Busca

Categoria: Tablets


11:49 · 19.09.2017 / atualizado às 11:49 · 19.09.2017 por
Magic Tablet. Este tipo de tablet é um dos que ainda têm mercado no Brasil, os voltados para o público infantil

As vendas de tablets no Brasil recuaram novamente nos meses de abril, maio e junho deste ano. Segundo o estudo IDC Brazil Tablets Tracker, realizado pela IDC Brasil, líder em inteligência de mercado, serviços de consultoria e conferências com as indústrias de Tecnologia da Informação e Telecomunicações, o mercado de tablets caiu 8% no segundo trimestre de 2017 em comparação ao mesmo período do ano passado. Ao todo foram vendidos 790 mil máquinas contra 860 mil em 2016. A receita total foi de R$ 400 milhões, 11% a menos do que no segundo trimestre de 2016, mas 9% a mais na comparação com o primeiro trimestre de 2017.

Esse movimento já era esperado pela IDC. “Temos observado um comportamento agressivo dos fabricantes, com preços promocionais e brindes para frear a queda. Além disso, notamos que as empresas estão diversificando os produtos para gerar mais demanda”, diz Wellington La Falce, analista de mercado da IDC Brasil. “O mercado de tablets para o público infantil é bastante forte, mas produtos voltados para o idoso, por exemplo, estão entrando agora no radar”, avalia La Falce.

A IDC destaca também a alteração do tíquete médio no período. Em comparação com o primeiro trimestre de 2017, o valor médio dos aparelhos teve alta de 6%, passando de R$ 477, de janeiro a março, para R$ 505, de abril a junho. Na comparação ano a ano, houve crescimento de 14%, já que o tíquete médio no segundo trimestre de 2016 foi de R$ 443. “Os aparelhos de melhor qualidade tiveram mais espaço no período. O setor está empenhado em mostrar que os tablets não são apenas para entretenimento e sim para educação, trabalho e para consumo de conteúdo em geral”, argumenta o analista.

Para a IDC, até o fim de 2017 devem ser comercializados 3,75 milhões de tablets, o que consolida o recuo de 6% nas vendas ante 2016, quando 4 milhões foram vendidos. “A receita total de 2017 deve fechar o ano em R$ 1,967 bilhão. O que representa uma retração de 6% na comparação com os números do último ano”, conclui La Falce.

08:07 · 26.08.2017 / atualizado às 08:07 · 26.08.2017 por

A Amazon anunciou que o aplicativo do Prime Video estará disponível na PlayStation Store brasileira e clientes Prime Video poderão aproveitar, via streaming, os melhores filmes e programas de TV pelo sistema de entretenimento PlayStation 3 da Sony e também no PlayStation 4.

Novos clientes podem obter uma assinatura do Amazon Prime Video pelo site PrimeVideo.com para assistir em online streaming no PlayStation e em vários outros dispositivos, como smartphones e tablets Android e iOS, Smart TVs LG e Samsung, e Android TV da Sony. Os assinantes também podem fazer o download de todos os filmes e programas de TV para assistir offline em dispositivos móveis – possibilitando que o cliente assista em um avião, trem ou qualquer outro lugar sem custo adicional. Os clientes no Brasil podem assinar o serviço a um preço inicial de US$ 2,99 mensais até o fim de 2017 e fazer um teste gratuito de 7 dias pelo site do Prime Video.

O serviço
Em dezembro, o Amazon Prime Video foi lançado para clientes em mais de 200 países e territórios globalmente. Os assinantes do Prime Video no Brasil podem curtir novas produções originais e populares, como a recém-lançada comédia de super-heróis The Tick; a série mais assistida no Prime Video em todo o mundo, The Grand Tour – com Jeremy Clarkson, Richard Hammond e James May – e outras premiadas séries originais Amazon, como The Man in the High Castle, Transparent, Mozart in the Jungle, American Gods e Goliath, além de programas populares na TV e filmes de Hollywood.

08:25 · 17.11.2015 / atualizado às 08:26 · 17.11.2015 por
Yoga 500
Yoga 500

A Lenovo apresenta, nesta terça-feira, 17, o mais recente híbrido do mercado: o notebook Yoga 500. Jornalistas e convidados irão experimentar de perto e em primeira mão o novo computador que também é um tablet e pode ser usado em quatro modos diferentes com promessa de alta qualidade e performance.

Durante o evento, também estarão os executivos Sergio Friedheim, diretor de marketing, e Luiz Sakuma, gerente sênior de produtos, que irão falar de novos produtos e tendências da Lenovo no mercado brasileiro.

Voltaremos em breve com novas notícias

13:28 · 06.10.2015 / atualizado às 13:28 · 06.10.2015 por

A Microsoft apresentou nesta terça-feira, em evento em Nova Iorque, um evento para mostrar novos produtos da empresa, entre eles um notebook próprio, a 4ª geração do Surface Pro e os Lumias 950 e 950 XL. Também foi mostrada a atualização para o Microsoft Band (uma pulseira inteligente), o Hololens e o Xbox One de 1TB.

Confira alguns detalhes dos novos produtos apresentados em Nova Iorque:

Surface Book

Surfacebook
Surfacebook

Parceira de várias empresas através do seu sistema operacional Windows, agora a Microsfot vai entrar na disputa com seu próprio notebook. O Surface Book terá 13,5 polegadas, bateria com duração de até 12 horas, com carcaça em metal, GPU Nvidia com memória GDDR5, os mais novos processadores Intel, trackpad em vidro com 5 pontos de toque e teclado retroiluminado. E, claro, ele roda o Windows 10.

Na linha dos 2 em 1, o Surface Book poderá virar um tablet. Basta destacar o teclado. Se você achou o produto atraente até agora, o preço não é nada agradável. Ele vai chegar este mês nos EUA custando a partir de US$ 1.499.

Lumias 950 e 950 XL

Lumias 950 e 950XL
Lumias 950 e 950XL

Os novos smartphones da Microsoft também foram apresentados. Lumias 950 e 950 XL já com o Windows 10 rodando neles. O 950 virá com uma tela OLED de 5,2 polegadas com 2560×1440 pixels, com processador hexa-core. Já o Lumia 950 XL, terá display OLED de 5,7 polegadas com 2560×1440 pixels e chip octa-core. Eles têm 32 GB de armazenamento interno, 3GB de memória RAM e virá com possibilidade de expansão com cartão microSD.

Além disso, os aparelhos possuem conexão USB-C e suportam a tecnologia de carregamento rápido; é possível encher 50% da bateria em menos de 30 minutos.

Os dois aparelhos também virão com câmera PureView de 20MP com estabilização óptica de imagem para a traseira e 5MP para a frontal.

Nos EUA os preços dos aparelhos serão US$ 549 (Lumia 950) e US$ 649 (XL). Para compensar, também será lançado um de baixo custo, o Lumia 550, por US$ 139.

Surface Pro 4

Surface Pro 4
Surface Pro 4

Custando a partir de US$ 899, o Surface Pro 4 chega mais uma vez com preço elevado. Porém, desta vez, ao menos a configuração é top tanto quanto o preço. O tablet da Microsoft virá com processador Intel Core de 6ª geração com até 1 TB de armazenamento e até 16 GB de RAM. O design será bem compacto com apenas 8,4 mm de espessura com tela de 12,3 polegadas.

Assim como a Apple, o Surface terá sua caneta, a Surface Pen. Ela suporta 1.024 níveis de pressão e possui bateria com autonomia de 1 ano (não recarregável). A caneta terá uma borracha no lado contrário da ponta.

O teclado promete ser menos barulhento e mais confortável. Ele virá com um leitor de impressões digitais para autenticação com o Windows Hello.

O tablet da Microsoft pode virar um notebook se você comprar para ele um acessório que adiciona 4 portas USB 3.0, duas saídas DisplayPort com resolução 4K e até uma Ethernet.

Microsoft HoloLens

Microsoft HoloLens
Microsoft HoloLens

Por US$ 3 mil você pode comprar, em 2016, o óculos de realidade virtual da Microsoft, o HoloLens. O valor é para desenvolvedores.

Microsoft Band

Microsoft Band
Microsoft Band

Bem mais barata que o HoloLens, custando US$ 249, a Microsoft Band chegou a sua segunda geração traz uma tela levemente curvada que acompanha o formato do pulso. Ela se conecta não só a smartphones com Windows, mas também com iOS e Android.

Disponível, nos EUA, a partir de 30 de outubro, a pulseira traz barômetro, batimento cardíaco, suporte a notificações, monitoramento de sono, sensor de radiação ultravioleta e GPS integrado.

Xbox One

Xbox One
Xbox One

A empresa reforçou que haverá retrocompatibilidade entre os jogos do 360 para o One e apresentou o novo console com 1TB de armazenamento e custará R$ 2.899 no Brasil.

07:05 · 29.12.2014 / atualizado às 11:11 · 22.12.2014 por

Venue 11 Pro 7000 Series Windows TabletA Dell anuncia a ampliação de sua oferta de tablets corporativos com o lançamento da 2ª geração do Venue 11 Pro Série 7000. Mais leve e fino do que o modelo anterior, o novo equipamento atende às demandas por segurança e produtividade, além de contar com o alto desempenho e autonomia de bateria de até 10h proporcionada pelos novos processadores Intel Core m.

“O novo Venue 11 Pro Série 7000 chega ao mercado para atender ao crescimento da demanda por tablets corporativos no país. De acordo com a IDC, a Dell acompanhou um aumento de 244,8% nas vendas desse tipo de equipamento para empresas no Brasil entre julho e setembro deste ano, se comparado ao ano anterior”, afirma Silvia Barros, Gerente de Marketing de Produto de Notebooks e Tablets Corporativos da Dell Brasil. “Esse modelo oferece às empresas a opção de um tablet que combina recursos avançados de segurança e produtividade com design mais fino e operação silenciosa, graças à 5ª geração de processadores Intel Core m, que evita a necessidade de ventilação por cooler”, complementa.

A segunda geração da família de tablets corporativos da Dell promete um design 15% mais fino do que os modelos anteriores e uma autonomia de bateria que permite a operação durante um dia inteiro de trabalho. O equipamento pode ser configurado com opções de 4GB de memória e até 128GB de espaço de armazenamento em disco de estado sólido (SSD)

Virando um ultrabook
Assim como na geração anterior, um dos principais destaques do tablet Venue 11 Pro é a combinação do equipamento com teclado destacável opcional que o transforma em um ultrabook e duplica sua autonomia, ao adicionar uma bateria extra de 28 WHr. O modelo apresenta duas câmeras para videoconferências, fotos e vídeos e o padrão Miracast, que permite o envio de imagens e som sem fio para uma televisão compatível. O lançamento também apresenta o recurso NFC, para transferir fotos, aplicativos e outros arquivos via comunicação por campo de curta distância e suporte à caneta stylus ativa para anotações mais precisas e realizadas diretamente na tela.

Venue 11 Pro 7000 Series Windows TabletO Venue 11 Pro atende aos requisitos dos ambiente de TI das empresas, com recursos para gerenciamento remoto e integração às redes corporativas. Além disso, os modelos têm configurações opcionais, como Trusted Boot (inicialização segura) e o BitLocker (proteção de dados com encriptação) com TPM (Módulo de plataforma segura, na sigla em inglês), para permitir que as redes corporativas analisem a integridade do equipamento, aumentando ainda mais a segurança.

A partir de janeiro, o novo tablet oferecerá também configurações que incluem a tecnologia Intel vPro, que garante menor custo de manutenção, mais flexibilidade de software e mais segurança, permitindo ao gestor de TI gerenciar remotamente cada tablet e realizar updates de softwares. Para automatizar o inventário do parque de TI e implementar atualizações de BIOS e drivers, os equipamentos também são embarcados com a solução Dell KACE K1000 Express.

Preço e disponibilidade:
O tablet Venue 11 Pro com processador Intel Core m já está disponível no site da Dell no Brasil, com preço inicial de R$ 3.198.

Venue 11 Pro
· Tablet com doca acoplável opcional com sistema operacional Windows 8.1 ou Windows 8.1 Pro
· Processador de 5ª geração Intel Core m com placa de vídeo Intel HD 5300

· Tela 10,8” FullHD (1920×1280) IPS (para melhores ângulos de visão) com capacidade Multi-touch

· Memória RAM de 4GB
· Armazenamento de até 128GB, expansão disponível via cartão micro SD
· Câmeras de 8MP e 2 MP para melhor resolução de fotos e videoconferências
· Conectividade sem fio: 802.11b/g/n Wi-Fi + Bluetooth 4.0 + GPS integrados
· Conectores: (1) USB3.0 + (1) Fone de ouvido e microfone combinados + (1) mini-HDMI
· Bateria com autonomia de até 10h
· Suporte à tecnologia Miracast wireless display para projetar e compartilhar videos e conteúdos com outros dispositivos, como televisores compatíveis
· Serviço opcional Complete Care contra danos acidentais para garantir que seu tablet permaneça protegido, por meio do qual a Dell conserta ou substitui seu aparelho em caso de acidentes, como derramamentos de líquidos, quedas ou sobrecargas elétricas.
· Dimensões e Peso:
-Altura: 176,4mm / Largura: 279,8 mm / Profundidade: a partir de 10,75 mm (conforme configuração escolhida); Peso: a partir de 733,40g
· Acessórios Dell recomendados:
– Docking station opcional com três portas USB, HDMI, DisplayPort, Fast Ethernet e conector combo de áudio e entrada de energia.
– Teclado acoplável com bateria auxiliar de 28 WHr
– Caneta Active Stylus
– Capa para Tablet Dell Folio

08:56 · 19.12.2014 / atualizado às 07:20 · 19.12.2014 por

Venue 7 3000 Series Android TabletsA Dell anuncia a comercialização no Brasil do Venue 7 4G, o primeiro tablet da companhia com acesso à banda larga móvel de quarta geração. O equipamento de sete polegadas, vem com o sistema operacional Android 4.4 (KitKat) e alto desempenho, graças ao uso do processador Intel Atom.

O Venue 7 é a segunda linha de tablets da Dell disponível no varejo brasileiro, além dos canais de atendimento direto da Dell, e chega ao mercado no momento em que a empresa comemora um incremento das vendas na categoria de tablets no segmento de consumo no Brasil, pelo terceiro trimestre consecutivo. De acordo com a IDC, entre julho a setembro de 2014, a Dell obteve um incremento de 47,1% nas vendas de tablets no mercado de consumidores finais no país, se comparado aos três meses anteriores do mesmo ano.

“O Venue 7 em sua versão 4G atende ao consumidor que deseja estar sempre conectado e busca o acesso à banda larga móvel de quarta geração”, afirma Renata Batista, Gerente de Marketing para Consumidor Final da Dell Brasil. “Com a ampliação da disponibilidade da rede 4G no Brasil, há uma tendência de os consumidores locais buscarem, cada vez mais, equipamentos que tenham essa conexão, a qual oferece uma melhor experiência para navegação”, acrescenta.

A linha de tablets Venue 7 traz um design moderno, com acabamento texturizado que promete uma pegada firme ao equipamento e reduz o acúmulo de poeira e marcas de dedos, comuns no uso diário. A novidade da Dell tem peso inicial de 290g e acesso aos recursos multimídia do sistema operacional Android (4.4), além de acesso aos milhares de aplicativos disponíveis na Play Store (loja virtual de aplicativos do Android). O tablet oferece duas câmeras que estão entre as de maior resolução na categoria (5MP traseira e 1MP frontal). Além disso, as fotos e vídeos registrados no equipamento podem ser transferidos sem fio para uma televisão, a partir da compatibilidade com o padrão Miracast. Para visualização do conteúdo multimídia no próprio equipamento, o tablet conta com uma tela de 7 polegadas IPS (para melhores ângulos de visão) e alta visibilidade mesmo em ambientes externos com muita luminosidade.

O Venue 7 4G apresenta processador Intel Atom Z3460 da geração mais recente. Com 1GB de memória, o tablet também permite rodar os jogos mais populares da plataforma Android com som e imagem que garantem uma melhor experiência. Para o armazenamento dos dados, o tablet traz capacidade total de 16GB e a possibilidade de expansão por meio de cartões de memória microSD (até 64GB).

Em conjunto com o Venue 7 4G, a Dell oferece ainda o aplicativo exclusivo PocketCloud 2.0, que permite que o usuário esteja conectado continuamente com os seus dados e arquivos, sejam aqueles disponíveis na web ou até mesmo os armazenados em seu computador.

Preço e disponibilidade:

O tablet Venue 7 4G, com conexão 4G, já está disponível no site da Dell no Brasil, www.Dell.com.br, com preço inicial de R$ 999. O lançamento da Dell também será vendido no varejo a partir das próximas semanas.

07:05 · 04.11.2014 / atualizado às 13:12 · 03.11.2014 por
Executivos usando tablets já são, segundo pesquisa, imagens corriqueiras Foto: Divulgação/Dell
Executivos usando tablets já são, segundo pesquisa, imagens corriqueiras Foto: Divulgação/Dell

A Dell acaba de divulgar um estudo global sobre o uso de tablets nas empresas. O levantamento, realizado pela Harris Poll, consultou 1.245 gestores de TI de médias e grandes empresas em dez países: Brasil, África do Sul, Arábia Saudita, China, Emirados Árabes Unidos, Estados Unidos, França, Índia, Reino Unido e Rússia. Entre as conclusões, ele aponta que 73% companhias brasileiras já utilizam tablets como parte dos equipamentos individuais de uso corporativo, ao lado de desktops, notebooks e smartphones.

No estudo, o Brasil aparece como o terceiro país, empatado com os Estados Unidos, com a maior penetração de tablets nas empresas, só atrás da China (82%) e Emirados Árabes Unidos (74%). Entre as corporações brasileiras que participaram do levantamento, a maioria delas (57%) tem mais de 1.000 funcionários, 22% entre 200 a 249, e 20% entre 500 a 999.

Das empresas brasileiras consultadas que já utilizam tablets, 50% delas dão liberdade para que os próprios funcionários escolham os modelos do equipamento, seja por meio de políticas de BYOD (Bring Your Own Device ou, em português, Traga Seu Próprio Equipamento), pela qual os profissionais podem utilizar dispositivos pessoais no ambiente de trabalho, ou ao oferecer um valor em dinheiro para que os próprios colaboradores comprem o tablet corporativo.

Quanto às áreas dentro das empresas brasileiras que mais utilizam tablets, 79% citaram o departamento de TI, seguido por Executivos (59%), Vendas e Marketing (58%) e Administrativo (55%).

Dell Venue 11 Pro é um bom exemplo de tablet com Android no mercado
Dell Venue 11 Pro é um bom exemplo de tablet com Android no mercado

Para 90% dos decisores de TI brasileiros consultados no estudo, o uso de tablets aumentou a produtividade dos profissionais – na maioria dos casos, em mais de 25%. Quanto às demandas de negócio, para 66% dos entrevistados no país a implementação desses equipamentos atendeu às expectativas da empresa, enquanto que para 34% excedeu os resultados esperados. Além disso, 67% já estudam a ampliação no número de tablets disponíveis para a força de trabalho.

“Esse levantamento confirma a percepção da Dell de que, cada vez mais, os profissionais vão demandar múltiplos equipamentos no ambiente de trabalho. As pessoas querem ter a possibilidade e a flexibilidade de escolher o device mais adequado para cada tarefa e situação”, afirma Luis Gonçalves, Diretor-Geral da Dell Brasil. “Os dados do estudo confirmam que as empresas no Brasil têm absorvido rapidamente novas tendências tecnológicas, para aumentar a produtividade e os resultados de negócio, bem como para se adaptar a novos formatos de trabalho que exigem a mobilidade dos profissionais”, acrescenta.

Tablets complementam o uso de computadores

iPads ficam com 40% da fatia do mercado, segundo pesquisa
iPads ficam com 40% da fatia do mercado, segundo pesquisa

Quando consultados sobre o uso dos tablets, a maioria (85%) dos decisores de TI brasileiros consultados aponta que esses equipamentos complementam a utilização de notebooks e desktops e para 77% são complementares ao smartphone. Na comparação com os computadores tradicionais, 61% consideram que esses equipamentos (tablets) são melhores em termos de mobilidade, 53% pela facilidade de uso, 51% pelo custo de propriedade ao longo da vida útil, 47% pela adaptabilidade e 45% pela conectividade. Já como pontos negativos em comparação aos PCs, 35% citam o poder e velocidade de processamento e 46% a capacidade do HD.

Já entre os decisores de TI brasileiros que afirmam não ter adotado os tablets, a maioria cita que a principal barreira é a capacidade limitada de armazenamento desses equipamentos. Enquanto que no resto do mundo – com exceção apenas de Árábia Saudita e África do Sul, além de Brasil – a segurança representa a principal preocupação das corporações em relação ao uso desses dispositivos móveis no ambiente corporativo.

Sobre os modelos de tablets mais adotados pelas empresas, no Brasil, 87% citaram que usam equipamentos Android, 65% Windows e 40% iOS.

07:01 · 03.11.2014 / atualizado às 15:47 · 30.10.2014 por

spotifyipadeditadoSpotify revela seu novo visual para iPad. A atualização traz para o tablet a interface mais escura, a tipografia revigorada e a iconografia arredondada já conhecidas das versões para celular e desktop. Os dados da Spotify apontam que os tablets são uma das plataformas mais populares quando se trata de descobrir, compartilhar e salvar músicas. Por isso, o Spotify traze a aba Suas Músicas para iPad, onde o usuário poderá encontrar, salvar e organizar suas músicas, playlists e álbuns favoritos do jeito que o usuário quiser.

“A aba Suas Músicas é o recurso perfeito para iPad”, diz Dave Price, Diretor de Produto da Spotify. “Na verdade, sabemos que o tablet é um dos dispositivos favoritos dos nossos usuários quando se trata de navegação, curadoria e salvar música. E com o nosso novo design, os nossos usuários que utilizam iPad podem desfrutar da melhor experiência em qualquer serviço de música: fácil de usar e consistente em todos os dispositivos.”

O novo Spotify para iPad já está disponível a partir de hoje e pode ser baixado através da App Store.

08:18 · 02.11.2014 / atualizado às 09:06 · 02.11.2014 por

biometriaNão é apenas o número de smartphones e tablets que cresce no mercado brasileiro. A contratação de seguros contra roubos e furtos de dispositivos móveis segue a mesma tendência, tanto que a base de clientes com o TIM Protect Seguro Aparelho ativado já se aproxima dos 100 mil usuários. Somente no primeiro semestre desse ano, houve aumento de 46% pela procura do serviço em relação a igual período de 2013. Ao todo, 60% das vendas são voltadas para modelos com valores entre R$ 1 mil e R$ 3 mil.

Com o seguro, o cliente protege seu celular, tablet ou modem contra roubo ou furto qualificado por valores mensais que variam de R$ 3,49 a R$ 24,99. Não há contrato de fidelização e nem carência. Dessa forma, o usuário já sai da loja com o serviço ativado e ainda participa de sorteios mensais no valor de R$ 10 mil. Além disso, a cobertura é válida em todo território brasileiro e internacionalmente. O produto é uma parceria da TIM com a Assurant Seguradora e pode ser adquirido nas lojas próprias da operadora, de acordo com a relação disponível no site.

07:21 · 01.11.2014 / atualizado às 12:23 · 31.10.2014 por
Pedro Hagge, do IDC Brasil
Pedro Hagge, do IDC Brasil

Estudo realizado pela IDC Brasil, líder em inteligência de mercado, serviços de consultoria e conferências com as indústrias de Tecnologia da Informação e Telecomunicações, aponta que em julho foram vendidos cerca de 612 mil tablets, alta de 17% na comparação com o mesmo mês do ano passado.

Já em agosto, segundo o estudo IDC Tablets Monthly Tracker, cerca de 642 mil aparelhos foram comercializados, o que corresponde a uma pequena queda – 3% – na comparação com agosto de 2013. Dos cerca de 1.2 milhão de tablets vendidos, 96% foram para o consumidor final e 4% para o mercado corporativo. Além disso, 96% tinham o Android como sistema operacional.

Para Pedro Hagge, analista de mercado da IDC Brasil, o grande momento dos tablets já passou. A tendência agora é o produto se estabelecer no mercado e não apresentar crescimento de vendas como os registrados em períodos anteriores. “Tivemos um momento em que o tablet era uma verdadeira febre, com uma enxurrada de lançamentos, alguns até de baixa qualidade o que gerou certa decepção e desconfiança para os consumidores. Muitos desistiram de uma segunda compra”, diz Hagge. Segundo o analista da IDC Brasil, “o fim da aquisição de tablets para projetos do governo e a crescente concorrência com os phablets também impactaram diretamente os números de julho e agosto”.