Busca

Tag: Hackathon


07:53 · 19.09.2014 / atualizado às 15:57 · 15.09.2014 por

O segundo Hackathon da Câmara dos Deputados, marcado para o mês de novembro, vai abordar o tema Gênero e Cidadania. Os participantes terão o desafio de desenvolver aplicativos que possam contribuir para reduzir a violência contra a mulher e fortalecer as políticas de gênero. A organização do evento é da Secretaria da Mulher da Câmara e do Laboratório Hacker (LabHacker), em parceria com o Banco Mundial.

O Hackathon é uma maratona que reúne hackers, programadores, desenvolvedores e inventores para criar projetos que transformem informações de interesse público em soluções digitais, acessíveis a todos os cidadãos. O objetivo é promover a ampliação da transparência dos dados públicos.

A maratona ocorrerá entre os dias 24 e 28 de novembro no Salão Branco da Câmara dos Deputados. As inscrições seguem até 03 de outubro.

As propostas devem ser inscritas necessariamente em uma das duas trilhas: Violência contra a Mulher ou Políticas de Gênero relacionadas a Participação, Representatividade, Transparência e Cidadania. O LabHacker disponibiliza ideias para as trilhas e ainda base de dados na página do evento no portal E-democracia.

Podem se inscrever cidadãos de qualquer profissão, desde que saibam utilizar tecnologias para transformar informações de interesse público em soluções web. Serão aceitas propostas individuais ou de equipes de, no máximo, três integrantes. Em todas as equipes, pelo menos um dos componentes deverá ser do sexo feminino ou transgênero. Todos os inscritos deverão ser brasileiros e, no momento da inscrição, ter idade igual ou superior a 18 anos.

Seleção

A Comissão Organizadora do Hackathon de Gênero e Cidadania vai selecionar até 50 participantes, incluindo quem concorre individualmente e as equipes. Os critérios da avaliação das propostas são o interesse público, a criatividade e a qualidade técnica. No primeiro quesito, será avaliado se a proposta contribui para o combate à violência contra a mulher ou para o fortalecimento das políticas de gênero. Em criatividade, se a proposta apresenta solução inovadora. Em qualidade técnica, o atendimento aos parâmetros de usabilidade, acessibilidade, facilidade em ser compartilhado, copiado e executado por outras pessoas.

O resultado da seleção será divulgado até o dia 20 de outubro. Os selecionados podem participar das atividades pré-Hackathon, entre os dias 27 de outubro e 21 de novembro. A preparação inclui rodadas virtuais de discussão e apoio no desenvolvimento dos projetos e no uso de dados abertos disponíveis.

Durante a realização da maratona hacker, a Câmara dos Deputados vai custear as despesas da viagem até Brasília, como passagem aérea, hospedagem de quatro diárias na Escola Superior de Administração Fazendária – ESAF, alimentação e traslado do alojamento até o local de realização do evento.

Prêmio

Os dois melhores projetos da maratona serão premiados com a participação em encontro sobre projetos de e-cidadania na sede do Banco Mundial, em Washington (EUA). A inscrição no evento, as passagens aéreas e a hospedagem serão patrocinadas pelo Banco Mundial.

Serviço

Inscrições: As propostas de inscrição serão formalizadas exclusivamente por meio de preenchimento de formulário, disponível aqui.

19:05 · 29.08.2014 / atualizado às 14:09 · 29.08.2014 por

Hackathon ou hack day, hackfest ou codefest, é uma maratona de hackers, programadores, desenvolvedores e/ou inventores em geral que colaboram intensivamente em projetos de desenvolvimento de software. Algumas empresas usam o evento como etapa de seleção de seus colaboradores.

Neste sábado, dia 30 de agosto, acontece o Hack’n Fortes com duração de oito horas e a participação de 12 desenvolvedores. Para concorrer à vaga, os participantes deverão solucionar o desafio proposto pela equipe da Fortes Informática no dia do evento. O requisito para contratação é ter conhecimentos em Ruby on Rails, além de conceitos importantes como Testes Automatizados, TDD e padrões de codificação. Habilidades de análise e trabalho em equipe serão extremamente úteis.

Apesar da pressão, o hackathon é bastante informal, com música, junk food e energético. Essa será a primeira edição do Hack’n Fortes e o quarto Hackathon realizado pelo setor de Desenvolvimento da Fortes Informática.