Categoria: Samsung


12:22 · 19.08.2019 / atualizado às 12:25 · 19.08.2019 por

Levantamento feito pela BemMaisSeguro, corretora de seguros on-line especializada em proteções para eletrônicos, confirma a fama que os donos de iPhone têm de serem apaixonados: no 1º semestre do ano, 50% dos seguros comercializados pela companhia foram para os aparelhos da Apple. O líder do ranking é o modelo iPhone 8 Plus 64 GB, responsável por 28% de todas as proteções contratadas para iPhones na corretora.

Lançado em 2017, o aparelho custa a partir de R$ 4.599,00, de acordo com o preço sugerido pela própria fabricante, em torno de 14% do valor do bem, o que configura um investimento vantajoso ao consumidor.

Já 64% dos seguros para proteção de smartphones da Samsung foram para o Galaxy S10+, o último modelo lançado pela fabricante sul-coreana. A marca é a segunda que mais teve aparelhos segurados pela BemMaisSeguro no primeiro semestre de 2019.

O desempenho da Motorola no levantamento acompanha o nível de atividade da companhia no mercado. A marca foi a terceira que mais teve aparelhos protegidos com as soluções da BemMaisSeguro, com os cinco primeiros aparelhos da lista tendo sido lançados em 2018, ano em que a companhia trouxe ao Brasil 17 novos smartphones.

Outro dado de destaque é o volume de proteções contratadas para aparelhos da Xiaomi, fabricante chinesa que retomou as operações no Brasil em junho. A marca foi a quarta mais segurada no 1º semestre do ano, tendo representado 8% das contratações no período.

Na lista dos aparelhos mais segurados aparecem também modelos antigos de outras marcas, o que reforça a tendência de que o brasileiro tem preferido postergar a troca de seus smartphones enquanto a atividade econômica segue instável.

Opinião

Bom, eu sou meio cético quanto a seguros. Porém, é possível que você contrate um e tenha qualidade e retorno garantidos. Basta analisar se ele cobre quebra, perda, roubo, furto e que tipo de roubo e furto. Analisar cada detalhe da apólice antes de fechar e obter respostas oficiais a suas dúvidas poderão dar te um serviço bom, sério e com retorno na hora que você sofrer a perda do aparelho.

06:17 · 09.08.2019 / atualizado às 14:21 · 08.08.2019 por

A Samsung lançou ontem, 7/8, o Galaxy Book S, um dispositivo de computação móvel. Ele aproveita a mobilidade e a conectividade de um smartphone e a produtividade de um computador. Ele não tem data de lançamento ainda ou mesmo preço sugerido, mesmo fora do Brasil. O Galaxy Book S estará disponível em dois tons, Earthy Gold e Mercury Gray.

O equipamento foi desenvolvido com a colaboração de várias empresas do ramo de tecnologia. Além da Samsung, participaram do projeto Microsoft e Qualcomm.

Esse novo dispositivo da categoria oferece conectividade Gigabit LTE, recursos instantâneos e um design com tecnologia Windows 10 e plataforma de computação Snapdragon 8cx da Qualcomm.

Segundo a Samsung, a conexão Gigabit LTE é ultrarrápida e oferece conexão praticamente constante à nuvem, garantindo um acesso de alta velocidade a aplicativos e conteúdo sem depender do Wi-Fi. O Galaxy Book S tem recursos de toque que permitem que o computador desperte instantaneamente, garantem os sul-coreanos. Como em um smartphone, tudo que você precisa está disponível na hora a um toque do seu dedo.

O Galaxy Book S tem estrutura curva com peso de 0,96 kg. Construído com uma estrutura de alumínio anodizado na parte superior e na base, o Galaxy Book S é protegido contra riscos que normalmente podem danificar um laptop e fortalecido devido ao processo de anodização da camada externa. A tela do Galaxy Book S, de 13,3 polegadas, vem com um multi-touch de 10 pontos, permitindo rolar, aplicar zoom e controlar o dispositivo com um toque de dedo.

O Book S é alimentado pela plataforma de computação Snapdragon 8cx. Trata-se da primeira plataforma de PC de 7 nanômetros do mundo, desenvolvida pela Qualcomm Technologies para a computação móvel. A plataforma Snapdragon 8cx coloca o Galaxy Book S acima do Galaxy Book 2, com 40% a mais de desempenho do CPU, 80% a mais de desempenho gráfico e maior largura de banda de memória. O Snapdragon 8cx, projetado para funcionar sem ventoinha, garante que o laptop permanecerá resfriado, não importa o quanto você trabalhe.

A bateria do Galaxy Book S promete mantê-lo longe da tomada por até 23 horas de reprodução contínua de vídeo com apenas uma carga. Para garantir que seu dispositivo esteja funcionando da maneira mais eficiente possível, o Galaxy Book S otimiza o desempenho de acordo com a atividade – assim, você usa menos energia e tem tempo de criar, transmitir, reproduzir e trabalhar. O Galaxy Book S também oferece até 1 TB de armazenamento expansível, para que você não precise se preocupar com a falta de espaço.

O O Galaxy Book S também inclui caixas de som estéreo Sound by AKG da Samsung, que proporcionam qualidade de estúdio. Já o Dolby Atmos eleva e refina uma experiência imersiva de áudio, com modos de som personalizados para filmes, música, jogos e muito mais.

O equipamento traz o Windows 10 como sistema operacional. O aplicativo Your Phone da Microsoft oferece conexão perfeita entre o Galaxy Book S e o Galaxy Note 10, para que você possa acessar fotos, aplicativos e as notificações mais recentes, atendendo a chamadas. O Galaxy Book S também possui armazenamento em nuvem do Microsoft OneDrive, que mantém seus arquivos protegidos, salvos em backup e acessíveis a partir de todos os seus dispositivos.

O Windows Hello tem recursos de login instantâneo com impressão digital, garantindo acesso rápido e conveniente ao dispositivo de forma mais personalizada.

08:01 · 25.07.2019 / atualizado às 08:01 · 25.07.2019 por

Depois de um abril tenebroso com vários Samsung Galaxy Fold, o celular dobrável, quebrando, a empresa sul-coreana adiou o lançamento. Agora, está remarcando-o para setembro próximo. A grande questão aqui é: desta vez vai funcionar sem defeitos?

A Samsung promete que sim. O custo para quem quiser ficar com um dos aparelhos dobráveis é US$ 1.980. Isso mesmo! Quase 2 mil dólares. Um absurdo completo.

Galaxy Fold: precisávamos mesmo de um celular dobrável de quase US$ 2 mil?

Se você não se assustou com os defeitos anteriores e com o preço absurdo, boa sorte. Depois nos conte como foi a experiência de uso. E não se esqueça: o que parece aquela película que vem em todo celular novo, não é o que parece. Não a tire de forma alguma!

12:37 · 16.07.2019 / atualizado às 16:29 · 16.07.2019 por

A Samsung apresentou hoje (16) o seu novo portfólio de notebooks no Brasil. Em evento que contou com a apresentação do ator Kleber Toledo e foi realizado no Autódromo de Interlagos, em São Paulo, os sul-coreanos mostraram equipamentos com preços a partir de R$ 2.049. O novo line-up oferece uma boa quantidade de opções para diferentes perfis de usuários.

“Os novos notebooks da Samsung entregam aquilo que há de mais completo no portfólio da empresa no Brasil. São máquinas Premium, com alto desempenho e com diversos recursos voltados para a experiência única de cada usuário”, comenta Sandra Chen, Diretora da área de Notebooks da Samsung Brasil. 

Style S51 Pro

O Style S51 Pro é um modelo indicado para criadores de conteúdo, como editores de vídeo e imagem, fotógrafos profissionais, engenheiros, arquitetos, desenvolvedores, entre outros que fazem uso intensivo de aplicações gráficas. Fino e compacto, o Style S51 Pro traz um pacote completo de especificações para realizar as tarefas que mais demandam potência do notebook.

A nova versão vem equipada com placa gráfica GTX1650 Nvidia de 4GB de memória dedicada, SSD de 256 GB e 16 GB de memória RAM e um processador Intel Core i7 Quad-Core. O notebook suporta até 3 unidades de armazenamento, o que possibilita expansão adicionando um HD no slot SATA e/ou um segundo SSD no slot m.2 disponível. É uma boa máquina, inclusive para jogar, segundo a Samsung – mesmo os games que exigem mais da máquina (apesar de não ser um notebook gamer como os da linha Odyssey).

Além da agilidade para manipular dados e fazer renderização de imagens, o Style S51 Pro também se destaca por conta da sua tela IPS de 15,6’’ Full HD, com 300 nits luminosidade e ângulo de visão de 170 graus. O sistema de som Dolby Atmos é outro diferencial. A tecnologia permite reproduzir sons em 360 graus, proporcionando uma sensação maior de imersão.

O notebook vem com leitor de impressões digitais que promete assegurar o acesso instantâneo aos dados do computador apenas ao usuário previamente cadastrado no sistema do notebook. Já a pasta segura promete possibilitar criptografar arquivos confidenciais. Com entrada USB Type-C, USB 3.0, porta HDMI e Slot para cartão Micro SD, o S51 Pro é capaz de transferir e copiar arquivos mais importantes dos usuários sem problemas.

O notebook é pesado, tem 1,85 kg, mas acredito que se caracteriza mais por uma máquina de mesa, apesar da Samsung enfocar mobilidade e conforto no S51 Pro. Ele tem o corpo todo em metal na exclusiva cor Dark Iron e finalização diamond cut, acabamento premium feito com corte de precisão, nas bordas.

O preço sugerido do Style S51 Pro é de R$ 9.599. E isso pode assustar os interessados quando o comparam com máquinas robustas de outras marcas.

Style S51 Pen

O novo Style S51 Pen, modelo equipado com a exclusiva caneta S Pen, permite ao dono do notebook usá-lo em diferentes modos: tenda, apresentação, tablet e o convencional formato de laptop.

A caneta S-Pen é o principal diferencial do novo modelo. Desenhos, pinturas e demais trabalhos artísticos recebem um toque muito mais pessoal. Por não precisar de carga para funcionar, a caneta está sempre pronta para uso, seja ao escrever no bloco de notas ou para uso de recursos inteligentes, como transformar anotações manuscritas em texto digitado, ou até mesmo coletar assinaturas de forma digital. A ponta da caneta oferece extrema precisão, que faz toda a diferença na hora de desenhar e escrever sobre a tela. Já testamos e ela realmente entrega o que promete.

O preço sugerido do Style S51 Pen é de R$ 8.499. Mais uma vez um preço que o deixa em situação complicada frente à concorrência, apesar do diferencial da S Pen.

Style S51

A Samsung apresenta sua nova versão do Samsung Style S51, que prima por ser compacto. Feito em um corpo de 1,3 Kg, o modelo conta com uma tela Full HD de 13,3’’ com borda infinita e acabamento em vidro. Tem design em alumínio na cor prata.

Fácil de ser transportado, o Style S51 é perfeito para executivos com agenda corrida, consultores e advogados que precisam visitar seus clientes e até mesmo para viagens a trabalho ou lazer. Conta com um touchpad de alta precisão, teclado retro iluminado e leitor de impressão digital.

Equipado com até 8GB de memória RAM e um SSD de 256 GB, além de processadores Intel Core de oitava geração, o Style S51 oferece mais agilidade na inicialização do sistema operacional, assim como na abertura e edição de arquivos e programas. O notebook também traz o Som Dolby Atmos para uma reprodução mais fiel e imersiva, com efeitos sonoros e uma sensação de envolvimento em 360 graus. 

O preço sugerido do Style S51 é a partir de R$ 3.999 para a nova versão Core i3. Já é um preço mais interessante entre os 3 principais lançados nesta terça-feira. Mesmo assim, quando analisamos a questão de começar com 4GB neste preço, pode ser um fator complicador para o comprador.

Linhas Essentials e Expert 

A Samsung anunciou também os novos modelos das linhas Essentials e Expert, voltadas para produtividade e uso no dia a dia. Disponíveis nas novas cores Titanium e Branco, os modelos prometem desempenho necessário para as principais tarefas: navegação na internet, produção de textos e slides e fácil acesso ao e-mail.

Todos os modelos das linhas Essentials e Expert permitem um fácil acesso aos slots de memória e HD, possibilitando upgrade rápido, o que é uma ótima notícia para os usuários. Há também as novas opções com armazenamento híbrido, que conciliam o amplo espaço do HD e a velocidade do SSD, para um desempenho otimizado.

O preço sugerido dos modelos Essentials começa em R$ R$2.049. Para a linha Expert, preço sugerido a partir de R$ 3.099.

Voltinha em um Porsche

Demos uma voltinha no banco do carona no Autódromo de Interlagos

No final do evento, os jornalistas foram convidados a andarem de carona em Porsche que disputa a Porsche GT3 Carrera Cup Brasil. Era um modelo Porsche 911 GT3 RS. Claro que eu fui junto. Muita adrenalina nas curvas e velocidade nas retas. Valeu certamente.

06:58 · 07.07.2019 / atualizado às 10:57 · 04.07.2019 por

O Arduino é uma placa de circuito com funcionamento semelhante ao de um pequeno computador, ou seja, uma plataforma de prototipagem eletrônica com hardware e software flexíveis e fáceis de usar. O equipamento pode ser usado para controlar robôs, luzes e outros dispositivos eletrônicos. A plataforma “Code IoT”, iniciativa da Samsung em parceria com o Laboratório de Sistemas Integráveis Tecnológico (LSI-TEC ), oferece gratuitamente o curso “Eletrônica: conceitos e componentes básicos” – que mostra o funcionamento de um circuito elétrico – além de outros temas para os interessados em tecnologia com o objetivo de incluir a tecnologia como disciplina em sala de aula.

Desde 2016 o programa da Samsung oferece diversos cursos como, por exemplo, Internet das Coisas (IoT) e desenvolvimento de aplicativos para dispositivos móveis. As inscrições para a 3ª edição deste ano estão abertas, podem ser feitas neste link e dão acesso a seis módulos: introdução à Internet das Coisas; aprendendo a programar; eletrônica: conceitos e componentes básicos; programação física; aplicativos para dispositivos móveis; e objetos inteligentes conectados. Os participantes recebem certificado de conclusão de curso ao final de todas as etapas.

Lara Rolim de Arruda Rocha, professora de Programação da Escola Alef Peretz (São Paulo) e participante do Code IoT Na Escola, incluiu no plano de aulas atividades de Introdução ao Arduino com alunos entre 12 e 14 anos. Entre os exercícios, os estudantes foram apresentados ao funcionamento do circuito elétrico, montagem de circuito LED e testes até chegar à produção de um semáforo. “As etapas ajudam no envolvimento dos alunos, ensinando-os a entender o funcionamento de cada circuito. A atividade estimulou bastante a criatividade e o trabalho em equipe”, comenta a professora.

O “Code IoT” apresenta conceitos básicos para serem aplicados em diferentes áreas do ensino, facilitando a compreensão da tecnologia em sala de aula. Para Isabel Costa, Gerente de Cidadania Corporativa da Samsung Brasil, “a Samsung colabora para a educação com ações que colocam em prática o conhecimento dos alunos, estreitam o relacionamento entre estudantes e professores e que abrem caminhos para novas perspectivas de futuro”. Desde a sua criação, o programa já recebeu mais de 52 mil inscrições.

Serviço – Cursos online e gratuitos na Plataforma Code IoT em português, espanhol e inglês
Início: 2 de setembro
Inscrições: http://www.codeiot.org.br

06:37 · 27.06.2019 / atualizado às 10:41 · 24.06.2019 por

Já está nas lojas brasileiras o Samsung Galaxy Tab A com S Pen. A novidade chega com preço sugerido de R$ 1.699 pela empresa sul-coreana. Ele traz entre seus destaques a S Pen, que promete mais eficiência e conveniência nas atividades diárias.

Segundo a Samsung, a S Pen promete maior praticidade para fazer suas anotações e desenhos de forma rápida, precisa e prática.

Outro destaque é que com o Galaxy Tab A com S Pen, o consumidor não precisa se preocupar em estar sempre recarregando ao assistir os vídeos preferidos, pois apresenta bateria de longa duração de 4.200 mAh. Esta novidade promete uma experiência de até 11 horas longe da tomada. O tablet conta ainda com 32GB de armazenamento interno, que pode ser expandido com mais 512GB utilizando um cartão MicroSD.

Cor

O Galaxy Tab A com S Pen chega na cor preta nas principais varejistas do País, bem como nas lojas online e físicas da Samsung.

E o iPad?

Acredito ainda que os tablets da Apple, os iPad, têm uma vantagem sobre os demais tablets Android na segurança, qualidade e durabilidade. Porém, a promessa da Samsung é que o atual produto possa acabar com esta impressão dos usuários de iPad para que possa os conduzir para o lado da empresa sul-coreana. A saber.

02:12 · 24.06.2019 / atualizado às 12:28 · 19.06.2019 por

Desde o S8 que a Samsung definitivamente acertou a mão. Se antes víamos os aparelhos da marca sul-coreana com ressalvas, agora o que temos é a expectativa que ela evolua sempre um pouco a mais. E foi o que houve com o Galaxy S10+. O aparelho agrada em vários aspectos que vamos listar no decorrer desta análise. Porém, o ponto negativo principal – um dos poucos – vamos frisar logo agora: o preço, de R$ 5.499,00 sugerido pela própria Samsung é demais. Pode até ser encontrado mais barato no mercado nacional – achei por R$ 4.599 à vista – para o modelo que testamos (8GB de RAM e 128GB de armazenamento interno e cor branca), mas o valor oficialmente cobrado é bem caro.

Porém, você pode destacar que as câmeras são tão boas e que o processamento não deixa seu jogo travar (mesmo os games mais potentes) que valeria o investimento. Então vamos analisar por outro ponto de vista: trocar a câmera semi-profissional ou até profissional por um smartphone de ponta. Uma câmera semi-profissional está na faixa de R$ 2.500 e uma profissional, por volta de R$ 6.500. Desta forma, posso dizer que o S10+, um smartphone que também faz ótimas fotos, esteja com um preço justo. Mas eu acredito que o aparelho poderia custar, ao menos, na faixa de R$ 3.000 a R$ 3.500. O lucro embutido nele parece-me um pouco além da conta e fora de propósito para a gigantesca parte da população. E não, não vou aceitar que ele tem que ficar restrito a uma pequena e privilegiada parcela da população ou que você tem que financiar em até 24 vezes o seu smartphone. Por falar nisso, veja o nosso texto de algumas semanas atrás em que falamos sobre como escolher seu celular sem gastar uma fortuna.

Dito isso, agora estamos liberados para falar das questões técnicas do aparelho que, certamente, foi o que fez o leitor procurar este texto. E vamos começar falando da câmera. A traseira é composta de 3 lentes, sendo uma grande angular, uma tele objetiva (com zoom óptico de 2x) e uma principal. A câmera traz abertura focal variável de 1,5 a 2,4 com, respectivamente, 16GB, 12GB e 12GB. O trio propicia fotos de ótima qualidade, especialmente a principal. Seja à noite ou de dia você terá boas fotos. Eu notei que, em comparação com o iPhone 8 Plus, equipamento da Apple de 2 anos atrás, as fotos diurnas foram superiores, mas as noturnas nem tanto. Se você observar o objeto da foto, o iPhone leva a melhor. Porém, se observarmos o todo do cenário, o Samsung S10+ leva nítida vantagem. A iluminação dos ambiente está perfeita e você tem uma visão melhor do todo.

Uma surpresa desagradável foi que, quando ampliamos demais as fotos, o resultado é similar ao Note 8 de dois anos atrás. Era de esperar que a Samsung melhorasse esse quesito. Afinal, o aparelho de ponta da marca dois anos depois poderia ter avançado neste ponto, certo?

O mais interessante é notar que a grande angular ou lente ultrawide é quem tem o melhor desempenho do trio – em todos os cenários testados. Ela traz o melhor desempenho de cores, contrastes e resolução. Infelizmente, como fica muito aberta, não é adequada para todos os momentos. Ideal, diria, para lugares abertos ou quando queremos tirar uma foto de um grupo bem grande de amigos em uma confraternização, por exemplo. Algo que a câmera de selfie dos Zenfones 3 Zoom, 4 e 5 já fazia com precisão (apesar da qualidade do produto da Samsung ser melhor).

Por falar em selfie, o efeito de limpeza facial não é tão forte quanto nos produtos da Asus, por exemplo, mas está lá também. Eu não acho isso ruim, mas há quem deteste. Então já deixo avisado. O que você vai ter também é um filtro Instagram já para a resolução e formato vertical da rede social. A foto é feita e já preparada para o envio na sua conta. Rápido e simples.

Aproveitando o tópico: a Samsung botou algumas ajudas para os fotógrafos de primeira viagem. Nas configurações você pode escolher receber umas dicas de melhor ângulo e posição e fazer fotos sem tremer ou desfocar. Boa ideia.

Ainda no campo de ajuda com a fotografia, a Samsung criou um modo “Noturno” que irá melhorar bastante suas fotos em ambientes de pouca luz ou realmente de noite. O filtro “Pro” te dá liberdade para controlar todos os aspectos da câmera do celular e exercitar sua criatividade e competência. Aproveite. Ele faz fotos panorâmicas com qualidade e tem até um filtro “Food” que se você não curtir, tem muita gente que gosta, especialmente a turma “vidrada” no Instagram.

Por fim, temos a opção “Foco dinâmico”, o “Modo Retrato” da Apple aqui no smartphone da Samsung. Você tem 4 opções de filtro sendo o último o mais legal. Você fica colorido e o fundo desfocado e preto e branco.

Sempre nos reviews falamos muito da foto, mas e os vídeos? Filmar em 4k com estabilização que parece com o que temos com a GoPro Hero 7 Black está bom para você? Sim, o S10+ tem isso. É impressionante o resultado. Lógico, para mais adrenalina ainda recomendo a GoPro. Porém, o produto da Samsung me surpreendeu.

Desempenho e design

Testamos alguns games tradicionais e exigentes como Asphalt 9: Legends e não sentimos engasgos ou dificuldade de processamento. Vários aplicativos abertos ao mesmo tempo também não foi problema para o equipamento com 8GB de memória RAM e 128GB de armazenamento interno. Ele tem chipset Samsung Exynos 9 Octa 9820 e processador 4x 1.95 GHz Cortex-A55 + 2x 2.3 GHz Cortex-A75 + 2x 2.7 GHz M4 com GPU Mali-G76 MP12. Não veio com o Snapdragon 855 do modelo dos EUA, mas não senti que perdeu. Acredito que a empresa sul-coreana mostrou que aprendeu com a Apple quando falamos de ajustar todos os componentes para tirar o máximo do celular.

O design dele é outro destaque positivo. O S10+ pesa apenas 175 gramas é bem leve. Ele é muito fino e discreto com 7,8 milímetros de espessura. As cores na tela Dynamic Amoled de 6,4 polegadas com 3040 x 1440 pixel são uma beleza. Ver fotos e vídeos aqui é covardia. O S10+ tem densidade de 526 ppi, com 16 milhões de cores e Gorilla Glass 6 com uma traseira em vidro branco puxando para o azul (o modelo que testamos). Porém, a tela não é muito resistente a riscos então corra para colocar uma película de vidro e compre uma capinha reforçada ou verá o prejuízo cedo demais. Sim, ele é bem frágil.

Bateria

Dá para garantir 8 horas de trabalho com tranquilidade mesmo com uso de vídeos (assistir e fazer) e muito acesso de internet. Se você reduzir os vídeos e o uso de internet pode durar 12 horas tranquilamente. O recarregamento será rápido e isso deve agradar a todos. O importante é que mesmo a bateria de 4.100 mAh não deixou o aparelho pesado ou “gordinho”. Interessante notar que a bateria do iPhone 8 Plus é 2675 mAh e durou praticamente o mesmo tempo que a do S10+. Aqui vemos que o conjunto do produto da Apple ajudou. Afinal, o 8 Plus tem tela de 5,5 polegadas 1920 x 1080 pixels, densidade de pixels de 401 ppi, tela IPS LCD com 16 milhões de cores. Não dá para comparar, é apenas para termos uma referência, claro.

Vale a pena?

Então, se você já é usuário Samsung de modelos antigos, a mudança para o S10+ é uma boa opção. Porém, analise se realmente é necessário fazer isso agora ou se um S8 ou S9 já não dariam conta do recado. Ele é um smartphone com muitos recursos, mas alguns pontos negativos: tela facilmente riscável, traseira que proporciona fragilidade para quedas e preço para lá de salgado. Logo, pense bem antes de aplicar seu dinheiro. Ele vale a pena, mas ciente destes pontos negativos já salientados.

Pontos positivos

Câmeras potentes
Design leve e bonito
Bateria de bom desempenho

Pontos negativos

Preço exagerado
Desbloqueios facial e pela digital falha às vezes
Foto selfie com muita “melhora” do rosto

IA
Bixby a assistente inteligente

Ao contrário da Siri, assistente da Samsung ainda não tem versão em português, mesmo após dois anos do lançamento do serviço. E, diferente da concorrente, o produto sul-coreano tem muito mais acuidade, acertando muito mais os comandos de voz. Porém, seu inglês precisa ser, ao menos, ser bom para ela te entender. Isso pode ser restritivo. Mesmo assim, podemos dizer que o recurso de Inteligência Artificial (IA) da Samsung mostra melhor evolução que o da Apple e isso é realmente um ponto positivo.

Nota

Design 9
Bateria 9
Câmeras 9
Desempenho 9
Custo x benefício 7
Média 8,6

Preços sugeridos

A Samsung, no lançamento dos novos Galaxy S10+, S10 e S10e, informou os seguintes preços* para os três smartphones:

 

Produto Cor Memória Preço sugerido
Galaxy S10+ Ceramic Black 1TB e 12GB RAM R$ 8.999,00
512 GB e 8GB RAM R$ 6.699,00
Preto, Branco, Azul 128 GB e 8GB RAM R$ 5.499,00
Galaxy S10 Preto, Branco, Azul 512 GB e 8GB RAM R$ 6.199,00
128 GB e 8GB RAM R$ 4.999,00
Galaxy S10e Preto, Branco, Azul, Amarelo 128GB e 6GB RAM R$ 4.299,00

 

* pesquisando em e-commerces brasileiros é possível encontrar preços mais baratos, especialmente comprando à vista.

06:22 · 18.06.2019 / atualizado às 12:38 · 17.06.2019 por

Os consumidores brasileiros já podem adquirir o novo Samsung Galaxy Fit com preço sugerido de R$ 699. O smartwatch é indicado para quem gosta de uma vida mais saudável e quer dispensar os relógios tradicionais. É possível, já que ele é inteligente, seguir checando seus compromissos sem tirar o smartphone do bolso.

O dispositivo é resistente à água para 50 metros. Segundo a Samsung, esses dispositivos podem ser usados com segurança durante a chuva ou no banho e podem ser usados para atividades de águas rasas, como nadar em uma piscina. O Galaxy Fit e não deve ser usados para mergulho, esqui aquático ou outras atividades que envolvam mudanças repentinas de temperatura, atividades aquáticas de alta velocidade ou submersão abaixo da profundidade rasa. Enxaguar em água doce e secar após o uso na água do mar.

O Galaxy Fit tem como objetivo incentivar o usuário a aprimorar e alcançar seus objetivos nos treinos, permitindo sincronizar o dispositivo com o smartphone e escolher entre mais de 90 atividades diferentes no aplicativo Samsung Health, que oferece também monitoramento do batimento cardíaco e cálculo da quantidade de passos dados pelo usuário.

O Galaxy Fit também é um aliado para os consumidores que buscam por organização na rotina diária com recebimento de notificações de mensagens para poupar tempo e garantir maior controle da agenda de compromissos. O smartwatch também monitora a qualidade do sono e o nível de estresse.

Opções

Na mesma linha do Galaxy Fit, há outros dispositivos disponíveis e similares como o Xiaomi Mi Band que já está na quarta edição. No Brasil ainda não chegou esta versão mais nova, mas você pode encontrar a terceira geração. Ela  custa em média R$ 199 e tem funções bem similares, incluindo a resistência à água até 50 metros.

06:09 · 17.06.2019 / atualizado às 08:28 · 14.06.2019 por

Unindo computadores de ponta com o Samsung Recorder Plus With Pen, a empresa auxilia estudantes de todas as fases (seja da escola até o pós-doutorado) a ter uma ferramenta que os ajude a gravar as aulas e ao mesmo tempo faça anotações com sua caligrafia para depois tentar transformar aqueles “garranchos” em letra de máquina (o que nem sempre dá certo). É uma ótima ideia que pode facilitar muito a revisão do conteúdo visando melhor aprendizado e boas notas. Sem dúvida. Mas vamos aos prós e contras? Vamos lá!

Como funciona?

É bem simples. Acione o Samsung Recorder Plus With Pen. Clique em gravar e escolha o modelo de inserção de notas, com a S-Pen ou com o teclado. A gravação será melhor quanto mais próximo você estiver do palestrante. Depende também da sala ou do auditório. Se for menor e com boa acústica, melhor será o resultado final. Um microfone direcional poderá ajudá-lo a ter melhores resultados, talvez.

O mais interesse aqui é que, além de uma simples gravação de áudio, você terá as anotações que já serão uma marcação do momento exato em que aquele assunto foi dito na palestra. Desta forma, você não precisará escutar toda a gravação para pegar os melhores momentos para estudar ou revisar. Por exemplo, durante uma aula sobre anatomia, o aluno pode, por exemplo, gravar o que seu professor estiver dizendo e inserir simultaneamente mensagens chave como “coração”, “fígado” ou “estômago”. Posteriormente, quando quiser recapitular o material para uma prova, poderá procurar por palavras selecionadas no arquivo de áudio salvo e ouvir exatamente o trecho referente ao assunto.

E o lado ruim?

O teste mostrou que o aplicativo é muito bom, mas tem falhas lamentáveis na conversão da letra que você escreve em letra de máquina. Fotos: José Leomar

Bom, o ponto negativo do produto é que nem sempre a transformação do “garrancho” em texto de máquina será bem feita. Muitas vezes a sua letra será tão ruim a ponto do aplicativo não compreender. Interessante notar que o mesmo garrancho é entendido perfeitamente pelo Windows a ponto da mesma frase no app da Samsung sair truncada e no Windows ser registrada perfeitamente. Uma pena.

Esta inovação da Samsung também funciona para fórmulas matemáticas e, muitas vezes, até mais que as frases, foi tudo perfeito na hora de transacionar do que foi escrito com a S Pen para a letra de máquina. Parecia até que havia sido digitado de tão bom.

Mas e se ao invés de fórmulas, tentar fazer gráficos? Lamentável o resultado. O sistema do app Recorder Plus With Pen vai tentar transformar tudo em fórmulas.

Versão sem a Pen

Há uma versão do Samsung Recorder Plus que funciona sem a transformação do garrancho para letra de máquina. Nela, você pode usar a digitação ou a caneta como na anterior. Porém, sem a opção de transmutar, seus garranchos ficam compreensíveis por todos como se houvesse digitado no teclado normalmente.

Notebooks com S Pen

Alguns notebooks da Samsung são equipados com a S Pen, a caneta com 4.096 níveis de pressão. Ela oferece escrita intuitiva na tela do notebook, imitando de forma muito natural a experiência de escrever em um papel. É interessante o uso da caneta e nem um pouco complicado. Em alguns minutos você estará com a força aplicada para sua caligrafia ser, digamos, aceitável e não um borrado só.

Nós usamos um notebook da linha Style com 950 gramas de peso, tela sensível ao toque, rotação 360 graus e 4 modos de uso, além de (o mais importante) 8GB de memória RAM, armazenamento interno de 256GB SSD, tela de 13.3 polegadas e processador Intel Core i7 de 8ª geração. Uma senhora máquina.

O interessante é poder usar a sua S-Pen para fazer comentários, não só no aplicativo da Samsung, mas também em arquivos PDF. Por exemplo, colocar anotações e pedidos de correções de professores para alunos e indicações do que precisa melhorar antes de compartilhar as informações com os estudantes. É uma boa aposta para interação na hora da revisão dos conteúdos.

Edição

Para otimizar a gravação, a Samsung oferece também a opção de editar o áudio, excluindo trechos de acordo com a preferência do usuário. Há a opção de aumentar ou diminuir a velocidade do áudio, escolhendo o intervalo de gravação automático. Os notebooks da Samsung equipados com a S-Pen reconhecem automaticamente o que for escrito com a caneta, ignorando toques acidentais da mão na tela do equipamento.

Preço e modelos compatíveis

O notebook da linha Style é muito bom. O que prejudica é o preço. Foto: José Leomar

A Samsung oferece no Brasil algumas opções de notebooks que podem funcionar tanto com o Recorder Plus quanto com o Recorder Plus With Pen. São os modelos das linhas Essentials, Expert, Style e também o mais recente lançamento Samsung Flash. Confira detalhes e preços de cada um abaixo:

Samsung Flash – lançado no início deste ano, o notebook Samsung Flash conta com todos os recursos do pacote exclusivo de educação. Ele tem uma exclusiva textura na área que envolve o teclado, que se assemelham a de um tecido e tem teclas arredondadas inspiradas nas antigas máquinas de escrever. O Samsung Flash possui preços sugeridos de R$ 2.099 (64GB nas cores Grafite e Aquarela) e R$ 2.249 (128GB no Notebook Samsung Style S51 Pen Detalhe Prata cor Branco Giz).

Linha Style: os notebooks da linha Style se destacam pelo seu visual premium e sua estrutura feita de Metal 12, uma liga de magnésio revestida por dura camada obtida através do processo denominado MAO (Micro Arc Oxidation), que promete aumentar a resistência do equipamento sem comprometer o peso, que tem aproximadamente 995g. O diferencial do Style S51 Pen está no uso da S Pen. O modelo tem preço sugerido de R$ 8.499.

Essentials e Expert – Estas duas linhas trazem modelos voltados para o dia a dia oferecendo um preço mais atraente para os consumidores. São modelos de diferentes especificações. Acesso inteligente por meio do touchpad e controle de microfone e webcam para privacidade estão entre as vantagens. Os modelos têm preço sugerido a partir de R$ 2.049.

Vale a pena?

Então, o software é muito bom. A praticidade da caneta é brilhante. Porém, o preço para ter tal produto não é lá tão barato. Se você pensar que o software mais completo vem com a máquina mais cara, então. Se você estiver com dinheiro sobrando, pode ser uma opção. Mas acredito que um gravador de smartphone e um aplicativo de notas para anotar o tempo aproximado daquela parte mais importante já é de bom tamanho e de menor preço.

07:45 · 27.05.2019 / atualizado às 07:45 · 27.05.2019 por

A Samsung não confirma, mas o Galaxy A70S poderá ser o primeiro aparelho celular com câmera de 64 megapixels. Ele seria uma variante do Galaxy A70 com uma câmera bem superior, de acordo com informações do site sul-coreano ETNEWS.

Uma das vantagens deste novo equipamento seria gerar fotos com 16 megapixels, mesmo em baixas condições de luminosidade.

Até hoje, o sensor mais poderoso é o de 48MP da Sony, lançado ano passado. O sensor da Samsung já teria até um nome: Isocell Bright GW1, segundo o ETNEWS.

Seria uma boa vantagem para equipamentos intermediários como a linha A da Samsung. Por certo daria a estes smartphones vantagem competitiva talve até imbatível se analisarmos o desejo de uma câmera poderosa em um celular não tão caro.

Pesquisar

Faça uma busca em nosso blog:

Na Rede

Tendências, novidades e novos produtos para quem é apaixonado por tecnologia. Comportamento digital e redes sociais também em pauta. Por Daniel Praciano.

VC REPÓRTER

Flagrou algo? Envie para nós

(85) 98887-5065

Tags