Busca

Tag: iPhone 8


16:12 · 12.09.2018 / atualizado às 18:08 · 13.09.2018 por
Os iPhone Xs e Xs Max

Correspondendo exatamente aos vazamentos, a Apple divulgou os novos iPhones inclusive com Dual-SIM. Chegaram para completar a famílias os aparelhos iPhone Xr, Xs e Xs Max. O recurso Dual-SIM aparece em duas vertentes e apenas nos modelos Xs e Xs Max. Primeiro, para o mundo todo, menos China, teremos um slot de SIM normal e outro de eSIM e a operadora deverá estar pronta pra isso para o funcionamento adequado. Já na China, haverá aparelhos com slot para dois SIMs físicos tradicionais. Os iPhones Xs entrarão em pré-venda no dia 14/9 com venda direta nas lojas e sites da Apple a partir do dia 21/9. Os preços começam em US$ 999 (para o modelo Xs) e US$ 1.099 (para o Xs Max), em capacidades de 64GB, 256GB e 512GB.

Versão “popular”
O Xr seria a versão mais “popular” dos 3 apresentados na tarde desta quarta-feira. Ele vem tela LCD, 6,1 polegadas, 90 minutos a mais de bateria que o 8 Plus e preço a partir de US$ 749. Ele será feito em alumínio e terá as cores vermelho, dourado, branco, coral, preto e azul. A pré-venda já começou. Nas lojas dia 26/9.

Os iPhone Xr

Desempenho da família Xs
A promessa da Apple é de que o Xs e o Xs Max tenham o vidro mais durável já posto em um smartphone (só vai testando). Ele também tem moldura em aço inoxidável e 3 cores: prateada, dourada e cinza espacial).

Tanto o Xs quanto o Xs Max trazem certificado IP68, ou seja, totalmente à prova de água por 30 minutos e até 2 metros de profundidade. A promessa é que suportem vários tipos de líquidos como até água salgada, chá e cerveja.

O Xs terá tela OLED de 5,8 polegadas (2436×1125 pixels, 458ppp) e o Xs Max vem com tela de 6,5 polegadas (2688×1242 pixels, também 458ppp).

FaceID segue firme e o touchID disse adeus, oficialmente. Além disso, os dois aparelhos estão equipados com o chip A12 Bionic, o primeiro da indústria fabricado em arquitetura de 7 nanômetros, com 6,9 bilhões de transistores. Ele tem CPU de 6 núcleos e GPU com 4 núcleos. Tudo isso promete deixar o celular muito mais rápido (até 50%) e abrir aplicativos até 30% mais veloz.

Fotografia
A promessa da Apple é que este conjunto ajude em melhores fotos. Através do Neural Engine, irá detectar cenas e rostos em tempo real, ajustando seus sensores com o recurso Smart HDR. O objetivo é entregar uma imagem perfeita.

Os modos Retrato e Iluminação de Retrato prometem melhorias nesta versão. E isso deve ocorrer por conta da inteligência artificial.

Bateria
Ponto fraco seguirá sendo a bateria. No Xs o ganho será apenas de 30 minutos enquanto no Xs Max de 1h30. Muito pouco para um aparelho tão caro.

Antigos
A Apple seguirá vendendo os modelos de iPhone 7 e 8. Os iPhones 7 começam em US$ 449 e a família 8 começa em US$ 599. Já o iPhone 8 Plus começa em US$ 699 enquanto o iPhone 7 Plus inicia em US$ 569.

05:47 · 12.09.2018 / atualizado às 14:28 · 11.09.2018 por
O iPhone 7 foi o campeão da pesquisa

A SEMrush, empresa de marketing digital, preparou um levantamento sobre as marcas Apple e Samsung, a fim de mapear quais os modelos de smartphone mais pesquisados em ferramentas de busca como Google e Bing nos últimos seis meses no Brasil. A Apple liderou a lista com o iPhone 7, lançado em 2016. O aparelho registrou volume médio de 3 milhões de buscas, seguido pelo iPhone 6 (2,8 milhões) e 6s (1,7 milhões). O Galaxy J7 da marca coreana atingiu média de 1,3 milhões, ficando somente na quarta posição.

Seguindo o levantamento, o iPhone 7 Plus ficou na quinta posição (1,2 milhão), seguido pelo iPhone 8 (1,03 milhão), Galaxy J5 (1,2 milhão), Galaxy S8 (946 mil), Galaxy A5 (755 mil) e iPhone SE (609.760). Curiosamente, os modelos top de linha de ambas as marcas não estão sendo tão procurados quanto os antigos no Brasil. O Galaxy S9, lançado em março deste ano atingiu a marca de 52 mil pesquisas em média e o iPhone X, lançado em 2017 teve cerca de 609.300 mil buscas na internet.

O ranking:

1 – iPhone 7
2 – iPhone 6
3 – iPhone 6s
4 – Samsung Galaxy J7
5 – iPhone 7 Plus
6 – iPhone 8
7 – Samsung Galaxy J5
8 – Samsung Galaxy S8
9 – Samsung Galaxy A5
10 – iPhone SE

Acredito que esta busca principal por aparelhos mais antigos esteja relacionada ao fato destes smartphones lançados há algum tempo pela Apple estarem mais baratos. E isso se dá, pois sempre que a Apple lança as novas versões o mercado trata de derrubar o preço dos aparelhos anteriores.

Pela qualidade e atualização constante, a partir do iPhone 6s ainda é interessante a compra. Os demais não acho uma aposta válida. Com relação aos antigos aparelhos da Samsung, bem, há quem goste. Porém, eu só arriscaria no S8 que é um ótimo celular certamente.

10:51 · 08.09.2018 / atualizado às 10:51 · 08.09.2018 por
Novos iPhone XS e XS Plus vazados pelo blog 9to5Mac

O site alemão MacerKopf arriscou que os preços dos novos iPhones. Segundo eles, a apresentação do próximo dia 12 de setembro trará um iPhone de tela LCD de 6,1 polegadas como aparelho de entrada (talvez nomeado de iPhone 9), um iPhone XS com mesma configuração do atual iPhone X (com tela OLED de 5,8 polegadas), e um iPhone XS Plus (com tela OLED de 6,5 polegadas) e com preços iguais aos dos iPhones 8, 8 Plus e X de 2017. Confira abaixo:

Em 2017, o iPhone 8 tinha os seguintes preços:

64GB por US$ 699
256GB por US$ 849

Logo, em 2018, o iPhone LCD (talvez nomeado de iPhone 9) teria os seguintes preços:

64GB por US$ 699
256GB por US$ 849

Em 2017, o iPhone 8 Plus tinha as seguintes configurações e preços:

64GB por US$ 799
256GB por US$ 949

Logo, em 2018, o iPhone XS teria os preços:

64GB por US$ 799
256GB por US$ 949

Por fim, em 2017, o iPhone X teve os seguintes preços e configurações:

64GB por US$ 999
256GB por US$ 1.149

Logo, em 2018, o iPhone XS Plus viria com os seguintes preços e configurações:

64GB por US$ 999
256GB por US$ 1.149

Lógico, tudo isso é no campo da especulação. Só saberemos ao certo preços, nomes e configurações no evento do dia 12 de setembro. Vamos aguardar!

09:12 · 26.02.2018 / atualizado às 06:44 · 27.02.2018 por
Dois modelos de iPhone X

Em um levantamento realizado pela Grabr, plataforma de compartilhamento de bagagem que possibilita o acesso a compra de produtos através de viajantes, revelou que os itens de maior desejo dos brasileiros em relação ao mercado exterior ainda são eletrônicos e tecnológicos.

A apuração foi feita no último trimestre e observou que, de todas as encomendas realizadas, o iPhone X foi o produto mais pedido na plataforma, indo na contramão do mercado mundial que não aceitou muito bem o modelo, fazendo com que a Apple até diminuísse a produção do aparelho.

Além do smartphone, seguem na lista produtos tecnológicos e de lazer e entretenimento, como Airpods Apple, o console Nintendo Switch e o brinquedo L.O.L Surprise.

Confira os 5 mais pedidos:

1. iPhone X
2. iPhone 8
3. Nintendo Switch Neon Blue
4. Airpods Apple
5. L.O.L Surprise

Decoração e Fotografia

Como funciona o serviço

Outras categorias que vem ganhando a atenção dos brasileiros nos últimos meses são relacionadas a decoração e fotografia. Estão se tornando cada vez mais comuns pedidos de objetos decorativos, além de equipamentos e acessórios de fotografia. “Temos observado um aumento grande em pedidos de máquinas, lentes e acessórios relacionados à fotografia. Itens para a casa, seja utensílios para a cozinha ou objetos de decoração também vem se destacando”, afirma Michele Chahin, porta-voz da Grabr no Brasil.

“Esses dados são um reflexo interessante do comportamento de compra do brasileiro em relação aos produtos que são encontrados tão facilmente no exterior e que aqui no Brasil possuem uma alta taxa de impostos. Através da plataforma é possível encurtar distâncias e fazer de maneira prática e segura com que um objeto lá dos Estados Unidos chegue na sua casa de forma rápida, legal e com preço muito mais acessível”, finaliza.

Como funciona

A Grabr funciona assim: você solicita seu pedido colocando um link do produto na plataforma e estipula o qual o valor da recompensa que o viajante vai ganhar se trouxer ele para você. Você paga os valores para a plataforma. O viajante compra o produto. Ele traz ele até você. Com o seu “ok” na plataforma, ele recebe o dinheiro. Caso você tenha problemas com o produto ou o viajante não o traga, seu dinheiro fica a salvo com a plataforma e você pode usá-lo em outros pedidos ou ter o reembolso. Com relação ao reembolso, a assessoria de imprensa do Grabr informa que é bem tranquilo e durante o fechamento do pedido há também a taxa do app, a qual não informou exatamente há quantos por cento da transação corresponde. “Porém, todos os valores somados ainda são consideravelmente inferiores a produtos comprados aqui no Brasil”, encerra a asessora.

13:03 · 22.12.2017 / atualizado às 13:10 · 22.12.2017 por
iPhone SE é um dos modelos que estão sofrendo com o problema

Segundo o Business Insider e o Chicago SunTimes, consumidores dos EUA estão entrando com processos contra a Apple. Basicamente, a alegação deles é que a empresa teria reduzido o desempenho dos iPhones antigos para forçá-los a comprar aparelhos mais novos, a geração 8 e o iPhone X, por exemplo. Além de afirmarem que esta redução de desempenho está causando práticas “enganadoras, imorais e antiéticas”.

A Apple assumiu que reduziu de propósito o desempenho de iPhones 6, 6s e SE para impedir que os mesmos desliguem sozinhos ou travem quando estão com pouca bateria ou condições extremas de temperatura, especialmente, abaixo de zero como em invernos mais rigorosos como de países como o Canadá.

Porém, a empresa deixou claro em comunicado que não faz isso para forçar o consumidor a comprar os novos modelos (iPhones a partir do 7). Ela deixou claro que isso está acontecendo por desgaste natural de baterias de íon de lítio que podem perder autonomia com o tempo.

A questão é que os modelos anteriores a geração 6, 6s e SE do iPhone não tinham tantos problemas assim, duravam até 4 ou 5 anos. Daí gerou esta confusão e irritação bastante aceitável por parte dos usuários.

09:31 · 05.12.2017 / atualizado às 09:41 · 05.12.2017 por
Dois modelos de iPhone X já em pré-venda no site da Apple brasileira

Mesmo no exterior, o preço do iPhone X não é lá tão amigável assim. Mesmo assim, brasileiros sempre querem trazer o smartphone quando estão em viagem, especialmente quando estão nos EUA. Vamos te ajudar a saber o preço e qual modelo comprar.

Vamos começar falando que já há a opção de comprar sem a opção de uma operadora norte-americana. É o famoso SIM-free. O modelo será o A1865, o mesmo que é vendido pelas operadoras Verizon e Sprint. Ele funciona totalmente com nosso 4G e a Apple já garante cobertura em território brasileiro, mesmo não sendo o homologado pela Anatel (modelo A1901 que é comercializado por AT&T e T-Mobile).

E o preço? O modelo de 64GB custa US$ 999 sem contar os impostos da cidade onde você vai comprar. Já o modelo mais top, o de 256GB, sai por US$ 1.149. Na cotação do fechamento desta matéria, o dólar estava em R$ 3,241. Logo, os preços finais, sem impostos norte-americanos seriam, R$ 3237,759 e R$ 3723,909.

No Brasil, os mesmos modelos serão comercializados a partir de R$ 6.299,10 à vista. Afinal, nos EUA não tem parcelamento no preço informado no parágrafo anterior. Desta forma, temos uma comparação mais justa.

E agora? Ainda vai comprar quando viajar para o exterior, especialmente para os EUA? Pesado no bolso, não? Mas é menos caro se a compra do iPhone X for feita em solo estrangeiro. Aqui é inviável.

E o iPhone 8 e 8 Plus?

Os modelos de iPhone 8 e 8 Plus homologados pela Anatel e que você deve buscar no exterior são, respectivamente, A1905 e A1897. Eles são os vendidos pelas operadoras AT&T e T-Mobile. Lembrando que a Apple já dá garantia a todos os modelos, mesmo os não homologados.

O iPhone 8 de 64GB custa, sem imposto local, US$ 699. O de 256GB custa US$ 849. Já os modelos de iPhone 8 Plus de 64GB custa US$ 799 e o de 256GB sai por US$ 949 (preços sem impostos locais). Todos os modelos citados com SIM-Free.

No Brasil, o iPhone 8 começa (preço à vista) em R$ 3.599,10 na loja da Apple para o modelo de 64GB. Já o modelo de iPhone 8 (à vista) de 256GB tem preço inicial em R$ 4.319,10. O iPhone 8 Plus na loja da brasileira da Apple tem início (à vista) em R$ 4.139,10 para o modelo de 64GB. Já o modelo de 256GB do iPhone 8 Plus tem o preço (à vista) de R$ 4.859,10.

 

13:19 · 30.11.2017 / atualizado às 13:19 · 30.11.2017 por
Comparação entre as vendas dos principais Samsung Galaxy e o iPhone

Segundo levantamento do Cuponomia, portal que reúne ofertas e cupons de desconto para compras no e-commerce, os smartphones Galaxy S8 e S7, da Samsung, tiveram o dobro de desconto em comparação com o iPhone 7 e novo iPhone 8, na Black Friday. Com os menores preços, os modelos da Samsung venderam 60% a mais do que os smartphones da Apple, considerando as compras realizadas pelos usuários do site.

Durante a Black Friday, o iPhone 8 pôde ser encontrado nas lojas online com valor até 10% menor em comparação com outros dias do mês de novembro, considerando o desconto válido apenas para pagamentos à vista. Já o Samsung Galaxy S8 chegou a custar até 20% menos que a média de preço do produto, no mesmo período.

A plataforma também comparou a procura pelos aparelhos no e-commerce e as buscas pelos iPhones top de linha da Apple foi 70% maior em relação a busca pelos smartphones da Samsung. No entanto, foram os modelos Galaxy S8 e S7 que tiveram maior número de vendas a partir das ofertas e códigos promocionais oferecidos pelas lojas.

O levantamento tem como base o total de vendas realizadas por meio do Cuponomia em lojas parceiras do e-commerce como Submarino, Americanas.com, Shoptime, Casas Bahia, Magazine Luiza, Ponto Frio e Ricardo Eletro, no período de 23 a 26 de novembro.

13:09 · 24.09.2017 / atualizado às 13:14 · 24.09.2017 por
À esquerda os modelos de iPhone 8 e à direita os modelos de iPhone 8 Plus

Segundo o site MacMagazine, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) já homologou os 3 novos modelos de iPhones que serão vendidos pela Apple no Brasil. Não há ainda os valores definidos. Vamos lá.

O modelo A1905 será o escolhido para o iPhone 8. O modelo A1897 será o do iPhone 8 Plus e o iPhone X terá o modelo A1901 comercializado em território nacional. Este trio é vendido nos EUA por AT&T e T-Mobile para quem não quer aguardar os novos smartphones chegarem ao Brasil e pensam em buscá-los nos EUA.

Ainda de acordo com o MacMagazine, esta foi a mais rápida homologação de iPhones feita pela Anatel. E isso pode sugerir que, ao invés de dezembro, possamos ter o trio antes.

Eu acho que os iPhones 8 e 8 Plus chegarão perto do fim de outubro e o X em meados de novembro. Porém, é apenas um chute.

O iPhone X chegará em novembro ao Brasil?
15:53 · 19.09.2017 / atualizado às 07:02 · 20.09.2017 por
O iOS 11 chegou

A espera acabou e os usuários de iPhone e iPad já podem baixar o iOS 11. O arquivo tem 1,9 GB e poderá ser baixado via rede Wi-Fi através da aba Geral>Atualização de Software>Transferir e Instalar. Vai demorar um pouco. Então tenha paciência e só comece o download se tiver tempo disponível para deixar o aparelho parado por algum tempo.

Os equipamentos disponíveis são:

Para iPhone – iPhone 5s, iPhone SE, iPhone 6 Plus, iPhone 6, iPhone 6s, iPhone 6s Plus, iPhone 7, iPhone 7 Plus, iPhone 8, iPhone 8 Plus e iPhone X

Para iPad – iPad mini 2, iPad mini 3, iPad mini 4, iPad (5ª geração), iPad Air, iPad Air 2, iPad Pro de 9,7 polegadas, iPad Pro de 10,5 polegadas, iPad Pro de 12,9 polegadas (1ª geração) e iPad Pro de 12,9 polegadas (2ª geração).

iPod – iPod touch de 6ª geração

O que ele traz de novo?
Entre as funções novas estão 11 destaques. Confira:
1 – Gravação de tela do celular com o toque de um botão
2 – Conectar uma rede Wi-Fi sem senha (bastando tocar um iPhone no outro)
3 – Escrever para a Siri para evitar falar em locais onde o silêncio é obrigatório
4 – Integração com a nuvem de terceiros como Google Drive e Dropbox através de um gerenciador de arquivos batizado de Arquivos
5 – Central de controle personalizada
6 – Remoção de automática de aplicativos pouco usados
7 – Suporte a QR Code na câmera automaticamente
8 – Modo Escuro para facilitar o uso em ambientes de pouca luz
9 – Gerenciamento de senhas do iCloud Keychain, antes só era possível alterar essas informaçoes pelo navegador do computador
10 – Box de volume com design reformulado para não atrapalhar a visualização
11 – Teclado para uma mão só que deverá ser ideal para usuários das versões Plus do iPhone

10:45 · 13.09.2017 / atualizado às 11:45 · 13.09.2017 por
O iPhone X custará a partir de US$ 999, nos EUA, com 64 GB de armazenamento interno

Segundo a Apple, os novos processadores, os A11 Bionic terão 25% de performance superior aos modelos A10 Fusion. Se analisar a eficiência dos atuais com os futuros iPhones, os modelos 8, 8 Plus e X seriam 70% mais rápidos.

>>iPhone X chega por US$ 999 com reconhecimento facila e traseira de vidro
>>>Apple Watch Series 3 ganha dados celulares, mas não vem para o Brasil

Teoricamente isso seria possível, entre outras coisas, porque a GPU do A11 Bionic foi feita pela Apple e daria 30% mais performance que os atuais processadores.

O A11 Bionic tem 6 núcleos, sendo 2 focados em performance e 4 em eficiência energética. Também terá um coprocessador de movimentos M11 e um engine neural embutido para realizar até 600 bilhões de operações em segundo. Isso, na teoria, é fantástico. Veremos na prática, claro.

Além disso, há a velha promessa da Apple de aparelhos com duas hora a mais de autonomia de bateria. Também é algo que só poderemos verificar na prática, pois a bateria dos iPhones é, sem dúvida nenhuma, o maior problema dos aparelhos da Apple sempre.

Memória RAM
Os novos iPhones 8, 8 Plus e X terão 2GB no iPhone 8 e 3GB tanto no iPhone 8 Plus quanto no iPhone X.

À esquerda os modelos de iPhone 8 (começam em US$ 699 nos EUA) e à direita os modelos de iPhone 8 Plus (começam em US$ 799 nos EUA)