Categoria: WhatsApp


09:02 · 09.01.2019 / atualizado às 10:05 · 09.01.2019 por

A última atualização disponível para o WhatsApp trouxe uma salutar mudança. Agora, você pode enviar mensagens privadas para um membro específico de um grupo de conversas.

Esta mudança já está ativa tanto para usuários iOS quanto para os de smartphone com o sistema Android, do Google.

Como fazer? Siga os passos:

1 – Com o aplicativo WhatsApp aberto, acesse o grupo desejado.
2 – Clique na mensagem que deseja responder em particular.
3 – Clique no ícone de 3 pontinhos no canto superior direito do app
4 – Selecione “Responder em particular”. Pronto. Você será redirecionado para uma nova tela para responder apenas a aquela pessoa.

Os passos para fazer a conversa particular

Fácil, não? Lembre-se, em 2019 ainda teremos mais mudanças aguardadas como “Modo férias” e “Economia de bateria”.

08:29 · 08.01.2019 / atualizado às 09:31 · 08.01.2019 por

O começo de um outro ano já traz consigo um novo período escolar em que os pais e responsáveis por crianças já começam a buscar as melhores ofertas para a compra dos itens da lista escolar. Aproveitando esse período, cibercriminosos brasileiros lançaram uma campanha maliciosa no WhatsApp prometendo material escolar gratuito, usando o nome da empresa Faber-Castell. Nos primeiros dias de circulação da campanha mais de 70 mil acessos foram registrados ao link malicioso. Ontem (7/1), o site registrava mais de 568 mil acessos.

A Faber Castell não está fazendo a promoção. Tudo é um golpe de criminosos

A campanha maliciosa está ativa desde o dia 3 de janeiro, quando registrava mais de 70 mil acessos. Após quatro dias, este número subiu para 568 mil. Ao clicar no link, o usuário é direcionado para o site. Ao compartilhar a mensagem com 5 amigos no WhatsApp, o suposto prêmio será liberado. Um fator interessante dessa campanha maliciosa é a coleta de dados pessoais; logo na primeira página são solicitados número de telefones, e-mail e endereço da vítima. Tais dados ajudam os criminosos a cometerem mais fraudes futuramente.

“Em 2019 o WhatsApp continuará a ser o principal vetor de disseminação de golpes e fraudes no Brasil. O timing dos criminosos é sempre o de escolher temas que atraiam o maior número possível de visitantes ao site fraudulento e, assim, potencializar os ataques”, afirma Fabio Assolini, analista sênior da Kaspersky.

Além do WhatsApp, os golpistas estão usando o Facebook Messenger para atrair os usuários

Depois de compartilhar a mensagem com 5 contatos, o que acontecerá na sequência depende do sistema operacional que o usuário possui no seu smartphone: se o sistema for iOS, após vários redirecionamentos será oferecido a instalação de aplicativos legítimos, mas que participam de esquemas “pay-per-install”, em que o criminoso ganha por cada instalação, inflando programas legítimos de apps e assim ganhando dinheiro de maneira forçada. Caso o usuário possua o sistema Android – usado em 80% dos smartphones brasileiros – pode ser oferecida a instalação de um aplicativo malicioso, ou somente o redirecionamento para uma página cheia de propagandas, que renderá lucros ao criminoso.

Usando o Facebook Messenger

Uma novidade nessa campanha é o uso do Facebook Messenger – outro aplicativo de mensagens instantâneas bastante utilizado no Brasil. Na página maliciosa foi inserida a opção de compartilhar o link por esse aplicativo, o que indica que os criminosos estão buscando diversificar as plataformas usadas nos ataques.

Dos mais de 568 mil acessos ao site malicioso, pouco mais de 950 vieram do link compartilhado via Facebook Messenger.

Como se proteger?

– Não clique em links. Principalmente os recebidos de desconhecidos, nem em links suspeitos enviados por seus amigos via redes sociais ou e-mail. Eles podem ser maliciosos, criados para baixar malware em seu dispositivo ou para direcioná-lo a páginas de phishing que coletam dados do usuário. Além disso, seus amigos e familiares podem ter sido enganados ou hackeados.

– Sempre verifique o link antes de clicar. Coloque o mouse em cima do link para visualizar a URL e observe com atenção se há erros de ortografia ou outras irregularidades. Além disso, caso seja uma promoção ou algo utilizando o nome de uma marca famosa, sempre acesse o site oficial da empresa – digitando o site – para confirmar a veracidade da promoção ou campanha.

– Tenha uma solução de segurança robusta no seu celular e outros dispositivos. Utilize uma solução de segurança que alerta sobre os riscos à segurança, além de proteger os dispositivos contra phishing, malware, app mal-intencionados e outras ameaças conhecidas e desconhecidas. Além disso, mantenha sempre atualizada a solução de segurança para não cair em golpes de cibercriminosos.

De acordo com a assessoria de imprensa da Kaspersky Lab, os produtos da empresa, como o Security Cloud, já bloqueiam o novo golpe.

A nossa dica é fique esperto. Não acredite em tudo que chega via e-mail, redes sociais e, principalmente, WhatsApp. Infelizmente, o ótimo comunicador virou reduto de mentiras e propagador de boatos. E, como se nota desde 2017, amplo celeiro para golpistas.

11:07 · 07.01.2019 / atualizado às 08:53 · 08.01.2019 por

Quem nunca usou o recurso WhatsApp Web? Ele estreou para usuários de aparelhos com o Android em janeiro de 2015 e chegou para donos de iPhones só em agosto do mesmo ano. Quando pensamos no tema, parece que todos já a utilizam, mas, conversando em uma roda de amigos e parentes no final do ano passado notei que não é bem assim. Então, que tal mostrar aqui como utilizar esse recurso tão bacana? Vamos lá!

Primeiro WhatsApp Web no Android

1 – Acesse o endereço do WhatsApp Web

2 – Abra o smartphone Android e clique na aba de 3 pontinhos no canto superior direito do celular.

3 – Depois, clique em WhatsApp Web

4 – Aproxime o smartphone do código QR Code que aparece na página web do WhatsApp.

5 – Pronto. Só usar o aplicativo no seu desktop ou notebook.

Com o WhatsApp Web você pode usar o teclado e digitar textos maiores. Foto: Aku Alip/Shutterstock

Agora WhatsApp Web no iOS (iPhone)

1 – Acesse o endereço do WhatsApp Web

2 – Abra o iPhone e clique no botão Ajustes no canto inferior direito.

3 – Depois, clique em WhatsApp Web

4 – Aproxime o iPhone do código QR Code que aparece na página web do WhatsApp.

5 – Pronto. Só usar o aplicativo no seu desktop ou notebook.

O WhatsApp Web é ótimo se você quer mandar um texto muito grande para alguém e não tem paciência para usar o teclado do smartphone para enviar tal texto. E você: já usava o recurso ou começou agora?

07:00 · 02.01.2019 / atualizado às 11:11 · 30.12.2018 por

Seu smartphone está lotado? Foram fotos, áudios e vídeos demais neste período de festas? Que tal dar uma olhada se você não está liberando, automaticamente, todos os downloads de fotos e vídeos no seu WhatsApp. Vamos lá?

1 – Primeiro abra o seu WhatsApp.
2 – Em seguida, clique no ícone dos 3 pontinhos.
3 – Clique em “Configurações”.
4 – Clique na opção “Dados e Armazenamento”

5 – Agora, na seção de “Download automático”, escolha se quer baixar fotos, áudios, vídeos e/ou documentos automaticamente “Quando utilizar rede de dados”, “Quando conectado ao Wi-Fi”, ou “Em roaming”. Eu, particularmente, desmarcado tudo e só baixo os arquivos quando são, realmente, do meu total interesse.

Bônus: na mesma aba “Dados e armazenamento”, você pode clicar em “Reduzir uso de dados” para reduzir o volume de dados usados durante uma chamada do WhatsApp usando dados móveis. É uma boa se seu pacote de dados estiver chegando ao fim.

Bônus 2: não esquece ir no aplicativo “Galeria”, se usar um smartphone Android, ou Fotos, se usar um iPhone, para apagar as fotos não necessárias.

Bônus 3: não esqueça que, ao clicar no ícone com o nome do grupo que pertence ou do amigo que te compartilhou arquivos como áudios, fotos, documentos e vídeos, há uma pasta lá com todos estes arquivos que você pode abrir e apagar.

10:45 · 29.12.2018 / atualizado às 10:45 · 29.12.2018 por

O Ano Novo está batendo em nossa porta e você sabia que há como enviar felicitações automáticas para até 250 pessoas de seus contatos no WhatsApp. Sabe como? Vamos lá!

Primeiro, abra o aplicativo. Em seguida clique no ícone de 3 pontinhos no alto do WhatsApp. O terceiro passo é clicar em “Nova transmissão”. Feito isso, escolha para quem vai enviar a mensagem. Finalmente, escreva e envie a mensagem. Pronto. Fácil, não?

Mas, por favor, use este poder com sabedoria. Não vá exagerar para ser bloqueado por seus contatos. Por falar neles, apenas se você estiver na lista do destinatário que esta estratégia irá funcionar.

08:47 · 26.12.2018 / atualizado às 09:20 · 26.12.2018 por

Em 2019 o WhatsApp vai ganhar 3 novas funções que deverão agradar em cheio aos usuários. Não sei nem como não pensaram nisso antes, viu?

Modo Férias

A primeira que vamos comentar é o que vamos chamar de “Modo Férias”. Sim, como o nome já diz, é uma função que você poderá ativar quando for sair de férias ou passar um tempo ausente do trabalho. A promessa do aplicativo é que com isso você não precisará fazer o movimento de sair dos grupos para ter sossego.

Ainda em teste e com previsão de funcionamento em 2019, o “Modo Férias” vai arquivar as conversas e impedir as notificações mesmo que você siga recebendo novas minuto a minuto. Hoje, se você arquiva uma conversa e aparece uma nova mensagem, logo ela é ativada e você fica recebendo tudo novamente. Com o “Modo Férias” essa bagunça acaba e você terá 30 dias de paz e sossego.

Economia de bateria

Desde setembro, o WhatsApp já está testando uma função chamada “Apaga a Luz”. Ela deixa tudo em preto com as letras brancas. E isso não só economiza a bateria do seu smartphone como também dá um bom descanso para os olhos, reduzindo a forte luz emanada dos celulares.

Menos mensagens encaminhadas ao mesmo tempo

Essa função já deveria existir há anos. Poderia evitar o envio em massa de mensagens, fato que irrita e ajuda em muito ao exército de fake news. Mas, antes tarde do que nunca.

Hoje, o limite é o envio ao mesmo tempo para 20 pessoas ou grupos da mesma mensagem. Porém, o WhatsApp, para 2019, só permitirá o envio para até 5 contatos por vez.

Já implantada na Índia, chegará ano que vem para todos nós, amém!

07:21 · 21.12.2018 / atualizado às 07:26 · 21.12.2018 por

Final de ano e muitas pessoas querem relembrar detalhes do que viveram e passaram. E é usando esse sentimento dos usuários que os cibercriminosos inovam cada vez mais. Desta vez, a campanha é sobre uma mensagem que promete uma retrospectiva do WhatsApp 2018. O recurso funcionaria como uma memória, capaz de mostrar as fotos enviadas, status e conversas e que é muito visto em outras redes como o Facebook e Instagram.

Ao acessar o link, o usuário é direcionado para a seguinte página:

Ao compartilhar a mensagem com seus contatos, o usuário é direcionado para um site malicioso que irá informá-lo de supostos problemas no aparelho, convidando-o a baixar a solução.

Esta página imediatamente oferece a instalação do aplicativo “App de Segurança WhatsApp”, hospedado na loja oficial do Android, a Play Store. O mesmo desenvolvedor também publicou um app falso com a marca Vivo, que promete internet grátis.

O “App de Segurança WhatsApp” teve mais de 100 instalações, enquanto o “Vivo Internet Grátis” teve até o momento 50. A questão é que ambos são maliciosos e podem, entre outras coisas, roubar os dados da vítima ao serem instalados no smartphone.

“Golpistas já se deram conta que golpes disseminados via WhatsApp têm um alcance gigantesco, pois em pouco tempo chega até milhões de usuários. Mesmo as limitações mais recentes adotadas pelo WhatsApp não são capazes de bloquear a disseminação orgânica dessas mensagens falsas. Tal capilaridade já está sendo usada para propagar apps maliciosos desenvolvidos no Brasil para infectar smartphones Android e com a finalidade de roubar dados financeiros”, afirma Fabio Assolini, analista sênior da Kaspersky Lab no Brasil.

Os apps maliciosos são detectados e bloqueados pelos produtos da Kaspersky Lab com o veredito Trojan.AndroidOS.Agent.us.

O que fazer para se proteger

  • Não clique em links: principalmente os recebidos de desconhecidos, nem em links suspeitos enviados por seus amigos via redes sociais ou e-mail. Eles podem ser maliciosos, criados para baixar malware em seu dispositivo ou para direcioná-lo a páginas de phishing que coletam dados do usuário.
  • Mantenha sempre atualizado sua solução de segurança para não cair nesse ou em outros golpes de cibercriminosos.

E mais importante que tudo: não acredite em tudo que te mandam. Verifique as informações mesmo que a fonte seja seu pai, tio ou grande amigo. Eles também podem ter sido infectados por vírus ou podem ter caído em uma maldita corrente de desinformação. Fique atento! Seja esperto!

09:53 · 12.12.2018 / atualizado às 09:57 · 12.12.2018 por

O aplicativo WhatsApp não estará mais disponível em vários aparelhos celulares a partir do dia 1º de janeiro. A lista foi liberada pela própria empresa e caso você use o aplicativo em seu dia-a-dia é bom ficar atento e atualizar o Sistema Operacional do seu smartphone. Conheça essa lista em detalhes.

O aplicativo não irá funcionar nos seguintes cenários:

Android
– Versões 2.3.7 Gingerbread para trás;
– Versão 3.0 Honeycomb;
– Quem tem o aplicativo instalado e logado em versões que não vai funcionar, ainda receberá mensagens até 1º de fevereiro de 2020.

iPhone / Apple
– Versões que rodam o iOS 7.1.2 para trás;
– Quem tem o aplicativo instalado e logado em versões que não vai funcionar, ainda receberá mensagens até 1º de fevereiro de 2020.

Nokia
– Qualquer aparelho da empresa que rode o S40 perderão suporte;
– Modelos afetados: Nokia 206/208, Nokia 301, Nokia 515, Nokia Asha C3, X2 e X3.

Caso você esteja no grupo afetado por essas mudanças, atualize seu aparelho para a versão mais recente do sistema operacional. Caso você seja usuário de algum aparelho Nokia listado acima, a solução é adquirir um modelo mais novo e fugir dos citados na lista da própria empresa.

09:26 · 22.10.2018 / atualizado às 09:40 · 29.10.2018 por

Não só agora, nesta conflituosa eleição, mas em qualquer momento, sair de um grupo de WhatsApp e ser recolocado contra sua vontade é uma chatice sem tamanho. Mas há como evitar isso.

Se você sair de um grupo, for recolocado e sair novamente, ninguém poderá te incluir outra vez. Essa foi uma melhora que atualizações do WhatsApp trouxeram.

Sem dúvida alguma esta situação é bem agradável de saber.

E se bater a saudade?

Para retornar, caso bata o arrependimento, alguém do grupo precisará te enviar um convite. Isso será via um link que algum amigo ainda lá precisará conseguir para você. Vamos verificar como funciona?

1 – Um membro precisará tocar no título do grupo no WhatsApp
2 – Depois deverá rolar até a tela “Convidar via link”
3 – A pessoa deverá tocar em “Enviar o link pelo WhatsApp” e procurar você na lista de contatos dela.
4 – Pronto, basta você clicar no link “Entrar no grupo” que foi enviado. Você está de volta!

13:34 · 16.10.2018 / atualizado às 14:55 · 26.10.2018 por

Sim, mesmo com o aumento do tempo limite para apagar mensagem no WhatsApp de 1 hora, 8 minutos e 16 segundos para 13 horas, 8 minutos e 16 segundos é possível burlar esta opção.

Como assim? Primeiro é preciso dizer que ao clicar em apagar mensagem para todos você irá enviar esta informação para todos naquela conversa/grupo. A mensagem não, necessariamente, irá chegar para todos igualmente. Isso acontece porque alguém pode estar com o aparelho descarregado e sem acesso a uma fonte de energia. Também pode estar sem acesso à internet. E se, em caso hipotético, esta pessoa ficar mais de que o tempo limite estabelecido pelo WhatsApp ela não terá aquela sua mensagem/imagem/vídeo apagado. O que você desejaria apagar ficará para sempre com esta pessoa ou pessoas.

Pesquisar

Faça uma busca em nosso blog:

Na Rede

Tendências, novidades e novos produtos para quem é apaixonado por tecnologia. Comportamento digital e redes sociais também em pauta. Por Daniel Praciano.

VC REPÓRTER

Flagrou algo? Envie para nós

(85) 98887-5065

Tags