Busca

Categoria: Rede


12:57 · 10.08.2015 / atualizado às 12:57 · 10.08.2015 por
D-Link AC 3200 promete ser um ultraroteador
D-Link AC 3200 promete ser um ultraroteador

A D-Link, fabricante de soluções de rede, monitoramento e soluções de cloud computing para empresas e residências, lança no Brasil o roteador Ultra Wi-Fi DIR-890L, apresentado na CES 2015 e que desembarca no País como o mais rápido do mercado. Ele chega por R$ 2.299 e cinco anos de garantia.

Voltado principalmente para consumidores que necessitam de máximo desempenho em suas atividades Wi-Fi – desenvolvedores e pequenas empresas – e que desejam usar múltiplos dispositivos (ele chega a conectar até 35 simultaneamente), o Ultra Roteador é ideal também para o público gamer e atualmente já é usado pelo time de profissional de e-sports Keyd Stars.

O que chama mais a atenção no DIR-890L é sua velocidade em rede sem fios de até 3.200 Mbps (ou 3.2Gbps), quase o dobro dos roteadores mais rápidos disponíveis até agora. Desde seu anúncio, vem sendo apelidado de ‘drone’, ‘aranha’, ‘nave espacial’ e ‘extraterrestre’, entre outros nomes.

O modelo vem nas cores preto e vermelho. As seis antenas de alta potência do DIR-890L foram concebidas para maximizar o alcance e aperfeiçoar a cobertura do sinal. O roteador promete garantir ultra desempenho com incríveis velocidades Gigabit, cobertura ampliada de sinal, nova página de gerenciamento totalmente inovadora, sistema de conexão inteligente para balancear usuários dinamicamente, além de sistema avançado de QoS (do termo em inglês ‘Quality of Service’ ou ‘Qualidade de Serviço’, em português).

O DIR-890L está equipado com uma grande variedade de recursos, incluindo Advanced AC Beamforming (que aumenta e concentra a força do sinal e sua taxa de transferência), Smart Connect (atribui automaticamente os usuários para uma das três bandas Wi-Fi que estiver melhor disponível, oferecendo assim máxima largura de banda) e QoS avançado (que fornece uma maneira fácil de priorizar a comunicação de aplicações e dispositivos). Além disso, o roteador possui portas gigabit WAN / LAN Ethernet para conectividade com fios de altíssima velocidade, habilitadas com segurança WPA ou WPA2, além de setup de Wi-Fi protegido para garantir a integridade da rede e facilidade de instalação.

O novo roteador Ultra Wi-Fi também apresenta a mais recente interface de usuário da D-Link, tornando mais fácil controlar uma rede direto de um smartphone ou tablet. Assim, ativar o controle parental, bloquear dispositivos indesejados, monitorar a atividade de internet e criar redes de hóspedes Wi-Fi tornam-se tarefas extremamente simples. O roteador também oferece configuração simples quando utilizado o aplicativo gratuito de configuração rápida QRS Mobile (Quick Router Setup App), que pode ser baixado gratuitamente pela AppStore ou Google Play em dispositivos móveis.

Características
– 3.2 Gbps 11AC;
– 6 antenas externas;
– 600 Mbps em 2.4GHz + 1300Mbps + 1300Mbps em 5GHz;
– Tri-Band (2,4GHz + 2x 5GHz 11AC);
– Portas Gigabit Ethernet (10/100/1000Mbps);
– USB 3.0 + USB 2.0;
– Pronto para o protocolo IPv6.
– Ultra Wi-Fi: nova era da tecnologia wireless;
– Experiência inédita de uso no que diz respeito a alcance e velocidade sem fios;
– Tecnologia Smart Connect, que identifica a necessidade de uso da rede sem fios para cada dispositivo conectado, alocando-os em diferentes bandas Wi-Fi conforme a necessidade;
– Interface de gerenciamento totalmente repaginada;
– Antenas de altíssima potência para longo alcance de sinal;
– Ferramenta de QoS para priorização de acesso simplificado;
– Aplicativo QRS Mobile para fácil instalação por meio de tablet ou smartphone;
– Aplicativo mydlink App para gerenciamento remoto da rede;
– Aplicativo mydlink SharePort para streamings de vídeo e compartilhamento de arquivos;
– mydlink SharePort Plus para compartilhamento de impressão.

07:10 · 27.07.2015 / atualizado às 07:10 · 27.07.2015 por

dlinkswitchA IDC Brasil acaba de divulgar os números do mercado de switches, referentes ao primeiro trimestre de 2015. Entre janeiro e março, cerca de 1,986 milhão de portas de conexão de redes foram vendidas ante 2,288 milhões comercializados no mesmo período do ano passado. Em relação à receita, houve queda de 6,8% sendo que, na comparação com o último trimestre de 2014, o decréscimo é ainda maior: 15%.

Segundo João Paulo Bruder, gerente de pesquisas da IDC Brasil, esse desempenho deve-se basicamente ao baixo desempenho da economia e à volatilidade do dólar. “A moeda americana variou cerca de 30% nos três primeiros meses do ano, impactando diretamente o cronograma de investimentos dos empresários. Mas, apesar da queda, o Brasil ainda é o maior mercado de switches da América Latina, região que cresceu 0,5% neste primeiro trimestre”, afirma.

De acordo com o estudo da IDC Brasil, as vendas de switches de 10Gb e 40Gb, as duas categorias mais rápidas, já representam quase 50% do mercado no Brasil. “Atribuo esse movimento ao uso crescente de switches em data centers”, afirma o gerente da IDC. Além disso, 26% dos switches vendidos foram de layer 3 (80% da receita do mercado) – no mesmo período do ano passado essa categoria correspondia a 23% do mercado.

O estudo traz também o volume comercializado por tipo de switch. No primeiro trimestre de 2014, os fixos gerenciáveis representavam 65% do mercado. Este ano, o índice passou para 74%. Já os switches fixos não gerenciáveis e os modulares caíram de 7% para 4% e de 28% para 23%, respectivamente. Segundo Bruder, por conta do período econômico conturbado, existe uma tendência de se usar switches fixos com gerenciamento, que são mais baratos, ao invés do modular, que se caracteriza por um maior investimento para sua implementação.

Apesar do primeiro trimestre considerado fraco, a expectativa da IDC Brasil é que o mercado cresça 5% em volume de vendas na comparação com 2014, passando de US$ 333 milhões para US$ 349 milhões em receita.