Busca

Tag: Saraiva


07:38 · 23.08.2017 / atualizado às 08:25 · 23.08.2017 por
Descontos no valor original do iPhone 7 podem ser encontrados no mercado online

Os consumidores que conseguiram controlar a ansiedade e esperam o melhor momento para comprar o iPhone 7, já podem encontrar o smartphone da Apple até 20% mais barato nas lojas online, segundo levantamento realizado pelo Cuponomia, portal que reúne ofertas e cupons de descontos para compras online.

Lançado em novembro de 2016 por R$ 4.299,00, o iPhone 7 de 256GB pode ser encontrado, atualmente, por R$ 3.431,12 no e-commerce. Enquanto o modelo de 32GB, antes com o preço de R $3.499,00, pode comprado até por R$ 2.815,12. Já o iPhone 7 Plus 32GB, divulgado no valor de R$ 4.099,00 pode ser adquirido partir de R$ 3.549,00 nas lojas virtuais.

O iPhone 7 Plus segue com preço em alta, mas pode ter queda similar com a proximidade do lançamento dos novos modelos da Apple

Diferença de preços nas lojas físicas
De acordo com a pesquisa feita pelo site Cuponomia, o preço do iPhone 7 nas lojas físicas pode ficar até 18% maior em comparação ao e-commerce. O modelo de 32GB, disponível no site da Magazine Luiza por R$ 2.815,12, não sai por menos de R$ 3.399,00, no varejo físico. Na Saraiva online, o celular está à venda por R$ 2.999, enquanto na loja física custa R$ 3.899,00.

Segundo o Cuponomia, a diferença nos valores acontece devido à alta competitividade do e-commerce, que favorece as promoções para pagamentos à vista e o uso de cupons de desconto oferecidos pelas lojas online para abater o preço dos produtos em campanhas mais segmentadas.

A pesquisa analisou os preços de aparelhos iPhone 7, modelos 32GB, 128GB e 256GB, em 15 lojas do e-commerce e lojas físicas como Magazine Luiza, Casas Bahia, Saraiva e Lojas Americanas, no período de 16 a 18 de agosto de 2017. Os preços e disponibilidade dos produtos anunciados pelas lojas estão sujeitos a alteração sem aviso prévio.

12:12 · 07.06.2017 / atualizado às 12:18 · 07.06.2017 por
Novo Lev, leitor digital da Saraiva

A Saraiva realiza até o dia 11 de junho uma série de promoções. Entre os produtos em destaque chamamos a atenção para os leitores digitais da empresa, o novo Lev.

Os novos modelos do e-reader Lev podem ser encontrados com preço especial. O Lev neo de R$ 479,00 sai por R$ 399,00 e o Lev fit de R$ 299,00 por R$ 229,00.

O link para comprar com o desconto é esse aqui. Para obter o desconto, escolha o modelo do Lev e clique em comprar. Na página seguinte o desconto será aplicado.

Também há um hotsite da Saraiva com promoções de livros impressos ou ebooks.

12:53 · 02.12.2015 / atualizado às 12:53 · 02.12.2015 por

A Boxware, distribuidora oficial da família de produtos Nero AG no Brasil, anuncia o lançamento em português das versões Classic e Platinum do Nero 2016.

A suíte é o primeiro kit multimídia para Windows 10, com funcionalidades e recursos que incluem APPs de captura musical em 100 mil rádios online, edição de vídeo 4K e integração a celular e Smart TV.

Tanto o Classic quanto o Platinum serão comercializados em box, com serial para download, através da rede de canais da Boxware, que inclui nomes como Saraiva, Submarino, Americanas, ShopTime, SoftwareStore, Extra e Ponto Frio, entre outros.

Os preços sugeridos de venda para consumidor final são R$ 299 para o Nero 2016 Classic e R$ 399 para o 2016 Platinum.

02:46 · 27.11.2015 / atualizado às 08:07 · 27.11.2015 por

Ficar acordado valeu a pena? Muito pouco, quase nada. Vamos mostrar alguns descontos da Black Friday? Siga abaixo. Tudo isso entre 2h53 e 4h05 da madrugada desta sexta-feira, 26.

Moto X Force no Submarino e com frete de menos de R$ 10 para o Ceará
Moto X Force no Submarino e com frete de menos de R$ 10 para o Ceará

1 – Moto X Force por menos de R$ 2.900

O aparelho que não sai por menos de R$ 3.499 estava por R$ 2.849,05 no Submarino. O frete para o Ceará saia por R$ 9,99. Ótima pedida.

Xbox One com preço interessante
Xbox One com preço interessante

2 – Xbox One por menos de R$ 1.473

Tudo bem que do dia 28 outubro até os primeiros 3 dias de novembro achei por menos de R$ 1.349 em outra loja virtual (o preço do frete é que jogava o valor para mais de R$ 1.500), mas o valor de R$ 1.473 foi interessante. Pena que era pra compra à vista. Parcelado o valor ia para R$ 1.549,90. Pela qualidade do console, bom preço, mas nada demais.

PlayStation na Saraiva com frete grátis para o Ceará
PlayStation na Saraiva com frete grátis para o Ceará
PlayStation mais barato pela EShop 24 e Walmart
PlayStation mais barato pela EShop 24 e Walmart

3 – PlayStation 4 por menos de R$ 1.940

O console da Sony, o PlayStation 4, saia por R$ 1.939 mais frete no EShop 24, através do Walmart. Ótimo preço. Direto com a Saraiva sai por R$ 1.994,05 com frete grátis. Outro bom preço se quiser comprar diretamente com uma loja mais tradicional.

O iPhone com bom preço no modelo 6, o anterior
O iPhone com bom preço no modelo 6, o anterior

4 – iPhone 6 16 GB por menos de R$ 2.800

Na FastShop, se resolver comprar à vista o antigo iPhone 6 de 16 GB o cliente vai pagar o menor preço por R$ 2.723,72. Se optar pelo parcelamento em até 10x sem juros aí sobe para R$ 2.999. Frete para Fortaleza por menos de R$ 61. Acredito que é dinheiro muito para um modelo que já não é o topo da marca. Mas…

LG G4
LG G4

5 – LG G4 por menos de R$ 1.700

Apesar de um dia antes o aparelho ter chegado a um pouco menos do que na Black Friday, ainda assim achei o valor de R$ 1.699,90 do Magazine Luiza muito bom. Para Fortaleza o frete oferecido era grátis em com entrega em apenas 11 dias úteis.

Não deu para quem quis
Não deu para quem quis

6 – TV Samsung 48 polegadas e 4K por menos de R$ 2.300

Olha aí um bom preço. Mas não durou nada também na Ricardo Eletro. Custava apenas R$ 2.279,90 em 10x sem juros. Quando fomos conferir já era. R$ 2.564,05 era o preço mais barato no Submarino à vista. Parcelado subia para R$ 2.699 mais o frete inacreditável de R$ 102,65 para entrega em inimagináveis 23 dias úteis.

Um baita notebook
Um baita notebook

7 – Notebook Dell por menos de R$ 3 mil

Que tal um Notebook 2 em 1 Dell com Intel Core i7-5500U, Tela 13,3″ Touch, 8GB de Memória, 500GB+8GB HDSSD, Bluetooth, HDMI e Windows 8.1 por apenas R$ 2.999. Apenas porque o preço dele no site da própria Dell é R$ 3.499. Tanto o Ricardo quanto no site oficial há promoção de mais de R$ 1 mil em licenças de software e já vem com o Windows 10 instalado; veja aqui a lista completa de softwares do pacote premium). O frete para Fortaleza sai por R$ 61 e a loja estava fazendo 5x sem juros. Na Dell o parcelamento era em 12x sem juros e frete grátis.

Resumo

Enfim, por este apanhado podemos notar que podíamos encontrar alguns produtos, se paciência for seu forte ou com ajuda de ferramentas como o Buscapé, em promoção mesmo. Mas no geral foi difícil. Ficar na madrugada não foi das tarefas mais agradáveis. No resumo da ópera foi mais uma vez uma Black Friday decepcionante, especialmente quando comparamos aos EUA. E sim precisamos comparar.

Eu mesmo achei produtos há 30 dias mais baratos que na Black Friday. E agora os mesmos estão R$ 100 a R$ 200 mais caros. Foi o dólar? Sei não, viu? Vivemos um momento de sobe e desce na moeda americana. Porém, nos últimos 30 dias ela ficou mais tempo em queda do que subindo. Enfim, mas me conte você! Gostou da sexta de promoções? Achou algo?

15:21 · 28.11.2014 / atualizado às 15:26 · 28.11.2014 por
Novo Moto X com desconto de até R$ 300, segundo o site de busca Zoom
Novo Moto X com desconto de até R$ 300, segundo o site de busca Zoom

Muitas lojas on-line começaram a disponibilizar suas ofertas desta edição da Black Friday, festival de descontos realizado pelo comércio, ainda no fim da noite de quinta-feira (27), possibilitando as compras durante a madrugada.

Segundo pesquisa realizada pela plataforma PiniOn, 68% das pessoas que entraram ou pretendiam visitar os sites participantes da Black Friday entre a meia-noite e às 6h optaram por fazê-lo nesse horário pela disponibilidade maior de produtos ou para evitar problemas de navegação nas lojas on-line.

Dos 120 consumidores consultados pelo PiniOn, 86% já havia participado das edições anteriores do festival também durante a madrugada.

Ainda assim, de acordo com outra pesquisa feita durante o período, o PiniOn coletou relatos de pessoas que não conseguiam acessar os sites de maneira adequada devido ao grande número de acessos. De acordo com o site Reclame Aqui, que reúne e divulga queixas de consumidores contra empresas, mais de 2.000 reclamações referentes à Black Friday foram feitas desde o início do festival.

“Durante a madrugada, muitos sites ficaram fora do ar devido ao grande número de acessos, mas desde o amanhecer são problemas relacionados a preço e condições de pagamento e entrega que concentram a maioria das reclamações”, diz a companhia, em nota.

Os produtos mais buscados pelos clientes da madrugada, segundo o PiniOn, eram celulares e tablets (30%), seguidos de eletrodomésticos (28%), livros (23%) e eletroportáteis (22%).

3 empresas são as mais reclamadas

O Procon São Paulo registrou 601 reclamações de consumidores que tiveram problemas durante 17 horas em que o órgão monitorou as vendas na Black Friday. Esse número representa quase dobro das queixas recebidas do ano passado, quando foram registrados 302 atendimentos. Em 2013, não houve, porém, uma operação especial para acompanhar o evento. A maior parte das reclamações recebidas neste ano se concentrou em três empresas: B2W (Americanas.com, Submarino e Shoptime), Saraiva, e Nova Pontocom (Pontofrio.com.br, casasbahia.com.br, e extra.com.br). Durante a operação montada pelo Procon, os principais problemas relatados pelos consumidores foram, foram sites intermitentes (falha na página), produto ou serviço anunciado indisponível e mudança de preço na hora de finalizar a compra.

Procurada a B2W, não se pronunciou sobre as informações divulgadas pelo Procon. A Saraiva informou que ainda não foi notificada oficialmente sobre o assunto e por isso preferiu não se manifestar sobre as irregularidades apontadas. Em nota, a empresa afirma que “reforça que tem por missão garantir a melhor experiência do consumidor que busca cultura, entretenimento e informação, e que o primeiro de seus valores é o atendimento com busca na excelência dos serviços prestados”.

A Cnova, empresa formada pela união da Nova Pontocom e Cdiscount, informa que tomou conhecimento pela imprensa a respeito do ranking divulgado pelo órgão. “A companhia recebeu a notícia com surpresa, já que até as 14h do dia 28 de novembro recebeu, se somadas todas as marcas operadas pela Cnova, 24 reclamações do órgão a respeito do tema.”

Segundo a empresa, desde o início da Black Friday, não foram apresentados problemas técnicos em relação aos sites da companhia: Extra.com.br, CasasBahia.com.br, Pontofrio.com, Barateiro.com.br e Cdiscount.com.br. “Para manter a transparência com os consumidores, as lojas online facilitaram a identificação dos itens promocionais da data por intermédio do selo Black Friday. A empresa também mantém a Central de Relacionamento com o cliente ativa por 24 horas durante da Black Friday, por meio do telefone do SAC (Serviço de Atendimento ao Consumidor), redes sociais e chat. Os sites Cnova pautam suas ações de acordo com a lei e com premissas que asseguram os direitos e o bom atendimento aos consumidores, portanto mantém uma relação de diálogo com o Procon-SP. Por isso, está em contato com o órgão para entender os critérios adotados no ranking”, afirma a empresa em nota.

Fonte: Folha Press

12:41 · 28.11.2014 / atualizado às 12:43 · 28.11.2014 por

NegociosSexta-feira é dia de azar? Para os consumidores do mundo inteiro, a famosa Black Friday é a data esperada para quem deseja comprar em liquidação e até pode ser azarenta, mas só para aqueles que não conseguirem garantir seus utensílios.

Famosa por descontos gigantescos, a data foi criada nos Estados Unidos como alternativa para os comerciantes que desejassem desocupar seus armazéns e iniciar a venda dos produtos de versão mais atualizada (a prática que é conhecida popularmente como “queima de estoque”). Atualmente, a Black Friday chega a distribuir em seus itens de 20% à 70% de descontos e os clientes chegam a esperar 12h, ou mais, em filas.

No Brasil, a sexta-feira mais famosa do comércio parece não impactar tanto. Apesar da expectativa, alguns consumidores reclamam que os e-commerces não suportam os acessos impossibilitando a compra, as lojas apresentam descontos baixos ou até chegam a subir os preços uma semana antes da data para dar aos clientes uma idéia falsa de promoção.

Para ajudar a solucionar os problemas dos consumidores, o Orgão de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) de Fortaleza montou um esquema de plantão. Ele funcionará por 24h desde às 0h desta sexta-feira (28) até domingo (30) recebendo denúncias via internet e telefone.

Entretanto, apesar das poucas horas em vigor, a Black Friday já registrou mais de 1.500 reclamações em alguns sites virtuais como Reclame Aqui. As lojas virtuais Submarino, Americanas.com e Saraiva encabeçam a lista das mais reclamadas.

Para a coordenadora geral do Procon Fortaleza, Cláudia Santos, o grande número de reclamações se deve a alguns estabelecimentos agirem de má fé e se utilizarem de propagandas enganosas para envolver o consumidor.

“Alguns pontos de venda aumentaram os preços dos produtos nas últimas semanas e baixaram hoje. Na verdade, trocaram seis por meia dúzia e isso mancha um dia que seria vantajoso se fosse realmente aproveitado pelos vendedores”, afirma.

Porém, para Cláudia, a “ineficácia” da Black Friday não pode ser creditada apenas às lojas. Os clientes que pesquisarem com antecedência e tiverem um domínio maior sobre os valores reias de mercado conseguirão obter os melhores descontos.

“É preciso pesquisar para obter os melhores preços. Desde o início da semana, nós do Procon, estamos fazendo a coleta dos valores e tentando ajudar os consumidores a se livrar das fraudes”, afirma.

Confira entrevista com Cláudia Santos:

11:43 · 20.11.2014 / atualizado às 11:43 · 20.11.2014 por
applefraude
O falso perfil da Apple já tinha mais de 39 mil seguidores Foto: Reprodução/Instagram

Black Friday é uma data muito esperada pelos consumidores de e-commerce no mundo e é uma ótima oportunidade para comprar barato nas principais lojas virtuais. A expectativa para os descontos disponibilizados na data acabou gerando, nas redes sociais, falsas promoções. As lojas eram de diversos departamentos, desde produtos de tecnologia até supermercados.

Os perfis criados no Instagram ofereciam gift cards, cartões de descontos e presentes, aos seguidores. Para isso, o usuário deveria seguir o suposto perfil da loja e compartilhar um printscreen em sua própria conta para divulgar aos seus amigos.

Muitos consumidores compartilharam as imagens, entretanto os descontos geraram desconfianças, pois as páginas oficiais das lojas não continham nenhuma informação sobre a aparente promoção e os cartões de presentes eram de valores exorbitantes.

Algumas marcas como Submarino e Netshoes informaram em suas contas oficiais que outros perfis não são reconhecidos pelas empresas. Usuários como os da Amazon e Mac já foram desativados da rede.

Veja a galeria de imagens com algumas marcas:

 

12:35 · 14.11.2014 / atualizado às 13:19 · 14.11.2014 por

Screenshot 2014-11-11 at 3.03.14 PMO mês da primeira parcela do 13º parece cheio de armadilhas para gastarmos. E o Google, através da sua loja Google Play, está dando sua parcela de contribuição. Foi feito nesta sexta-feira, 14, o anúncio do lançamento dos cartões de vales-presentes nos valores de R$ 30, R$ 50 e R$ 100.

Os cartões dão direito aos usuários comprarem os ítens disponíveis na plataforma de entretenimento do Google como filmes, livros, apps e games, entre outros, sem a necessidade de usar o cartão de crédito.

De acordo com release enviado pelo Google, os vales-presente estarão disponíveis em quase todo o País e poderão ser encontrados nas lojas de grandes varejistas como Lojas Americanas, Hipermercado Extra, Supermercado Extra, Mini mercado Extra, Pão de Açúcar, Ponto Frio, Walmart, BIG, Hiper Bompreço, Bompreço, Saraiva e Sam’s Club.

Ainda de acordo com o comunicado, estas redes já iniciaram o processo de distribuição e, em lojas pelo Brasil, já poderemos encontrar os vales-presentes da Google Play.