Busca

Categoria: Vestíveis


08:58 · 04.08.2017 / atualizado às 08:58 · 04.08.2017 por
Xiaomi smartband

A Xiaomi é agora a maior empresa do mundo quando o assunto são dispositivos vestíveis como smartbands (pulseiras inteligentes) que, no caso deste produto eu já testei e posso garantir a qualidade do produto, aliás.

O levantamento que colocou os chineses no topo do mundo foi feito pela Strategy Analytics que diz que a Xiaomi vendeu 3,7 milhões de unidades só no segundo trimestre deste ano. Foi uma alta de 23% em relação aos 3 milhões do ano passado. Isso representa 17,1% de todo o mercado mundial de dispositivos vestíveis.

A Fitbit era a líder anterior do mercado. Ela detinha 28,5% do mercado de vestíveis com 5,7 milhões de aparelhos vendidos. Agora, vendeu “apenas” 3,4 milhões com 15,7% da participação mundial no setor. Ela comprou a ótima Pebble ano passado que fabricava os, na minha opinião, melhores smartwatches do mercado mundial.

Apple Watch

Em terceiro lugar aparece a Apple, mesmo com o crescimento gigante de 56% em 2017 em relação ao ano anterior. Em 2016 a Apple vendeu “apenas” 1,8 milhão contra 2,8 milhões este ano. Isso significa que a “Maçã” é dona de 13% do mercado global de vestíveis.

A Xiaomi sai na frente exatamente por conta de ter uma pulseira inteligente voltada muito para o bem-estar e saúde. O Apple Watch não foca 100% nisso, mas, quem sabe, em uma nova versão, possa corrigir este erro e tomar o topo dos chineses.

Por fim, a Strategy Analytics revela que o mercado de vestíveis cresceu 8% de 2016 para 2017. Você pode achar pouco, pois foi um salto de 20 milhões para 21,6 milhões. Mas mostra uma tendência de crescimento constante que pode ratificar que esta tendência pegou de vez? Eu acho que ainda não, mas quem sabe em mais alguns anos com esta tendência forte de preocupação com saúde e exercícios, não é verdade? Façam suas apostas!