Plus. O upgrade será realizado em fases, e nos próximos dias chegará para toda a base de usuários do produto.

>>>Consumidores reclamam que última atualização da Motorola deixou aparelhos piores

O problema é que a versão mais nova do sistema operacional do Google é o Android 9.0 Pie, ou seja, esta atualização já chega precisando de outra. Lamentável. É bem verdade que o Moto G4 Plus é um aparelho bem antigo e talvez sem capacidade para usar a versão última do Android. Porém, isso só reforça a reclamação junto a aparelhos Android quanto a atualização.

O que traz a versão 8.0?

A atualização do sistema operacional Android oferece velocidades mais rápidas, maior duração de bateria, seleção de texto inteligente, notificações melhoradas, quadro de preenchimento automático para senhas mais difíceis e o Google Play Protect, que ajuda a garantir que nenhum dos aplicativos seja comprometido.

Para realizar o upgrade, o usuário deverá realizar a busca manual em Atualizações do sistema, dentro do menu Sistema, nas configurações do aparelho.

Para mais informações clique aqui.

06:00 · 28.02.2019 / atualizado às 07:03 · 27.02.2019 por

Durante a Mobile World Congress (MWC) 2019, o Google anunciou que o recurso Bem-estar Digital do Android 9 Pie está chegando para mais smartphones, começando com a nova família do Moto G7. Segundo a assessoria brasileira do Google, desde o lançamento, as pessoas que usam o Pixel e o Android One disseram que ter uma melhor visibilidade dos seus hábitos ajudou-os a ter mais controle sobre o uso do telefone.

Os recursos incluem um novo Painel de Controle que te ajuda a entender como está usando seu tempo no dispositivo; um Tempo de uso dos apps que permite definir limites de uso em aplicativos e deixa o ícone da tela inicial cinza quando o tempo termina; o novo Não Perturbe, que silencia todas as interrupções visuais que aparecem na tela; e o modo Relaxar, que liga a Iluminação Noturna, o Não Perturbe e deixa a tela em tons de cinza antes da hora de dormir.

“Estamos trabalhando com parceiros para levar esses recursos para ainda mais telefones, permitindo que as pessoas encontrem um melhor equilíbrio e se concentrem no que é mais importante para elas”, disse Jon Gold, diretor de parcerias do Google.

14:53 · 25.01.2019 / atualizado às 14:53 · 25.01.2019 por

Um rápido vazamento no site brasileiro da Motorola no Brasil, segundo o site CNet, mostrou detalhes da família Moto G7, smartphones que vão ser mostrado em evento em São Paulo no dia 7 de fevereiro. Eles foram batizados de Moto G7, Moto G7 Play, Moto G7 Plus e Moto G7 Power, este com bateria de 5.000 mAh.

Os modelos que vão chegar do Moto G7 terão telas de 5,7 polegadas a 6,24 polegadas, armazenamento de 32GB e 64GB e 2GB a 4GB de memória RAM com leitor de impressões digitais atrás. Eles terão processador Qualcomm Snapdragon 632 e 636.

Imagem vazada, segundo o CNet

Os aparelhos virão com câmeras dupla traseira de 12 e 5 megapixels, dupla traseira de 16 e 5 megapixels, câmera de 13 megapixels e 12 megapixels para, respectivamente, G7, G7 Plus, G7 Play e G7 Power.

Tirando o modelo G7 Power, todos os demais terão bateria de 3.000 mAh.

07:30 · 24.01.2019 / atualizado às 07:39 · 24.01.2019 por

“Quantas horas por dia o celular está ao alcance das suas mãos?” Essa foi a pergunta feita no questionário on-line Phone Life Balance, realizado globalmente pela Motorola em 2018 e que, no Brasil, contou com a participação de mais de 65 mil adolescentes. As respostas dos jovens, cujas idades variam entre 10 e 19 anos, refletem a importância do telefone celular na vida deles.

Seis de cada dez adolescentes têm o celular ao alcance das mãos 12 horas por dia. Em outras palavras, 60% dos jovens têm o smartphone em mãos durante metade do dia. A relevância do celular na vida cotidiana dos jovens fica ainda mais clara quando se analisam os dois extremos da tabela: somente 1% disse ter o celular ao seu alcance por uma hora ou menos. Já no outro extremo, 30% afirmaram ter o celular ao seu lado durante as 24 horas do dia, ou seja, o deixam próximo até enquanto dormem.

“Assim como a pesquisa realizada no Brasil, as internacionais também confirmam que os adolescentes mantêm o celular ligado 24 horas por dia. A pergunta da pesquisa da Motorola dá um passo a mais: o telefone não só está ativo, como também fica nas mãos deles praticamente o tempo todo. Não é que eles tenham acesso enquanto realizam outra atividade, a atividade é o próprio celular”, explica Roxana Morduchowicz, especialista em cultura juvenil, consultora da Unesco e autora do livro Ruídos na Web.

Por ser um dispositivo portátil, o celular faz com que sua tela seja a que mais acompanha os adolescentes durante o dia. Em todo o mundo, o celular é a tela principal (e em muitos casos, a única) na vida dos jovens. Eles realizam todas as suas atividades nela: falam com amigos, escutam música, buscam informações, jogam e realizam as tarefas escolares.

“A vida diária dos adolescentes do século XXI se define por sua relação com as telas. As tecnologias vêm transformando a maneira como eles aprendem, leem, se informam, se divertem, assistem a filmes, séries, escutam música e se relacionam com os amigos. Trata-se, sem dúvida, de transformações muito recentes e muito dinâmicas: há dez anos, nenhum adolescente acessava as redes sociais e, hoje, não existe nenhum fora delas. Em apenas uma década, as redes sociais se converteram na principal atividade dos jovens, quando navegam pela internet”, afirma Roxana.

Por isso, segundo a especialista, não é de surpreender que eles deixem o celular ligado as 24 horas do dia, ou que, como demonstra o estudo, esteja ao alcance de suas mãos durante metade do dia. Essa situação se intensifica quando chegam as férias. Durante o recesso escolar, os jovens têm mais tempo livre e, portanto, muito mais horas para passar navegando pela rede no smartphone.

Um bom ponto de partida para tentar resolver essa questão é entrar em um acordo com o jovem, quanto ao tempo de uso do dispositivo e as tarefas que ele deve realizar. Dessa maneira, pais e filhos podem decidir em quais momentos podem ficar livres das telas e quais outras atividades podem realizar, para que a tecnologia não ocupe a totalidade do tempo livre nas férias.

Ler um livro, compartilhar uma atividade em família, ir a uma praça, a um clube, ao cinema, ao museu ou à casa de um amigo podem ser momentos apropriados para ficar livre da tecnologia e deixar o celular em segundo plano.

A respeito da relação dos mais velhos com os celulares dos filhos, é importante que os adultos estejam atentos à maneira que eles usam as tecnologias. Isso se reflete na necessidade dos pais de incorporar uma nova pergunta ao diálogo familiar: “O que você fez hoje na internet, quais páginas você conheceu, com quem se comunicou, houve algo de que você gostou ou não?” Essa é a melhor maneira de conhecer, saber e compartilhar o uso que os filhos fazem das tecnologias, conclui a consultora.

10:56 · 21.01.2019 / atualizado às 12:29 · 21.01.2019 por

A Motorola acaba de anunciar a atualização do sistema Android Pie para os dispositivos Moto G6 Plus. A nova versão, que será distribuída nas próximas semanas para os usuários do aparelho, substitui o Android Oreo e oferece uma experiência mais inteligente e mais simples e, ainda, se adapta ao usuário.

Entre as novidades, está a nova navegação por gestos e nos aplicativos recentes, o modo “Não Perturbe” melhorado, a nova e colorida interface para o menu Configurar, além do uso otimizado da bateria e melhorias no recurso de tela dividida. O Android Pie também traz melhorias no controle de áudio e um sistema de notificações renovado, tornando muito mais fácil gerenciar os diversos tipos de notificações e a maneira como o usuário interage com elas.

Android 9 Pie está chegando

A seguir, a lista de smartphones que ainda receberão a atualização do Pie OS:
Moto Z3 Play
Moto Z2 Force
Moto Z2 Play
Moto G6
Moto G6 Play

As atualizações de software da Motorola podem ser checadas aqui, incluindo os detalhes sobre as especificações por país ou provedor. Android é marca registrada do Google LLC. Baseado no anúncio do Android 9.0 Pie em 6 de agosto de 2018.

09:34 · 21.01.2019 / atualizado às 09:39 · 21.01.2019 por

Um levantamento* feito pelo Zoom, site e app comparador de preços e produtos, revela os smartphones mais buscados em janeiro. A liderança do ranking pertence ao Moto G6 Play.

A Motorola tem 3 aparelhos entre os 10. O campeão de presenças é a marca Samsung com 6 celulares na lista. A LG é a outra marca que marca presença com 1 aparelho.

“Aproveitando as liquidações e descontos pós-Natal, o e-consumidor tem pesquisado bastante os modelos, sempre levando em conta as funcionalidades oferecidas por cada um deles e o preço também. Para facilitar a decisão de compra, nossos especialistas de produtos podem sanar dúvidas e orientar qual é o modelo mais recomendado para cada tipo de uso”, comenta Leonardo Oliveira, especialista de produto do Zoom.

LG K9 é o único fora do grupo Motorola e Samsung a entrar na lista dos 10 mais buscados em janeiro

Confira o top 10:

1º Smartphone Motorola Moto G G6 Play XT1922-5 32GB Qualcomm Snapdragon 430 13,0 MP 2 Chips Android 8.0 (Oreo) 3G 4G Wi-Fi

2º Smartphone Samsung Galaxy J6 SM-J600G TV Digital 32GB 13,0 MP 2 Chips Android 8.0 (Oreo) 3G 4G Wi-Fi

3º Smartphone Samsung Galaxy J4 Plus SM-J415G 32GB Qualcomm Snapdragon 425 13,0 MP Android 8.0 (Oreo) 3G 4G Wi-Fi

4º Smartphone Motorola Moto G G6 Play XT1922-3 Importado 32GB 13,0 MP 2 Chips Android 8.0 (Oreo) 3G 4G

5º Smartphone Samsung Galaxy J8 SM-J810M 64GB 16,0 MP 2 Chips Android 8.0 (Oreo) 3G 4G Wi-Fi

6º Smartphone Samsung Galaxy J6 Plus SM-J610G 32GB Qualcomm Snapdragon 425 13,0 MP 2 Chips Android 8.0 (Oreo) 3G 4G Wi-Fi

7º Smartphone Motorola Moto G G6 Plus XT1926-8 TV Digital 64GB Qualcomm Snapdragon 630 12,0 MP 2 Chips Android 8.0 (Oreo) 3G 4G Wi-Fi

8º Smartphone Samsung Galaxy S8 SM-G950 64GB 12,0 MP 2 Chips Android 7.0 (Nougat) 3G 4G Wi-Fi

9º Smartphone Samsung Galaxy A6 Plus SM-A605G 64GB 16,0 MP 2 Chips Android 8.0 (Oreo) 3G 4G Wi-Fi

10º Smartphone LG K9 TV LMX210B TV Digital 16GB Qualcomm MSM8909 8,0 MP 2 Chips Android 7.0 (Nougat) 3G 4G Wi-Fi

*Levantamento realizado levou em consideração os smartphones mais buscados no mês de janeiro

10:11 · 17.01.2019 / atualizado às 10:13 · 17.01.2019 por

A Motorola oferece um novo serviço para os usuários dos aparelhos da marca. Agora, é possível realizar o agendamento do horário de atendimento a ser realizado em qualquer uma das 44 assistências técnicas da Motorola espalhadas pelo Brasil. O novo serviço deve reduzir em até 15 minutos o tempo do cliente na loja.

Para realizar o agendamento, basta entrar em contato com a Motorola pelo call center ou pelo site, com CPF e IMEI do aparelho, e escolher o melhor horário para o atendimento, que pode ser realizado dentro do horário comercial, de segunda a sexta-feira e também aos sábados, em algumas localidades. Além disso, no site também é possível verificar a assistência técnica mais próxima e fazer acompanhamento do serviço.

“Até então, para abrir uma ordem de serviço e deixar o aparelho para reparo, o cliente precisava aguardar na fila por ordem de chegada. O problema é que as pessoas preferem os mesmos horários para ir até a assistência técnica, como a hora do almoço e o fim do dia, o que gera grandes picos de volume e tempo de filas”, explica Rodrigo Rosa, gerente de Relacionamento com o Cliente da Motorola. “Com o agendamento, o cliente não precisa aguardar, pois terá uma estrutura dedicada na assistência para atendê-lo assim que chegar à loja, com a garantia de que não enfrentará nenhuma fila e será atendido na hora marcada.”

A promessa é que, com o novo serviço, o cliente consiga ser atendido no mesmo dia ou no dia seguinte, caso queira e tenha urgência no reparo. Além disso, no momento do cadastro para atendimento, o cliente já fornece os dados pessoais e do produto, bem como informa o defeito, o que simplifica o procedimento para abertura da ordem de serviço na loja e reduz o tempo de espera.

“A Motorola está sempre focando em melhorar a experiência do seu consumidor com a marca. Por meio do novo serviço, o cliente terá como se programar melhor e evitar qualquer atraso que atrapalhe seu dia”, afirma Juliana Mott, head de Marketing da Motorola.

Se esse serviço funcionar será um ganho considerável para os clientes. Sabemos que o pós-venda eficiente conquista ainda mais os consumidores. Apple e a própria Motorola sempre se destacaram nisso. Tomara que só ampliem a qualidade dos serviços de pós-venda e que outros as sigam.

09:33 · 21.12.2018 / atualizado às 12:14 · 21.12.2018 por

A Motorola anuncia novidades no aplicativo de câmera para os usuários dos modelos moto g5s plus, moto g6, moto g6 plus, moto z² force, moto z³ play, moto x4 e motorola one.

Entre os novos recursos, a atualização garante suporte para adesivos de animação via realidade aumentada, marca d’água, cor em destaque na câmera frontal (já disponível no moto z³ play desde o lançamento) e dicas sobre as funcionalidades.

Conheça todas as novidades:

Marca d’água – É possível colocar uma marca d’água Motorola no canto da imagem indicando com qual modelo de celular a foto foi tirada.

Disponível: moto g5s plus, moto g6, moto g6 plus, moto z² force, moto z³ play, moto x4 e motorola one

Moto G6 será um dos que vai ganhar a atualização de câmera como o efeito de cor em destaque

Cor em destaque na câmera frontal – Permite que uma determinada cor na imagem fique em evidência, e o resto em preto e branco, nas fotos tiradas com a câmera frontal.

Disponível: moto g5s plus, moto g6, moto g6 plus, moto z² force, moto x4 e motorola one

Adesivos RA – Animação via realidade aumentada, em que é possível colocar adesivos de objetos virtuais e personagens em paisagens reais.

Disponível: moto z³ play

Item de ajuda dentro da câmera – Traz dicas sobre funcionalidades e recursos de câmera.

Disponível: moto g5s plus, moto g6, moto g6 plus, moto z² force, moto z³ play, moto x4 e motorola one

Todas essas novidades estão disponíveis no aplicativo “Moto Câmera 2” a partir da versão 7.2.31.13.

06:32 · 13.12.2018 / atualizado às 07:25 · 13.12.2018 por

Com a popularização dos smartphones, o mercado foi criando outras categorias do produto, que vão além dos aparelhos de alta qualidade e de valor exorbitante. Desta forma, o consumidor que não possui condições de adquirir celulares top no mercado, como Galaxy S9 ou iPhone XS, pode ter um modelo que cumpre as necessidades básicas e conforto. Por isso, a PROTESTE, associação de consumidores, avaliou os principais smartphones que se encaixam nessa categoria, os chamados modelos “intermediários”.

Entre a ampla gama de mais de 126 produtos testados anteriormente no comparador da Associação, foram escolhidos para essa avaliação 11 dispositivos ditos de “modelos de entrada”, com preço até R$ 1.500. Vale destacar todos os selecionados possuem o sistema operacional Android, já que, não bastasse estar obsoleto, o iPhone SE se encontra acima dessa faixa de valor.

Foram avaliados itens como duração de bateria, qualidade sonora, tela e câmera, entre vários outros. Para isso, os aparelhos foram separados de acordo com seis perfis comuns de preferência de usuários: barato e bom; valor máximo de R$ 1.500; bateria duradoura; tela grande; proteção contra água e poeira, e câmera.

Bateria dura mais de 40 horas de uso

Juntamente com tela de qualidade e câmera de boa resolução, uma das características mais procuradas em um celular é uma bateria de longa duração, que não deixa o usuário na mão no meio do dia. Embora os chipsets mais modestos de hoje em dia consigam otimizar o uso de energia consideravelmente, trata-se, na verdade, de um quesito que evolui lentamente, se comparado à tecnologia.

Apesar disso, alguns produtos se destacaram com desempenho extraordinário – caso, particularmente, do LG K10 Power Dual, uma das três escolhas certas nominadas pela Associação, que suportou mais de 40 horas de uso. Também se saíram bem o Samsung J7 Prime, Samsung J8 e Moto G6 Play, registrando mais de 30 horas ininterruptas.

Uma dica da PROTESTE sobre esse quesito é aliar a escolha de um desses dispositivos a medidas que poupem energia, como desinstalar aplicativos pouco usados e reduzir o brilho da tela.

Já no que se refere às telas, embora evidentemente as diferenças entre modelos premium e os mais baratos continuem grandes, o avanço da tecnologia está diminuindo essa disparidade. Em termos de tamanho, os produtos Moto G6 Plus, Moto G6 e Samsung J8 possuem as maiores telas, com 5.9, 5.7 e 6, respectivamente. O Samsung J8 mostrou ter o melhor aproveitamento de sua parte frontal, com 75,8%, seguido pelo Moto G6 Plus, com 74,4%. Porém, este último se destaca devido à qualidade da tela e contraste diferenciado.

Referente às câmeras frontais, o Moto X4, Moto G6 e Moto G6 Plus saíram na frente. Já na câmera traseira, o Moto X4 se sobressaiu, além de ser o melhor dessa avaliação. Este modelo também conquistou o título do mais resistente à poeira e à água, em que os modelos G6 Plus e G6, também da Motorola, foram bem.

Segundo a PROTESTE, a Motorola é a fabricante que entrega as melhores opções para quem deseja o produto com maior custo benefício na faixa de preço de até R$ 1.500. Seus três smartphones (G6 Plus, X4 e G6, em ordem de pontuação geral no teste) vêm com a última atualização do sistema operacional, têm boas câmeras frontais e, especialmente no caso do X4, a câmera traseira também. Além disso, demoram relativamente pouco para carregar.

Para quem busca aparelhos mais baratos, a Associação indica os que custam menos de R$ 800 e mantêm uma boa qualidade, como o Samsung J6, LG Q6 e LG K10 Power Dual. Eles trazem softwares atualizados e câmeras aceitáveis, além de todas as outras funções básicas consideradas necessárias. Por isso, não à toa, são as escolhas certas da avaliação.

Particularmente, acredito que os aparelhos da Asus têm um custo x benefício superior ao J6, LG Q6 e K10. Mas entendemos a metodologia da PROTESTE. Porém, sinceramente, não investiria meu dinheiro no trio citado. Bateria, durabilidade dos aparelhos, preço, boas câmeras, armazenamento interno e memória RAM. Tudo isso os aparelhos da Asus têm de sobra.

Para mim, os aparelhos da Motorola e da Asus só ficam atrás, na linhagem Android, para os tops da Samsung – com preços impraticáveis. Lógico, não vamos falar dos aparelhos chineses como Xiaomi, Oppo e Vivo, pois não temos como testá-los sem importá-los e corremos o risco de ficarmos sem o dinheiro e sem os celulares. Mas daqueles que já testamos, temos os top da Samsung, e os Motorola e os da Asus que podemos dizer que são ótimas escolhas.

Pesquisar

Faça uma busca em nosso blog:

Na Rede

Tendências, novidades e novos produtos para quem é apaixonado por tecnologia. Comportamento digital e redes sociais também em pauta. Por Daniel Praciano.

VC REPÓRTER

Flagrou algo? Envie para nós

(85) 98887-5065

Tags