Busca

Tag: AVG


07:27 · 12.12.2014 / atualizado às 14:32 · 08.12.2014 por

cryptoA AVG Technologies, fabricante de softwares de segurança para computadores e dispositivos móveis utilizados por 188 milhões de usuários, acaba de divulgar globalmente um alerta sobre uma nova versão do ransomware CryptoLocker, que fez milhares de vítimas ao redor do planeta no último ano. Com a difusão do CryptoLocker no início deste ano, o ransomware é um tipo de malware que criptografa determinados arquivos do sistema e possibilita que cibercriminosos exijam um resgate para desbloqueá-los.

A maioria dos ransomwares não tem como alvo arquivos importantes do sistema, mas em vez disso, procuram por arquivos de usuários para criptografar. Estes podem ser qualquer coisa, desde imagens JPG (imagens comprometedoras, por exemplo) até documentos do office e e-mails corporativos. Qualquer coisa pessoal que possa ter algum valor para o usuário.

A nova variante
As variantes anteriores do ransomware tinham uma criptografia falha ou mais fraca, o que significava que os arquivos, muitas vezes, podiam ser recuperados sem o pagamento do resgate. Esta nova variante possui um algoritmo muito mais forte e é quase impossível recuperar os arquivos criptografados sem a chave de criptografia, que fica de posse do invasor. Curiosamente, ao atacar hoje na República Tcheca, criminosos exigem pagamento de resgate em cryptocurrency ou na moeda local, a Coroa Tcheca.

No passado, foi possível restaurar arquivos usando a cópia “Sombra”, uma ferramenta que permite aos usuários fazer backup de partes do seu sistema até mesmo quando estão em uso. Infelizmente a maioria das novas variantes do CryptoLocker são resistentes à recuperação com a cópia Sombra. No entanto, o especialista e diretor de marketing da AVG Brasil, Mariano Sumrell, orienta que “Sempre procure aconselhamento antes de tomar quaisquer medidas drásticas para recuperar dados criptografados por ransomware. Ceder aos cibercriminosos deve ser a última opção”.

Como se proteger?

Faça sempre backup: Lembre-se que o malware tem a capacidade de criptografar arquivos em todos os discos conectados ao seu computador (incluindo discos externos USB, etc) então tenha o cuidado de sempre programar um backup no seu computador;

Pense antes de clicar: Se não tiver certeza se um link ou o arquivo é confiável é sempre mais seguro ignorá-lo e excluí-lo. Nunca baixe um arquivo, ou clique em um link de uma fonte não confiável;

Proteja-se: Sempre surgem novas variantes, mas elas são continuamente adicionadas ao banco de dados de definições mantidas por empresas de segurança, como a AVG, Symantec, Kaspersky, por exemplo. Mantenha as definições de vírus atualizadas, pois essa é sua primeira proteção contra qualquer malware.

“Além disso, o usuário deve sempre optar por ferramentas de proteção de identidade. Softwares de segurança, como o AVG Antivírus, possuem ferramentas para proteger seus dados pessoais de fraudadores e malware”, finaliza Sumrell.

10:12 · 20.11.2014 / atualizado às 11:20 · 20.11.2014 por

DD Teens
A última pesquisa da série Digital Diaries realizada pela AVG, fabricante de softwares de segurança para computadores e dispositivos móveis utilizados por 182 milhões de usuários, descobriu que quase um terço dos adolescentes entre 11 e 16 anos (28%) já se arrependeu de alguma postagem on-line. A pesquisa também revelou que 32% já pediram a alguém para remover conteúdos on-line sobre eles, 61% porque não gostaram do conteúdo e 28% por considerarem o conteúdo muito pessoal.

A pesquisa global, que questionou 4 mil adolescentes sobre privacidade on-line, traçou um panorama de ‘luta por controle’. Embora 70% tenham afirmado ter realizado alterações em suas configurações de Facebook para dificultar o acesso a seu perfil e 71% terem dito que entendem o que é privacidade on-line, apenas 29% reconheceram que de fato conhecem todos os seus amigos no Facebook.

“Os jovens querem tirar o máximo das redes sociais ao compartilhar conteúdos, mas devem estar cientes de que nem tudo é o que parece ser on-line e que ameaças podem surgir. Se não agirmos agora para aconselharmos e educarmos essa juventude, principalmente no que diz respeito a contatos com estranhos, podemos estar diante de uma bomba-relógio, que é a questão da privacidade digital. Para essa geração, estar conectado é tão importante quanto comer. A internet é por onde passam a maior parte de seu dia e é onde acontecem muitas de suas relações com outras pessoas. Se não conseguirmos educá-los para fazer o certo nas redes sociais, iremos falhar em fornecer a proteção que eles precisam para levar uma vida on-line segura”, explica Mariano Sumrell, diretor de marketing da AVG Brasil.

Nesta idade, os adolescentes ainda parecem confusos sobre o quanto é “demais” no compartilhamento on-line:

– Um quinto dos adolescentes falaria on-line com um amigo sobre coisas profundamente pessoais;

– 28% dos adolescentes já falaram com um amigo ou parente sobre compartilhar coisas demais na internet;

– Dentre aqueles que afirmaram ter pedido para algum conteúdo on-line ser removido, 18% disseram que a postagem havia sido feito por sua mãe;

– 9% disseram sentir que compartilham coisas demais on-line;

-14% já tiveram que retirar algum conteúdo postado a pedido de alguém.

“Todo mundo pensa que só porque os adolescentes de hoje cresceram com computadores portáteis e smartphones, eles têm uma compreensão inata de como se comportar e se manter seguro on-line. A realidade é que todos nós temos abraçado a Tecnologia sem fazer muitos questionamentos e o resultado é a erosão de nossa privacidade on-line,” diz Tony Anscombe, Evangelista de Segurança Sênior da AVG Technologies.

“De certa forma, os pais são tão culpados quanto os adolescentes. Eu já falei anteriormente sobre o conceito de ‘sharenting’, no qual os pais compartilham conteúdo sobre seus filhos on-line, criando uma ‘pegada digital’ sobre a qual eles não têm escolha ou controle depois. Como pai de um adolescente, acredito que precisamos ser responsáveis pelo impacto social que as novas tecnologias têm em nossos filhos e em nossa família – seja definindo um padrão seguro para nosso próprio comportamento on-line, seja e orientando os deles”.

A pesquisa também identificou que:

– Apenas 12% disseram possuir tranca em seus quartos. Por outro lado, a maioria (78%) possui senha em seus aparelhos- embora 70% tenha afirmado que seus pais sabem alguma ou todas as suas senhas de acesso;

– 38% estavam cientes de que um familiar tinha acessado seu dispositivo sem permissão;

– 18% disseram que alguém da sua família tinha encontrado informações privadas em seu dispositivo que eles não queriam que ninguém visse.

Metodologia:

AVG encomendou uma pesquisa on-line, entrevistando adolescentes entre as idades de 11 e 16 anos, para identificar a sensibilização e as práticas de privacidade nos seguintes mercados: Austrália, Brasil, Canadá, República Tcheca, França, Alemanha, Nova Zelândia, Reino Unido e Estados Unidos. 3.999 adolescentes respondam a pesquisa durante o mês de setembro de 2014. A empresa de pesquisas de Mercado Research Now realizou a pesquisa de campo utilizando seus bancos de dados próprios.

12:08 · 17.11.2014 / atualizado às 12:08 · 17.11.2014 por

avgprotectionA AVG, fabricante de softwares de segurança para computadores e dispositivos móveis utilizados por 182 milhões de usuários, acaba de anunciar o lançamento de seu novo portfólio de produtos para proteção, desempenho e privacidade. A maior novidade é um pacote “tudo em um”, o AVG Ultimate, que inclui aplicativos de segurança e desempenho para PCs, aparelhos Android e Apple em uma única solução. Todos os produtos já vêm com a última versão do AVG Zen, o aplicativo cuja finalidade é facilitar o controle da segurança e proteção de dispositivos de toda a família.

O que há de novo no AVG Zen
O AVG Zen pode ser baixado no Google Play Store ou na instalação dos programas AVG Protection, AVG Performance e AVG Ultimate. Ele mostra em uma única tela o status de proteção e desempenho que todos os usuários possuem em seus PCs, dispositivos Android e computadores Mac que tenham sido adicionadas à rede AVG Zen.

A atualização do AVG Zen possibilita:

– Adicionar um número ilimitado de dispositivos da família à rede;
– Executar varreduras no PC remotamente a partir do dispositivo móvel (e vice versa);
– Executar manutenções remotas automática em PCs, laptops, computadores MAC e dispositivos Android;
– Acessar facilmente produtos individuais, como o AVG AntiVirus ou o AVG PC TuneUp, diretamente do AVG Zen.

Yuval Ben-Itzhak, Chief Technology Officer da AVG afirma, “o AVG Zen foi projetado para facilitar a manutenção e atualização dos dispositivos mais utilizados pelas pessoas, garantindo mais segurança. Nos últimos meses, adicionamos algumas ferramentas ao AVG Zen, incluindo a capacidade de identificar e sanar problemas remotamente, além de oferecer pacotes que já incluem múltiplas soluções, os ‘tudo em um’, que combinam soluções para proteção e desempenho. A Internet das Coisas está em ampla expansão, com aparelhos Smart para a casa toda que prometem movimentar um mercado global de quase 71 bilhões de dólares até 2018”.

AVG Protection
O AVG Protection fornece a última versão das múltiplas soluções de proteção da AVG para desktop e mobile em um único pacote, sem que o cliente tenha que comprar os produtos separadamente. Com o AVG Zen, todos os aparelhos rodando os produtos do AVG Protection poderão ser monitorados em busca de problemas de segurança. A nova ferramenta de ação remota ajuda os usuários a consertar problemas e falhas de segurança.

O AVG Protection inclui:

– AVG Internet Security: agora oferece métodos ainda melhores de detecção prévia de ameaças com a identificação de atualizações pendentes nos sistemas;
– AVG AntiVirus para Android: usuários podem ter a mesma experiência de segurança oferecida para PCs em seus aparelhos Android. Isso inclui localizar, bloquear e controlar remotamente um smartphone usando a ferramenta ‘Antirroubo’ em caso de roubo ou perda. Também inclui ferramentas de backup, verificação de configurações de redes sociais, e limpeza de itens que ocupam muito espaço no dispositivo.

Quem adquire a assinatura do AVG Protection recebe os produtos PRO, incluindo o AVG Internet Security. Eles também podem adicionar os dispositivos de membros da família à sua rede AVG Zen para compartilhar todos os benefícios do PRO, sem nenhum custo extra. O AVG Protection também está disponível para testes de 30 dias aqui.

AVG Performance
O AVG Performance combina as melhores soluções de desempenho da AVG, combinados ao AVG Zen, para um uso ainda mais simples. Ele inclui software e apps para mobile que rodam Windows, Android e iOS, tudo isso em uma Solução “tudo em um”. Além disso, o AVG Zen facilita a checagem de status dos aparelhos remotamente a partir de um único dispositivo, que pode ser tanto um PC quanto smartphones ou tablets.

O AVG Performance inclui:

AVG PC TuneUp: O premiado programa inclui 39 ferramentas para acelerar, corrigir, limpar e aumentar a vida útil da bateria de PCs e laptops com ferramentas como Manutenção Automática, Programa de desativação e Modo de Economia.
– O novo AVG Cleaner para iOS promete remover os resquícios de arquivos de iPhones e iPads, uma vez conectado a qualquer PC com Windows e laptop. Ele também remove arquivos em redundância, downloads corrompidos, arquivos temporários, ou caches invisíveis, ajudando a liberar espaço para dados pessoais e atualizações do iOS.
– A ferramenta Disk Cleaner dá suporte para a limpeza de resquícios de arquivos das plataformas de jogos populares, do Skype, nVidia/Intel/AMD, iTunes e Quicktime.
– AVG Cleaner para Android: com o novo ‘scanner de arquivos grandes’, usuários podem escancear seus aparelhos Android em busca de “ladrões de espaço”, como downloads antigos ou vídeos, além de melhorar a vida da bateria com o ‘Battery Profiles’ e a limpeza de caches.
– AVG Cleaner para Mac examina os discos e procura sobras de arquivos programas do Mac OS X, bem como arquivos em duplicidade que possam estar esquecidos ocupando espaço desnecessário.

O AVG Performance está disponível para teste aqui. Os produtos também estão disponíveis separadamente.

O AVG Ultimate, quem combina as soluções do ‘Protection’ e do ‘Performance’, também está disponível para teste aqui.

O AVG Zen está disponível para clientes no Canadá, Alemanha, Irlanda, Espanha, Reino Unido e Estados Unidos. A previsão de chegada ao Brasil é de fevereiro de 2015.

14:21 · 07.11.2014 / atualizado às 14:21 · 07.11.2014 por
samsung
Aplicativos AllShare Cast Dongle, ChatON e WatchON, presentes nos smartphones da Samsung prejudicam muito o usuário

Segundo levantamento da AVG, empresa de segurança digital, feito com milhares de seus 182 milhões de usuários, um grupo de 5 aplicativos são os verdadeiros carrascos quando o assunto é drenar a bateria de smartphones com o sistema operacional Android.

O último relatório “AVG Android App Trend Tracker” com dados do terceiro bimestre, e classifica os aplicativos que mais afetam o desempenho de smartphones e tablets no que diz respeito ao consumo do plano de dados, armazenamento e uso da bateria. Com suas constantes notificações – que rodam mesmo quando o aplicativo não está aberto – o Facebook foi considerado o app de maior impacto no desempenho de dispositivos móveis.

Os aplicativos sociais ainda estão representados na lista com dois outros nomes, Path e Instagram. Como o espaço de armazenamento em celulares e tablets é cada vez mais precioso, o relatório ainda alerta que apps de notícias em tempo real são os que mais comprometem espaço.

“O objetivo do levantamento ‘App Trend Tracker Report’ é analisar dados anônimos de usuários para fornecer informações que os levem a tomar melhores decisões e usar seus aplicativos favoritos de forma consciente e sabendo as consequências desse uso para seus aparelhos.” afirma Yuval Ben-Itzhak, Chief Technology Officer da AVG Technologies.

ranking
“No mundo ‘techcêntrico’ no qual vivemos hoje, ficar sem bateria ou espaço de armazenamento no momento em que você mais precisa é muito frustrante, e é por isso que ter esse tipo de conhecimento e discernimento é vital para todos os usuários” explica Mariano Sumrell, diretor de marketing da AVG Brasil.
Outras descobertas do levantamento:

1 – Alguns fabricantes de aparelhos estão comprometendo seus próprios dispositivos. Por exemplo, a AVG listou três apps pré-instalados da Samsung (AllShare Cast Dongle, ChatON, WatchON) no ‘top 10’ em consumo de bateria, excluindo os games. O WatchON da Samsung para vídeo também lidera a lista de aplicativos que comprometem a bateria por conta de seus conteúdos visuais que se auto-iniciam.

2 – Três dos aplicativos de uso diário que mais consomem recursos são do Google: Google Now/Busca, Google Text-to-Speech e Google Tradutor. Todos estão no Top 5. O navegador Chrome para mobile também está na lista dos 10 aplicativos que mais consomem espaço de armazenamento. Isso além de tornar o celular mais lento ainda ocupa muito espaço de armazenamento nos impedindo, inclusive, de baixar mais apps.

3 – Jogos reduzem significativamente a vida da bateria. Quatros dos jogos que estão no “top 10” em consumo de bateria vem da produtora King, companhia responsável pela série ‘Saga’.

12:07 · 23.10.2014 / atualizado às 10:56 · 21.10.2014 por

hackerNos últimos dias, uma nova modalidade de ameaça invadiu a caixa de e-mail de muitos usuários: trata-se de um suposto boleto de cobrança do serviço de liberação automática de pedágio Sem Parar. O falso e-mail utiliza da engenharia social para espalhar a ameaça, apresentando uma suposta multa por excesso de velocidade, quando o usuário passa pela cancela do pedágio a mais de 40 Km/h, emitida pelo sistema da empresa Sem Parar. Ao clicar para baixar o boleto o usuário é infectado.

Diante desse tipo de ameaça os especialistas da AVG Technologies, fabricante de softwares de segurança para computadores e dispositivos móveis utilizados por 187 milhões de usuários, estão disponíveis para orientações e esclarecimentos. O novo vírus é detectado pelo antivírus da AVG como Win32/delf.

“Como sempre, os criadores de vírus para computadores utilizam de oportunidades e brechas em serviços e produtos para atuar em sua especialidade: a engenharia social. Uma pessoa com o temor de ter seu nome sujo na praça é uma vítima fácil e propensa a clicar no link e baixar o vírus, ainda mais quando se trata de uma empresa séria, que merece toda atenção e credibilidade como a Sem Parar. A AVG já dispõe de vacina para estes malwares e está monitorando a Internet em busca de novas eventuais tentativas de golpe semelhantes”, afirma Leandro Mantovam, CEO da AVG Brasil.

18:30 · 22.09.2014 / atualizado às 18:45 · 22.09.2014 por
Jennifer Lawrence foi uma das vítimas do vazamento com fotos nuas
Jennifer Lawrence foi uma das vítimas do vazamento com fotos nuas

Muitas celebridades foram surpreendidas novamente com a exposição de fotos pessoais na internet, muitas delas nuas. Estima-se que mais de 100 personalidades tiveram suas contas invadidas e suas fotos expostas no site 4chan.org. Esse acontecimento reaqueceu a discussão sobre privacidade e segurança na internet evidenciando a vulnerabilidade a qual se está exposto nos dias de hoje. Diante disso, a AVG Technologies, fabricante de softwares de segurança para computadores e dispositivos móveis utilizados por 182 milhões de usuários, apresenta alguns pontos aos quais os usuários precisam atentar para um uso mais seguro da internet.

>>>>>>>Vazam novas fotos de famosas

>>>>>>Apple culpa senhas fracas de usuários por vazamentos de fotos atrizes nuas

>>>>>>>Dez famosos que tiveram fotos nuas vazadas na internet

>>>>>>>>Advogado explica como se proteger no Brasil em casos de vazamentos de dados

Alguns experts levantaram a possibilidade da invasão ter sido facilitada por uma falha na plataforma iCloud da Apple. A empresa está investigando, segundo informado em nota divulgada na última semana, mas afirma que não encontrou, até o momento, evidências de que as falhas tenham sido de responsabilidade dos programas da empresa.

Kim Kardashian foi uma das vítimas da vez
Kim Kardashian foi uma das vítimas da vez

Como uma das maiores empresas de segurança digital do planeta, a AVG acredita que esse caso foi apenas mais um lembrete de que, uma vez que a informação tenha se tornado digital, existem inúmeros riscos de segurança envolvidos. Infelizmente, esta é uma lição que grande parte dos usuários aprende da forma mais dolorosa. É como a atriz britânica Emma Watson descreveu em sua conta do Twitter: “Pior do que ver a privacidade de mulheres serem violadas nas mídias sociais é ler os comentários que demonstram a total falta de empatia com o caso”.

Pensando nesta e em outras situações de risco na rede, a AVG elaborou uma série de dicas para a proteção e privacidade on-line. Algumas podem até já serem corriqueiras para o usuário, mas vale sempre reforçar:

Crie senhas difíceis: Apesar da especulação de culpa do iCloud, já foi sugerido que um ou mais hackers exploraram as senhas de cada uma das 100 contas invadidas. Ou seja, o melhor é não facilitar a ação dos cibercriminosos. Não use datas de aniversários ou outras datas comemorativas nem nomes e palavras de dicionário e crie senhas diferentes para cada conta on-line.
Considere desligar o carregamento automático para a nuvem: Essa troca pode ser muito conveniente para a sua privacidade. Para desligar o compartilhamento automático do iCloud, vá até configurações, iCloud, e então vá até as fotos e mude a opção para Off.
Use criptografia: Existem no mercado software próprios para smartphones capazes de proteger suas informações contra invasões ao criptografar seus documentos. Esse tipo de recurso é importante para qualquer um que guarde informações pessoais ou de negócios em seu aparelho de telefone móvel.
– Pense seriamente um usar um aparelho USB: Se você deseja compartilhar informações pessoas ou fotos com uma pessoa específica, porque não usar um pen drive ou outro aparelho USB? Pense nisso.

11:51 · 13.09.2014 / atualizado às 13:54 · 12.09.2014 por

redirect_autoA AVG Technologies, fabricante de softwares de segurança para computadores e dispositivos móveis utilizados por 182 milhões de usuários, acaba de anunciar o lançamento do modelo de alerta AVG Short Data Privacy Notice em seus aplicativos móveis mais populares. No estilo de uma tabela nutricional, o novo alerta de privacidade fornece um resumo imediato de quais informações do usuário estão sendo coletadas, pelos aplicativos e por quais motivos.

O AVG Short Data Privacy Notice pode ser encontrado nos aplicativos AVG AntiVirus para Android, AVG PrivacyFix, e AVG Cleaner. Uma das primeiras empresas do setor a usar esta abordagem, a AVG desenvolveu seu modelo de aviso de acordo com as normas de privacidade da National Telecommunications & Information Administration (NTIA), reunidas em um guia de melhore s práticas da indústria em julho de 2013. O código, que tem o apoio de grupos globais de defesa do consumidor, sinaliza para a necessidade de notas e alertas de privacidade mais curtos e que utilizem uma linguagem simples e padronizada, de fácil entendimento dos usuários.

“Com a utilização de biometria e sensores, os aparelhos, de uso pessoal e doméstico, estão coletando todo tipo de informação, como dados de saúde e atividades físicas do usuário, o que implica na necessidade de informar melhor o consumidor sobre sua exposição”, alerta Jules Polonetsky do Fórum ´Future of Privacy’. “A AVG facilitou a vida dos desenvolvedores ao criar um sistema de alerta de privacidade que utiliza as regras definidas por órgãos de defesa do consumidor, em comum acordo com as empresas líderes de mercado”.

O novo aviso pode ser visualizado no menu principal dos apps da AVG na seção ‘Sobre’. Ao clicar em ‘Políticas de Privacidade’, abrirá a janela de opções com uma visão geral da política, permitindo aos usuários verificar quais dados estão sendo coletados e compartilhados pela AVG. O AVG Short Data Privacy Notice estará rodando nos demais aplicativos da AVG até o final do ano.

“Transparência e poder de escolha são elementos fundamentais para estabelecer uma relação de confiança com o usuário e oferecer essa segurança no ambiente mobile é um desafio ainda maior. Essa é a razão pela qual estamos tão empenhados em fornecer alertas mais curtos, simples e fáceis de entender”, explica Harvey Anderson, Chief Legal Officer da AVG Technologies. “Nosso novo sistema de alerta é o primeiro passo na evolução do velho aviso de consentimento adotado massivamente hoje, para um aviso mais simples e prático que deverá se tornar, em pouco tempo, o padrão em todos os aplicativos.”

11:25 · 07.09.2014 / atualizado às 11:28 · 05.09.2014 por

AVG LOGO_3D_4 flags_FINAL_lens lettersAVG Technologies, fabricante de softwares de segurança para computadores e dispositivos móveis, anunciou o acordo de aquisição da empresa Location Labs, empresa global em tecnologia mobile para proteção de pessoas e aparelhos móveis.

Essa aquisição traz para a AVG uma gama inovadora de produtos de segurança pessoal para dispositivos móveis já aprovadas pelo mercado. Além disso, gera uma maior integração em escala global com parceiros dessa indústria, incluindo todas as quatro grandes operadoras de telefonia móvel dos Estados Unidos. A plataforma de operações integradas da Location Labs, pré-instalada em smartphones Android, juntamente com seus serviços por assinatura estão somando às soluções desenvolvidas pela AVG, expandindo o portfólio de soluções mobile disponíveis para os clientes.

Esta aquisição marca significativamente o posicionamento da AVG como uma empresa de segurança on-line focada em mobile. Com a compra e o crescimento orgânico dos últimos anos, a AVG está criando o cenário para grandes negócios globais que podem gerar até 70 milhões em assinaturas móveis em 2015, e até 100 milhões em 2016.

“A Location Labs efetivamente desenvolveu o conceito de monetização móvel por meio de seu modelo de negócio bem sucedido com parceiros da indústria. Essa aquisição acelera significativamente a estratégia da AVG na área mobile”, avalia Gary Kovacs, CEO da AVG Technologies. “De acordo com as estimativas do mercado, o número de dispositivos móveis conectados vai chegar a um quarto da população mundial ao final desse ano. Combinando as bases de usuários de ambas as empresas, teremos a oportunidade inédita de fornecer segurança on-line para quase um bilhão de pessoas, que farão um uso mais seguro de seus dispositivos”.

Termos financeiros da transação

Pelos termos do acordo, a AVG pagará aproximadamente US$140 milhões inicialmente, mais um adicional de até US$ 80 milhões nos próximos dois anos, de acordo com o cumprimento de determinadas métricas e metas de desempenho. A AVG espera que a transação esteja neutra para EPS (lucro por ação) em 2015.

A expectativa é de que a transação seja concluída durante o quarto trimestre de 2014 e está sujeita às condições habituais de contrato, incluindo a aprovação dos acionistas.

A transação está sujeita a aprovação dos acionistas da AVG em Assembleia Geral Extraordinária e no Conselho Fiscal e Conselho de administração.
Por conta da transação, a AVG obteve compromissos de garantias de crédito de até US$ 300 milhões.

14:28 · 23.07.2013 / atualizado às 14:28 · 23.07.2013 por

O Brasil recebe o Papa Francisco pela primeira vez desde que ele assumiu seu posto na Igreja Católica, em março deste ano. O país vira o foco das atenções nesses dias e, enquanto o líder dos católicos é notícia e alvo de comentários em todos os lugares, a AVG, fabricante de softwares de segurança para computadores, alerta sobre possíveis golpes que possam se proliferar na internet nesse período.

“Infelizmente, os cibercriminosos se aproveitam de grandes eventos para dar o golpe. Devemos ter muito cuidado com e-mails, posts em mídias sociais e mensagens de SMS convidando a clicar em links para ver notícias e curiosidades sobre a visita do Papa”, alerta Mariano Sumrell, diretor de Marketing da AVG Brasil.

Por este motivo, a AVG dá cinco dicas sobre os cuidados para proteção desses e outros golpes:

1) Use um antivírus no desktop e no seu celular também. Até a Apple Store e o Google Play Store já receberam malwares;

2) Faça sempre as atualizações de segurança dos seus softwares: antivírus, sistema operacional, navegadores e outros aplicativos;

3) Desconfie de todas as mensagens por SMS, e-mail e nas redes sociais que contenham links. Você nunca pode ter certeza de quem está realmente enviando a mensagem;

4) Só baixe aplicativos de sites idôneos;

5) Use senhas não óbvias e para cada serviço use uma senha diferente. Assim se uma senha for comprometida os outros serviços continuarão protegidos.

“Nos nossos celulares e tablets, costumamos ter uma série de dados que não gostaríamos de compartilhar nem perder. Levando em conta que multidões são ambientes propícios a roubo de celulares e outros dispositivos móveis, use sempre senha para bloquear o acesso aos mesmos e criptografe o seu aparelho”, complementa o diretor. Além disso, é preciso fazer backup de agenda, fotos e outras informações para o caso de perda, roubo ou quebra de seu celular.