Busca

Tag: festival


03:08 · 13.07.2017 / atualizado às 03:15 · 13.07.2017 por

A banda paulistana Ego Kill Talent é a segunda atração anunciada pelo Ponto.CE 2017, que acontece nos dias 3, 4, 10 e 18 de novembro, em Fortaleza,  e contará com palcos no Anfiteatro do Dragão do Mar, Berlinda, Let’s Go e Biruta. A banda que se junta ao Planet Hemp, primeiro nome divulgado pelo festival, realizará sua primeira apresentação na capital cearense.

Os membros da EKT: Theo van der Loo (guitarra/ baixo), Niper Boaventura (guitarra/baixo), Jonathan Correa (vocal), Raphael Miranda (bateria/baixo) e Jean Dolabella (bateria/guitarra);  são figurinhas carimbadas do rock nacional e já fizeram parte de bandas importantes como Sepultura, Reação em Cadeia, Diesel/Udora, Pulldown e Sayowa.

O quinteto de stoner rock tocou no Lollapalooza 2016 e é presença confirmada no Rock in Rio 2017. A banda também já atuou no Festival Maximus no Brasil, ao lado de Rammstein, Marilyn Manson, Disturbed, entre outros. Internacionalmente a EKT está sendo representada pelo agente americano Ian Fintak, da ICM Partners, que está organizando datas de turnê nos EUA e na Europa, onde os caras fizeram shows recentemente,  entre eles, no festival francês Download Festival.

Origem

O nome Ego Kill Talent é uma versão curta em inglês da expressão popular “muito ego vai matar seu talento”, que convida para uma reflexão do ego, um ingrediente comum no universo artístico. Seguindo essa ideia de desconstruir o ego, os membros da banda alternam nos instrumentos e juntam todas as músicas do grupo, concentrando-se em uma identidade coletiva em oposição aos talentos individuais de cada um.

A Ego Kill Talent nasceu em dezembro de 2014, em São Paulo,  no Family Mob Studios,  onde gravaram o material que foi lançado em uma série de 3 EPs,  com o produtor americano Steve Evetts, que trabalhou com artistas como The Cure e Sepultura. O material dos EPs foi compilado e deu vida ao homônimo primeiro álbum da banda, lançado em janeiro de 2017, que tem como destaque as faixas “Sublimated”, “Still Here” e “We All”.

Novos anúncios

Outros nomes já foram escalados para a programação do Ponto.CE deste ano, mas o anúncio delas para os fãs vai acontecer de forma diferente. Toda quinta-feira até o dia 2 de novembro, um novo artista vai ser divulgado pelas redes sociais do festival (facebook.com/PontoCE e Instagram @pontoce), em um canal direto com o público.

Serviço

Festival Ponto.CE XI

Dias 3 e 4 de novembro no Dragão do Mar, Berlinda e Let’s Go

Dias 10 e 18 de novembro na barraca Biruta

Bandas confirmadas: Planet Hemp e Ego Kill Talent

00:10 · 05.07.2017 / atualizado às 00:44 · 05.07.2017 por


Um dos nomes mais quentes do momento na música pop brasileira, Pabllo Vittar, se apresentará em Fortaleza, dia 02 de dezembro, no Centro de Eventos do Ceará, ao lado da Banda Uó, no festival Pisa Menos, que aconteceria no dia 15 de julho, mas que por motivos de logística, segundo a produção, foi adiado. Os ingressos variam de R$ 30,00 até R$ 140,00 e podem ser adquiridos no site sympla.com.br. A realização do festival é da Cookie Brilha e Planner Eventos.

Pabblo Vittar causou alvoroço nas redes sociais nas últimas semanas durante a gravação do clipe de “Sua cara”, gravado em Marrocos, parceria com Anitta e Major Lazer. Segundo o jornal Extra, a drag queen maranhense, de 22 anos, está com agenda lotada até o final do ano e vem cobrando R$ 40 mil de cachê.

A cantora maranhense ganhou notoriedade com o videoclipe de “Open Bar”, uma versão em português de “Lean On”, do Major Lazer. Em 2016 estreou em TV aberta como cantora do programa “Amor e Sexo”, na Globo. Hoje suas visualizações e plays somam mais de 50 milhões. Ela teve ainda,  uma das músicas mais executadas durante o carnaval com “Todo dia” e atualmente vem conquistando as rádios do País com o hit “K.O”.

Troca de ingressos

Além da opção do reembolso, o público que comprou ingresso antecipadamente do festival poderá trocá-lo por um novo, no mesmo setor, para o show da cantora Pablo Vittar e Banda Uó. Já que os fãs que compraram o ingresso Meet & Greet, do evento adiado, terá direito a foto apenas com a Banda Uó. A data limite para a solicitação do reembolso segundo a produção do evento é 15 de julho.

Para mais informações, basta enviar um e-mail para festivalpisamenos@gmail.com ou entrar em contato pelos números (85) 9 9928.2030 / (85) 9 9643.5431.

Confirme a presença no festival aqui.

23:42 · 27.06.2017 / atualizado às 23:42 · 27.06.2017 por

 

Uma nova Cidade do Rock está sendo erguida para receber a sétima edição brasileira do Rock in Rio. Além do novo endereço e dos novos palcos e atrações, a organização do festival trará uma série de inovações para encantar o público que lotará o evento durante seus sete dias. O novo espetáculo pirotécnico está entre as novidades. Serão 4,5 toneladas de fogos, que correspondem a 16 mil artefatos, lançados três vezes ao dia, durante os sete dias de evento.

Projetado pela Vision Show exclusivamente para o Rock in Rio, o show de fogos acontecerá na abertura dos portões, na abertura e no encerramento do Palco Mundo. Os fogos serão disparados de onze pontos sobre o palco, e também de sete balsas. O espetáculo pirotécnico do Rock in Rio será sincronizado com um show de luz, áudio e efeitos especiais e cobrirá um raio de 500 metros, podendo ser visto de vários pontos da Cidade do Rock e de outras áreas do entorno.

“Estamos considerando a queima de fogos como mais uma atração do Rock in Rio, assim como os shows, os brinquedos e os drones. A operação para que o espetáculo pirotécnico aconteça é grandiosa e chega a durar 30 dias entre montagem, execução e desmontagem”, conta Ricardo Acto, vice-presidente de operações do evento. Segundo ele, todo o comando técnico da queima de fogos será feito utilizando uma moderna tecnologia, via rádio frequência, que vai monitorar e acionar cada um dos 18 pontos de fogos à distância.

“Além das sete balsas, serão utilizadas lanchas rápidas, tubos de fibra para acoplamento, equipamento eletrônico para gerenciamento dos disparos, maquinários como muques e lança articulada para montagem e desmontagem e uma equipe de dez pessoas, formada por pirotécnicos e profissionais da área naval”.