Busca

10:51 · 08.09.2018 / atualizado às 10:51 · 08.09.2018 por
Novos iPhone XS e XS Plus vazados pelo blog 9to5Mac

O site alemão MacerKopf arriscou que os preços dos novos iPhones. Segundo eles, a apresentação do próximo dia 12 de setembro trará um iPhone de tela LCD de 6,1 polegadas como aparelho de entrada (talvez nomeado de iPhone 9), um iPhone XS com mesma configuração do atual iPhone X (com tela OLED de 5,8 polegadas), e um iPhone XS Plus (com tela OLED de 6,5 polegadas) e com preços iguais aos dos iPhones 8, 8 Plus e X de 2017. Confira abaixo:

Em 2017, o iPhone 8 tinha os seguintes preços:

64GB por US$ 699
256GB por US$ 849

Logo, em 2018, o iPhone LCD (talvez nomeado de iPhone 9) teria os seguintes preços:

64GB por US$ 699
256GB por US$ 849

Em 2017, o iPhone 8 Plus tinha as seguintes configurações e preços:

64GB por US$ 799
256GB por US$ 949

Logo, em 2018, o iPhone XS teria os preços:

64GB por US$ 799
256GB por US$ 949

Por fim, em 2017, o iPhone X teve os seguintes preços e configurações:

64GB por US$ 999
256GB por US$ 1.149

Logo, em 2018, o iPhone XS Plus viria com os seguintes preços e configurações:

64GB por US$ 999
256GB por US$ 1.149

Lógico, tudo isso é no campo da especulação. Só saberemos ao certo preços, nomes e configurações no evento do dia 12 de setembro. Vamos aguardar!

08:48 · 06.09.2018 / atualizado às 08:48 · 06.09.2018 por
O Google Pay é uma ferramenta segura de compras

Este artigo do Bloomberg diz que Google e Mastercard teriam um acordo secreto para seguir suas compras feitas em lojas físicas através do Google Pay com o cartão desta bandeira. As duas empresas negam que isso ocorra.

A premissa da união seria fechar o cerco ao cliente para saber todo o padrão de compra dele, inclusive, no mundo real, fora do e-commerce.

Oferecer, portanto, anúncios ainda mais abrangentes para o cliente. Sobre isso, via e-mail, as duas empresas negaram veemente que isso seja real.

Segundo o Google, antes do lançamento da versão beta deste produto no ano passado, construíram uma nova tecnologia de criptografia que não permite que o Google e os parceiros vejam as informações de identificação de um usuário. “Não temos acesso a nenhum dado pessoal de nossos parceiros de cartões de débito e crédito, e também não compartilhamos informações pessoais com nossos parceiros. Os usuários do Google podem desativar essas configurações a qualquer momento”, informa a assessoria brasileira do Google.

A assessoria brasileira da Mastercard é ainda mais enfática. Em nota, afirma que o artigo da Bloomberg é falso. “Na forma como a rede da Mastercard opera, não conhecemos os itens individuais que um consumidor compra em qualquer carrinho de compras, físico ou digital. Nenhuma transação individual ou dados pessoais são fornecidos. Isso atende às expectativas de privacidade dos consumidores e comerciantes em todo o mundo. Ao processar uma transação, vemos o nome do varejista e o valor total da compra do consumidor, mas não temos acesso aos itens específicos que foram adquiridos”, encerra.

Não acredito que a Bloomberg fosse criar uma história assim tão fantástica. Pode ter algo errado? Claro. Mas teria muita lógica fechar o cerco se é possível. Vamos aguardar.

07:06 · 05.09.2018 / atualizado às 07:06 · 05.09.2018 por

O e-commerce é utilizado amplamente pelos brasileiros. Segundo a Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), o varejo digital deve atingir o faturamento de R$ 69 bilhões no País em 2018, consolidando alta de 15% em relação ao ano anterior. Porém, devido ao desenvolvimento do setor, o varejo digital se coloca na mira de cibercriminosos, que podem frustrar as expectativas tanto dos consumidores quanto dos lojistas.

Como qualquer operação, há questões de segurança que devem ser levadas em conta quando você for fazer suas compras on-line, principalmente com dispositivos móveis, podendo minimizar os riscos.

“Se por um lado o uso de smartphones e tablets para realizar compras on-line é uma praticidade para os consumidores e permite aumentar as vendas das lojas; a falta de atenção a pequenos detalhes para preservar a segurança dos dados pode gerar uma infinidade de problemas caso essas informações caiam em mãos de cibercriminosos”, afirma Claudio Pasqualin, diretor do Grupo de Soluções Inovadoras (ISG) da TransUnion Brasil.

Por mais que as lojas virtuais contem com proteção para as transações, algumas brechas facilitam que cibercriminosos roubem os seus dados privados. Por isso, a TransUnion, empresa global de soluções de informação, separou dicas para tornar as compras on-line mais seguras. Confira:

1. Cuidado com as redes públicas de Wi-Fi
As redes públicas de Wi-Fi, como as utilizadas em praças, cafeterias e shoppings, são ótimas caso você queira ler as notícias ou usar as redes sociais. Porém, elas podem ser uma porta de entrada para os cibercriminosos, já que conseguem interceptar informações de registro, como o login e senha, enquanto você transmite dados on-line.

“A maior parte dos aparelhos são configurados para acessar o sinal de Wi-Fi mais próximo e mais forte. Isso por padrão. E não temos como saber se a rede acessada é mesmo a rede do local em questão ou uma rede criada por terceiros. Também não temos como nos certificar sobre o nível de segurança desses ambientes no momento do acesso. Se o consumidor costuma realizar compras no aparelho, ele precisa protejer as suas informações. Para isso, basta sempre se conectar com uma senha protegida”, afirma Pasqualin.

Por garantia extra, guarde seu momento de compras no dispositivo móvel para quando estiver conectado em uma rede confiável, como a de sua casa. Essa simples mudança pode ajudar a prevenir um dos métodos mais comuns de roubo de identidade.

2. Não use Apps de desenvolvedores desconhecidos
É necessário muito cuidado para decidir quais aplicativos usar na sua experiência de compras on-line. Só porque o app está disponível na loja do seu aparelho, não significa que o desenvolvedor é igualmente confiável.

Programas de compras podem instalar um malware, código ou programa malicioso e transferir informações pessoais e de cartão de crédito para cibercriminosos. Somente faça downloads de desenvolvedores que tenham uma reputação confiável e verifique as avaliações desses fornecedores na loja de aplicativos.

3. Desabilite a conexão Bluetooth
A maioria dos aparelhos móveis vem equipada com a tecnologia Bluetooth, que permite o compartilhamento de informações e a sincronização com outros aparelhos, a exemplo de caixas de som e outros acessórios wireless. Infelizmente, essa tecnologia também pode te deixar vulnerável para cibercriminosos que tentam interceptar informações no seu aparelho. “Desabilitar o seu Bluetooth quando não está em uso economiza energia da bateria e também ajuda a proteger o seu aparelho”, comenta o executivo.

4. O melhor meio de pagamento
Os processadores de pagamento para celulares e tablets facilitam o uso do cartão de crédito. Porém, o fato de um site permitir débito em conta ou geração de boleto para pagamento não significa que ele é confiável. Pessoas físicas também conseguem gerar boletos e, em muitos casos, podem passar uma falsa sensação de segurança.

Independentemente do meio de pagamento, a credibilidade do site ou do app são muito importantes para evitar que o cliente seja lesado.

5. Fique atento aos seus extratos
Se você faz muitas compras via dispositivos móveis, solicite ao seu banco um comprovante de transação toda vez que uma compra for realizada. Esse é um método prático de verificar prováveis problemas na fatura por meio de atividades fraudulentas.

O consumidor deve estar atento na hora de realizar suas compras, assim como as empresas devem oferecer sempre ambientes seguros para seus usuários. “Com novas tecnologias também é possível fazer a verificação do dispositivo, checando se há alguma atividade criminosa. Avaliar os fatores de risco e a reputação de um dispositivo, depois checar os dados com o que se sabe sobre um cliente permite tomar decisões informadas e contextualizadas. Acima de tudo, isso deve ser feito com o mínimo de impacto nas transações dos consumidores”, finaliza o executivo.

Dica extra
Uma dica que pessoalmente dou para todos e que é existente, ao menos, nos bancos do Brasil e Itaú, é a criação do cartão virtual para compras na internet. Especificamente no caso do BB, você pode configurar o cartão no valor exato da compra, dizer quantas vezes ele pode ser usado e a data de validade do cartão, por exemplo.

13:47 · 04.09.2018 / atualizado às 13:47 · 04.09.2018 por

Um levantamento feito pelo Zoom, site e app comparador de preços e produtos, revela os smartphones mais buscados em agosto. A liderança do ranking fica por conta do Samsung Galaxy J7 Pro, seguido de um modelo da mesma fabricante: o Samsung Galaxy J5 Prime. Por fim, o terceiro lugar do pódio é ocupado pelo Motorola Moto G G6 Plus, aparelho que estava no sexto lugar do levantamento no mês passado. Dos 10 aparelhos 6 são da Samsung e 4 da Motorola. Nenhuma outra concorrente entrou no ranking novamente.

“O portfólio de smartphones é sempre repleto de opções de aparelhos com diferentes funcionalidades e de diferentes fabricantes. Assim, para auxiliar o consumidor a escolher o smartphone que melhor atende às suas necessidades, no Zoom é possível ter acesso à uma análise completa com todas as informações sobre cada modelo. Além disso, vale sempre checar o histórico de preços dos produtos para entender qual é o melhor momento para comprar e fazer a comparação de preços para avaliar qual é a melhor oferta”, comenta Thiago Rocha, especialista de produtos do Zoom.

 

12:55 · 31.08.2018 / atualizado às 12:55 · 31.08.2018 por
GOL lança novidade para facilitar a vida de amantes de animais. Tudo através dos canais digitais da companhia

A GOL Linhas Aéreas Inteligentes disponibiliza, a partir de hoje (31/08), a compra antecipada de serviços adicionais. O mais interessante, já que é válido para todo o Brasil, é o serviço para compra do lugar do seu animal doméstico na cabine do avião através dos canais digitais da companhia. O serviço foi batizado de PET na cabine.

Para adquirir antecipadamente esse serviço, o cliente pode acessar a área “Minhas Reservas” no site da GOL, após a finalização da compra dos bilhetes. Nesta área, o passageiro pode escolher um dos três serviços, seguindo o passo a passo indicado na página.

Especificamente no caso do PET na cabine, os passageiros que costumam viajar com seus animais de estimação podem contratar antecipadamente – o serviço permite o transporte de cães e gatos (a partir dos quatro meses de idade e com peso de até 10Kg) dentro da cabine de passageiros, sendo que o pet viaja embaixo da poltrona à frente do Cliente. A compra antecipada está disponível para todos os países nos quais a GOL opera, exceto Uruguai e voos de parceiras (codeshare/interline).

“Buscamos constantemente a excelência nos serviços que oferecemos, a fim de proporcionar mais facilidades e autonomia aos Clientes. A antecipação da compra, através dos nossos canais digitais, é mais um benefício para quem escolheu viajar com a GOL. É nosso objetivo garantir que a experiência de viagem com a companhia seja cada vez mais completa”, destaca Eduardo Bernardes, vice-presidente de Marketing e Vendas da GOL.

10:52 · 31.08.2018 / atualizado às 10:52 · 31.08.2018 por
Imagem do iPhone XS vazado pela 9toMac5

A 9to5Mac anunciou que os novos iPhones já têm nome: iPhone XS. Eles terão 3 modelos com telas de 5,8 polegadas, 6,1 polegadas e 6,5 polegadas. Não haverá nenhum aparelho com o nome “Plus”, entre os novos modelos, segundo a publicação.

Lembrando que o evento de lançamento dos novos iPhones pela Apple será no dia 12 de setembro e acontecerá nas futuristas instalações do Teatro Steve Jobs, uma espécie de nave espacial no Vale do Silício.

Com informações da AFP

06:53 · 30.08.2018 / atualizado às 06:53 · 30.08.2018 por

O dfndr lab, laboratório da PSafe especializado em cibersegurança, identificou, em apenas quatro dias, 96 páginas falsas no Facebook que simulam canais oficiais da empresa Uber. Todas utilizam de forma fraudulenta a marca da companhia como imagem da fanpage e mais de 75% delas delas possui links para sites falsos nos quais o usuário é incentivado a inserir dados pessoais e de cartão de crédito para receber cupons com créditos em dinheiro no aplicativo, mas em vez disso acabam tendo seus dados roubados. Até o momento, mais de 3.400 pessoas curtiram ou estão seguindo essas páginas falsas, acreditando se tratarem de canais oficiais.

Os cibercriminosos têm utilizado marcas de empresas de diversos segmentos, como redes varejistas e bancos, além de aplicativos de serviços variados para aparentarem mais credibilidade, tornando mais fácil enganar os usuários que buscam por marcas que utilizam e reconhecem como confiáveis. Em cada página falsa, podem ser encontrados posts com diversas abordagens e valores de cupons diferentes e alguns chegam a orientar o usuário a, em caso de dúvida, entrar em contato pela própria página no Facebook e não por canais oficiais da marca para que a frade não seja detectada.

“Essa é uma modalidade de golpe que cresce cada vez mais e que tem se intensificado ao longo deste ano. Ela oferece algumas vantagens aos cibercriminosos como, por exemplo, segmentar o ataque para perfis mais vulneráveis de usuários por meio de anúncios pagos dentro do Facebook. Dessa forma, a página falsa ganha a credibilidade da marca que estiver explorando e também do formato de anúncio oferecido pela plataforma”, comenta Emilio Simoni, diretor do dfndr lab.

Para não cair em ameaças como essa, o especialista afirma que é preciso adotar medidas de segurança, como sempre checar se o link é verdadeiro ou não, o que pode ser feito aqui, utilizar soluções de segurança que disponibilizam a função anti-phishing, e sempre desconfiar de mensagens que pedem para realizar o compartilhamento com amigos para ganhar alguma coisa.

09:21 · 24.08.2018 / atualizado às 09:43 · 24.08.2018 por
Público acompanha primeiro torneio no Museu do Videogame

De volta a cidade de Fortaleza, o Museu do Videogame Itinerante irá promover competições para os aficionados por games antigos e atuais. Os torneios têm inscrições para os visitantes do RioMar Fortaleza totalmente gratuitas, sendo que os participantes poderão disputar partidas em estilo mata-mata em consoles como SNES, Super Famicom, Xbox One X, Nintendo Switch e PS4.

A Exposição que resgata 46 anos da História dos Videogames acontece este ano em um espaço ainda maior no Shopping RioMar Fortaleza, onde o público pode se divertir das 12h às 21h (segunda à sábado) e 13h às 20h (domingos e feriados) na Praça de Eventos no Piso L3.

Os campeões dos torneios irão ganhar um troféu estilizado do Museu do Videogame Itinerante. Já o segundo lugar receberá medalha comemorativa da Exposição de Games. Ambos receberão um brinde da Playstation.

Primeiro torneio
Nesta quinta-feira, 23 de agosto, aconteceu o primeiro Torneio do Museu do Videogame Itinerante. Foram 16 (dezesseis) participantes que travaram batalhas épicas em um estilo mata-mata no Dragon Ball Fighter Z com eliminatórias passando pelas Oitavas de Final, Quartas, Semifinal e Final.

Mais conhecido por “Balrog”, um dos especialistas em competições de Street Fighter em Fortaleza, Ítalo Araújo se tornou o Campeão do “Torneio de Dragon Ball Fighter Z” no Playstation 4. Já o segundo lugar ficou para o carioca Diego dos Santos, que conheceu o Museu do Videogame Itinerante quando a Exposição passou pelo Rio de Janeiro e agora mora na capital do Ceará.

Programação dos torneios
Os torneios do Museu do Videogame Itinerante acontecem às 19h na Praça de Eventos do Shopping RioMar Fortaleza que está localizado no Piso L3. Nesta sexta-feira, 24 de agosto, os amantes de “Street Fighter V Arcade Edition” poderão saber quem é o melhor jogador de Fortaleza nesse jogo de luta.

A programação de competições do Museu do Videogame Itinerante terá Ultimate Mortal Kombat no SNES (29 de agosto), Street Fighter II Turbo no Super Famicom (30 de agosto), International SuperStar Soccer Deluxe no Super Nintendo (31 de agosto), Mario Kart 8 Deluxe no Nintendo Switch (5 de setembro), Tekken 7 no Xbox One X (6 de setembro) e Mortal Kombat XL no Playstation 4 (7 de setembro). As inscrições são gratuitas e podem ser feitas no Balcão de Atendimento do Museu do Videogame Itinerante no horário de abertura (12h às 19h) da Exposição de Games e restrita para o limite para 16 (dezesseis) vagas por cada competição.

13:30 · 22.08.2018 / atualizado às 13:30 · 22.08.2018 por

A Kaspersky Lab anuncia hoje a nova versão do Kaspersky Security Cloud, um serviço de segurança adaptativa que vai além do antivírus tradicional para proteger os consumidores de qualquer ameaça digital que enfrentam. Além disso, a empresa lançou versões atualizadas de suas principais soluções de segurança para usuários domésticos, projetadas para proteger os consumidores contra ataques cibernéticos e, ao mesmo tempo, proteger sua privacidade, dinheiro, lembranças e muito mais.

Cada pessoa é única e seu comportamento online também. Portanto, os consumidores precisam de soluções de segurança personalizadas que os protejam das várias ameaças que enfrentam em seus respectivos mundos digitais. Para atender a essa necessidade, os especialistas da Kaspersky Lab desenvolveram e patentearam uma tecnologia de segurança adaptável. Essa tecnologia adaptativa promete oferecer proteção personalizada de acordo com as necessidades individuais dos usuários, dependendo de seu comportamento online, dos dispositivos aos quais estão conectados, da localização e muito mais.

O Kaspersky Security Cloud é um serviço que combina segurança adaptativa com os melhores elementos das principais soluções da empresa, incluindo os principais mecanismos de detecção de antivírus no mercado, para oferecer o mais alto nível de proteção. O produto funciona de acordo com uma abordagem diferente de segurança como um serviço. Ao invés vez de ser instalada separadamente em cada dispositivo, a solução é ativada pelo portal My Kaspersky e, em seguida, vinculada a todos os dispositivos do usuário.

A empresa também anunciou novas versões de suas ofertas Premium, o Kaspersky Total Security e o Kaspersky Internet Security, com melhorias de desempenho projetadas para aumentar a facilidade de configuração e eficiência de detecção. Os produtos âncora da empresa, o Kaspersky Anti-Vírus e o Kaspersky Free, também foram atualizados com recursos para proteger os consumidores contra ameaças cibernéticas mais recentes e avançadas.

Além da proteção avançada oferecida por todas as soluções de segurança da Kaspersky Lab, uma vantagem exclusiva do Kaspersky Security Cloud é que o produto pode se comportar como um “consultor”, sugerindo ações que os usuários podem realizar para reduzir seus riscos de segurança. Por exemplo, se um usuário fizer login em um ponto de acesso Wi-Fi público, o Kaspersky Security Cloud solicitará ao usuário que ele ative uma VPN para garantir que os cibercriminosos não possam interceptar dados transmitidos pela rede insegura. Simultaneamente, se a solução detectar uma violação de dados em um site visitado com frequência pelo usuário, ela emitirá um aviso e recomendará uma alteração de senha.

“Assim como a Internet vem se modificando, os serviços e produtos voltados ao consumidor precisam mudar e se adaptar, uma vez que cada pessoa é única e seu comportamento online também”, reforça Roberto Rebouças, diretor-executivo da Kaspersky Lab no Brasil. “Por estarmos constantemente conectados a vários dispositivos, precisamos entender que, assim como no mundo físico, a segurança também é importante no mundo online, uma vez que a vida digital das pessoas de hoje é muito mais do que apenas um dispositivo conectado à Internet. Ao desenvolvermos o Kaspersky Security Cloud, somos guiados pelo desejo de criar um serviço que possa fornecer a proteção adequada no momento certo e de que as soluções de segurança cibernética devem responder a comportamentos e ambientes individuais, a fim de combater as ameaças cada vez mais complexas que os consumidores enfrentam diariamente”, finaliza.

O Kaspersky Security Cloud está disponível em três versões – gratuito, pessoal e familiar – e é indicado para todos os perfis, uma vez que o serviço alimenta as informações de volta para a nuvem e, em seguida, se adapta e avisa sobre as possíveis ameaças ao longo do dia do usuário. A versão gratuita responde a um número limitado de cenários de segurança adaptativos e inclui uma conta e três dispositivos. A versão Personal fornece funcionalidade de serviço completo para uma conta e três dispositivos, com o valor de R$ 169,90 por um ano de proteção. A versão Family cobre até 20 contas e até 20 dispositivos e custa R$ 359,90 por um ano de proteção.

O Kaspersky Security Cloud, assim como a gama de soluções de segurança para consumidores da Kaspersky Lab – Kaspersky Total Security, Kaspersky Internet Security e Kaspersky Anti-Virus – estão agora disponíveis na loja online da Kaspersky Lab e também nas lojas eletrônicas dos principais varejistas e canais autorizados no modelo de download de software eletrônico (ESD, por sua sigla em inglês) por meio dos distribuidores EsyWorld e SND. As versões em caixa chegam ao mercado a partir de outubro deste ano.

19:11 · 16.08.2018 / atualizado às 13:23 · 22.08.2018 por
Zenfone 5

A Asus lançou a família de smartphones 2018 nesta quinta-feira, 16 de agosto, em São Paulo. Este ano são 5 aparelhos: o Zenfone MaxPro com Android puro, o Zenfone 5 Selfie, com 4GB de memória RAM, 64GB de armazenamento interno, o Zenfone 5 Selfie Pro com 4GB de RAM e 128GB de armazenamento interno e o Zenfone 5, com Snapdragon 636, 4GB e 64GB e 128GB de armazenamento interno, além do Zenfone 5 Pro, o topo de linha da Asus com Snapdragon 845 e 3 modelos com memória RAM de 4GB, 6GB e 8GB e armazenamento interno de 64GB, 128GB e 256GB. Confira abaixo os preços para o lançamento:

Zenfone 5 Selfie por R$ 1.499 (promoção de lançamento é R$ 1.349)

Zenfone 5 Selfie Pro por R$ 1.699

Zenfone 5 por R$ 1.999 (32GB armazenamento) e R$ 2.249 (64GB armazenamento)

(Preço promocional R$ 1.799 até 19/8 ou enquanto durar o estoque)

Zenfone 5Z por R$ 2.499 (4GB de RAM) – R$ 2.949 (6GB de RAM) e R$ 3.399 (8GB de RAM)

Zenfone MaxPro por R$ 1.349 (3GB de RAM) e R$ 1.549 (4GB de RAM)

Testamos o modelo Zenfone 5 de 4GB de RAM e 128GB de armazenamento interno e podemos dizer que nos surpreendeu. Vamos ao que achamos então do Zenfone 5 que recebemos para testes.

Câmeras
Câmera principal com pouco ruído, grande resolução e fidelidade nas cores. Esta versão tem um design muito similar ao iPhone X, com as câmeras posicionadas na vertical na traseira do Zenfone 5. Tecnicamente, há um sensor principal Sony IMX363 de 12 megapixels e um secundário de 8 MP com uma lente grande angular de 120º. E com ela temos  fotos muito boas. Também há uma câmera frontal para selfies (de 8MP) com aquele efeito de te deixar mais bonito e que ainda pode ficar melhor com os filtros de edição posterior. Tanto a câmera principal quanto a frontal fazem aquele efeito retrato que, no Zenfone 5, ficaram muito bom.

Foto feita com a câmera principal

Outra questão que temos é a Inteligência Artificial que está presente na câmera do Zenfone graças ao recurso Google Lens. É muito bacana fotografar um local e rapidamente receber informações sobre ele. Ou mesmo apontar para um produto e ter seus dados. Imagina você no exterior e conseguir ter isso na palma de sua mão? Um menu daquele restaurante na França ou nos EUA? Ou saber os preços em lojas concorrentes daquele notebook? Sim, há falhas, veja aí a tentativa da IA descobrir a raça do meu cachorro. Mesmo assim, é um caminho sem volta, felizmente. É daí para melhor! É uma boa ajuda não só para viagens.

Os efeitos noturnos da câmera do Zenfone já são conhecidos. É sempre bem mais agradável uma foto feita com estes smartphones que de outros concorrentes, até mesmo dos iPhones ou Samsungs top de linha. E isso é outra vantagem dos produtos da Asus. No Zenfone 5, senti que houve alguma queda de qualidade aos modelos anteriores da empresa, mas segue sendo um destaque positivo sim.

Outra coisa bacana, com a IA do Zenfone 5, a câmera do aparelho vai descobrir que ser ou objeto é aquele e ajudar já na configuração do sensor para uma melhor foto. Foi assim com alguns objetos que testei em casa, mesmo com pouca luz.

Sem dúvida alguma, a câmera é o principal fator que me faria buscar o Zenfone 5 para comprar.

Poder de processamento

Foto feita com a câmera de ângulo aberto

O modelo do Zenfone 5 que testamos traz 4GB de memória RAM e 128GB de armazenamento interno (expansível até 200GB com cartão microSD). É bastante coisa. Aliado a isso tem o chipset Qualcomm Snapdragon 636, (superior ao modelo mais novo da linha J da Samsung, o J8) e GPU Adreno 509. Este conjunto é suficiente para você jogar sem problema games mais pesados, tirar suas fotos e fazer vídeos sem travamentos por todo o seu dia sem estresse algum. E quando uma tarefa necessitar de mais potência que outra, a Inteligência Artificial vai concentrar todo os recursos necessários para aquela tarefa ser fluída e isso aconteceu naturalmente comigo.

Case provisório ou não

A câmera consegue detectar animais e fazer fotos adaptando-se a eles

Junto com o aparelho vem uma capa translúcida que pode ser a sua definitiva, se você não for um desastrado como eu, ou um acessório provisório até que aquela capinha mais resistente chegue via lojas chinesas ou que você a encontre por um bom preço em lojas na sua cidade. Este case, é, sem dúvida alguma, uma ótima ideia da Asus. Vai proteger seu equipamento certamente e poderá até te poupar alguns reais e tempo de busca pela capa definitiva.

Por falar em proteção, só lamento que a Asus não tenha ainda mudado a postura com relação ao atendimento pós-venda. O suporte, concentrado em São Paulo, não ajuda muito na hora que o consumidor vai definir que aparelho comprar. Se a Asus ampliar a rede de atendimento para todo o Brasil ou, ao menos, nas principais capitais, poderá conquistar ainda mais mercado no País. Vimos recentemente que a empresa de Taiwan não está na lista das 5 que mais vendem em território nacional e, tenho certeza, de que não acontece isso pela qualidade de seus produtos ou pelo preço deles, mas pela assistência técnica concentrada apenas na capital paulista.

Design

Efeito retrato presente também no Zenfone 5

De cara você vai achar o smartphone muito parecido com o iPhone X. Tanto a traseira quanto a parte frontal do aparelho da Asus lembram muito o da Apple. Câmera dupla na vertical atrás e o notch na frente vão confundir, nem que por alguns minutos, muitos usuários. Por falar em notch, é possível desativá-lo via software, mas deixa ele lá que é bonito.

Pulando esta parte, podemos dizer que o Zenfone 5 tem cobertura de vidro com bordas curvas e uma junção perfeita entre este vidro e as partes de alumínio, tela de IPS com proporção de 19:9 com 6,2 polegadas e com o encalhe no topo (que pode ser removido via software no próprio smartphone da Asus), quase sem bordas, ocupando praticamente 90% da superfície do dispositivo. O aparelho tem resolução de 1080 x 2246 pixel com densidade de 402 ppi, o que dá uma sensação muito agradável e qualidade de imagens muito superior a diversos rivais do mercado.

Segurança

Foto feita com a câmera grande angular

Para proteger seu dispositivo de pessoas curiosas ou de criminosos há 3 possibilidades: senha (tradicional com caracteres ou não), sensor biométrico para até 10 dedos (localizado perfeitamente atrás do aparelho) e destravar através de reconhecimento facial. Este último requer alguma explicação. Vamos lá: se você tirar o aparelho do bolso e tentar destravá-lo, vai notar que algumas vezes há falhas. São poucas, mas há.

Testei com boné, óculos escuros e sem óculos (me registrei com óculos). Apenas com os óculos escuros eu não consegui destravar o Zenfone 5. Outras pessoas também não conseguiram destravá-lo, o que me dá mais segurança com o smartphone.

Bateria

Prints mostram a Inteligência Artificial do Zenfone 5 em ação. Nem sempre vai acertar. Aqui mostra um daschund como outra raça
Aqui a IA acerta que ele é um daschund

É uma alegria pegar um Asus e verificar que há salvação para as baterias de smartphone. Sim, ainda não dura dois dias sem precisar ir para a tomada, mas, em uso moderado, a bateria de 3.300 mAh aguentou 17 horas fácil. Em uso mais pesado, com muitos games e mais vídeos, o tempo caiu para cerca de 9 horas. Mesmo assim, aguenta um dia de trabalho sem reclamar e com o carregamento rápido poderá te dar mais algumas horas de uso sem estresse.

Áudio e fone de ouvido
Sim, ainda não foi dessa vez (ainda bem) que a Asus aposentou a entrada para fone de ouvido. Tudo bem que há há ótimos aparelhos bluetooth para utilizar, mas ainda há muitos que preferem a qualidade do som dos que trazem cabo.

Por falar em áudio, o Zenfone 5 traz dois alto-falantes estéreo de 5 imãs que te dão um ótimo som que vai agradar bastante, mesmo sem caixas de som portáteis. Dá até para animar um pouco aquele churrasco com 2 ou 3 amigos.

O pacote do smartphone traz fones de ouvido de boa qualidade.

Recursos extras
O celular vem com uma gama de novos recursos. Entre eles está o Modo Criança. Esta função fornece um playground seguro para os nossos filhos. Ele precisa de permissões de contato e telefone para fazer com que as funções executem perfeitamente. O Twin Apps é, sem dúvida, outro que merece sua atenção. Com ele você pode duplicar apps para usar duas contas no mesmo Zenfone 5. Desta forma, a conta do trabalho do WhatsApp e a pessoal poderão conviver pacificamente, por exemplo. Mas vale para quantos aplicativos desejar.

Outro recurso que o Zenfone 5 está trazendo pela primeira vez é o Page Maker. Com ele é possível baixar uma página da web ou usar o modo de leitura. O Protetor Pessoal ZenUI é uma ferramenta para você conseguir entrar em contato o quanto antes com seus parentes e amigos mais próximos. Também poderá enviar um SMS e compartilhar sua localização para buscar ajuda. E tem também os recursos de Inteligência Artificial (IA). Com ela ativada, é possível que o Zenfone 5 sugira aplicativos, carregue mais rápido alguns apps graças à tecnologia OptiFlex, controle o carregamento da bateria de forma mais inteligente, entre outros.

O Game Genie não é novidade, mas está lá também. Ele permite transmissões ao vivo de suas partidas para seu canal do YouTube e Twitch. Bom para gamers que têm canais e querem estar em contato com seus seguidores.

Vale a pena?
Muito bem, o nosso veredito é que vale sim. Especialmente com este preço de R$ 1.799. É um smartphone intermediário premium que chega bem próximo dos top de linha sem te cobrar um rim ou fígado por isso. O único ponto negativo nem é no aparelho, mas a assistência técnica centralizada em São Paulo. Já passou da hora da Asus criar centrais regionais, nem que seja apenas nas principais capitais, digamos nas 10 maiores. Pois é certamente um ponto que pesa na hora de o consumidor decidir se vai ou não investir seu suado dinheiro. De resto, vale a compra.