Busca

Tag: iPhone 6


14:17 · 09.09.2014 / atualizado às 20:51 · 09.09.2014 por

Atualizado às 20h51

A Apple mostrou em seu evento os novos iPhones, o Watch e ApplePay (a nova forma de pagamento que a empresa de Cupertino quer fazer valer). Os novos iPhones foram como esperado, ou seja, com dois formatos de tela. Uma de 4,7 polegadas e outra de 5,5 – aquele tamanho gigante que é moda agora. O Watch me pareceu um relógio digital bem bacana, mas, a princípio, o Moto 360 ainda aparece mais bonito e eficiente. Só a prática vai dizer quem é realmente o melhor, lógico. E o ApplePay, o novo formato de pagamento via iPhone pareceu-me de grande futuro. Parece que a Apple quer revolucionar novamente. Destaque para um Tim Cook bem animado nesta terça-feira, 9. Vamos detalhar cada produto.

iPhone 6

Como já esperado, os novos iPhones lançados hoje estão com 4,7 polegadas e 5,5 polegadas. O 4,7 tem 1334×750 pixels e o de 5,5 polegadas 1920 x 1080 pixels. O smartphone com tamanho maior poderá trabalhar em paisagem como os tablets, por exemplo.

O novo iPhone foi feito mais fino e de bordas arredonadas. As telas dos novos iPhones são de retina HD.  A traseira é feita de alumínio anodizado com o logo da Apple em aço inoxidável. O vidro da parte frontal se curva pelos lados do aparelho. Eles são sRGB ativo.

São mais de 1 milhão de pixels na tela dos novos iPhones.

Dando um duplo clique no botão Home a tela desliza para baixo e facilita para o usuário tocar na parte superior da interface. O botão Power/Sleep também encontra-se agora na lateral do aparelho para se alcançado mais facilmente.

A Apple afirma que a autonomia das baterias dos novos iPhones é tão boa ou melhor que a do 5s, mesmo com as telas maiores. No caso do iPhone 6 Plus, chega a 24 horas de conversação via 3G, 12 horas de navegação na web e 16 dias em standby. No caso do iPhone 6 Plus, chega a 24 horas de conversação via 3G, 12 horas de navegação na web e 16 dias em standby. O chip A8 também vem acompanhado, é claro, do coprocessador M8.

Há suporte para 20 bandas LTE, contra 13 de antes. A Apple já trabalha com mais de 200 operadoras de LTE no mundo todo. O wifi promete ser 3x mais rápido que atualmente. É possível fazer ligações via wifi, é o Wifi calling, independente do sinal da operadora.

Teremos também melhorias nas câmeras dos iPhones 6! Continua com 8 pixels, flash True Tone, pixels de 1,5u e abertura f/2.2. Mas há um novo sensor ali dentro, para a câmera iSight. Uma nova tecnologia chamada “Focus Pixels”. O sensor faz uma análise profunda de foco, tornando o processo mais rápido e preciso, garante a Apple.

Panoramas podem ter agora até 43 megapixels. Há uma nova geração do giroscópio do aparelho para melhorar ainda mais a “ligação” entre fotos em panoramas.

O iPhone 6 também traz ganhos na captura de vídeos em Full HD 1080 com 30 ou até 60 quadros por segundo. O iPhone já deve ser a filmadora mais popular do planeta. Há uma promessa de que os vídeos façam foco automático contínuo. A câmera FaceTime HD, a frontal, também ganhou melhorias, segundo a Apple. O novo iPhone traz um novo sensor, captura até 81% mais luz e tem a mesma abertura f/2.2 da traseira. Assim como a iSight, a FaceTime HD faz a melhor detecção de rostos.

Os novos iPhones virão com o iOS 8 (a atualização estará disponível para todos no dia 17/09).

Preços dos iPhones nos EUA

O iPhone 6 vão custar a partir de US$ 199 com dois anos de contrato, mesma tabela de antes. O aparelho em si continuará com as cores cinza espacial, prata e dourado. Mas em vez de 16GB, 32GB e 64GB, passamos para 16GB, 64GB e 128GB!

O iPhone 5s continua à venda por US$99, e o 5c de graça. A linha toda vai de US$199 a US$499, com contrato. Mesmas cores e capacidades. O iPhone 6 Plus é US$100 mais caro, a partir de US$299.

A pré-venda nos primeiros países começa nesta sexta-feira. A Apple quer estar em 115 países até o final de 2014. Nos EUA e em oito outros países os iPhones 6 chegam no dia 19 de setembro.

ApplePay

Segundo Tim Cook, por dia são gastos US$ 12 bilhões, só nos EUA, 200 milhões de transações por dia. E para tentar resolver este problema a Apple criou um processo de pagamento totalmente novo, e ela o chama de ApplePay (ou “Apple Pay”, separado). Cook veiculou um vídeo mostrando tudo funcionando com o ApplePay. Basta aproximar o iPhone de um dispositivo de pagamento e pronto.

O Touch ID cuida da segurança junto a um chip chamado “Secure Element”. Todos os cartões de crédito da pessoa ficam no Passbook. O sistema é fácil e seguro, garante a Apple. Usuários que comprarem um iPhone 6 podem usar os cartões de crédito cadastrados na iTunes Store ou adicionar novos, inclusive bastando tirar uma foto do cartão. Isso só vai funcionar para os novos devices. Basta um toque pra pagar por qualquer coisa, diz a Apple. Você fotografa o cartão e ele vai para sua “carteira virtual”.

O número de cartão de crédito não é armazenado, e sim um código randômico que comunica-se com o chip Secure Element pela sua senha armazenada no Touch ID. Também é possível suspender pagamentos remotamente, quando for preciso. A Apple promete não coletar dados de usuários. A transação é feita somente entre a loja e o banco. O ApplePay começará nos EUA com o American Express, Visa e MasterCard, bem como parcerias com alguns bancos no País. A Apple pretende adicionar mais bancos rapidamente. Suas parcerias já cobrirão 83% das transações feitas hoje nos EUA. Diversas lojas nos EUA também já firmaram parcerias com a Apple para aceitar pagamentos com o ApplePay. Disney World e lojas da Disney serão todas equipadas com o ApplePay até este Natal. Restaurantes/lanchonetes também, como Subway e McDonald’s (até no drive-through).

De acordo com a empresa, a Apple Retail Stores também estarão todas equipadas com o sistema. O ApplePay também irá funcionar online. E no Brasil? Será que vai rolar?

AppleWatch

AppleWatch é lançado com pulseiras em várias cores e vários modelos para crianças até adultos. Segundo Cook, o AppleWatch é um dispositivo bastante focado em saúde e fitness, como esperado. Totalmente personalizável e preciso. Ele permitirá que usuários se comuniquem diretamente dos seus pulsos. Integrado totalmente com o iCloud. Toda interação com o Watch será feito na coroa lateral dele.

A organização dos apps é bem curiosa. Todos têm ícones circulares, espalhados pela tela. O relógio, naturalmente, tem o sistema de resposta por voz. Você não precisa digitar nada na tela, apenas responder por comandos de voz. Com dois toques é possível trocar a cara da “tela de descanso” do relógio. Tem até uma opção com o Mickey e os braços dele são os ponteiros do relógio.

A navegação no menu de apps é bem bacana. E também três diferentes versões, com diferentes acabamentos: Apple Watch, Apple Watch Sport e Apple Watch Edition. Há dois tamanhos de relógio e cinco diferentes pulseiras para o Apple Watch, que podem ser trocadas com facilidade. Há pulseiras de couro e alumínio, por exemplo. Há vários temas para que você escolha o que mais combina com você na tela inicial do relógio.

A galeria de fotos do iPhone também é acessível pelo Apple Watch. Com o digital crown você pode dar zoom e navegar por ela sem drama. O relógio tem a Siri nele! O reconhecimento de voz funciona bem, pelo menos no evento. O preço do relógio da Apple custará, a partir, de US$ 349. A disponibilidade é começo de 2015.

O relógio inteligente é compatível com os iPhones 5, 5c, 5s, 6 e 6Plus.

13:09 · 09.09.2014 / atualizado às 13:11 · 09.09.2014 por
13:04 · 02.09.2014 / atualizado às 12:11 · 02.09.2014 por
iPhone 6 em visual possível
iPhone 6 em visual possível

A Apple está trabalhando em parceria com a American Express, uma das maiores bandeiras de cartões de crédito do mundo, para desenvolver um sistema de pagamento integrado ao próximo iPhone, segundo uma reportagem do site “Re/code” publicada neste domingo (31).

O novo sistema deve permitir que donos de um eventual iPhone 6 usem o aparelho como método de autenticação para pagar por serviços e produtos em lojas físicas.

A leitura biométrica da impressão digital, que está presente no modelo iPhone 5s, permite que pagamentos na loja Apple Store sejam feitos sem a inserção de senha pelo usuário.

O iPhone 6, como vem sendo chamado pela imprensa o sucessor dos atuais iPhone 5s e iPhone 5c, deve ser apresentado no dia 9 de setembro, durante um evento que será realizado pela Apple em sua sede, em Cupertino.

Abaixo um vídeo com um possível iPhone 6 vazado. Confira:

YouTube Preview Image

A reportagem cita fontes “familiarizadas com as conversas” sobre o lançamento, mas não as identifica. Além disso, menciona que há “diversas parcerias” que a Apple está firmando antes de lançar seu sistema de processamento financeiro.

Fonte: Folhapress