Busca

Categoria: Smartwatch


09:41 · 05.12.2016 / atualizado às 09:41 · 05.12.2016 por
Moto 360, o relógio inteligente
Moto 360, o relógio inteligente

Uma notícia sobre a suspensão de novos smartwatches (relógios inteligentes) pela Motorola deixou o setor em alerta. Segundo a nota, a empresa não via motivos para uma nova geração do Moto 360, o produto vestível (wearable) dela para este ano. O mercado não estaria com demanda tão grande para colocar um novo smartwatch no momento. Além disso, o chefe global de desenvolvimento de produtos na Motorola, Shakil Barkat, segundo o Tecmundo teria dito que “dispositivos vestíveis não possuem o apelo necessário para que continuemos a produzi-los ano a ano”.

Apesar da fala do dirigente, a Motorola ainda segue com interesse no setor para o futuro. De acordo com nota enviada para o Diário do Nordeste, eles falam que “à medida que olhamos para o futuro, estamos adotando uma abordagem de longo prazo para avaliar esta categoria. É por esta razão que não anunciamos uma nova geração do Moto 360 neste ano.  No entanto, permanecemos entusiasmados com o futuro dos wearables e esperamos trazer experiências significativas para os consumidores de todo o mundo”.

Mas o que tudo isso significa? Na minha opinião é um reflexo que o mercado para smartwatches não pegou como se desejava. A tecnologia presente nos relógios inteligentes não atrai tanto quanto deveria. E muito disso tem relação com o preço e com variáveis como a questão de não serem todos à prova d´água ou mesmo resistentes ao líquido. Também nem todos trazem giroscópio e GPS ou contador de batimentos cardíacos.

Recentemente mostramos os pontos positivos e negativos do smartwatch da Asus, o ZenWatch 3, em que elogiamos muitos detalhes, mas ressaltamos algumas falhas do produto. Acredito que o produto da Asus já se posiciona buscando uma nova faceta: os fashionistas. E acho que isso pode ser um caminho para este produto, ou seja, apostar no gosto, na moda, no luxo. E isso não significa deixar de investir em tecnologia. Só significa migrar para um outro lado. Já que os avanços em tecnologia não são tão significativos quanto muitos nos vendem. Achei a postura digna e creio que outros deveriam segui-la. Encontrem um foco e sigam nele.

15:30 · 25.10.2016 / atualizado às 16:23 · 25.10.2016 por
Todos os produtos mostrados para a imprensa
Todos os produtos mostrados para a imprensa

Durante evento fechado em São Paulo para um grupo de jornalistas, youtubers e blogueiros, a Asus, apresentou os novos smartphones da empresa, dois smartwatches e um notebook de ponta, além de acessórios. Confira abaixo.

Notebook

A empresa vai trazer o Asus ZenBook 3. Ele vem com sistema operacional Windows 10 Pro, processador Intel Core i7 com 3.1 GHz, 512 GB de armazenamento, 16 GB de memória RAM com porta USB-C, tela de 12,5 polegadas FHD com ângulo de 178º e 7,6 mm de espessura. O preço é de R$ 14.999 e\ o equipamento deve estar nas lojas na primeira quinzena de novembro deste ano.

Smartphones

Traseira em vidro é elegante, mas um risco para desastrados
Traseira em vidro é elegante, mas um risco para desastrados no Zenfone 3

Com relação a smartphones, começamos falando do Zenfone 3 Max de entrada que chega em novembro. Ele tem 5,2 polegadas HD IPS, processador Qualcomm Snapdragon de 1,25 GHz quad-core com 2GB de RAM e 16GB de armazenamento interno e pesando 148 gramas. Em seguida, no mês de dezembro, chega o Zenfone 3 Max com 4.100 mAh, tela de 5,5 polegadas FHD IPS, com Gorilla Glass 2.5D, processador Qualcomm Snapdragon Octa-Core de 1,4 GHz com 2GB ou 3GB de RAM e armazenamento interno de 16GB. O peso dele: 175 gramas com 8,3mm de espessura.

Lançado ainda hoje, a partir das 21h, o Zenfone 3 em suas duas opções. A primeira tem 5,2 polegadas de tela FHD S.IPS com 3GB de RAM e 32GB de armazenamento interno e bateria de 2650 mAh e peso de 144 gramas. O Zenfone 3 maior tem tela de 5,5 polegadas FHD S.IPS Gorilla Glass 2.5D, octa-core de 2 GHz com 4GB de RAM e 64GB de armazenamento interno com peso de 155 gramas e 7,69 mm de espessura e bateria de 3.000 mAh. Esse será o modelo que iremos testar no review no site do jornal Diário do Nordeste e na versão impressa.

Em novembro chega o Zenfone 3 Deluxe, o top da linha atual. Ele tem tela de 5,7 polegadas Amoled com Gorilla Glass 4. Processador Octa-core de 2,15 GHz a 2,4 GHz com 6GB de RAM e armazenamento que vai de 64GB até 256GB. O peso dele é de 160 gramas com 7,5 mm e 3.000 mAh de bateria.

Smartwatch

Da esquerda para a direita: ZenWatch 2 e ZenWatch 3 chegam juntos ao mercado nacional
Da esquerda para a direita: ZenWatch 2 e ZenWatch 3 chegam juntos ao mercado nacional

Finalmente a Asus está trazendo seus smartwatches para o Brasil. E resolveu trazer logo suas duas últimas gerações. O Asus ZenWatch 2 tem tela de 1,45 polegadas Amoled com Gorilla Glass 2.5D, processador Snapdragon 400 Quad-Core de 1,2 GHz. Tem 4GB com frame em aço inox e traseira em plástico. Pesa 50 gramas e tem 11,8mm. Bateria com 290 mAh com QuickCharger. Tem Wi-Fi bgn + Bluetooth 4.1. Ele tem caixa de som e é resistente a água e poeira (certificação IP67).

O relógio inteligente mais novo da família é o Asus ZenWatch 3 com tela Amoled de 1,39 polegadas com Gorilla Glass 2.5D. Ele tem processador Snapdragon Wear 2100 – já pronto para aparelhos wereables – Quad-Core 1,2 GHz com 4GB. Ele é totalmente em aço inox com 40 gramas de peso e 10,7mm. Tem bateria melhor, com 340 mAh e QuickCharger. Tem Wi-Fi bgn + Bluetooth 4.1. Ele tem caixa de som e é resistente a água e poeira (certificação IP67).

Ambos chegam na primeira quinzena de novembro deste ano para o mercado nacional.

Acessórios

Entre eles está um speeker bluetooth com bateria que dura até 15 horas com promessa de som em alta qualidade chegando, provavelmente, em dezembro com preço de R$ 699. Zen Ear S (High Res) com design mais ergonômico com microfone com relação sinal/ruído de 58dB e traz cabos internos revestidos de fibra de kevlar pra tentar durar mais tempo com preço de R$ 149. Flip ViewCovers com preço de R$ 189 chegando para os smartphones para proteção contra riscos e quedas já que as bordas ficam totalmente protegidas. Nas cores preto, azul e dourado. Por fim, os Clear Cases, espécie de bumper para reduzir impacto nas quedas é transparente com preço de R$ 89.

08:10 · 25.10.2016 / atualizado às 08:52 · 25.10.2016 por
Marina Ruy Barbosa aparece em peça publicitária da Asus com um ZenWatch 3 no pulso
Marina Ruy Barbosa aparece em peça publicitária da Asus com um ZenWatch 3 no pulso

Além de mostrar o Zenfone 3, há muita expectativa sobre a chegada de outros dois modelos da Asus serem mostrado no evento de logo mais, nesta terça-feira, 25/10. A Asus deve mostrar o Zenfone 3 Max, o Zenfone 3 e o Zenfone 3 Deluxe a partir das 12h (somente para a imprensa) e depois às 19h (para convidados e imprensa).

Devem chegar 2 modelos diferentes do Max e do Zenfone 3 intermediário, o qual teremos review nesta segunda-feira no site do jornal Diário do Nordeste. Porém, muito se especula sobre a chegada de um outro produto, o smartwatch ZenWatch, que está na sua terceira geração finalmente deve ser lançado pela Asus no Brasil.

A expectativa aumentou após foto da atriz Marina Ruy Barbosa ter aparecido com ele no pulso. Será? Veremos.

06:53 · 18.05.2016 / atualizado às 06:53 · 18.05.2016 por
Samsung Gear
Samsung Gear

A Oi patrocina pela segunda vez consecutiva a quarta etapa do “Samsung Galaxy World Surf League Championship Tour 2016”, no Rio de Janeiro, entre os dias 10 e 21 de maio. Durante o campeonato, a Oi disponibilizará 10 chips Nano, com 200MB, para os surfistas utilizarem no novíssimo Samsung Gear (relógio inteligente da Samsung). Com autorização da WSL, os atletas poderão obter em suas baterias informações importantes em real time, como o tempo da bateria, a maior nota, a pontuação necessária para vencer ou se classificar, entre outras informações.

O Samsung Gear tem tela de 5,8 cm de altura por 3,7 de largura. Na parte superior, um cronômetro mostra o tempo que resta para o término do confronto. No restante da tela, apresenta as notas de cada competidor em linhas horizontais com as mesmas cores das lycras de competição. Elas são ordenadas de acordo com a classificação da bateria, com o líder na primeira linha abaixo do cronômetro. Existem também três colunas verticais, a da esquerda com a nota mais alta de cada um, a do meio com a nota da última onda e a da direita com quantos pontos precisa para vencer ou se classificar. Além disso, o equipamento informa quem tem a prioridade de surfar a próxima onda e quem está punido com interferência.

13:06 · 16.09.2015 / atualizado às 13:06 · 16.09.2015 por
Apple Watch
Apple Watch

Ficou para, segundo palavras da Apple, breve, o lançamento do watchOS2, o novo sistema operacional do Apple Watch, o relógio inteligente da empresa. Isso porque foi descoberto um bug que está demorando mais do que o previsto para ser corrigido. A informação foi repassada para o TechCrunch pela própria Apple.

12:31 · 21.07.2015 / atualizado às 12:31 · 21.07.2015 por
AppleWatch
AppleWatch

Ao contrário das previsões, o Apple Watch, o relógio inteligente da Apple, chegará dia 31 de julho para Nova Zelândia, Rússia e Turquia, mas não para o Brasil. O próximo grupo de 3 países a receber o Watch será revelado em breve. A data para o próximo lote é 14 de agosto, segundo o site MacMagazine.

10:05 · 24.06.2015 / atualizado às 11:12 · 24.06.2015 por
Relógio inteligente para uso médico do Google
Relógio inteligente para uso médico do Google

Segundo o Bloomberg, o Google, através do laboratório de inovações da empresa (Google X), está desenvolvendo um relógio inteligente (smartwatch) voltando para medicina que vai, entre outras coisas medir frequência cardíaca, sinais vitais, temperatura de pele e até informações externas ao usuário como grau de exposição ao sol. A ideia da empresa é que o equipamento seja receitado por médicos para seus pacientes.

Desta forma, os médicos teriam mais informações dos pacientes e poderiam monitorar a saúde de seus pacientes quando eles não estiverem nos hospitais/clínicas.

A ação do Google parece ser uma resposta ao ResearchKit da Apple que usa uma plataforma para testes clínicos desde o final do ano passado com o lançamento do último iOS.

15:10 · 10.12.2014 / atualizado às 15:47 · 10.12.2014 por

carasdesmartwatchNesta quarta, 10/12, o Google anunciou uma novidade para os donos de relógios inteligentes Android Wear: agora, eles poderão customizar a “cara” do seu dispositivo. Os usuários poderão escolher diferentes tipos de mostradores a partir de uma biblioteca com dezenas de opções. São mostradores projetados por designs renomados, como Rebecca Minkoff e Craig Ward, por marcas mundialmente conhecidas, como Porshe, e até mesmo inspirados em games famosos, como Pac Man e Plants vs. Zombies.

Segue uma lista de alguns dos mostradores que já estão disponívies:

○ Ciao Manhattan Nails
○ Craig Ward
○ Meu Malvado Falvorito
○ EA Plants vs. Zombies
○ Hugh Turvey
○ Medicom BE@RBRICKS
○ Pac Man
○ Porsche
○ Rebecca Minkoff
○ RedBull
○ Santa Tracker
○ Specialized
○ Surfline
○ The Hundreds
○ Un Petit Monde

Veja a relação completa dos mostradores para os relógios inteligentes aqui.

DespicableMe_FeatureImage_1024x500

Também foi criada uma nova API para facilitar o trabalho de desenvolvedores que queiram criar “novas caras” para os relógios Android Wear. Portanto, em breve, devem surgir mais mostradores para os usuários escolherem e se divertirem.

Além disso, com o novo app de controle do Android Wear ficou fácil escolher, baixar e usar um mostrador diferente todo dia. No Brasil, é possível encontrar relógios inteligentes da LG, Samsung e da Motorola.

10:24 · 09.11.2014 / atualizado às 14:37 · 06.11.2014 por
Smartwatches como o Moto 360 deveriam carregar dados da saúde do usuário
Smartwatches como o Moto 360 deveriam carregar dados da saúde do usuário

Uma pesquisa recente da GfK realizada na China, Alemanha, Coreia do Sul, Reino Unido e EUA, indica que as pessoas desses países veem potencial no uso de smartwatches para ‘carregar’ bilhetes de transporte público ou como chave de segurança de seus computadores e contas online. A capacidade de transmitir dados sobre a saúde por meio de um smartwatch também é de interesse para a maioria das pessoas. Nos Estados Unidos e China, há abertura para a utilização de smartwatches como carteiras de identidade e sistema de pagamento, embora os europeus sejam muito mais hesitantes em relação a estas funções. GfK é uma empresa de estudos de mercado de origem alemã, criada em 1934, com sede em Nuremberg. É a maior empresa do do ramo na Alemanha, e a quinta em termos mundiais

Estes são os resultados de um estudo internacional no qual a GfK perguntou a 1.000 proprietários de smartphones em cada mercado, se eles estariam interessados ​​em realizar funções específicas através de um smartwatch, considerando que poderiam salvar e enviar seus dados com segurança.

O estudo revela que smartwatches têm potencial para uma ampla gama de usos. Reunir atividades esportivas, navegação, ligação e aplicativos são as principais aplicações que os consumidores pesquisados ​​estão interessados​​ atualmente. Em razão do smartwatch ser utilizado no pulso, ele também pode servir como documento de identidade, portador de bilhete de viagem ou para fazer pagamentos no caixa.

Smartwatches podem carregar dados sobre a saúde

Quase a metade de todos os entrevistados nos cinco países diz que estaria interessado ​​em usar um smartwatch para fornecer seus dados pessoais de saúde aos médicos ou hospitais – por exemplo, durante a consulta com um médico ou em uma situação de emergência médica. No entanto, as pessoas nos diferentes países diferem muito quanto até que ponto estão preparadas para confiar informações confidenciais sobre sua saúde a um smartwatch; 69% dos entrevistados na China disseram que estão interessados ​​nisso, contra apenas 50% nos EUA e 43% na Coréia do Sul. Os consumidores europeus são mais hesitantes, com cerca de um terço dos entrevistados no Reino Unido expressando interesse e apenas um quarto na Alemanha. Os homens são um pouco mais abertos a esta ideia do que as mulheres, e a diferença entre faixas etárias é ainda mais acentuada, sendo que o interesse no uso de um smartwatch para dados sobre a saúde aumenta com a idade.

Asiáticos e americanos veem potencial nos smartwatches como bilhetes de viagem

As descobertas da GfK também mostram que smartwatches têm claro potencial como bilhetes de viagem. Pouco menos da metade dos entrevistados nos cinco países diz que gostaria de usar um smartwatch para esta finalidade. Chineses (63%), coreanos (54%) e norte-americanos (41%) foram os mais interessados​​. Os consumidores europeus foram novamente mais reticentes, com apenas 32% dos entrevistados no Reino Unido e 31% na Alemanha dizendo que usariam um smartwatch como bilhete de viagem.

Gerações mais velhas abertas ao uso de smartwatches para identificação on-line

Com o aumento nos níveis de crimes cibernéticos, há um desejo geral de melhorar a segurança e isso se reflete nos resultados da GfK. No geral, 45% dos entrevistados disseram que estariam interessados ​​em usar um smartwatch como identificação segura para acessar computadores pessoais ou contas online. O interesse por essa função aumenta com a idade, com 42% das pessoas com idades entre 16-29, subindo para 46% entre pessoas de 30-49 anos e 48% entre aqueles com mais de 50 anos. Em relação a cada país, a China mostra maior interesse nesta função, com mais de dois terços (68%) dizendo que gostaria de usar um smartwatch como identificação segura em seus computadores. Eles são seguidos pelos EUA, com pouco menos da metade (49%), Coreia do Sul, com 37% e Reino Unido, com 33%. A Alemanha novamente se mostra mais hesitante, com apenas um quarto de todos os alemães entrevistados dizendo que gostaria de usar um smartwatch como identificação segura em seus computadores.

Chineses gostariam de usar smartwatches como carteira de identidade

Nos cinco países, 38% dos entrevistados dizem que estariam interessados ​​em usar um smartwatch como carteira de identidade, quando viajam para o exterior ou para apresentar às autoridades. Mais uma vez, a China e os EUA estão mais abertos a essa ideia, com 57% e 41%, respectivamente, seguido pela Coreia do Sul e Reino Unido, com 33% e 28%. Os alemães são novamente os mais críticos; apenas um quinto diz que usaria um smartwatch como carteira de identidade.

Pagamento por smartwatch? Apenas os EUA e a China estão interessados ​​no momento

O pagamento móvel, ou seja, o uso de um smartphone para pagamento no caixa com a tecnologia Near Field Communication (NFC), não se mostrou muito popular até agora. Na teoria, o uso de um smartwatch no caixa seria ainda mais prático do que ter que sacar o smartphone; mas apenas 35% dos entrevistados em todos os cinco países pesquisados ​​estão interessados nesta facilidade no momento. O potencial real para isso está na China, onde o interesse aumenta para 54% dos entrevistados, comparado com 40% nos EUA e apenas 28% na Coreia do Sul e 27% no Reino Unido. Na Alemanha, apenas 20 por cento dos entrevistados dizem que usariam um smartwatch para fazer pagamentos.

smartwatchegrafico

13:46 · 04.11.2014 / atualizado às 13:46 · 04.11.2014 por
AppleWatch
AppleWatch

O relógio inteligente da Apple pode demorar um pouco mais do que o esperado para chegar as prateleiras. Segundo o site “9to5mac“, o Apple Watch só será lançado durante a primavera no hemisfério norte em 2015, que vai do dia 20 de março ao final de junho.

A página obteve a transcrição de uma mensagem de vídeo interna passada pela vice presidente de supervisão de lojas da Apple, Angela Ahrendts, aos seus funcionários. “Estamos entrando nos feriados, passaremos pelo Ano Novo Chinês e, depois, temos um novo relógio sendo lançado na primavera”, disse a executiva, de acordo com o site.

A indicação é um pouco mais específica do que o estipulado pela companhia, que disse em setembro, na apresentação oficial do aparelho, que o produto chegaria “no começo de 2015”.

Concorrência
O atraso no lançamento dá aos relógios com o Android Wear, do Google, meses de dianteira em relação ao Apple Watch. Os primeiros produtos com o sistema da companhia rival foram lançados no final de junho deste ano: o G Watch, da LG, e o Gear Live, da Samsung.

Posteriormente veio o Moto 360, da Motorola, que deve chegar, nesta quarta-feira, 5, ao Brasil por R$ 899. Outros aguardados aparelhos com Android Wear são o Smartwatch 3, da Sony, e o ZenWatch, da Asus, previstos para saírem ainda neste ano.

Fonte: FolhaPress