Categoria: Motorola


10:37 · 03.07.2020 / atualizado às 10:46 · 03.07.2020 por

A família Motorola Edge ao Brasil. Smartphone flagship, o Motorola Edge+ oferece uma tela que se curva em 90 graus nas laterais, um sensor de câmera de 108 MP para capturar imagens nítidas e em alta resolução, áudio estéreo, uma bateria com promessa de duração de até dois dias e um processador que promete rodar games e apps sem problema, além de ser o primeiro aparelho compatível com a tecnologia 5G no Brasil, garante a Motorola. Para celebrar a chegada da nova família ao Brasil, a Motorola fará uma pré-venda, que vai até o dia 13 de julho, com uma oferta especial para os clientes que adquirirem o lançamento neste período. O Motorola Edge+ chega ao mercado na cor thunder grey a partir de R$ 7.999. Já o Motorola Edge estará disponível nas cores solar black e midnight red, com preço sugerido de R$ 5.499. Se você achou caro, saiba que não está sozinho.

Aliás, de uns 5 anos para cá, a Motorola parece que começou a imitar a Samsung não só no preço, mas na quantidade de aparelhos. São tantos que é um pouco difícil saber dizer com 100% de certeza quem é linha básica e intermediária ou até premium. Agora a Super Premium você vai descobrir pelo preço. Qualidade a Motorola sempre teve. Porém, juntamente com essa quantidade enorme de modelos apareceu outro problema.

O maior problema que acho que os aparelhos da marca estão apresentando é a perda de qualidade e desempenho após dois anos de uso. Segundo matérias que já fizemos, muitos clientes da Motorola reclamam inclusive de atualizações. A empresa nega que os updates causaram danos ou lentidão aos celulares.

Lançamentos

Polêmicas de lado, voltemos aos dois lançamentos, o Motorola Edge+ e o Motorola Edge. Vamos começar classificando o primeiro, mostrando suas qualidades apresentadas pela assessoria, visto que só recebemos o comunicado oficial via e-mail.

De acordo com a assessoria de imprensa da Motorola, a plataforma móvel Snapdragon 865 da Qualcomm proporciona o desempenho mais rápido do mercado, 25% mais rápido que gerações anteriores, e uma resposta quase instantânea para navegação, vídeos ou jogos. “Além do processador, usamos memória RAM de 12 GB – combinado com a experiência de Android Puro – para entregar ainda mais performance e velocidade, com resposta instantânea para navegação, vídeos ou jogos”, afirma nota da empresa. É bem verdade que este processador é poderoso e aliado com tanta memória RAM, o sistema operacional Android e a arquitetura criada pela Motorola para o aparelho, realmente acho difícil o rendimento dele não ser muito bom. Ao menos nos primeiros 12 meses.

A tela HDR10+ do Motorola Edge+ tem 6,7 polegadas e proporção de 21:9. A tela, que se curva em um ângulo de quase 90 graus nas duas laterais do aparelho, promete maximizar a área de visualização, e também mostra um bilhão de matizes de cor. Com uma taxa de atualização de tela de 90 Hz, a transição das imagens no display deverá ser extremamente rápida e suave, permitindo uma visualização aperfeiçoada do conteúdo.

A tela do Motorola Edge+ é funcional. Basta arrastar para cima ou para baixo na borda para ver notificações ou alternar entre aplicativos. As bordas da tela também são úteis quando o usuário não está segurando o smartphone, acendendo para mostrar o status de carga da bateria, chamadas, alarmes e notificações. No novo Moto GameTime, jogadores podem virar o aparelho de lado e utilizar dois botões customizáveis adicionais na borda superior da tela, que permitem o controle com quatro dedos como se fosse um joystick .

O sistema de câmera do Motorola Edge+ oferece o que há de mais próximo a fotos e vídeos de qualidade profissional, ao menos é o que vende a empresa. Isso só poderá ser confirmado com testes. O sensor dele tem 108 MP na câmera principal e, fisicamente, tem quase três vezes o tamanho dos sensores usados em smartphones premium anteriores. Com tecnologia Quad Pixel, esse sensor tem 4x mais sensibilidade à luz para capturar fotos mais claras e nítidas, ao menos teoricamente.

O sistema de câmera tripla oferece uma lente para cada foto. Segundo o comunicado da empresa, será possível aproximar 3 vezes mais com o zoom óptico de alta resolução na lente teleobjetiva de 8 MP, enquadrar mais da cena com a lente ultra grande angular de 16 MP e chegar mais perto dos mínimos detalhes de um objeto com o modo Macro.

Criadores de conteúdo poderão aproveitar os recursos de vídeo do Motorola Edge+, com a estabilização de vídeos, que promete compensar tremidos de movimento, alterações de foco e horizontes em desnível, além de combinar OIS e EIS para melhorar a qualidade de vídeo em baixa luminosidade. E os vídeos com opção de qualidade 6K de resolução.

O novo recurso de foto de vídeo permite tirar uma foto de alta resolução de 20 MP quando estiver filmando.O sistema de câmera tem recursos de software intuitivos como modo retrato vídeo, que proporciona um lindo efeito borrado a seus vídeos para concentrar o foco no seu sujeito. Adicionalmente, o duplo OIS nas câmeras principal e telefoto compensa tremidos e estabiliza as lentes, garantindo clareza e detalhes.

O Motorola Edge+ tem alto falantes estéreo com sintonia de precisão que promete conferir um desempenho sonoro de qualidade profissional e um som mais grave e cheio. A tecnologia de sintonia de áudio vem da Waves, ganhadora de Prêmio Grammy.

A Motorola está prometendo uma super bateria para até dois dias de uso. Isso é algo muito polêmico. Ainda não tive na mão um dispositivo que realmente durasse dois dias com uso constante de jogos, vídeos e fotos de forma intensa, como em um dia normal de produção. Segundo a empresa, colocou uma bateria de 5000 mAh, carregamento TurboPower e compatibilidade com tecnologia de carga sem fio, que também permite compartilhar a energia com outros dispositivos.  Tudo bem que alguns celulares testados por mim da Motorola tinha bateria que durava mais de um dia como o Moto Maxx, mas dois nenhum até hoje.

Motorola Edge completa a família

A outra versão da familia Edge também é compatível com a tecnologia 5G e vem com interessantes especificações técnicas. É o Motorola Edge que vem com telas curvas nas bordas com proporção 21:9 e a mesma experiência premiada de áudio do Motorola Edge+: tecnologia de sintonia da Waves.

O aparelho possui processador Snapdragon 765, primeiro compatível com tecnologia 5G do Brasil, garante a Motorola, além de 6 GB de memória e 128 GB de armazenamento, bateria de 4.500 mAh. Com um sistema de câmera tripla de última geração, o Motorola Edge possui sensor principal de 64 MP, um sensor híbrido, ultra-wide e macro, de 16 MP, e o sensor teleobjetivo de 8 MP.

Tanto o Motorola Edge quanto o Motorola Edge+ operam na tecnologia 5G Sub6 e funcionarão futuramente na banda que deverá ser habilitada no Brasil. Nos dois smartphones, estamos introduzindo também o My UX, que permite aos usuários customizarem sua experiência, tornando-a ainda mais intuitiva e pessoal. Tudo em um único lugar, no app Moto! My UX inclui todas as  experiências Moto que os clientes conhecem e adoram, de acender a lanterna agitando o braço ao ativar a câmera girando o punho. Além das novas interações da borda da tela, o My UX permite aos usuários levarem suas músicas, vídeos e jogos ao próximo patamar com configurações customizadas e controles avançados. Os usuários podem até criar seus próprios temas, escolhendo fontes, cores únicas, formas de ícones, e animações de sensor de impressão digital, deixando seu aparelho verdadeiramente único. O My UX de fato deixa o usuário em controle de sua experiência móvel.

Disponibilidade e preços

A pré-venda do Motorola Edge+ e o Motorola Edge começa vai até dia 13 de julho. O Motorola Edge+ chega ao mercado na cor thunder grey a partir de R$ 7.999. Já o Motorola Edge estará disponível nas cores solar black e midnight red, com preço sugerido de R$ 5.499.

07:57 · 14.05.2020 / atualizado às 08:03 · 14.05.2020 por

O Samsung Galaxy A30s foi o celular mais buscado em abril de 2020 no Zoom, site e app comparador de preços e produtos. O smartphone intermediário da Samsung conseguiu desbancar o Redmi Note 8, modelo da Xiaomi que estava há cinco meses na liderança. O cenário teve a contribuição da crise provocada pela pandemia do novo coronavírus, que fez com que os preços dos celulares chineses importados subissem no País.

A Motorola também aparece no ranking com dois modelos da linha Moto G8 que apresentaram bom custo-benefício no período, e a Apple (iPhones XR, 8 Plus e 11) completa a lista para reforçar que os consumidores estão dispostos a pagar preços mais altos em celulares avançados.

“Os smartphones da Xiaomi tiveram aumento de preço a partir da segunda quinzena de abril, o que pode ter influenciado na busca por alternativas mais baratas – como é o caso do Galaxy A30s, da Samsung. Desse modo, a corrida pelo melhor custo-benefício fica mais acirrada entre as principais marcas e a chinesa perde um pouco da popularidade alcançada no último ano”, comenta Ana Marques, especialista da categoria de Celulares do Zoom.

Confira o levantamento do Zoom, site e app comparador de preços e produtos, sobre os smartphones mais buscados em abril:

Lembrando que os preços podem sofrer alterações já que a busca é dinâmica e acompanha a variação de preços dos próprios varejistas.

O levantamento considera os smartphones mais buscados de 1 a 30 de abril de 2020

Para coletar o preço mínimo dos smartphones desta lista, usamos nossa base de dados com as os valores praticados entre os dias 1 e 30 de abril de 2020. Os preços estão sujeitos à alteração mediante disponibilidade no mercado.

Nota do editor

Eu diria que além da questão do preço, o medo e a maior dificuldade na importação do produto chinês pode estar relacionado a falta de interesse. Várias notícias que dão conta de apreensão e multa de pequenas lojas que viviam de importar produtos chineses autuadas pela Receita Federal deve ter feito os produtos subirem de preço e até ficarem menos disponíveis. Sim, pois há pouco os Xiaomi só faltavam cair do céu tanta era a oferta.

É bem verdade que vi duas propagandas em TV local de lojas ofertando a entrega dos celulares da marca chinesa em domicílio, inclusive. Ainda há espaço para o retorno da marca ao primeiro lugar. Certo é que praticamente dodos que a usam aprovam e viram fãs de, inclusive, tentar catequizar outros consumidores para comprarem smartphones Xiaomi.

E você? É fã ou hater da marca chinesa? Eu, particularmente, acho que é um tanto arriscado comprar algo sem garantia. Porém, tenho que dizer que as configurações e o desempenho dos aparelhos desta marca são muito bons dentro do mundo Android.

10:24 · 06.02.2020 / atualizado às 13:35 · 06.02.2020 por

A Motorola começa hoje a pré-venda limitada do Motorola Razr em seus canais próprios (loja online e quiosques) e nas operadoras. Os consumidores receberão o produto em até 20 dias úteis a partir da data da compra. O primeiro smartphone com tela dobrável em formato flip do mundo tem preço sugerido de R$ 8.999. O valor do produto assusta. Só não mais que outro dobrável que aportou rapidamente por aqui – em venda que durou 24 horas. Estamos falando do Samsung Galaxy Fold e seus R$ 12.999.

O produto marca a volta da empresa ao mercado premium, com a reinvenção de um ícone da moda e também da cultura pop, que marcou toda uma geração. Segundo a Motorola, o aparelho apresenta o primeiro sistema de fechamento com “zero gap”, que permite que ambos os lados da tela flexível se fechem perfeitamente, protegendo-a da sujeira e poeira.

Foto- Divulgação Motorola

Quando fechado, a tela interativa Quick View permite acessar informações importantes de forma prática e fácil. O usuário pode fazer chamadas, responder mensagens, fazer pagamentos, controlar suas músicas, tirar selfies e utilizar o Google Assistant, sem abrir seu aparelho.

O novo Motorola Razr é o primeiro smartphone em formato flip com tela flexível que dobra completamente ao meio, proporcionando ao consumidor uma experiência única e, ao mesmo tempo, familiar.

Foto- Divulgação Motorola

Configuração

Tela: 6,2 polegadas dobrável
Sistema: Android 9 (Pie)
CPU: Octa-Core (2×2.2 GHz 360 Gold & 6×1.7 GHz Kryo 360 Silver
GPU: Adreno 616
Chipset: Qualcom SDM710 Snapdragon 710 (10 nm)
Memória RAM: 6GB
Armazenamento interno: 128GB
Câmera principal: 16MP, f/1.7
Câmera secundária: 5MP, f/2.0
SimCard – eSIM

Sinceramente não sei dizer se vale ou não. É muito bonito, mas tem uma configuração de celular intermediário e não tem chip físico. Porém, o problema maior para mim é a tela dobrável, a nova vedete do mercado que me dá muito medo. O da Samsung tem até suporte especial e entrega de celular para substituir o Fold pelo tempo que for necessário. Eu ainda quero verificar mais de perto o aparelho e o retorno dos usuários.

TIM na pré-venda com plano de mais de R$ 300

Se você quiser um desconto de R$ 2.500 no Razr basta se associar no plano TIM Black Família 100GB. O problema é que, por mês, você vai pagar R$ 319,99. Ao final de 12 meses serão gastos com este plano R$ 3.839,88, quer dizer, aquele desconto de R$ 2.500 vai virar um prejuízo de R$ 1.339,88. Então não vale o desconto. Só vale se você tiver pagando hoje 4 contas de telefonia móvel em separado e for usar muito o plano de dados. Neste caso podemos considerar o desconto.

06:03 · 24.01.2020 / atualizado às 13:07 · 23.01.2020 por

O Departamento de Defesa dos EUA concedeu à Motorola Solutions um contrato de US$ 23,8 milhões para manter o sistema de rádio móvel terrestre (LMR) da Marinha americana, utilizado para coordenar a implementação e ações dos socorristas nas bases em todo o mundo. O contrato contém quatro opções, e caso sejam executadas, o valor do pode chegar a US$ 93,6 milhões.

A rede LMR sincroniza a resposta dos serviços de emergência da Marinha com outras agências federais, estaduais e locais envolvidas na segurança pública. Essa integração de comunicação das agências é um elemento essencial na redução da perda de vidas e de bens durante crises e incidentes.

“Estamos orgulhosos por fornecer infraestrutura e serviços de comunicações de missão crítica para a Marinha americana”, afirma Mark McNulty, vice-presidente e gerente geral de Mercados do Governo Federal dos EUA na Motorola Solutions. “O rádio móvel terrestre entrega comunicações confiáveis ​​e interoperáveis, essenciais para garantir a segurança das equipes que servem à Marinha nas instalações do mundo inteiro”, completa o executivo.

Nos termos do contrato com o Comando de Engenharia de Instalações Navais, a Motorola Solutions fornecerá manutenção preventiva de hardware e software, atualizações de tecnologia e software, reparo e substituição de equipamentos, gerenciamento cambial e de licenças de software, de ativos, configurações e senhas, verificação de vulnerabilidades e testes de benchmark. O projeto deve ser concluído até dezembro deste ano e, se todas as opções contratuais forem executadas, será ampliado até junho de 2023.

09:11 · 27.12.2019 / atualizado às 09:12 · 27.12.2019 por

Produtos mais buscados

1 – iPhone 7

2 – iPhone 8

3 – iPhone 7 Plus

4 – iPhone X

5 – iPhone 8 Plus

6- Moto G7

7 – iPhone XR

8 – PlayStation 4

9 – Xiaomi Mi 9

10 – iPhone 11

Varejistas mais buscados

1 – Mercado Livre

2 – Americanas.com

3 – Magalu

4 – Casas Bahia

5 – Netshoes

6 – Amazon

7 – AliExpress

8 – Renner

9 – Dafiti

10 – Extra

Cervejas mais buscadas

1 – Heineken

2 – Skol

3 – Brahma

4 – Budweiser

5 – Skol Beats

6 – Eisenbahn

7 – Itaipava

8 – Original

9 – Corona

10 – Stella Artois

Carros mais buscados

1 – Chevrolet Onix

2 – Hyundai HB20

3 – Toyota Corolla

4 – Honda Civic

5 – Renault Kwid

6 – Ford Ka

7 – Jeep Renegade

8 – Volkswagen Polo

9 – Hyundai Creta

10 – Chevrolet Prisma

09:10 · 13.11.2019 / atualizado às 09:10 · 13.11.2019 por

O novo Motorola V3 poderá ser dobrável. Batizado de Motorola Razr (mas com visual que lembra muito o icônico V3), segue tendo fotos e configurações vazadas na internet. Ele foi um icônico aparelho que surgiu nos anos 2000 e está prestes a retornar ao mercado ainda esta semana, segundo outras informações na Web.

O Razr trará design semelhante ao V3 de 2004. Aberto, ele terá uma tela de 6,2 polegadas e não aqueles gigantes mal feitos de corpo como o Samsung Galaxy Fold ou o Huawei Mate X. Fechado será um celular pequeno e facilmente ficará no bolso da sua calça.

Moto Razr V3. Foto: Twitter

A tela de 2142 x 876 pixels, segundo o Gadget Hacks, cobrirá toda a parte de dentro do smartphone. Fechado, ele mostrará as mensagens e notificações na tela. Aberto será capaz de te dar os vídeos dos seus canais preferidos no YouTube, por exemplo.

Ficha técnica

Ainda não há garantia se os rumores são reais, mas, se tudo for confirmado teremos as seguintes características para o celular:

Processador: Snapdragon 710 (octa-core 2,2 GHz)
Memória RAM: 4GB ou 6GB
Armazenamento: 64GB ou 128GB
Sistema operacional: Android Pie 9
Bateria: 2.730 mAh com carregador TurboPower de 27W

Tudo isso deverá custar algo em torno de US$ 1.500

02:58 · 01.07.2019 / atualizado às 10:37 · 01.07.2019 por

por Germano Ribeiro

Quando lançou o Moto One há oito meses, a Motorola pôs no mercado um excelente celular de padrão médio. O curioso é que ele concorria com um outro aparelho do mesmo fabricante, o “G”. Agora, chega o One Vision, evolução do primeiro com destaque para a experiência em imagens.

O destaque na comunicação para o novo smartphone é a capacidade de fazer boas fotos no escuro. Isso se deve à função Night Vision. Ela cumpre o que promete, de fato. Agora, para quem gosta mesmo de imagens #nofilter, o tom um tanto artificial do resultado pode incomodar.

As câmeras traseiras trazem o sensor Quad Pixel, que combina 4 pixels em 1 maior, transformando virtualmente a capacidade de 12 MP em 48 MP. Com elas é possível fazer algumas brincadeiras, já presentes em outros dispositivos da linha, como trocar o fundo ou retirar as cores, por exemplo. Já a câmera frontal tem resolução de 25 MP. Os vídeos podem ser gravados em Ultra HD 4k.

A lente para selfies, inclusive, é o maior problema do design do aparelho. Para aproveitar o máximo de espaço, a câmera se torna uma circunferência preta no canto superior esquerdo. Pelo menos até que se acostume, incomoda. E provavelmente você constantemente ouvirá de seus amigos: “nossa, que coisa esquisita essa bola preta aí”. Esse é um ponto que a Motorola ainda não conseguiu resolver.

O formato mais alongado remete ao formato das telas de cinema, no padrão 21:9. Com a tela tem muito brilho, a experiência de ver filmes é mais interessante (considerando que se está vendo um filme num celular). Em contrapartida, em alguns aplicativos as imagens podem ficar “esticadas” ou cortadas para se adaptar ao espaço, como é o caso dos stories do Instagram.

A tela de LCD não é das mais modernas, mas isso não impacta a experiência do usuário médio. As cores são vívidas e o preto convence.

Com uso do Night Vision

Android puro

O sistema operacional é uma grande vantagem da linha Moto, pois os aparelhos usam o Android puro. E, no caso do One Vision, na versão 9.0 Pie. O resultado é uma experiência de uso melhor, com menos possibilidades de travas ou bugs. Há ainda a possibilidade de controlar o tempo de uso, limitando-o para permitir uma certa vivência no mundo real. Essa é uma tendência dos aparelhos mais recentes.

Bateria

A bateria é outro ponto forte dos celulares da Motorola. Os 3.500 mAh permitem uma autonomia de um dia inteiro (claro que isso vai depender do uso). Inclusive, o fabricante promete 7 horas de uso com apenas 15 minutos de carga usando o carregador Turbo Power 15W.

O processamento também se destaca com o Octa-core Exynos 9609 de 2.2 GHz Exynos 9609. São 4 GB de Memória RAM. O armazenamento é de 128 GB, dos quais 116 GB estão livres para uso a gosto do freguês. Há ainda espaço para cartão de memória de até 512 GB.

Sensores

Dentre os apetrechos secundários que podem fazer a diferença na hora de decidir pelo Moto One Vision estão os sensores que permitem medir aceleração, proximidade e luz ambiente. Há ainda bússola e um medidor de intensidade magnética.

Outra funcionalidade que faz a diferença na linha são as Moto Ações, que facilitam o controle para acionar rapidamente a câmera e a lanterna, além de permitir certos controles com gestos.

Custando oficialmente R$ 1.999,00, ele pode ser encontrado para venda online por até R$ 1.699,00 para pagamentos à vista.

Vale à pena?

Essa é a pergunta que todo leitor de review quer ver respondida, mas a mais difícil de responder, considerando como os prós e contras se adequam ao interesse de cada um. O que podemos constatar é que o Moto One Vision é uma excelente opção considerando o padrão dos smartphones na mesma faixa de preço, especialmente para quem gosta de fazer fotos em ambientes mais escuros (levando em conta que a imagem sempre terá um quê artificial) e para ver filmes, séries, clipes e afins.

12:56 · 15.05.2019 / atualizado às 12:57 · 15.05.2019 por

A Motorola lança no Brasil o Motorola One Vision a partir de R$ 2.199 e com promessa de uma câmera capaz de produzir fotos tão nítidas, que permitem enxergar até mesmo no escuro.

O aparelho vem com o sistema de câmera mais que promete ser potencializado por elementos de inteligência artificial (IA), estabilização de imagem óptica (OIS) e a tecnologia Quad Pixel, além de uma outra promessa bem aguardada por usuários: uma bateria para o dia inteiro.

Tela

O One Vision tem uma tela batizada de CinemaVision Full HD+ 21:9 de 6.3″, que conta com uma câmera de selfie em formato com recorte circular no canto superior da tela. O novo smartphone da Motorola oferece um design fino, com acabamento da parte traseira em vidro 4D Corning Gorilla Glass em duas cores com efeito gradiente: azul safira e bronze.

Fotos noturnas

Como não recebemos o produto para testes, não há como ter certeza que a promessa da Motorola acontece no mundo real. Porém, o que a empresa diz é que, como o One Vision traz a tecnologia Quad Pixel, as fotos, mesmo noturnas, agradaram a todos. Segundo a Motorola, isso acontecerá ao combinar quatro pixels em grande pixel de 1.6 µm, através dos quais o sensor de 48 MP oferece até quatro vezes mais sensibilidade à luz. Com isso, é possível fotos com resolução de 12 MP incrivelmente nítidas, com mais brilho e redução de ruído na imagem, diz a equipe da Motorola.

O sensor de câmera traseira de 48 MP também vem equipado com estabilização de imagem óptica (OIS) e o modo Night Vision. O OIS promete compensar fotos e vídeos borrados, enquanto o Night Vision permitiria tirar fotos mais brilhantes e mais nítidas mesmo em baixas condições de luminosidade ou à noite.

Ainda de acordo com a empresa, a câmera frontal de 25 MP do Motorola One Vision permitirá escolher diferentes tamanhos de pixel dependendo da situação, assegurando que você obtenha fotos de alta qualidade sempre. Em ambientes muito iluminados, é possível capturar selfies de 25 MP com máximo nível detalhes. Em locais de pouca luminosidade, a tecnologia Quad Pixel de 1.8 µm permite capturar selfies supernítidas, diz a assessoria da Motorola.

IA

Segundo a assessoria da Motorola, a Inteligência Artificial (IA) do One Vision irão acrescentar efeitos de iluminação ao rosto, enquanto a captura de sorriso automática e composição inteligente asseguram que as fotos estejam sempre prontas para o Instagram.

Bateria

Motorola promete fotos nítidas até no escuro. Será?

O One Vision traz bateria de 3.500 mAh que promete carga suficiente para o dia todo. Além disso, tem o carregador TurboPower que oferece até 7 horas de uso com apenas 15 minutos de carga.

Mais espaço para armazenamento

O aparelho da Motorola chega com armazenamento ilimitado de fotos de alta qualidade com Google Fotos. O Motorola One Vision dispõe de 128 GB de armazenamento interno e capacidade de mais até 512 GB com um cartão microSD. Ele tem memória RAM de 4GB. Tem processador 4×2.2 GHz ARM Cortex-A73+ 4×1.7 GHz ARM Cortex-A53, chipset Samsung Exynos 7 Octa 9609 e GPU Mali-G72 MP3. Ele é Dual Sim e tem Rádio FM.

06:00 · 15.03.2019 / atualizado às 13:05 · 14.03.2019 por

Não é nova a reclamação de clientes Motorola com seus smartphones após atualização. Na última postagem sobre isso, em 17 de junho de 2018 clientes relatavam que câmeras e processamento eram ótimos e depois ficaram bem ruins.

Mais recentemente, outros usuários reclamaram conosco, via comentários do blog, que as câmeras chegaram a travar após atualização da Motorola, baterias ficaram sem a mesma autonomia, os SimCards se mostraram com instabilidade. Outro problema foi no Z2 Play do marido e do sobrinho da leitora Cátia. O aparelho de Erico Luan, o Moto G5 Plus ficou lento para carregar. “Demora mais de uma hora para carregar 2%”, disse. Já Danielle reclama que o Moto G5 dela, após a atualização, apresentou problemas na câmera de forma contínua. “A bateria está esgotando super rápido, carrega lentamente”, encerra ela que quer ajuda da Motorola e não quer ter que trocar de aparelho.

A empresa

A Motorola informa, via e-mail, que somente disponibiliza atualização de software de forma gradativa para seus produtos e depois de uma séria exaustiva de testes de qualidade, com o objetivo de oferecer a melhor experiência possível para seus consumidores.

Segundo a empresa, relatos de possíveis problemas relacionados com performance do smartphone são considerados casos isolados. “Caso algum consumidor tenha problema ou dúvida relacionada a atualização do sistema operacional, a empresa orienta os usuários a encaminharem o smartphone para uma assistência técnica autorizada para receber todo o suporte necessário. O consumidor pode ainda ligar no serviço de Atendimento e Vendas ao Consumidor pelos telefones 4002-1244 para as capitais e regiões metropolitanas e 0800 773 1244 para as demais localidades”, encerra a companhia.

06:23 · 07.03.2019 / atualizado às 06:48 · 07.03.2019 por

A Motorola confirma que foi liberada a atualização do Android 8.1 Oreo para os usuários do Moto G4 Plus. O upgrade será realizado em fases, e nos próximos dias chegará para toda a base de usuários do produto.

>>>Consumidores reclamam que última atualização da Motorola deixou aparelhos piores

O problema é que a versão mais nova do sistema operacional do Google é o Android 9.0 Pie, ou seja, esta atualização já chega precisando de outra. Lamentável. É bem verdade que o Moto G4 Plus é um aparelho bem antigo e talvez sem capacidade para usar a versão última do Android. Porém, isso só reforça a reclamação junto a aparelhos Android quanto a atualização.

O que traz a versão 8.0?

A atualização do sistema operacional Android oferece velocidades mais rápidas, maior duração de bateria, seleção de texto inteligente, notificações melhoradas, quadro de preenchimento automático para senhas mais difíceis e o Google Play Protect, que ajuda a garantir que nenhum dos aplicativos seja comprometido.

Para realizar o upgrade, o usuário deverá realizar a busca manual em Atualizações do sistema, dentro do menu Sistema, nas configurações do aparelho.

Para mais informações clique aqui.

Pesquisar

Faça uma busca em nosso blog:

Na Rede

Tendências, novidades e novos produtos para quem é apaixonado por tecnologia. Comportamento digital e redes sociais também em pauta. Por Daniel Praciano.

VC REPÓRTER

Flagrou algo? Envie para nós

(85) 98887-5065

Tags