Busca

Tag: fortaleza


19:50 · 14.11.2017 / atualizado às 20:05 · 14.11.2017 por
Foto: Divulgação

A apresentação da banda Planet Hemp no Festival Ponto.CE no próximo dia 18 de novembro, em Fortaleza, foi cancelada. Segundo a produção do evento, a atração foi fechada com a logística rachada com o Recicle Rock Festival, de Recife, para viabilizar os custos de realização. No entanto, a produção pernambucana anunciou o cancelamento do show “por motivo de força maior”. Na última sexta-feira (10/11), o festival cearense já havia passado por uma outra baixa com o cancelamento do “dia do metal”,  após problemas com a companhia aérea Avianca, que teria como destaque a banda alemã Accept e os paulistas do Korzus.

“Com o cancelamento do show de Recife, ficou inviável a vinda da banda só para Fortaleza na ocasião, mas uma nova data está sendo negociada com o Planet Hemp e será informada em breve”, destaca a nota enviada pelo evento.

A última noite do Ponto.CE continua com outros oito shows, no estacionamento da Praça Verde. Os fãs de Supercombo (ES), Braza (RJ) e Drenna (RJ) ainda vão poder conferir as bandas, além das apresentações de Ghetto Roots (CE), CID (CE), Carranca (RJ), Canto Cego (RJ), Rocca Vegas (CE), e dos DJs Felipe BK e Giby The Comics.

O Festival Ponto.CE informa que o público que comprou o ingresso especificamente para ver o Planet Hemp não será prejudicado. Em até 20 dias, será designada data para informar o procedimento de devolução do valor dos ingressos. Quem comprou ingresso para camarote e ainda quiser participar do festival participará do Meet & Greet com as bandas e receberá um voucher para o bar no valor de R$ 20.

Programação para sábado (18):

– Ghetto Roots (CE)
– Canto Cego (RJ)
– CID (CE)
– Drenna (RJ)
– Carranca (RJ)
– Rocca Vegas (CE)
– Supercombo (ES)
– Braza (RJ)

DJs Felipe BK e Giby The Comics tocam nos intervalos das bandas

Serviço XI Festival Ponto.CE
Dia 18 de novembro, no estacionamento da Praça Verde do Dragão do Mar
Abertura dos portões: 18 horas
Ingressos: R$ 50 (meia), R$ 60 (inteira social, com 2kg de alimento não-perecível), R$ 100 (inteira)
Ingressos antecipados à venda nas lojas Pranchão, Kangaço e pelo site Ingressando.com.br
Outras informações: 3063 6014

14:43 · 11.11.2017 / atualizado às 14:43 · 11.11.2017 por
Foto: Divulgação

A organização do festival de música Ponto.CE anunciou a mudança de local do último final de semana do evento, que aconteceria na Biruta, dia 18 de novembro, com as bandas Planet Hemp, Braza, Supercombo, entre outras atrações. Agora, elas se apresentarão na Praça Verde do Dragão do Mar.

A mudança teria sido feita, após pedido dos fãs nas redes sociais. Segundo a produção do evento, a troca não tem nenhuma ligação com o cancelamento dos shows das bandas que aconteceriam nesta sexta-feira (10), no “dia do metal”; entre elas: a alemã Accept e a paulista Korzus. O avião que traria as bandas sofreu pane e, consequentemente, atrasou a chegada dos músicos em Fortaleza, o que acabou inviabilizando a realização do evento.

Em nota divulgada na página oficial do evento no Facebook, o Ponto.CE informou que as bandas viajariam juntas de São Paulo para Fortaleza no voo nº 6390 da aérea Avianca, com saída prevista para às 11h e chegada às 13h50, horário que permitiria a execução dos shows.

Ainda de acordo com o comunicado, os passageiros conseguiram ainda um voo saindo 19h40 de São Paulo e com chegada às 22h15 à Capital cearense. Porém, este último voo atrasou em cerca de três horas, o que inviabilizaria a ocorrência do espetáculo.

Devolução

A organização destaca ainda que “o público não será prejudicado e será designada data, em até 20 dias, para informar o procedimento de devolução dos ingressos”. Também estavam previstos para esta noite os shows das bandas The Knickers, Hostile Inc. (CE), In No Sense(CE) e Megahertz (PI).

Com o adiamento, os shows que ocorreriam nesta sexta terão nova data ainda não divulgada, pois vai depender da agenda das bandas. O email devolucao.accept@gmail.com foi criado para servir de canal exclusivo de comunicação com os consumidores. Em depoimento também no Facebook, o vocalista da banda Korzus, Marcello Pompeu, e o baterista da Accept, Christopher Williams, deram detalhes do ocorrido. Veja:

Sobre as atrações do último dia de Ponto.CE

Primeira atração anunciada pelo Ponto.CE este ano, o Planet Hemp retomou oficialmente as atividades depois de um período de shows esporádicos e nostálgicos. Em Fortaleza, a última vez da ex-quadrilha da fumaça foi em 2013. Na Praça Verde, além de tocar os sucessos, a banda que agitou a opinião pública e o rock nacional dos anos 90 apresenta novas músicas, ainda mais incisivas que as de 20 anos atrás.

Um dos principais nomes da nova safra do rock nacional, Supercombo é garantia de energia em qualquer line-up. Junto com Braza, foram as bandas independentes mais pedidas pelos fãs do festival. A novidade na programação é a Carranca, que vem do Rio de Janeiro para mostrar seu som antropofágico e com fusão de ritmos.

De Fortaleza, tocam Rocca Vegas – que está excursionando pelo Brasil em pré-lançamento do álbum “Líquido” e divulgando seu novo single, “O.V.N.I” –, CID, cujo balanço conquistou o público local e Guetto Roots, além dos DJs Felipe BK e Giby The Comics.

17:11 · 26.10.2017 / atualizado às 17:11 · 26.10.2017 por

Mart’nália e Paulinho Moska desembarcam em Fortaleza para uma apresentação gratuita juntos, dia 19 de novembro, no estacionamento da lagoa do shopping RioMar Papicu, dentro do projeto RioMar Music Festival. O show, que terá o samba como protagonista do repertório, terá como abertura uma atração local, que ainda será divulgada.

O RioMar Music Festival é um projeto que traz shows gratuitos de grandes nomes da música brasileira. Durante o ano, o festival recebeu Toquinho, Geraldo Azevedo , Erasmo Carlos, Tulipa Ruiz e Marcelo jeneci.

Serviço: 

Data: 19 de novembro, domingo
Horário: show principal às 19h, abertura dos portões às 16h
Local: Estacionamento Aberto da Lagoa do Papicu (Des. Lauro Nogueira, 1500 – Papicu)
Entrada Gratuita
Telefone: 3066-2000

12:29 · 23.10.2017 / atualizado às 12:32 · 23.10.2017 por
Crédito: Felipe Toscano

O festival de música Garage Sounds já tem data para a edição de número três: dia 06 de janeiro de 2018. O evento, traz cerca de 40 bandas em mais de 12 horas de festa. Nesta terceira edição, serão montados quatro palcos na Praça Verde do Dragão do Mar.

O Garage Sounds segue o modelo de festivais americanos e europeus de “rock fair”. Com o line-up ainda para ser anunciado, a organização promete seguir a fórmula de trazer atrações de renome nacional, e dar espaço para as melhores bandas da cidade. Na 2ª edição, o festival contou com nomes conhecidos na música nacional como Fresno; DeadFish; DFC e Dance of Days. 

A pré-venda de ingressos já está disponível pelo site ingressando.com.br e podem ser adquiridos pelo preço especial de lançamento a partir de R$ 35,00. A entrada dá acesso aos quatro palcos e a todos os espaços do evento como a Galeria Garage Sounds, setor onde o púiblico vai encontrar artigos relacionados à cultura do rock. Maiores informações serão publicadas em GarageSounds.com.br e nas redes sociais do evento.

O lado social sempre esteve presente nas edições do Garage Sounds. Mais uma vez, o festival fez parceria com a ONG Abrace, que trabalha na área de proteção animal, com objetivo de estimular a posse responsável de animais domésticos. A entrada social custa – na pré-venda – R$35,00. Ao adquirir este tipo de ingresso o comprador deverá doar na entrada do evento 1 kg de ração ou um livro em bom estado.

SERVIÇO:

Quando: 06 de janeiro de 2018

Horário: 14 horas

Local: Praça Verde do Dragão do Mar

Ingressos:

Meia especial pré-venda: R$ 35,00.

Entrada social pré-venda: R$ 35,00 + doação de 1kg de ração ou um livro em bom estado a ser entregue no dia do evento.

Inteira pré-venda: R$ 70,00.

Informações: 85 9 9868.9843|garagesounds.com.br.

Redes sociais: instagram.com/garagesounds (@garagesounds); www.facebook.com/garagesoundsfestival/.

16:32 · 20.10.2017 / atualizado às 16:38 · 20.10.2017 por
Foto: Moisés Saba

Os fãs órfãos do Ceará Music, que teve sua última edição realizada em 2012, podem ter em breve um bom motivo para comemorar. Segundo Pedro Neto, um dos diretores do festival, há conversas iniciais para que o evento retorne à ativa em 2018. O festival seria em novo formato e o pop rock continuaria como DNA do evento, porém, abriria-se as portas para artistas de outros estilos; assim como outros festivais de música no Brasil já fizeram, entre eles o Rock in Rio e Planeta Atlântida.  As informação foram revelada em entrevista ao blog Playsom, durante em coletiva de imprensa do Villa Mix Fortaleza, que acontece no próximo dia 9 de dezembro, no estacionamento Arena Castelão.

O local do evento, que era realizado no hotel Marina Park e no Mucuripe Club, também seria reavaliado. O Ceará Music durante muito tempo foi considerado um dos maiores festivais de músicas do Brasil. Realizado na maioria das edições entre os meses de outubro e novembro em Fortaleza, o evento conseguia atrair um público de mais de 50 mil pessoas por dia.

Além de atrações musicais nacionais como Paralamas do Sucesso, Biquini Cavadão, CPM 22, Pitty, entre outro nomes do rock brasileiro, o evento também recebeu nomes de peso do cenário internacional, entre eles:  Evanescence, Black Eyed Peas, Simple Plan, Pitbull, The Used,  Mick Hucknall (Simply Red) e muito mais.

E aí, você aprovaria o retorno do festival nesse novo formato?! E qual seria o melhor local para a realização do evento na sua opinião?

Veja a entrevista abaixo:

23:21 · 18.10.2017 / atualizado às 23:21 · 18.10.2017 por
Foto: divulgação

Faltam poucos dias para Moraes Moreira, Baby do Brasil, Pepeu Gomes, Paulinho Boca de Cantor e Luiz Galvão desembarcarem em Fortaleza para show único da turnê “Acabou Chorare – Os Novos Baianos Se Encontram”, na Praça Verde do Dragão do Mar. Os cinco se reencontram e sobem ao palco novamente após anos para cantar sucessos que marcaram a MPB nos anos 1970. Os ingressos podem ser adquiridos na bilheteria oficial no Dragão do Mar (sem taxa de conveniência), Lojas Feitiço e na internet pela Bilheteria Virtual. O show é uma realização Multi Entretenimento e TIME FOR FUN.

Sobre o show 

Moraes Moreira, Baby do Brasil, Pepeu Gomes, Paulinho Boca de Cantor e Luiz Galvão dão voz ao grupo que marcou história na música brasileira e trazem a Fortaleza a turnê mais comentada de 2016, que conta com um repertório marcante, passando por toda a trajetória da banda. Seja na doce voz de Baby, nos solos de guitarra virtuosos de Pepeu, na batida de pandeiro de Paulinho, na levada de violão característica de Moraes ou quem sabe nos poemas únicos do letrista Luiz Galvão, o público de Fortaleza terá uma oportunidade única de conferir um show inédito na cidade.

PONTOS DE VENDAS

Sem taxa de conveniência: Bilheteria do Dragão do Mar

Terça a domingo, a partir das 14h.

Lojas Feitiço

– AV. 13 de Maio, 1157 – Fátima (Segunda a sexta, de 8h às 18h, sábado de 8h30 às 14h)

– AV. Bezerra de Menezes, 283 – São Gerardo (Segunda a sexta, de 8h às 18h30, sábado de 8h30 às 15h).

– AV. Virgílio Távora, 665 – Meireles (Segunda a sexta, de 9h às 20h, sábado de 9h às 19h).

Vendas on-line: www.BilheteriaVirtual.com

SERVIÇO

NOVOS BAIANOS – ACABOU CHORARE OS NOVOS BAIANOS SE ENCONTRAM

Apresentação: Cartão Elo

Realização: Multi Entretenimento e TIME FOR FUN

Data: Sábado, dia 21 de outubro de 2017

Horário abertura de portas: 21h

Local: Praça Verde do Dragão do Mar

Ingressos: De R$60,00 a R$180,00

Classificação etária: 16 anos.

23:13 · 11.10.2017 / atualizado às 23:15 · 11.10.2017 por
Foto: divulgação

O Mundo Unifor, evento que reúne ciência, tecnologia e cultura, em um só espaço, neste ano receberá atrações de peso da música brasileira. Logo na abertura, dia 16 de outubro, o paulista Marcelo Jeneci se apresenta no Praça Central da Biblioteca. Outro nome que promete reunir um grande público é o do ex-titãs, Arnaldo Antunes, que fará uma performance poética no Teatro Celina Queiroz, dia 20 de outubro

Sob a temática “As Artes Do Pensamento Em Tempos de Mudanças”, o Mundo Unifor 2017 traz reflexões pertinentes do cenário brasileiro redimensionadas para discussões globais. O modelo de megaevento prevalece, mas como foco em uma programação mais diversa e maior interdisciplinaridade.

O evento, realizado na Universidade de Fortaleza de 16 a 21 de outubro, tem como público-alvo aqueles que fazem/se interessam pelo cientificismo, reunindo grandes nomes para debater temas contemporâneos. Seu conceito aborda, no entanto, diversas nuances além da ciência, perpassando, ainda, arte, cultura e a inovação em todos os seus espectros.

Veja as principais atrações do evento abaixo:

16/10- Show Marcelo Jeneci
Horário:17h30
Local: Praça Central da Biblioteca

19/10 Palestra Marcia Tiburi
Horário: 19h
Local: Praça Central da Biblioteca

19/10 Palestra Sergio Abranches
Horário: 14h30
Local:Teatro Celina Queiroz

20/10- Performance Poética Arnaldo Antunes
Horário: 16h30
Local: Teatro Celina Queiroz

20/10- Palestra Vladimir Safattle
Horário: 19h
Local: Praça Central da Biblioteca

21/10- Cotardo Calligaris
Horário:10h
Local: Teatro Celina Queiroz

Programação completa: mundo.unifor.br

14:40 · 06.10.2017 / atualizado às 14:41 · 06.10.2017 por
Foto: Divulgação

Com circulação por todo o Brasil, chega a Fortaleza, neste final de semana, o espetáculo “Rio mais Brasil, o nosso musical”. O musical fica em cartaz dias 06 (21h), 07 (21h) e 08/10 (19h), no teatro do Shopping Rio Mar Fortaleza. As vendas de ingressos já foram iniciadas através do site Ingresso Rápido e bilheteria do teatro. Os valores são: Plateia Alta (R$ 50,00 – inteira e R$ 25,00 – meia), Plateia Baixa B (R$ 100,00 – inteira e R$ 50,00 – meia) e Plateia Baixa A (R$ 150,00 – inteira e R$ 75,00 – meia).

Dirigido por Ulisses Cruz e com texto de Renata Mizrahi, a montagem retrata a batalha da produção cultural no Brasil. No elenco, renomados atores como Cris Vianna, Leonardo Vieira, Cláudio Lins, Danilo de Moura e Danilo Mesquita, além de outros 17 atores, cantores, multi-instrumentistas, apresentam composições inéditas e clássicos da história musical do País. O elenco conduz o público a um passeio por cada região do País.

O país de Villa-Lobos, Ary Barroso, Caetano Veloso, Rita Lee, Almir Sater, Tom Zé, Gilberto Gil. Mas também da mulher que carrega a lata d´água na cabeça, do menino que faz samba ou funk no morro ou no asfalto, do índio que dança em sua aldeia, do sertanejo que produz poesia à espera da chuva, da cabocla de jeito mestiço, do guri tri legal. Idealizado por Gustavo Nunes, com direção de Ulysses Cruz e autoria de Renata Mizrahi, ‘Rio mais Brasil, o nosso musical’ mostra um país cheio de musicalidade e contrastes. O povo brasileiro é o protagonista, com sua pluralidade, sua complexidade, seu sincretismo, livre de estereótipos. Uma gente que enverga, mas não quebra. A produção é assinada pela mesma produtora de “Cássia Eller, o musical”,  a Turbilhão de ideias Entretenimento.

‘Rio mais Brasil, o nosso musical’ se passa nos bastidores da realização de um longa-metragem, livremente inspirado na obra ‘O Povo Brasileiro’, de Darcy Ribeiro. O produtor Martin recebe uma verba para criar uma superprodução, mostrando um Brasil jamais visto antes no cinema. Após muito procurar, ele vê suas ideias traduzidas pela cineasta Cris, que propõe mostrar a essência do povo brasileiro através do livro do Darcy Ribeiro, O Povo Brasileiro. E a escolha do elenco deve refletir essa proposta, com pessoas de todo o país, que mostrarão um pouco de suas vivências, ajudando a entender o Brasil através da sua gente.

Participação popular e trilha musical

O espetáculo inovou ainda ao possibilitar a participação do público na criação do roteiro final. As pessoas puderam enviar histórias verídicas e letras inéditas de músicas, através do site http://riomaisbrasil.com.br/. Uma dessas histórias e uma canção inédita foram selecionadas e incorporadas ao enredo final, que tem uma linha narrativa não-cronológica e não-linear.  Em dado momento, podem ser mostrados, simultaneamente, o teste dos candidatos junto às cenas de suas vidas reais; cenas dos investidores podem se alternar com as filmagens ou com cenas dos bastidores. “Primeiro, eles entram como atores e vão virando personagens. Nas cenas dos testes, são os próprios atores, com um pouco de suas experiências” explica Ulysses.

A trilha é um dos pontos altos do musical: congrega letras originais de Renata Mizrahi, com uma releitura de músicas consagradas e também canções representativas das 05 regiões brasileiras. O espetáculo reúne canções inéditas, além de composições de Milton Nascimento, Chico Buarque, Caetano Veloso, Luiz Gonzaga, Rita Lee, Gonzaguinha, Almir Sater, Gilberto Gil, Ary Barroso, Cazuza, Tom Zé, Aldir Blanc, Arlindo Cruz, Waldemar Henrique, Kleiton e Kledir, Dani Black, Dona Onete, A Banda mais bonita da Cidade, entre outros, que ressurgem em arranjos originais de Carlos Bauzys e Daniel Rocha. “A nossa busca é refletir nos arranjos, na escolha das músicas, um pouco de tudo do Brasil, essa mistura imensa. Então, estamos trazendo várias referências. É uma mistura de múltiplas influências brasileiras adicionadas aos elementos do teatro musical”, esclarece Bauzys, que não esconde o entusiasmo com a grandeza musical desse país. “Essa riqueza parte de uma espontaneidade sublime. Em cada canto do Brasil que você vai, encontra tradições populares que existem há muito tempo e são extremamente ricas e únicas. O que mais me atrai é essa beleza que parte da espontaneidade e da simplicidade”, finaliza.

Um dos exemplos da busca por essa originalidade é a canção ‘Aquarela do Brasil’ (Ary Barroso), que ressurge completamente renovada, não só pelo arranjo inédito, mas pelo rap escrito pelo próprio Bauzys, incorporado à letra. “Na hora que a música fala, Terra de Nosso senhor, ali já entra um rap que diz, entre outras coisas: Terra de Nosso Senhor, de Oxalá, de Iemanjá, de Jesus. Exaltamos o sincretismo no Brasil, que é algo tão lindo no nosso país, essa pátria de todos”, exalta.

Os atores tocarão uma gama de instrumentos (mais de 30), muitos deles inusitados, como: berimbau de boca, ganzá e timbal. A direção musical aposta na percussão corporal como um elemento primordial na construção do espetáculo. “Quero todos tocando muito, tirando sons do próprio corpo, isso mostra nossa precariedade, dói. Somos todos precários, isso é lindo porque é o que nos torna humanos”, vibra Ulysses. Carlos Bauzys tem vasta experiência com essa linguagem, já trabalhou com o Barbatuques, um dos maiores expoentes do mundo em percussão corporal. “Essas escolhas partiram da nossa vontade de fazermos coisas diferentes, explorarmos distintos recursos vocais. E tem tudo a ver com o espetáculo, porque o corpo é muito rico de sonoridades e traz essa precariedade que o Ulysses busca. E também é natural da cultura do Brasil: fazer música, arte com o que é disponível”, acrescenta Bauzys.

SERVIÇO:

“Rio Mais Brasil, o Nosso Musical”

Quando: 06 (21h), 07 (21h) e 08/10 (19h)

Onde: Teatro do Shopping Rio Mar Fortaleza (Rua Lauro Nogueira, 1500, Papicu)

Classificação etária: 12 anos

Duração: 105 minutos

Valores dos ingressos: Plateia Alta (R$ 50,00 – inteira e R$ 25,00 – meia), Plateia Baixa B (R$ 100,00 – inteira e R$ 50,00 – meia) e Plateia Baixa A (R$ 150,00 – inteira e R$ 75,00 – meia )

Vendas:

– BILHETERIA TEATRO RIOMAR (Rua Lauro Nogueira, 1500 loja 3001 – L3, Papicu)

Horários de Funcionamento:
De Terça a Sábado das 12h às 21h

Domingos e Feriados das 14h às 20h.

OUTROS PONTOS DE VENDA

Ingresso Rápido
Telefone: 4003-1212
https://www.ingressorapido.com.br/venda/?id=1207#!/tickets

 

17:41 · 05.10.2017 / atualizado às 17:41 · 05.10.2017 por
Foto: Pulso de Marte/Divulgação 

A CAIXA Cultural Fortaleza apresenta, de 03 a 08 de outubro, o 16º NOIA – Festival do Audiovisual Universitário, que reúne a produção universitária brasileira nas linguagens artísticas cinema, fotografia e música. Durante seis dias, o evento promoverá a exposição dessas obras, o diálogo com os realizadores e a realização de atividades formativas. Nesta edição, a música ganha ainda mais espaço no evento, com a Mostra Cearense de Bandas, que contará com apresentação de nove grupos, marcados pela diversidade de ritmos e gêneros, entre eles rock alternativo, indie rock e MPB. Os vencedores serão escolhidos por voto popular e pelo júri oficial.

O Troféu NOIA será concedido nas categorias: melhor banda (júri oficial e júri popular) e melhor música autoral (júri oficial). O júri oficial será formado pelo músico Berg Menezes, pelo professor e compositor Daniel Escudeiro e pela produtora cultural Nádia Sousa.

Veja abaixo a programação da Mostra Cearense de Bandas:

Quinta-feira (05.10)

Mostra Cearense de Bandas Universitárias:

Caixeiros Viajantes – UECE/FANOR
Pulso de Marte – FANOR/SIGMA
Sivirinu’s – UECE

 Sexta-feira (06.10) 

Mostra Cearense de Bandas Universitárias:

Os Senhores da Casa Azul – UECE
Terceiro Olho de Marte – UNIFOR
The Acez – UNIFOR/UFC

Sábado (7.10)

Mostra Cearense de Bandas Universitárias:

Forria – UECE/UFC
Pedro Falcão e Sertônica Band – UECE
Vento Mareia – FANOR/UECE

Serviço:
Audiovisual: 16º NOIA – Festival do Audiovisual Universitário
Local: CAIXA Cultural Fortaleza
Endereço: Av. Pessoa Anta, 287, Praia de Iracema
Data: 03 a 08 de outubro de 2017
Horário e Classificação indicativa: Consultar programação
Entrada gratuita (sujeita à lotação do teatro)
Acesso para pessoas com deficiência e assentos especiais
*Paraciclo disponível no pátio interno

Mais informações: www.festivalnoia.com.br

15:23 · 04.10.2017 / atualizado às 15:23 · 04.10.2017 por

O rapper Emicida mostra seu lado sambista em um show em homenagem a Cartola, um dos ícones do samba brasileiro, no dia 24 de novembro, no Teatro RioMar, em Fortaleza. Alguns dos sucessos que serão interpretados, entre rimas e novos arranjos que unem samba e rap, são as clássicas “O Sol Nascerá”, “Difarça” e “Alvorada”. Os ingressos, que já estão à venda na bilheteria e no site do Teatro, variam entre R$ 60,00 e R$ 100,00 (1º lote).  A meia-entrada do show está assegurada para 40% do total de ingressos disponíveis do evento, mediante apresentação da documentação necessária.

Familiarizado com o samba desde a infância, Emicida nunca deixou de flertar com o gênero. Para homenagear um de seus ídolos, agora se se rende de vez a ele, arriscando-se inclusive além das rimas, no show em que relê “Cartola 1974”, do músico homônimo. Para dar uma nova roupagem à obra de cartola, neste encontro com o rap, o MC convocou o parceiro Thiago França (Metá Metá). Juntos os dois assinam a direção musical da apresentação. França também toca flauta e saxofone e DJ Nyack comanda os toca-discos. A banda ainda conta com violão 7 cordas, guitarra, cavaco, bateria percussão e baixo.