Busca

Tag: festival


09:17 · 04.09.2017 / atualizado às 09:17 · 04.09.2017 por
Foto: Divulgação

A banda BaianaSystem retorna a Fortaleza em dezembro para se apresentar no Selvagem Artmix Festival, novo festival de música na Capital. A atração foi a primeira banda confirmada no line-up do evento, que será realizado dia 02 de dezembro, em local ainda a ser divulgado, bem como os valores e pontos de vendas de ingressos. A banda baiana já havia se apresentado em Fortaleza neste ano, como uma das atrações principais do Maloca Dragão 2017.

BaianaSystem é um dos principais nomes de um movimento independente que busca ressignificar a sonoridade da música urbana produzida na Bahia. Sob a influência dos sound systems, o grupo se utiliza do conceito de sistema como forma de amplificar não só o som, mas principalmente a essência das tradições populares.

Em fevereiro, o grupo lançou a faixa/clipe “Invisível”, novo trabalho que surge após quase um ano do lançamento do premiado disco “Duas Cidades”. Em dezembro passado, fez sucesso com “Forasteiro”, faixa que tem a força dos beats de Mahal Pita e faz o público delirar quando toca em shows. Outro sucesso aclamado pelos fãs é a música “Playsom”, que dá nome a este blog.

A banda também é um dos destaques do Rock in Rio 2017, no palco Sunset, dia 22 de setembro.

Selvagem Artmix Festival
Facebook: https://www.facebook.com/SelvagemArtmixFestival/
Instagram: @selvagemartmixfestival

 

18:09 · 31.08.2017 / atualizado às 18:11 · 31.08.2017 por

 

Crédito: Fotomontagem

O festival Ponto.CE divulgou hoje seu line up completo. O evento, que acontece nos dias 3, 4, 5, 10 e 18 de novembro em Fortaleza., terá 29 shows e três palcos: Anfiteatro do Dragão do Mar, Let’s Go e Biruta. Na programação: Accept, Planet Hemp, Ego Kill Talent, Korzus, Devotos, Vanguart, Vivendo do Ócio, Medulla, Far From Alaska e muito mais. No primeiro fim de semana, dos dias 3, 4 e 5, as apresentações começam no Anfiteatro e, quando terminam, começam as do Let’s Go. Os dias 10 e 18 são na Biruta.

A entrada para cada dia e cada é vendida separadamente, e todas já podem ser compradas a partir do dia 1º de setembro nas lojas Kangaço e Pranchão e pelo site Ingressando.com.br.

Veja abaixo a programação completa do festival:

Sexta-feira, 3 de novembro

– Anfiteatro

Lutherking (Pacatuba)

Procurando Kalu (Sobral)

Vanguart (MT)

Mafalda Morfina (CE)

– Let’s Go

Vivendo Do Ócio (BA)

+ 2 bandas a confirmar

Sábado, 4 de novembro

– Anfiteatro

Neto Inácio & Alma Perdida (Quixadá)

Dot Legacy (França)

Trampa (DF)

Devotos (PE)

– Let’s Go

Kilotones (SP)

Ego Kill Talent (SP)

Alf Sá (DF)

+ 1 banda a confirmar

Domingo, 5 de novembro

– Anfiteatro

Nafandus (CE)

Rivera (CE)

Medulla (RJ)

Far From Alaska (RN)

Sexta, 10 de novembro

– Biruta

Accept (Alemanha)

Korzus (SP)

The Knickers (CE)

Megahertz (PI)

In No Sense (CE)

Hostile Inc. (CE)

Sábado, 18 de novembro

– Biruta

Planet Hemp (RJ)

Drena (RJ)

+ 3 bandas a confirmar

Serviço:

XI Festival Ponto.CE

Dias 3, 4 e 5 de novembro no Anfiteatro do Dragão do Mar e Let’s Go

Dias 10 e 18 de novembro na barraca Biruta

20:26 · 28.08.2017 / atualizado às 17:35 · 30.08.2017 por
Foto: Divulgação

A quarta edição do festival de música “Nova Metropole Rock Day” realizado no último sábado (26/08), na Praça do Cabral, no município de Caucaia, acabou em confusão. As apresentações das bandas foram interrompidas pela Polícia Militar, já na metade da programação, mais precisamente durante o show da banda cearense The Knickers, com o argumento de que faltava a documentação obrigatória exigida pelo Corpo de Bombeiro para eventos.

Segundo a banda The Kinickers, a organização do evento desmente a falta da documentação exigida e afirma que o festival e o público foi discriminado por ter sido uma edição especial com bandas femininas e um evento de rock. Em postagem na sua fanpage, o grupo destaca que a polícia militar ameaçou confiscar os instrumentos musicais caso o evento continuasse.

“Coincidência ou não, aconteceu que essa “trupe” chegou desligando o som falando em decibéis, e os organizadores do festival estavam com todos os documentos para resguardar, mas eles mesmo assim argumentaram que o palco não tinha extintor de incêndio, entre outros pretextos. Mãos atadas foi o sentimento do momento. Ouvimos que eles poderiam confiscar nossos equipamentos e toda a estrutura de som do festival. Ficamos tristes por não termos tocado, mas fortalecidas nos nossos princípios de luta. Agradecemos a organização do Nosso Som e toda população que compareceu ao evento. Esperamos voltar em breve levando nossas músicas de empoderamento feminino”, destaca o texto.

O relato aponta ainda que o motivo do cancelamento do festival foi a perseguição ao evento e às bandas de rock. “Nós sabemos o quanto festivais de rock sempre foram perseguidos, a lei do silêncio não prevalece sobre todos os estilos, para quem organiza festivais sabe muito bem do que estamos falando. Moradores da área comentaram que sempre tem outros estilos de festas na praça que causam transtornos até 3h da madrugada e não acontece nada”.

Resposta

Por meio de nota, a Prefeitura de Caucaia confirmou o episódio. “ Durante fiscalização de rotina realizada por diversos órgãos, incluindo o Instituto de Meio Ambiente do Município de Caucaia (IMAC), foi constatado que o volume do som do evento no qual a banda The Knickers participava estava acima dos decibéis permitidos. Mas isso, por si só, não seria suficiente para encerrar a festa, porém eles estavam sem algumas documentações necessárias”.

Já o comandante do 12º Batalhão de Polícia Militar, tenente-coronel Giovane Martins, afirma que não houve discriminação de gênero ou estilo musicas. “Nós apenas seguimos a lei, já que eles não apresentaram o certificado de conformidade dos Bombeiros, apenas o alvará da festa expedido pela Prefeitura”, aponta.

Veja abaixo vídeo e relato postado pela banda The Knickers sobre o episódio:

O festival também enviou nota sobre o acontecido no último sábado. Veja abaixo na íntegra:

No último sábado, 26, o bairro Nova Metrópole, em Caucaia, recebeu o Nova Metrópole Rock Day, que, em sua quarta edição, recebia o subtítulo de ‘A Gosto Delas’, recebendo apenas bandas com frontwoman, como forma de homenagearmos as mulheres e tonificarmos a força delas.
O festival, organizado pelo Projeto Nosso Som CE, corria bem e já havia apresentado quatro das cinco bandas anunciadas – passaram pelo palco as bandas Síncope, Conturbo, Pulso de Marte e Corja. Quando a última atração da noite, a banda The Knickers, preparava-se para subir ao palco, fomos abordado por agentes da Polícia Militas e do Corpo de Bombeiros, além pessoas ligadas ao Instituto do Meio Ambiente do Município de Caucaia (Imac).
Como já acontecera em todas as outras edições, toda a documentação necessária para a realização do evento havia sido providenciada, no entanto o público presente nesse festival foi bem superior ao dos outros e superou bastante nossas expectativas, o que tornou necessários mais um documento e processos exigidos pelos Bombeiros, importantes para a segurança das bandas, organizadores e público. Por isso, foi gentilmente solicitado a interrupção IV Nova Metrópole Rock Day.
É importante ressaltar a gentileza dos envolvidos na operação, Polícia, Bombeiros e Imac, que foram muito educados, respeitosos e didáticos quanto aos procedimentos que devemos seguir nos próximos eventos. Importante destacar também que, em momento algum houve qualquer discriminação, seja por tratar-se de um evento roqueiro ou, menos ainda, por envolver mulheres. A operação sequer era direcionada especificamente ao evento; ela fiscalizava todos os estabelecimentos da região.
Pedimos desculpas ao público e às bandas. Temos total consciência da nossa falha, pois não atentamos para o crescimento do projeto. Garantimos que tudo servirá de aprendizado e para melhorarmos ainda mais essa festa, que integra toda a comunidade e mostra que o Rock também merece espaço e que há muita qualidade dentro desse gênero, no Ceará.
Por fim, agradecemos à Prefeitura de Caucaia, ao Imac, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, bandas, apoiadores e, principalmente, ao público. Nos encontraremos em breve com muitas novidades e o melhor do rock cearense. Até logo!
Sobre o projeto
O NOSSO SOM CE busca levar música gratuita para o público através de shows mensais em praças e espaços públicos, tendo como objetivo principal apresentar o trabalho musical de artistas e bandas locais, que, por muitas vezes, passam despercebidos por falta de espaço ou oportunidade. O projeto procura, também, incentivar a inserção dos jovens no meio cultural, musical e artístico do cenário local.

15:36 · 28.08.2017 / atualizado às 15:36 · 28.08.2017 por
Foto: Divulgação

O festival Ponto.CE confirmou em seu line up a banda Far From Alaska, que se apresenta no dia 05 de novembro, data extra do evento, em Fortaleza. Os potiguares lançaram recentemente seu novo disco Unlikely, gravado em Ashland, Oregon, nos EUA, que contou com a produção da renomada Sylvia MassySylvia. Além deles, as bandas cearenses Nafandus e Projeto Rivera dividirão o palco no mesmo dia do festival.

Além do Far From Alaska, Korzus, Accept, Planet Hemp, Devotos, Ego Kill Talent, Vanguart e Vivendo do Ócio já estão confirmados na programação oficial do Ponto.CE. Entre as bandas cearenses, estão escaladas Lutherking (Pacatuba), Neto Inácio & a Alma Perdida (Quixadá) e Procurando Kalu (Sobral).

O Ponto.CE acontece nos dias 3, 4 6, 10 e 18 de novembro em Fortaleza. No primeiro fim de semana, o festival repete o formato com shows no Anfiteatro do Dragão do Mar e nas casas Berlinda e Let’s Go. A festa continua em mais dois dias na barraca Biruta.

13:48 · 07.08.2017 / atualizado às 13:50 · 07.08.2017 por
Foto: I Hate Flash

O Rock in Rio abrirá nesta terça-feira (08/08), a partir das 19h, uma venda extraordinária de ingressos para o festival, que acontece de 15 a 17 e de 21 a 24 de setembro. A nova venda acontecerá porque nem todos que fecharam a compra de ingressos para o festival, em abril, através de boleto bancário, efetuaram o pagamento da fatura. Neste caso, a compra foi cancelada. A venda extra terá um número limitado de ingressos por dia.

Para efetuar a compra, é preciso acessar rockinrio.ingresso.com a partir das 19h do dia 08 de agosto. A quantidade de ingressos é limitada ao estoque existente e o valor será o mesmo praticado na venda oficial: R$ 455,00 (inteira) e R$ 227,50 (meia).

É mais uma chance para você que é fã de bandas como Maroon 5, Aerosmith, Guns n’roses, Red Hot Chili Peppers, The Who, Bon Jovi, entre outras, e ainda não garantiu seu ingresso!

12:52 · 03.08.2017 / atualizado às 12:53 · 03.08.2017 por
Crédito: Felipe Ludovice

O Festival Ponto CE confirmou, nesta quinta-feira (03), a banda cuiabana Vanguart no line up do evento, que acontece nos dias 3, 4, 10 e 18 de novembro, em Fortaleza. A banda se junta ao Vivendo do Ócio, Ego Kill Talent e Planet Hemp, que também já estão confirmados na programação oficial do festival. Entre as bandas cearenses, já estão escaladas Lutherking (Pacatuba), Neto Inácio & a Alma Perdida (Quixadá) e Procurando Kalu (Sobral).

Sobre o Vanguart 

Em 2007, uma banda saída de Cuiabá, totalmente fora do eixo Rio-São Paulo, ganhava os holofotes. Vanguart, comandada por Hélio Flanders, impressionou o cenário independente nacional com um álbum de estreia autointitulado, folk com pegada rock and roll, um som que bebia diretamente da fonte de nomes como Bob Dylan e chegava para influenciar outros artistas da mesma geração, como Mallu Magalhães, Tiê e Thiago Pethit.

Hoje com 10 anos de carreira, quatro discos de estúdio e dois registros ao vivo, o Vanguart volta à cena depois de quatro anos sem inéditas para retomar o posto de uma das bandas mais influentes do independente brasileiro. “Beijo Estranho”, o mais novo álbum do grupo, é lançado pela Deck e considerado o mais maduro da carreira, o mais bem arranjado, o mais bem tocado, o mais bem cantado.

A turnê de lançamento já começou e passa por Fortaleza em novembro, durante o Festival Ponto.CE. O último show do Vanguart por aqui aconteceu em 2014, com o repertório de “Muito Mais que o Amor”.

O XI Festival Ponto.CE

O Ponto.CE acontece nos dias 3, 4, 10 e 18 de novembro em Fortaleza. No primeiro fim de semana, o festival repete o formato e o sucesso de 2016 com shows no Anfiteatro do Dragão do Mar e nas casas Berlinda e Let’s Go. A festa continua em mais dois dias na barraca Biruta.

Serviço: 

Festival Ponto.CE XI

Dias 3 e 4 de novembro no Dragão do Mar, Berlinda e Let’s Go

Dias 10 e 18 de novembro na barraca Biruta

03:08 · 13.07.2017 / atualizado às 03:15 · 13.07.2017 por

A banda paulistana Ego Kill Talent é a segunda atração anunciada pelo Ponto.CE 2017, que acontece nos dias 3, 4, 10 e 18 de novembro, em Fortaleza,  e contará com palcos no Anfiteatro do Dragão do Mar, Berlinda, Let’s Go e Biruta. A banda que se junta ao Planet Hemp, primeiro nome divulgado pelo festival, realizará sua primeira apresentação na capital cearense.

Os membros da EKT: Theo van der Loo (guitarra/ baixo), Niper Boaventura (guitarra/baixo), Jonathan Correa (vocal), Raphael Miranda (bateria/baixo) e Jean Dolabella (bateria/guitarra);  são figurinhas carimbadas do rock nacional e já fizeram parte de bandas importantes como Sepultura, Reação em Cadeia, Diesel/Udora, Pulldown e Sayowa.

O quinteto de stoner rock tocou no Lollapalooza 2016 e é presença confirmada no Rock in Rio 2017. A banda também já atuou no Festival Maximus no Brasil, ao lado de Rammstein, Marilyn Manson, Disturbed, entre outros. Internacionalmente a EKT está sendo representada pelo agente americano Ian Fintak, da ICM Partners, que está organizando datas de turnê nos EUA e na Europa, onde os caras fizeram shows recentemente,  entre eles, no festival francês Download Festival.

Origem

O nome Ego Kill Talent é uma versão curta em inglês da expressão popular “muito ego vai matar seu talento”, que convida para uma reflexão do ego, um ingrediente comum no universo artístico. Seguindo essa ideia de desconstruir o ego, os membros da banda alternam nos instrumentos e juntam todas as músicas do grupo, concentrando-se em uma identidade coletiva em oposição aos talentos individuais de cada um.

A Ego Kill Talent nasceu em dezembro de 2014, em São Paulo,  no Family Mob Studios,  onde gravaram o material que foi lançado em uma série de 3 EPs,  com o produtor americano Steve Evetts, que trabalhou com artistas como The Cure e Sepultura. O material dos EPs foi compilado e deu vida ao homônimo primeiro álbum da banda, lançado em janeiro de 2017, que tem como destaque as faixas “Sublimated”, “Still Here” e “We All”.

Novos anúncios

Outros nomes já foram escalados para a programação do Ponto.CE deste ano, mas o anúncio delas para os fãs vai acontecer de forma diferente. Toda quinta-feira até o dia 2 de novembro, um novo artista vai ser divulgado pelas redes sociais do festival (facebook.com/PontoCE e Instagram @pontoce), em um canal direto com o público.

Serviço

Festival Ponto.CE XI

Dias 3 e 4 de novembro no Dragão do Mar, Berlinda e Let’s Go

Dias 10 e 18 de novembro na barraca Biruta

Bandas confirmadas: Planet Hemp e Ego Kill Talent

00:10 · 05.07.2017 / atualizado às 00:44 · 05.07.2017 por


Um dos nomes mais quentes do momento na música pop brasileira, Pabllo Vittar, se apresentará em Fortaleza, dia 02 de dezembro, no Centro de Eventos do Ceará, ao lado da Banda Uó, no festival Pisa Menos, que aconteceria no dia 15 de julho, mas que por motivos de logística, segundo a produção, foi adiado. Os ingressos variam de R$ 30,00 até R$ 140,00 e podem ser adquiridos no site sympla.com.br. A realização do festival é da Cookie Brilha e Planner Eventos.

Pabblo Vittar causou alvoroço nas redes sociais nas últimas semanas durante a gravação do clipe de “Sua cara”, gravado em Marrocos, parceria com Anitta e Major Lazer. Segundo o jornal Extra, a drag queen maranhense, de 22 anos, está com agenda lotada até o final do ano e vem cobrando R$ 40 mil de cachê.

A cantora maranhense ganhou notoriedade com o videoclipe de “Open Bar”, uma versão em português de “Lean On”, do Major Lazer. Em 2016 estreou em TV aberta como cantora do programa “Amor e Sexo”, na Globo. Hoje suas visualizações e plays somam mais de 50 milhões. Ela teve ainda,  uma das músicas mais executadas durante o carnaval com “Todo dia” e atualmente vem conquistando as rádios do País com o hit “K.O”.

Troca de ingressos

Além da opção do reembolso, o público que comprou ingresso antecipadamente do festival poderá trocá-lo por um novo, no mesmo setor, para o show da cantora Pablo Vittar e Banda Uó. Já que os fãs que compraram o ingresso Meet & Greet, do evento adiado, terá direito a foto apenas com a Banda Uó. A data limite para a solicitação do reembolso segundo a produção do evento é 15 de julho.

Para mais informações, basta enviar um e-mail para festivalpisamenos@gmail.com ou entrar em contato pelos números (85) 9 9928.2030 / (85) 9 9643.5431.

Confirme a presença no festival aqui.

23:42 · 27.06.2017 / atualizado às 23:42 · 27.06.2017 por

 

Uma nova Cidade do Rock está sendo erguida para receber a sétima edição brasileira do Rock in Rio. Além do novo endereço e dos novos palcos e atrações, a organização do festival trará uma série de inovações para encantar o público que lotará o evento durante seus sete dias. O novo espetáculo pirotécnico está entre as novidades. Serão 4,5 toneladas de fogos, que correspondem a 16 mil artefatos, lançados três vezes ao dia, durante os sete dias de evento.

Projetado pela Vision Show exclusivamente para o Rock in Rio, o show de fogos acontecerá na abertura dos portões, na abertura e no encerramento do Palco Mundo. Os fogos serão disparados de onze pontos sobre o palco, e também de sete balsas. O espetáculo pirotécnico do Rock in Rio será sincronizado com um show de luz, áudio e efeitos especiais e cobrirá um raio de 500 metros, podendo ser visto de vários pontos da Cidade do Rock e de outras áreas do entorno.

“Estamos considerando a queima de fogos como mais uma atração do Rock in Rio, assim como os shows, os brinquedos e os drones. A operação para que o espetáculo pirotécnico aconteça é grandiosa e chega a durar 30 dias entre montagem, execução e desmontagem”, conta Ricardo Acto, vice-presidente de operações do evento. Segundo ele, todo o comando técnico da queima de fogos será feito utilizando uma moderna tecnologia, via rádio frequência, que vai monitorar e acionar cada um dos 18 pontos de fogos à distância.

“Além das sete balsas, serão utilizadas lanchas rápidas, tubos de fibra para acoplamento, equipamento eletrônico para gerenciamento dos disparos, maquinários como muques e lança articulada para montagem e desmontagem e uma equipe de dez pessoas, formada por pirotécnicos e profissionais da área naval”.