Busca

Categoria: Redes sociais


12:23 · 24.10.2017 / atualizado às 12:23 · 24.10.2017 por
Instagram lança o ao vivo com amigo

A partir de hoje, 24, o Instagram disponibiliza o recurso que permite que usuários façam transmissões ao vivo acompanhados de um amigo. “Mais cedo neste ano, em agosto, anunciamos que estávamos testando essa funcionalidade”, afirmou comunicado do Instagram.

Os vídeos ao vivo permitem que as pessoas compartilhem momentos enquanto acontecem. Segundo o Instagram, eles escutaram a comunidade que reclamava que fazer um Live sozinho pode ser intimidador às vezes.

“Agora, com a opção de convidar um amigo para participar da transmissão (e tornando a experiência mais interessante com as máscaras disponíveis), as pessoas podem se divertir ainda mais utilizando a ferramenta”, finalizou o Instagram em documento enviado para a imprensa.

08:11 · 14.08.2017 / atualizado às 08:11 · 14.08.2017 por
Aplicativo Colorful Balloons começa a funcionar na China

Proibido de funcionar na China, o Facebook faz de tudo para tentar entrar naquele mercado e, segundo a Folha de S.Paulo, a mais nova cartada de Mark Zuckerberg é um aplicativo chamado Colorful Balloons que, secretamente, é do Bilionário.

Balloons é uma espécie de Facebook Moments. Só que, ao invés de estar associado ao Facebook diretamente, ele está ligado ao WeChat, maior rede social da China.

O Colorful Balloons recolhe fotos dos álbuns de um smartphone e compartilha, por meio de um QR Code no WeChat as fotos dos usuários.

A questão é saber por quanto tempo este segredo vai se manter e quando cair, o que o governo chinês irá fazer com o aplicativo e com o próprio Facebook.

14:31 · 02.08.2017 / atualizado às 14:31 · 02.08.2017 por
Instagram Stories

Com 15 milhões de empresas na plataforma, o Instagram celebra o primeiro aniversário do Stories e divulga dados que mostram que os teens produzem seis vezes mais histórias que a média dos demais usuários no Stories.

Nesta quarta-feira, 2/8, o Instagram comemora o 1º aniversário do Stories, com mais de 250 milhões de usuários diários, e divulga dados que mostram como as 15 milhões de contas de negócios no mundo têm usado a ferramenta.

– No último mês, 50% dos negócios no Instagram produziram uma história.
– Uma entre cinco histórias orgânicas de negócios gera uma mensagem direta para o vendedor.
– Os usuários com menos de 25 anos passam mais de 32 minutos por dia no Instagram, em média.
– Usuários maiores de 25 anos passam mais de 24 minutos por dia, em média.
Teens consomem quatro vezes mais e produzem seis vezes mais Stories diariamente em relação aos demais usuários.

Desde o lançamento, temos visto empresas usando o Instagram Stories para:
Jogar com o tempo: uso da efemeridade da ferramenta para vendas sazonais e estoques limitados
Lançar promoções ou concursos: comunicar e solicitar repostas da comunidade
Criar tutoriais e conteúdos explicativos: inspirar novas ideias ou olhares nos clientes
Incentivar a descoberta: publicar teasers e outros conteúdos para atrair as pessoas para a marca
Bastidores: dar à comunidade cenas autenticas e exclusivas do backstage

Em geral, as pessoas que usam o Instagram Stories são mais propensas a clicar em um amigo, conta de interesse ou de negócios do que em uma localização ou hashtag específica. As @menções (que fazem um link com uma conta no Instagram) representam mais da metade das tags dentro do Stories.

07:57 · 25.10.2016 / atualizado às 07:57 · 25.10.2016 por

hackerUma pesquisa realizada pela Eset – fornecedora de soluções de segurança da informação e pioneira em proteção proativa – identificou que 35% dos usuários da América Latina, incluindo do Brasil, já foram infectados por malware (códigos maliciosos) e/ou spam propagados pelas redes sociais. O que reforça o interesse crescente dos cibercriminosos por esse tipo de ambiente, por conta do aumento expressivo no número de usuários.

A pesquisa da Eset mostra ainda que 30% dos usuários reconhecem que clicaram, ao menos uma vez, em publicações suspeitas nas redes sociais. Essa prática, comumente usada pelos cibercriminosos, usa como isca anúncios chamativos e conteúdos falsos para atrair a atenção dos usuários desavisados. Dessa forma, ao clicar no conteúdo suspeito, códigos maliciosos podem ser baixados no equipamento ou, ainda, o usuário é subscrito em serviços de publicidade que geram algum tipo de retorno financeiro para o atacante, como é o caso do SMS Premium.

Além disso, 15% dos usuários mencionaram que já foram vítimas de phishing – tipo de ataque que tem como objetivo obter informações pessoais e confidenciais de forma fraudulenta. Esse tipo de ameaça é, geralmente, realizado por meio de e-mails e sites de web duplicados. Porém, com a alta penetração das redes sociais, os cibercriminosos também passaram a utilizar esses espaços para propagar campanhas de phishing.

“Os especialistas da Eset identificaram que, em média, mais de 28 mil links maliciosos e suspeitos são divulgados por dia no Facebook e 10 mil no Twitter. O que reforça a preocupação que as pessoas precisam ter em relação à segurança nas redes sociais”, afirma Camillo Di Jorge, Presidente da Eset Brasil. “Por isso vale reforçar que é sempre importante que os usuários usem soluções proativas de segurança nos equipamentos que utilizam para acesso à internet e às redes sociais, utilizem configurações de segurança nesses ambientes e, principalmente, fiquem atentos para não clicar ou baixar conteúdos de origem duvidosa “, completa.

Abaixo seguem dicas dos especialistas da Eset para que os internautas reforcem a segurança nas redes sociais:

1. Credenciais de Acesso
Cada site conta com diversas opções disponíveis para preservar a segurança dos dados de acesso dos usuários. Alguns sites disponibilizam uma lista dos dispositivos que utilizam a conta. Dessa forma, conseguem verificar a autenticidade do usuário e comprovar se há algo suspeito com o envio de notificações a cada início de sessão. Essa funcionalidade também está disponível para dispositivos móveis.

2. Visualização de conteúdos e publicações
Apesar de ser uma rede aberta, é importante que os usuários filtrem quais pessoas têm permissão para ver suas mensagens. Muitos sites trazem filtros para que essa configuração seja feita e o perfil exiba somente as informações básicas do usuário. No entanto, é importante ter em mente que, mesmo uma configuração limitada, pode trazer riscos, visto que essas informações estão expostas publicamente.

3. Informação de contato e localização
As redes sociais usam diferentes meios para que as outras pessoas possam entrar em contato, como as mensagens diretas, e-mail, número de celular e, até mesmo, geolocalização. Em geral, o usuário pode limitar a visualização das formas de contato ou restringir o acesso. No caso da localização, é importante desabilitar essa funcionalidade, que muitas vezes é adicionada automaticamente por meio do GPS.

4. Envio de mensagens e comentários
Alguns sites permitem limitar quem pode enviar mensagens ou publicar comentários sobre seus posts. Para isso, selecione ou bloquei grupos específicos ou pessoas individualmente.

5. Marcação em fotos e vídeos
Fotos ou vídeos em redes sociais podem sofrer marcações. O usuário pode evitar ou, se preferir, ter o direito de aprovar antes as marcações relacionadas ao seu perfil.

6. Monitoramento e anúncios
A maioria dos sites, incluindo as redes sociais, fazem um monitoramento das atividades online dos usuários com o intuito de mostrar anúncios personalizados. Algumas redes sociais podem ser configuradas sobre como ou quando o usuário deseja que esse mapeamento seja realizado e que publicidade mostrar.

7. Notificações
O envio de notificações por meio das redes sociais pode ter diferentes consequências. Por um lado, permitem saber se ocorre algo inesperado ou não desejado. Por outro, podem trazer uma avalanche de informações por meio de um canal não criptografado que pode ser sequestrado com fins maliciosos. Dessa forma, o ideal é que o usuário configure as notificações que deseja receber.

8. Reprodução automática
O conteúdo que executa automaticamente, como é o caso dos vídeos, pode ser um problema. Isso porque pode executar conteúdo malicioso antes que o usuário perceba. Por isso, recomenda-se que a funcionalidade de “reprodução automática” seja desativada a fim de evitar surpresas desagradáveis.

07:49 · 18.07.2016 / atualizado às 07:49 · 18.07.2016 por

Claro-logo-logotype-1024x768A Claro foi reconhecida, pela segunda vez, como a operadora brasileira que mais respondeu demandas pelo Facebook e Twitter, de acordo com estudo publicado pela SocialBakers. A consultoria analisa perfis sociais nas principais plataformas digitais e provê estudos analíticos de engajamento e uso das redes.

Conforme reportado, no primeiro trimestre deste ano, a empresa retornou 92,6% das questões postadas no Facebook, desempenho superior à média global, que foi de 87%. O resultado positivo também pode ser conferido no Twitter, canal em que a Claro também obteve o melhor performance entre as operadoras. Além disso, a Claro Brasil manteve a primeira posição em números de seguidores no Twitter com 5,9 milhões de usuários.

A Claro é a única que oferece acesso às duas redes sociais avaliadas, Facebook e Twitter, e ao WhatsApp, sem descontar da franquia de dados.

De acordo com a assessoria de imprensa da operadora, “o resultado do estudo traduz o compromisso da marca de estar sempre ao lado do consumidor, interagindo de maneira construtiva e consistente”.

13:32 · 14.07.2016 / atualizado às 13:32 · 14.07.2016 por

facebookMais uma vez, a ingenuidade ou a falta de vontade de verificar as informações que recebe levou muita gente a cair em uma pegadinha. Não, ainda não será dessa vez e, talvez, nunca, será possível saber que anda visitando seu perfil no Facebook.

Esta semana muita gente caiu na pegadinha e a assessoria do Facebook desmentiu que fosse verdade e, muito pelo contrário, não há, pelo menos por enquanto, nenhuma vontade da rede entregar que andou te seguindo na rede social.

12:50 · 10.12.2015 / atualizado às 12:50 · 10.12.2015 por

facebookA partir de hoje, o Facebook anuncia novas formas para mostrar histórias relevantes no feed de notícias, especialmente em conexões lentas. A qualquer momento que as pessoas acessem o feed, o Facebook mostra as últimas e mais recentes histórias para cada pessoa.

Grande parte dos usuários, no entanto, não navega por todas as histórias, assim, a partir de agora o Facebook testará uma atualização que trará histórias previamente carregadas que as pessoas não tinham visto, organizando-as com base em relevância.

Além disso, também será possível escrever posts, ainda que sem conexão alguma, que serão postados no momento em que houver conexão novamente.

11:12 · 23.07.2015 / atualizado às 11:18 · 23.07.2015 por

facebookxtwitterAs redes sociais predominam entre os apps mais populares no Brasil, informa a pesquisa Mobile Report, da Nielsen Ibope. Entre os 10 aplicativos mais usados pelos 68,4 milhões de brasileiros conectados por smartphones, quatro são aplicativos de redes sociais ou de troca de mensagens. Dois são para acesso a e-mail.

 

Os 10 aplicativos mais utilizados – Brasil – maio de 2015

1º Rede social/Comunic
2º Rede social/Comunic
3º Vídeo
4º E-mail
5º Rede Social/Comunic
6º Navegador
7º Rede Social/Comunic
8º E-mail
9º Loja de Apps
10º Banco

Além disso, entre os 10 aplicativos mais consumidos pelos brasileiros também já aparece um de banco. Segundo Gisele Prado, executiva de atendimento Nielsen Ibope, o uso dos aplicativos bancários cresceu nos últimos meses. “Agora, entre os 20 apps mais utilizados, quatro já são de bancos”, informou.

Quem usa mais o tablet que há na sua casa? – entre usuários de smartphones que possuem tablet no domicílio
Quem usa mais o tablet que há na sua casa? – entre usuários de smartphones que possuem tablet no domicílio

28% dos maiores usuários de tablets são crianças
A pesquisa também questionou os usuários de smartphones sobre a posse e a utilização de tablets. Entre as pessoas com smartphones conectados, 38,8 milhões têm tablet em casa. Perguntados sobre quem é o maior usuário do tablet em seu domicílio, 28% responderam que são as crianças, divididos igualmente entre os meninos e as meninas.

Quem usa mais o tablet que há na sua casa? – entre usuários de smartphones que possuem tablet no domicílio
Quem usa mais o tablet que há na sua casa? – entre usuários de smartphones que possuem tablet no domicílio

A utilização dos tablets pelos mais jovens é maior na classe A do que nas classes C, D, e E, nas quais os adultos predominam. Na classe A, 54% responderam que as crianças e adolescentes são os maiores usuários de tablets no domicílio.

A principal atividade realizada nos tablets é jogar games. Em seguida, apareceram também em destaque na pesquisa as redes sociais, os vídeos e o e-mail.

Quais atividades você e as outras pessoas de seu domicílio realizam no tablet? – entre usuários de smartphones que possuem tablet no domicílio
Quais atividades você e as outras pessoas de seu domicílio realizam no tablet? – entre usuários de smartphones que possuem tablet no domicílio

A pesquisa foi realizada pela internet com 881 usuários de smartphones de todo o Brasil entre 29 de maio e 9 de junho de 2015.

10:02 · 22.12.2014 / atualizado às 11:05 · 22.12.2014 por

emanuelO Facebook lançou o compartilhamento de um review do seu ano em publicações no site. Se sua configuração da rede social estiver em português você só conseguirá olhar.

Agora, se você mudar a configuração do seu Facebook para inglês (US) conseguirá editar e compartilhar seu review do ano na rede social. Dá para editar e tirar fotos que não gostou e colocar as que você acredita terem mais sentido e editar o tema que acredita ser mais adequado ou não para seu review.

15:15 · 19.12.2014 / atualizado às 15:28 · 19.12.2014 por

twitterIbope Media e o Twitter lançam hoje a primeira solução do Ibope Twitter TV Ratings (ITTR), o Public ITTR. O produto, que faz parte de um conjunto de métricas para medir a repercussão do conteúdo televisivo no ambiente digital, é um ranking semanal que traz os programas de televisão de maior destaque na plataforma e está disponível no site do Ibope Media.

O ranking, que pela primeira vez será divulgado no mercado latino-americano, é determinado pelas 10 exibições com maior número de impressões reais – métrica exclusiva desta parceria, que contabiliza a quantidade de vezes em que os tweets sobre um programa foram visualizados. O Public ITTR também aponta a audiência única, outra variável inédita que reporta a quantidade de pessoas que viram pelo menos um tweet relacionado a determinado programa no momento de sua exibição. Além dessas, a solução traz ainda o total de tweets e autores únicos.

“Com a missão de medir o consumo de vídeo em sua totalidade, passamos a reportar com exclusividade a quantidade de visualizações do Twitter, canal que tem total aderência à audiência de TV. O poder de propagação e o dinamismo da rede permitem que a ela seja o melhor meio para participar ativamente e em tempo real das conversas sobre os conteúdos televisivos”, afirma Juliana Sawaia, diretora de Learning & Insights do IBOPE Media.

O Public ITTR é o primeiro fruto da parceria selada entre o IBOPE Media e o Twitter, em maio deste ano, para oferecer ao mercado latino-americano uma solução completa para a medição do alcance e do engajamento de telespectadores a partir das conversas relacionadas com a TV na plataforma. A princípio, o ranking considera os programas das emissoras de TV aberta de cobertura nacional. Em seguida, serão incluídos os canais de TV por assinatura.

Ao longo do primeiro semestre de 2015, outras duas soluções serão comercializadas no mercado brasileiro: o ITTR MW, que disponibiliza as variáveis do Twitter no software de medição de audiência de TV, e o ITTR Premium, que mapeia a interação do usuário do Twitter com os conteúdos televisivos, contemplando indicadores demográficos, autores mais influentes e principais mensagens sobre os programas de TV.

Também será lançada no Brasil a quarta solução, o Real Time ITTR, que reportará, em tempo real, a repercussão no Twitter junto à audiência televisiva.

“O anúncio do Public IBOPE Twitter TV Ratings representa um passo natural no desenvolvimento do ecossistema de mídia. Públicos de toda a América Latina vão ao Twitter diariamente para compartilhar e conversar sobre os melhores ‘memes’ e momentos dos programas de TV que eles amam”, afirma Carlos Moreira Jr, diretor executivo de mídia do Twitter para a América Latina. “Estamos empolgados para o lançamento de cada solução do IBOPE Twitter TV Ratings e também com o poder que eles vão dar para a indústria medir, em tempo real, o engajamento social da TV que é possível ver apenas no Twitter”, finaliza.

O Twitter tem parceria em diversos países e o Brasil é um dos primeiros a disponibilizar a solução. Na América Latina, também a partir do acordo entre as empresas, Argentina e Colômbia terão acesso aos primeiros resultados da ferramenta no segundo semestre de 2015.

Twitter Total Impressions – Quantidade de vezes em que os tweets relacionados a um programa foram visualizados durante sua exibição*.

Twitter Unique Audience – Número de diferentes contas no Twitter que visualizaram ao menos uma mensagem relacionada a um determinado programa durante sua exibição*.

Tweets – Número total de tweets relacionados a um determinado programa durante sua exibição*.

Autores Únicos – Número de diferentes contas no Twitter que fizeram pelo menos um comentário sobre determinado programa durante sua exibição*.

*O critério de coleta para cada “exibição” sofre alteração de acordo com o gênero do programa, podendo variar de 0 a 120 minutos antes e de 0 a 120 minutos depois do início da sua transmissão.