Busca

Tag: 3G


15:04 · 02.09.2015 / atualizado às 15:06 · 02.09.2015 por

TIM-4GLTEA TIM iniciou uma ação para a troca de chip 3G pelo 4G grátis. O usuário que já possui um aparelho compatível coma rede LTE no país poderá usufruir da tecnologia de ponta sem custos adicionais.

A ação é válida para clientes de todos os planos e a troca poderá ser feita em qualquer loja da TIM até o dia 30 de setembro, nas 71 cidades onde a operadora possui cobertura 4G.

Atualmente, a TIM é a operadora que possui o maior número de antenas de quarta geração nas capitais brasileiras, segundo dados da Anatel. No Ceará, a TIM possui mais de 180 mil dispositivos 4G.

07:40 · 06.11.2014 / atualizado às 13:42 · 04.11.2014 por

A Oi anuncia o lançamento da solução Oi Smart Office para o mercado de grandes corporações e pequenas e médias empresas. A companhia apresenta a nova solução que visa atender as necessidades de empresas que querem implementar a gestão do trabalho remoto de colaboradores.

Segundo a assessoria, o Oi Smart Office oferece controle de jornada e produtividade do colaborador em trabalho remoto, inclusive com uso de biometria, atendendo plenamente o estabelecido na CLT (Consolidação das Leis do Trabalho). A solução é amparada pela conectividade à internet, com redundância em 3G ou 4G, e também oferece conexão segura entre o ambiente residencial e a rede corporativa, comunicação unificada (chat, voz, vídeo, conferência e compartilhamento de documentos) e aplicações corporativas em cloud como e-mail e sharepoint.

O serviço Oi Smart Office conta com atendimento unificado e integrado e é cobrado numa fatura única. Segundo a consultoria Top Employers Institute, 14% das empresas brasileiras têm programas formais de home office, modelo que vem crescendo no país. De 2013 para 2014, a gestão do trabalho remoto cresceu cerca de 130%, segundo a consultoria.

14:01 · 15.10.2014 / atualizado às 15:37 · 15.10.2014 por
Zenfone Black
Zenfone Black

Atualizado às 15:35

A Asus apresentou agora, em São Paulo, os seus primeiros smartphones feitos no Brasil. Zenfone 5 e 6 chegam ao Brasil com promessa de conquistar o mercado nacional. Durante o evento o executivo taiwanês Jerry Shen, CEO da Asus, apresentará detalhes dos produtos. Para fugir dos altos impostos para os importados a Asus resolveu fazer o Zenfone 5 e o 6 no Brasil. Para tanto, precisou fazer parcerias com empresas locais.

O primeiro a subir ao palco foi Daniel Alenquer, diretor de design estratégico da Asus. Ele Falou da filosofia de design da Asus dizendo como é a experiência e que a equipe tem 289 prêmios internacionais de design de 2001 a 2014.

Daniel mostrou a importância da usabilidade da curvatura do aparelho, da criação das capas intercambiaveis com cores e acabamento diferentes (cores preto, branco, dourado e vermelho). Ele destacou a chegada da capa view flip que junta estética e ergonomia.

Segundo Daniel, a Asus procurou otimizar o “launcher” otimizado clareza em imagens e texto, legibilidade aprimorada.

Em seguida falou Daniel Ho, engenheiro de Algoritmos da Asus (responsável pela qualidade das câmeras).  Ele falou do PixelMaster tecnologia do Zenfone que tenta trazer para o celular a qualidade de imagem de uma câmera digital normal. Isso tende a melhorar a qualidade das imagens mesmo com pouca luz.

Também foi demonstrado alguns destaques que o Zenfone traz como o Remote Link que é possível acessar o computador via celular.

Outro destaque ficou por conta do PC Link onde, via USB, gerenciar tudo do smartphone via computador, inclusive executar apps do celular na tela do computador.

Foi dito que 4G e NFC ainda não são relevantes no mercado e, por isso, não estão no Zenfone.

No evento também foi dito que as atualizações do Android serão feitas até quando não afetar o desempenho do celular. Já hoje será possível passar do 4.3 para o 4.4 (KitKat). Não há garantia ainda que haverá uma atualização para o Android 5.0,  mas a Asus afirma que já estão estudando isso.

Já já com mais novidades, entre elas, o preço dos dois smartphones.

09:43 · 09.10.2014 / atualizado às 09:49 · 09.10.2014 por
Marco Faria fala da qualidade do serviço da operadora em Fortaleza e que há planos de expandir para outras cidades do Ceará
Marco Faria fala da qualidade do serviço da operadora em Fortaleza e sobre as novidades do Net Now. Foto: Regina Carvalho

A Net apresenta as novas funcionalidades do Net Now, que agora disponibiliza todo o seu conteúdo na internet, para computadores, tablets e smartphones. A ideia é complementar a experiência da TV, pois o cliente também poderá utilizar dispositivos conectados para selecionar o que assistir na tela grande.

Com a novidade, o acervo de conteúdos do serviço de vídeo sob demanda da Net estará disponível em múltiplas plataformas, permitindo ao cliente escolher e assistir seu programa favorito, quando desejar e onde estiver. O acesso poderá ser feito por meio de qualquer conexão de internet, incluindo redes Wi-Fi ou 4G.

Quem já é cliente Net HD com Now terá acesso aos mesmos serviços que o Now oferece, incluindo o acervo de programas dos canais de TV por Assinatura que fazem parte do seu plano. Os conteúdos alugados pelo controle remoto também estarão disponíveis nas outras telas durante a janela de exibição.

Clientes que ainda não possuem o Now na TV poderão ter acesso ao Now Online mediante contratação de um dos serviços por assinatura do Now Clube (Clarovideo, Philos ou +Combate). Além de assistir ao conteúdo do Clarovideo, por exemplo, os clientes ganham acesso aos conteúdos gratuitos do Now, de acordo com os canais que compõem seu plano de TV por Assinatura.

Para ter acesso ao Now Online, o cliente precisa de um login e senha, os mesmos que já utiliza para gerenciar sua conta no site da Net, para acessar a rede Wi-Fi ou os aplicativos de TV Everywhere dos canais. Quem ainda não tem login e senha no site da Net, pode cadastrar aqui.

Experiência integrada

Além de levar o conteúdo para outras telas, a novidade possibilita ainda a integração da experiência de assistir TV em todos estes múltiplos dispositivos. Ao parar a reprodução na TV e retomar no tablet, a plataforma reconhece automaticamente o ponto de parada e reinicia a reprodução a partir desse ponto. Outra funcionalidade interessante é a possibilidade de marcar conteúdos que interessam no tablet ou smartphone, para ter acesso mais rápido quando for assistir na TV.

“Estamos evoluindo nossa oferta e desenvolvendo um novo jeito de assistir TV, trazendo cada vez mais comodidade e facilidade para acesso ao conteúdo. O NOW já entregava a NET do seu jeito e no seu tempo. Agora vai com você onde você estiver”, afirma Marco Delgado Faria, diretor regional da Net. “Esse é o nosso desafio permanente: colocar o cliente no comando da sua experiência digital.”

O Now já está disponível na versão online por meio do portal e também está disponível nas versões para tablets e smartphones com sistema iOS e Android nas lojas de aplicativos.

15:43 · 26.06.2014 / atualizado às 14:33 · 19.08.2014 por

Nos dez primeiros dias da Copa do Mundo da Fifa neste ano, a operadora Oi registrou tráfego de 32 terabytes (TB) de dados nas redes de mídia e informática fornecidas pela companhia para a Fifa e utilizadas pelos cerca de 20 mil profissionais de mídia credenciados de 113 países para cobrir o evento no país. O volume de informações equivale a 9 milhões de fotos em alta resolução ou 35 milhões de fotos em resolução normal. Essa marca já supera o total de dados trafegados nas redes da Copa do Mundo de 2010, na África do Sul, durante toda a competição, fazendo da Copa no Brasil a mais conectada da história, com recorde de tráfego de dados.

A Oi foi selecionada pela Fifa para fornecer conexão de internet e serviços corporativos de telecomunicações nos 12 estádios e locais de transmissão para os profissionais de mídia credenciados que fazem a cobertura de imprensa e noticiam a competição para todo o mundo, além de atender a própria Fifa em suas demandas de telecomunicações.

“É impressionante ver como a Copa do Mundo progrediu como um todo e principalmente em TI. A gente tem que agradecer ao Ministério das Comunicações, que é responsável pela infraestrutura básica deste país (…). Outro parceiro fundamental foi a Oi, apoiando as atividades que vêm sendo desenvolvidas. O conhecimento que a empresa [Oi] tem do país foi importante para a entrega deste evento”, disse Dick Wiles, CEO da Match IT, a empresa que gerencia a tecnologia para a Fifa nesta Copa.

Multiconexão

A Oi já observa na Copa do Mundo de 2014 o fenômeno da multiconexão, sendo muito comum um único usuário estar conectado com dois a três dispositivos ao mesmo tempo, em função da utilização simultânea de computadores, tablets e smartphones. Assim, durante os dez primeiros dias, 152 mil dispositivos se conectaram na rede Wi-Fi exclusiva para a mídia nos 12 estádios.

A Oi também registrou expansão de tráfego na comparação com a Copa das Confederações FIFA 2013, evento para o qual também forneceu serviços. Durante todos os 15 dias da competição realizada no Brasil no ano passado, o volume de dados trafegados na rede da companhia para a mídia foi de 7 TB.

 A Copa do Mundo de 2014 também já supera em tráfego de dados outros grandes eventos esportivos internacionais, segundo informações publicadas na internet. Nos 17 dias da Olimpíada de Inverno de Sochi (2014), o tráfego total foi de cerca de 34 TB. E durante o Superbowl XLVIII (final do campeonato de futebol americano de 2014 nos EUA) foram utilizados 1,9 TB de dados. Assim, nos 10 primeiros dias de Copa, trafegaram pelas redes da Oi para a Fifa o equivalente a 1,71 Superbowl por dia.

Entre os usuários dos serviços da Oi para a mídia na Copa do Mundo da FIFA 2014 estão as principais agências de notícias e fotojornalismo do mundo; imprensa escrita e online; e TVs e rádios detentoras e licenciadas para transmissão de imagens oficiais do torneio. Os serviços de conectividade da Oi, para internet cabeada e Wi-Fi, são fornecidos nos centros de imprensa; tribunas; entorno do campo; salas de coletiva; zonas mistas; estúdios de gravação; caminhões de geração de imagens dos 12 estádios da Copa do Mundo, além do Centro Internacional de Transmissão (IBC), que já está funcionando no Riocentro.

Para atender ao público torcedor, a companhia oferece além de sua rede 3G e 4G, uma rede Wi-Fi em mais de 700 mil pontos de acesso em restaurantes como Outback, redes de fast food como Mc Donald’s, shoppings e aeroportos, além de locais abertos em grandes cidades: o Mercado Municipal de Porto Alegre; a orla e o Centro do Rio de Janeiro; o Pelourinho e o Farol da Barra, em Salvador; a Praia de Boa Viagem, em Recife; as Praia de Mucuripe e de Iracema, em Fortaleza; e as praças da Estação e 7 de Setembro, em Belo Horizonte.