Busca

Tag: apple


14:13 · 24.10.2017 / atualizado às 14:30 · 24.10.2017 por
Os 72 iPhones apreendidos pela Receita Federal em Congonhas

A Polícia Federal prendeu na manhã do último dia 20/10 um passageiro que desembarcou  no aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, em voo proveniente dos Estados Unidos com 72 iPhones. Servidores da Receita Federal selecionaram, no canal de inspeção “nada a declarar”, um passageiro que vinha de Dallas e, ao revistarem sua bagagem, localizaram 72 aparelhos celulares da Apple sem a documentação que autorizasse sua importação.

Policiais federais foram acionados e conduziram o homem à delegacia, onde declarou que trazia os aparelhos para realizar reparos aqui no Brasil e que era a primeira vez que realizava este tipo de transporte, mesmo tendo realizado mais de 20 viagens internacionais nos últimos dois anos.

O homem, de 38 anos de idade, foi preso pelo crime de descaminho.

A informação é da Polícia Federal

 

 

08:34 · 16.10.2017 / atualizado às 08:48 · 16.10.2017 por

O Horário de Verão está em vigor desde o primeiro minuto de domingo, 15, para moradores das regiões Sudeste, Sul e Centro-Oeste, além do Distrito Federal. Mas se você não está nestas áreas é fácil desabilitar o recurso automático tanto para smartphones Android quanto iOS. Vamos lá?

Android

Como desconfigurar a função Horário de Verão no Android

No seu smartphone Android basta ir em configurações, depois buscar em Sistema a opção Data e Hora. Em seguida, desmarque as opções “Data e hora automáticas” e “Fuso horário automático”. Pronto.

iOS

Como desconfigurar função Horário de Verão no iOS

No sistema iOS é tão simples quanto. Vá em Ajustes. Depois na guia Geral escolha a opção Data e Hora. Clique lá e escolha a sua cidade como Fuso Horário. Problema resolvido.

Horário de Verão Mac OS X

E nos computadores? Bem, no ambiente Mac OS X, da Apple, basta ir em Preferências do Sistema, depois clicar na opção Data e Hora, ir em Fuso Horário e deixar desmarcada a caixa da opção “Definir fuso horário automaticamente utilizando a localização atual. Abaixo, defina a sua cidade e pronto, adeus mudança automática.

No Windows vai depender de sua versão, mas, basicamente, deverá procurar, em configurações, a opção Data e Hora e desmarcar a opção de ajuste automático para o Horário de Verão.

11:14 · 05.10.2017 / atualizado às 11:14 · 05.10.2017 por
Steve Jobs com seu iPhone, o primeiro. Foto: Diário do Nordeste/Arquivo

Há muitas críticas (algumas bem justas) ao criador da Apple, Steve Jobs. Porém, não há como não tê-lo como fundamental na história da tecnologia e até da humanidade. Especialmente se você pensar o que tínhamos de telefonia antes do iPhone e o que tivemos depois. Foi uma revolução. Ele destruiu paradigmas, ao certo. Aquele pequeno aparelho destruiu a concorrência e a fez renascer forte ao mesmo tempo, sob o conceito de telefone inteligente e ecossistema rico em aplicações.

Claro, você pode dizer que depois de sua morte a Apple não voltou a ser tão disruptiva como antes. Mesmo assim, ela segue sendo tendência e fazendo fortuna lançamentos após lançamentos.

Seus computadores já não são unanimidade, como em anos passados, quando ao pensar em edição de vídeos e fotos só se falava nas máquinas da Apple. Os smartphones já não tem a esmagadora preferência dos apaixonados por tecnologia. Mesmo assim, ninguém nega que tanto seus computadores quanto desktops e telefones celulares são destaques mundialmente como produtos de muita qualidade e durabilidade.

O que não mudou foi a garantia, o pós-venda, que muitos tentam imitar, mas poucos conseguem. Este segue imbatível.

A marca Apple é uma das mais fortes e vitoriosas da história ao lado de outras como Facebook, Amazon, Google e Microsoft. Não há quem não conheça e respeite e deve ser assim por longos e longos anos.

Hoje, nos seus 6 anos sem Steve Jobs, morto por conta de um câncer pancreático aos 56 anos de idade, há muito a que se lamentar. O que mais a mente inquieta dele traria para nós? Ele se foi e um pouco da criatividade da Apple também se apagou com ele. Mas ainda há muito dinheiro em caixa para queimar antes que o mundo deixe para trás a força da “Maçã”.

14:46 · 04.10.2017 / atualizado às 14:59 · 04.10.2017 por
Xerife Hopper na primeira fase do game Stranger Things coletando uma chave

São mais de 10 horas de gameplay garantido para você, fã de “Stranger Things” (série da Netflix), aproveitar. É diversão a toda a prova. Você começa como o xerife Hopper, mas vai ter experiências com diversos personagens. Os quebra-cabeças estão por toda a parte do jogo e vão deixá-lo viciado no game como aconteceu com a série, inclusive.

Bem no estilo retrô dos games da década de 80, onde também é ambientada a série, o game de “Stranger Things” tem Trilha sonora e gráficos em 8 bits que te levam a um passado nostálgico.

Além disso, ele é gratuito. Desenvolvido pela BonusXP, Stranger Things te leva a explorar toda a cidade de Hawkins onde é ambientada a série. O jogo está disponível para iOS e Android.

O game foi feito para matar sua vontade de reviver as aventuras daquele quarteto de garotos enquanto a segunda temporada não começa a partir de 27/10 na Netflix.

08:04 · 29.09.2017 / atualizado às 14:57 · 29.09.2017 por
Compartilhar Wi-Fi com amigos mesmo sem saber a senha – desde que ela esteja cadastrada no seu iPhone – agora é possível

O novo iOS, a versão 11 do sistema operacional dos iPhones e iPads da Apple, já foi atualizado. Sim, porque a versão inicial nos deu um sanguessuga de baterias. Parecia que alguém estava sugando a força vital dos nossos iPhones e iPads de canudo. Foi horrível. Mas passou. A versão 11.0.1 trouxe a paz aos nossos lares e agora podemos comentar o que de melhor encontramos na atual versão do iOS.

A primeira e mais interessante é, sem dúvida alguma, a função de compartilhamento de Wi-Fi. Como funciona? Simples. Você que tem a senha da rede, sabendo ou não o código (afinal há sempre lugares em que pedem o seu aparelho para inserir a senha para que você não possa compartilhar depois sem autorização), poderá compartilhá-lo apenas autorizando (veja imagens) que um iPhone de um amigo ou conhecido receba esta senha. Para isso, basta autorizar, clicando em enviar senha. Pronto. Está feito. Para dar certo, você e o amigo ou conhecido precisam estar com o Bluetooth ligado.

Escanear documentos com o Notas é possível agora

Outra função interessante é usar o Notas para escanear documentos. Já tínhamos bons apps na loja da Apple para fazer isso até de graça como o CamScanner. Porém, ter algo nativo é bem interessante. O processo é simples. Abra o Notas, clique no ícone de adicionar nota e depois do botão “+”, basta depois clicar na opção “Escanear Documentos”. Pronto. Bem simples, não?

Outra função útil é a de criar PDFs nas páginas do Safari. Basta selecionar o ícone de compartilhar e procurar até o final pelo ícone “Criar PDF”. Pronto.

Outras boas opções do novo iOS são o suporte a QR Code que as câmeras agora dos iPhones terão, ou seja, nada de precisar de aplicativos de terceiros para isso. Um novo serviço de SOS de Emergência onde com um toque no botão de liga desliga você poderá ligar para os contatos já configurados como pessoas que podem te ajudar em situações de perigo.

Há muitas outras funções que com o tempo iremos descobrir, mas estas foram as que eu mais curti com o novo iOS. E vocês? O que gostaram na versão, agora 11.0.1, do sistema operacional da Apple para iPhones e iPads.

Transformar uma página web em PDF agora é realidade
07:06 · 14.09.2017 / atualizado às 07:07 · 14.09.2017 por
iPhone 5s

Você sabia que os produtos eletrônicos são uma das categorias favoritas entre brasileiros e latino-americanos no eBay. Em 2016, o eBay vendeu mais de 300 mil smartphones na América Latina, mas, qual o smartphone favorito no Brasil? E no México? Argentina?

Abaixo vamos mostrar os dados mais recentes sobre compras de iPhone no eBay e os smartphones favoritos de cada região.

Dados sobre iPhone no eBay:
Número de iPhones vendido por hora:
Brasil: 2
Argentina: 3
México: 5

iPhone mais popular em 2016 no eBay
Brasil: iPhone 5s (27% do total de compras)
Argentina: iPhone 5s (40% do total de compras)
Mexico: iPhone 5s (26% do total de compras)

Venda total de iPhone de janeiro até agosto de 2017
Brasil: 7,874 iPhones vendidos
Argentina: 5,712 iPhones vendidos
México: 12,635 iPhones vendidos

Os iPhones vendidos em todo o mundo em 2016: 2,430,462

Smartphone favoritos na América Latina
Top 5 smartphones mais vendidos no Brasil:
iPhone – 21,192 vendidos
Outros – 15,699 vendidos
Samsung – 4,455 vendidos
Motorola – 1,895 vendidos
LG – 1,339 vendidos

Top 5 smartphones mais vendidos na Argentina
iPhone – 25,977 vendidos
Outros – 22,977 vendidos
Samsung – 15,081 vendidos
Motorola – 6,602 vendidos
LG – 6,469 vendidos

Top 5 smartphones mais vendidos no México
Samsung – 51,923 vendidos
iPhone – 41,194 vendidos
Outros – 39,925 vendidos
LG – 22,864 vendidos
Motorola – 18,787 vendidos

São números impressionantes. Realmente não acreditava que tanta gente assim comprava não só iPhones, mas qualquer tipo de smartphone em sites como eBay, AliExpress e outros do gênero. Não só pela insegurança de que se vai receber ou não. Há sempre o perigo do extravio, mas também ele poderá ser taxado, pode vir quebrado. Além disso, se você não cuidar de analisar bem o vendedor, ainda pode receber um tijolo ou similar ao invés do seu smartphone. Aí, o barato vai sair bem caro.

>>>Psicóloga paga por iPhone 6 e recebe tijolo

Óbvio, tudo isso pode ocorrer até em lojas online conhecidas, ainda mais agora que começaram os marketplaces em redes grandes nacionais. O marketplace é aquela reunião de lojas de terceiros que ficam dentro de um gigante do varejo como a Casas Bahia, por exemplo. São ótimas ideias, mas algumas vezes já vimos problemas de compras que não eram, digamos assim, exatamente o que o cliente pagou, não é mesmo?

10:45 · 13.09.2017 / atualizado às 11:45 · 13.09.2017 por
O iPhone X custará a partir de US$ 999, nos EUA, com 64 GB de armazenamento interno

Segundo a Apple, os novos processadores, os A11 Bionic terão 25% de performance superior aos modelos A10 Fusion. Se analisar a eficiência dos atuais com os futuros iPhones, os modelos 8, 8 Plus e X seriam 70% mais rápidos.

>>iPhone X chega por US$ 999 com reconhecimento facila e traseira de vidro
>>>Apple Watch Series 3 ganha dados celulares, mas não vem para o Brasil

Teoricamente isso seria possível, entre outras coisas, porque a GPU do A11 Bionic foi feita pela Apple e daria 30% mais performance que os atuais processadores.

O A11 Bionic tem 6 núcleos, sendo 2 focados em performance e 4 em eficiência energética. Também terá um coprocessador de movimentos M11 e um engine neural embutido para realizar até 600 bilhões de operações em segundo. Isso, na teoria, é fantástico. Veremos na prática, claro.

Além disso, há a velha promessa da Apple de aparelhos com duas hora a mais de autonomia de bateria. Também é algo que só poderemos verificar na prática, pois a bateria dos iPhones é, sem dúvida nenhuma, o maior problema dos aparelhos da Apple sempre.

Memória RAM
Os novos iPhones 8, 8 Plus e X terão 2GB no iPhone 8 e 3GB tanto no iPhone 8 Plus quanto no iPhone X.

À esquerda os modelos de iPhone 8 (começam em US$ 699 nos EUA) e à direita os modelos de iPhone 8 Plus (começam em US$ 799 nos EUA)
06:54 · 11.09.2017 / atualizado às 06:55 · 11.09.2017 por
O possível iPhone 8 ou iPhone Pro ou iPhone X, nome mais cotado

Reforçando rumores bem antigos de que o iPhone de comemoração dos 10 anos do smartphone da Apple (iPhone X) custaria algo em torno de US$ 1.000 nos EUA, Debby Ruth, vice-presidente sênior da firma de consultoria Frank N.Magid Associates, o iPhone especial, afirmou que o aparelho cruzará uma nova fronteira e fará as pessoas pensarem melhor.

O iPhone sempre foi considerado um aparelho “premium”, mas agora, esta versão comemorativa está levando este conceito diretamente a um prêmio bem superior: a do luxo, oficialmente.

Para se ter uma ideia, o iPhone de luxo custará tanto quanto o MacBook Air de entrada. Um total absurdo.

Por enquanto isso são apenas rumores, mas nesta terça-feira, 12, saberemos a verdade. Inclusive se o nome do aparelho será mesmo iPhone X, o rumor mais forte.

E você? Estará disposto a pagar quase US$ 1.000 por um telefone celular inteligente?

07:38 · 23.08.2017 / atualizado às 08:25 · 23.08.2017 por
Descontos no valor original do iPhone 7 podem ser encontrados no mercado online

Os consumidores que conseguiram controlar a ansiedade e esperam o melhor momento para comprar o iPhone 7, já podem encontrar o smartphone da Apple até 20% mais barato nas lojas online, segundo levantamento realizado pelo Cuponomia, portal que reúne ofertas e cupons de descontos para compras online.

Lançado em novembro de 2016 por R$ 4.299,00, o iPhone 7 de 256GB pode ser encontrado, atualmente, por R$ 3.431,12 no e-commerce. Enquanto o modelo de 32GB, antes com o preço de R $3.499,00, pode comprado até por R$ 2.815,12. Já o iPhone 7 Plus 32GB, divulgado no valor de R$ 4.099,00 pode ser adquirido partir de R$ 3.549,00 nas lojas virtuais.

O iPhone 7 Plus segue com preço em alta, mas pode ter queda similar com a proximidade do lançamento dos novos modelos da Apple

Diferença de preços nas lojas físicas
De acordo com a pesquisa feita pelo site Cuponomia, o preço do iPhone 7 nas lojas físicas pode ficar até 18% maior em comparação ao e-commerce. O modelo de 32GB, disponível no site da Magazine Luiza por R$ 2.815,12, não sai por menos de R$ 3.399,00, no varejo físico. Na Saraiva online, o celular está à venda por R$ 2.999, enquanto na loja física custa R$ 3.899,00.

Segundo o Cuponomia, a diferença nos valores acontece devido à alta competitividade do e-commerce, que favorece as promoções para pagamentos à vista e o uso de cupons de desconto oferecidos pelas lojas online para abater o preço dos produtos em campanhas mais segmentadas.

A pesquisa analisou os preços de aparelhos iPhone 7, modelos 32GB, 128GB e 256GB, em 15 lojas do e-commerce e lojas físicas como Magazine Luiza, Casas Bahia, Saraiva e Lojas Americanas, no período de 16 a 18 de agosto de 2017. Os preços e disponibilidade dos produtos anunciados pelas lojas estão sujeitos a alteração sem aviso prévio.

08:52 · 21.08.2017 / atualizado às 07:00 · 28.08.2017 por
O iPhone 6 Gold tem suporte no Brasil

Quando vamos a outro país, notadamente os EUA, sempre há esta dúvida se vale a pena comprar um eletrônico por lá por conta da garantia. Pelo preço, certeza que quase sempre vale. Mas pela garantia é outra conversa.

Consultamos as assessorias de 4 marcas internacionais que atuam fora e aqui no Brasil. Tanto a Lenovo quanto a Motorola, controladas pelo mesmo grupo, que afirmam que só dão suporte técnico por meio de seu Serviço de Atendimento e Vendas ao Consumidor apenas a produtos da marca produzidos e adquiridos no Brasil, ou seja, não dá para comprar lá fora e tentar suporte aqui. Portanto nada de tentar comprar o Moto Z2 Play nos EUA caso queira ter garantia no Brasil.

>>>Onde comprar iPhone com segurança no exterior

>>>Comprar computador no exterior vale a pena? Confira quem dá garantia mundial

A Samsung Brasil também não fornece garantia para smartphones comprados em outros países. Nada de achar que aquele Galaxy S8 comprado em Londres e com problema vai ter suporte em solo nacional.

Apple
Então está tudo perdido? Não há garantia internacional para nenhum smartphone? Não é bem assim. No caso da Apple, há suporte para seus smartphones no Brasil. Há algum tempo ela só dava suporte de 1 ano para os aparelhos que tinham sido licenciados por aqui pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). Porém, como aconteceram alguns processos na Justiça, a gigante acabou aceitando e agora é possível resolver problemas diretamente com o suporte da Apple.

Apesar disso, quando liguei para o suporte da Apple, no final do ano passado, para saber da troca do meu aparelho, eles pediram sim o código dele atrás para saber se ele havia sido homologado pela Anatel. Então, para evitar dores de cabeça, consulte que modelos são aprovados pela Agência aqui antes. No caso dos mais recentes aparelhos da Apple (iPhone 7 e 7 Plus), os homologados da Anatel são: A1778 (iPhone 7) e A1784 (iPhone 7 Plus).

Atualização – Segundo e-mail enviado pela assessoria de imprensa da Apple “todos os aparelhos são contemplemos, conforme o link enviado anteriormente”. O e-mail trazia o seguinte link.

Chineses
Os aparelhos chineses, apelidados de “xinglings” por aqui e que não têm nem representantes no Brasil, podem ser comprados via internet. Porém, eles não têm suporte algum. Há casos até de vendedores que aceitaram ressarcir os clientes pelo aparelho com defeito ou trocaram o defeituoso por um novo, mas isso não é regra. Até porque a viagem é longa para chegar ao Brasil e ainda tem uma possível taxação pela Receita Federal. Além disso, o produto pode chegar quebrado. O preço destes aparelhos e configurações, geralmente, são bem melhores que muitos aparelhos locais e isso é um atrativo. Mas, é sempre bom pesar os prós e os contras.

Asus

Segundo a assessoria de imprensa da Asus no Brasil, só há garantia produtos da Asus comprados em território nacional.

Anatel contra xinglings
A Anatel já avisou que irá suspender, a partir de setembro, os celulares considerados irregulares. A medida visa impedir que dispositivos sem certificação da Agência sejam ativados e usados no Brasil. Somente os novos, comprados a partir de 1º de setembro, serão bloqueados. Os antigos seguem em funcionamento. Isso deve afetar diretamente os chineses ou “xinglings”. Veja matéria completa aqui.