Blog Polícia

Categoria: Assalto a banco


22:07 · 27.01.2014 / atualizado às 22:07 · 27.01.2014 por
O ataque dos ladrões ocorreu logo após o encerramento do expediente FOTO: Divulgação
O ataque dos ladrões ocorreu logo após o encerramento do expediente FOTO: Divulgação

Subiu para cinco número de ataques a bancos no Ceará em apenas 27 dias de 2014. O mais recente assalto aconteceu na tarde de hoje, por volta de 13h40,  quando uma quadrilha armada, composta por cerca de seis homens, invadiu a agência do Banco do Brasil da cidade de Novo Oriente (316Km de Fortaleza).

A quadrilha agiu com violência e obrigou várias pessoas que estavam no prédio a fazer um cordão de isolamento na porta da agência para impedir que a PM reagisse. O gerente do banco teve que entregar as chaves de seu veículo, uma picape Strada. Depois de recolher todo o dinheiro que havia no banco, os assaltantes fugiram na Strada e em um Corolla prata, que foi incendiado numa estrada vicinal que dá acesso à localidade de Sítio Jucá, na zona rural do vizinho Município de Independência.

Segundo informações da PM, apesar da ação brusca e repentina do bando, ninguém ficou ferido e os reféns foram liberados.
Desde o começo do ano, cinco ataques a bancos ocorreram no Ceará. Em 2013, foram 88.
O primeiro assalto a banco de 2014 neste Estado aconteceu no último dia 19, quando ladrões explodiram o único caixa eletrônico instalado no posto avançado do Bradesco da cidade de Tejuçuoca (159Km de Fortaleza) e roubaram o dinheiro que havia no equipamento.

O segundo crime ocorreu no dia 23, tendo como ‘alvo’ o posto do Bradesco de Senador Sá, na Região Norte do Ceará (297Km da Capital), onde também foi explodido um caixa eletrônico do posto do Bradesco.

Já o terceiro ataque aconteceu na madrugada de sábado último (25), quando houve a explosão do posto avançado do Bradesco de Guaramiranga (102Km de Fortaleza). De lá foram levados cerca de R$ 200 mil. E na madrugada de domingo, ladrões praticaram o quarto ataque, violando com maçarico um caixa eletrônico do Banco do Brasil em um supermercado no bairro Pan-Americano, em Fortaleza.

13:06 · 25.01.2014 / atualizado às 13:06 · 25.01.2014 por
As quadrilhas iniciaram 2014 novamente atacando bancos no Interior do Ceará FOTO: Divulgação
As quadrilhas iniciaram 2014 novamente atacando bancos no Interior do Ceará FOTO: Divulgação

Subiu para três o número de ataques a bancos no Ceará neste ano. O último caso aconteceu no começo da madrugada deste sábado (25)  na cidade de Guaramiranga, no Maciço de Baturité (102Km de Fortaleza), onde uma quadrilha explodiu o caixa eletrônico de um posto do Bradesco. O crime ocorreu por volta de 1h30, segundo o Comando do Policiamento do Interior.

As informações dão conta de que a quadrilha era composta por cerca de 12 pessoas. O grupo teria agido rapidamente, colocando os artefatos no equipamento e detonando. A Polícia não informou se os ladrões tiveram êxito no ataque, isto é, se conseguiram roubar todo o dinheiro que havia ali.

Patrulhas da 2ª Companhia do 4º BPM (Baturité) foram mobilizadas, assim como os destacamentos de Caridade, Paramoti, Pacoti e Palmácia, além do Batalhão de Polícia Rodoviária Estadual (BPRE). De Fortaleza, seguiram equipes do Comando Tático Motorizado (Cotam) em auxílio aos PMs de Guaramiranga. Contudo, até por volta do meio-dia, a Polícia não tinha ainda conseguido pistas concretas para localizar a quadrilha. A delegada de Guaramiranga, Marta Monteiro, já iniciou as investigações em torno do caso.

21:37 · 23.01.2014 / atualizado às 21:37 · 23.01.2014 por

Uma quadrilha formada por cerca de oito homens praticou o segundo ataque a banco do ano. O caso ocorreu pouco depois de uma hora da madrugada desta quinta-feira (23), na cidade de Senador Sá, na zona Norte do Estado (297Km de Fortaleza). Os ladrões conseguiram explodir a bateria de caixas eletrônicos da agência do Bradesco daquela cidade e fugiram.

Segundo informações chegadas ao conhecimento da Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops), ainda na madrugada de quinta-feira, parte da quadrilha teria fugido em um veículo Fox prata. Os demais, em motocicletas.
Os assaltantes teriam seguido na direção da vizinha cidade de Massapê. a Polícia Militar foi acionada. Efetivos dos Municípios próximos e da Força Tática de Apoio (FTA) do 3º BPM (Sobral), ainda estão mobilizadas na caça aos ladrões.

Na madrugada de domingo último 919), foi registrado o primeiro ataque a banco do ano no Ceará. Aconteceu na cidade de Tejuçuoca (159Km da Capital), da mesma forma da ação praticada, ontem, em Senador Sá.
Os ladrões colocaram explosivos no único caixa do posto bancário do Bradesco.

Após a detonação dos artefatos, os ladrões fugiram. Mas, antes, fizeram um jovem de refém para evitar que a Polícia saísse na caça deles. O rapaz foi liberado em seguida e os assaltantes prosseguiram na fuga em direção à CE-168, que liga Tejuçuoca ao Município de Itapajé.

No ano passado, nada menos que 88 ataques a bancos foram registrados no Ceará, um número recorde em todos os tempos. A maior parte dos caso ocorreu com a detonação de explosivos. Também no ano passado, pelo menos, 10 ladrões de bancos morreram em confronto armados com as forças policiais. Um PM foi morto pelos criminosos.  Várias quadrilhas acabaram

20:48 · 19.01.2014 / atualizado às 20:48 · 19.01.2014 por
A explosão destruiu o caixa eletrônico e outros equipamentos do posto do Bradesco FOTO: Divulgação
A explosão destruiu o caixa eletrônico e outros equipamentos do posto do Bradesco FOTO: Divulgação

A cidade de Tejuçuoca (159Km de Fortaleza) viveu momentos de pânico, na madrugada deste domingo, diante de mais um ataque a banco. Dois bandidos explodiram o posto do Bradesco e fizeram uma pessoa de refém.

O ataque aconteceu por volta de 1h30 quando os assaltantes, em uma moto modelo Bros, cor preta, invadiram o posto  bancário, colocaram explosivos e acionaram o detonador. Enquanto isso, um dos ladrões rendeu um jovem, identificado apenas como Pedro Henrique, que passava pelo local.

Segundo relato do rapaz, o bandido estava armado com uma pistola e mandou ele parar sua motocicleta. Um carro apareceu na rua do banco e os assaltantes atiraram contra o veículo.  Depois da explosão, os criminosos se apoderaram do dinheiro que havia nas gavetas do caixa eletrônico e fugiram em direção CE-168 rumo à vizinha cidade de Itapajé. A PM cercou a região, mas até a noite passada ninguém havia sido preso.

21:31 · 16.12.2013 / atualizado às 21:31 · 16.12.2013 por
Armas, explosivos, dinheiro e munição foram apresentados pela Polícia FOTO: Kléber Gonçalves
Armas, explosivos, dinheiro e munição foram apresentados pela Polícia FOTO: Kléber Gonçalves

A Polícia apresentou em uma entrevista coletiva, na tarde de hoje, o resultado da operação ocorrida em Ararendá (334Km de Fortaleza), após a explosão de um posto avançado do Bradesco, no último dia 11. Cinco dos assaltantes foram mortos em confrontos com a PM e oito armas apreendidas, incluindo três fuzis com vasta munição.

De acordo com informações do coronel Edvar Azevedo, comandante do Comando de Policiamento do Interior Norte (CPI/Norte), aconteceram quatro confrontos da PM com os bandidos. Em todos eles alguém foi morto. “Quando tomamos ciência do ato, a medida foi fechar as vias de acesso para que eles não fugissem. A patrulha de Nova Russas, que participava do cerco, foi a primeira que encontrou com eles e um dos nossos soldados foi morto”, afirmou. O soldado Odir Andrade Alcanfor Filho, 28, que era destacado na 2ª Cia do 7º BPM (Nova Russas), foi executado com  um tiro de fuzil.

Segundo o delegado regional de Crateús, Marco Aurélio de França, as diligências à procura do bando foram ininterruptas. “Recebemos informações da população que eles tinham pedido água em uma residência e, a partir desta pista, seguimos”.
A Polícia acredita que alguns participantes da quadrilha conseguiram fugir. Os que se embrenharam no mato e morreram eram,  Cláudio Chaves Coutinho, o ‘Cláudio Besouro’, 32, apontado como chefe do bando; Essino Melo Coutinho, 40; Francisco Wallynson dos Santos, 28; Bruno Marques Pinto da Rocha, 27; e Dieimes de Sousa Ferreira, 27.

O titular da Delegacia de Roubos e Furtos (DRF), George Monteiro, disse que a quadrilha é perigosa e que é uma ramificação de outra maior, especializada em roubos a instituições financeiras. “O Cláudio e o Essino agiam junto com o ‘Gilson Meia-luz’, o ‘Silvino’, o ‘Barrinha’, mas houve um racha. A partir daí, eles passaram a agir separadamente, principalmente nos Inhamuns e Sertão de Crateús”, declarou.

Conforme Monteiro, a quadrilha foi a mesma que atacou o banco de Parambu (408Km de Fortaleza) e é suspeita de várias ações. “Eles são suspeitos do assalto de Pires Ferreira e de Pedra Branca, entre outros que estamos investigando”.

22:41 · 12.12.2013 / atualizado às 22:41 · 12.12.2013 por

Cotar  Dois bandidos que figuravam na lista dos “Mais Procurados”, no site da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), foram presos, hoje, por policiais civis da Delegacia de Roubos e Furtos (DRF), e militares, do Comando Tático Rural (Cotar). Ambos eram foragidos do Sistema Penal e têm envolvimento com vários crimes, principalmente roubo a bancos e carros-forte; latrocínios (roubos seguidos de morte) e sequestros. O primeiro a ser apanhado foi Joelino Costa da Fonseca, 31, mais conhecido por ‘Juca’. Ele é foragido de uma Casa de Privação Provisória de Liberdade (CPPL), em Itaitinga, desde 2011.

Após ganhar a liberdade forçada, ‘Juca’, de acordo com as investigações feitas pelos inspetores da DRF, participou de várias ações criminosas, na Capital e Interior do Estado.  O delegado Aldízio Santiago, da DRF, lembrou que, somente no bairro Vila Velha (zona Oeste de Fortaleza), ‘Juca’ participou diretamente do assalto a uma agência do Bradesco e a um carro-forte que estava parado na frente de um filial de rede de farmácias.

As investigações apontam ‘Juca’ como participante de vários roubos. “Ele confessou assaltos e Maranguape”, frisou o delegado Aldízio Santiago. A autoridade policial salientou ainda que outras investigações estão em andamento e não está descartada a hipótese de o bandido ter também participado.

Na semana passada, os policiais da DRF receberam uma informação dando conta que ‘Juca’ estava morando em Caucaia, nas proximidades do Fórum daquela cidade. Uma ‘ campana’ foi montada pelos inspetores. Na tarde da última quarta-feira, ‘Juca”’foi visto saindo do imóvel. Ao avistar os policiais, ele deixou o local correndo e atirando para trás. Os inspetores perseguiram o marginal e o prenderam.

Em Paracuru, no litoral Oeste do Ceará (100Km de Fortaleza), policiais do Cotar receberam informações dando conta de que o assaltante Luciano Batista Viana, 36, conhecido pelo apelido de ‘Playboy’, estava na cidade. O cerco foi montado e o bandido, apesar de ter tentado escapar, terminou preso e imediatamente encaminhado à DRF.

‘Playboy’ é suspeito de participação direta em vários ataques a bancos, principalmente naquela região. Também pesam contra ele acusações de assaltos a postos de combustíveis, especificamente nas lojas de conveniência, onde, em algumas delas, são instalados caixas eletrônicos.

22:27 · 04.12.2013 / atualizado às 22:28 · 04.12.2013 por

armas  Com os ataques ocorridos entre a noite de terça-feira  e a madrugada de hoje, subiu para 85 o número de assaltos e furtos em agências e postos bancários no Estado do Ceará, conforme levantamentos feitos pela Editoria de Polícia do Diário do Nordeste.

A tática dos criminosos tem se repetido em cada uma das ações no Interior do Ceará. Quadrilhas são formadas mesclando bandidos de alta periculosidade com pessoas sem histórico criminal. Os grupos, em geral com mais de quatro pessoas, utilizam armas de grosso calibre, tais como escopetas, pistolas e até fuzis, em alguns casos, e a mesma estratégia. Parte da quadrilha se desloca para os destacamentos ou delegacias de Polícia da cidade e rendem os militares, atirando sem parar e danificando as viaturas e as instalações.

Ao mesmo tempo, outro segmento da mesma quadrilha parte para as agências e postos bancários, coloca bisnagas explosivas nos caixas eletrônicos ou nos cofres e provoca a detonação. Dos 85 ataques a bancos neste ano no estado, em 42 deles os criminosos utilizaram explosivos. Em alguns casos, a explosão acabou não acontecendo.

Mas, na maioria dos ataques com explosivos, houve sim detonação e o resultado foi a completa ou parcial destruição não apenas das agências, mas também de toda a agência ou posto, como no caso da cidade de Morada Nova, no Vale do Jaguaribe (161Km de Fortaleza); e na cidade de Baturité (93Km da Capital). O mesmo aconteceu em Aracati e São João do Jaguaribe.

 

22:04 · 04.12.2013 / atualizado às 22:04 · 04.12.2013 por

destruido O Interior cearense viveu uma madrugada de quarta-feira de terror por conta da ação simultâneas de, pelo menos, três quadrilhas ligadas a assaltos a bancos. Em três cidades de diferentes regiões do Estado – Itarema, Pires Ferreira e Jaguaribara – os grupos criminosos atacaram com armas de grosso calibre e explosivos. Em uma delas, houve confronto com forças policiais e o resultado foram quatro mortes.

A sequência de ataques teve início ainda na noite de terça-feira, por volta de 22h30, quando seis bandidos invadiram a cidade de Pires Ferreira (312Km de Fortaleza) e se dividiram em dois grupos.
Parte do bando tratou de sitiar os policiais militares do Destacamento local, impedindo que eles saíssem do prédio, e outra se dirigiu à agência do Bradesco, onde foram colocados explosivos no único caixa eletrônico. Depois da detonação dos artefatos e da destruição do equipamento, os ladrões roubaram todo o dinheiro que havia na agência e fugiram em dois veículos, sendo um Gol e um Vectra, sem deixar pistas para a Polícia.

Por volta de 1 hora, o segundo ataque foi registrado, desta vez na cidade de Jaguaribara, na região do Vale do Jaguaribe (285Km da Capital).  Eram, pelo menos, cinco homens que explodiram, simultaneamente, as agências do BB e do Bradesco, deixando um intenso rastro de destruição na cidade. Eles trocaram tiros com a Polícia Militar.

Em seguida, a quadrilha fugiu utilizando um carro modelo Gol, prata, de placas ORQ-3672, que havia sido roubado em Fortaleza no dia 2 de agosto último. Na fuga, os assaltantes seguiram pela BR-116 e ‘furaram’ um cerco da Polícia Rodoviária Federal (PRF) na localidade de Poço do Barro, na zona rural do Município de Morada Nova. Segundo as autoridades, eles teria escapado em outro carro, um Fiesta.  Todo o dinheiro que havia nas duas agências foi levado pelos assaltantes, conforme a PM.

Na sequência de ataques, por volta de 2 horas uma quadrilha invadiu a cidade de Itarema, no litoral Oeste do Estado (237Km de Fortaleza), mas desta vez, a Polícia Militar agiu com rapidez e precisão. Policiais do Comando Tático Rural (Cotar), do batalhão de Polícia de Choque (BPChoque), do Destacamento de Itarema e da 3ª Companhia do 11º BPM (Acaraú), cercaram os ladrões, se estabelecendo um intenso tiroteio na porta do BB.

Segundo o comandante do 11º BPM, tenente-coronel PM Izaías Ferreira, na troca de tiros, quatro dos oito assaltantes foram baleados. Três deles morreram quando eram socorridos pela própria PM e levados para o hospital da cidade de Acaraú. Até a noite passada, a Polícia não tinha, ainda, a identificação oficial dos criminosos. Um cidadão que estava próximo do banco também foi baleado e morreu no local.

10:23 · 11.10.2013 / atualizado às 10:23 · 11.10.2013 por

A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) começa a implementar as mudanças no programa de policiamento comunitário Ronda do Quarteirão. Hoje, pela manhã, foi dia de despedida de vários PMs que vinham integrando o Ronda. Haverá remanejamentos para o Policiamento Ostensivo Geral (POG), além de redimensionamento de áreas, chegada de novos PMs e até mudança de farda (do azul passará para o cinza).

As mudanças seguem determinação do secretário Servilho de Paiva e foram acertadas entre ele e o governador Cid Gomes, depois das mudanças na Pasta, no mês passado. A ideia é tornar o Ronda mais ativo na repressão aos crimes de assaltos (roubo) e no auxílio ao POG, já que este está capenga, com poucas viaturas e policiais desmotivados.

Embora não estejam ainda anunciadas oficialmente, as mudanças vão incluir, especialmente, a remoção do efetivo atual para o POG e a entrada no Ronda dos 1.150 novos soldados que estão já formados e prontos para ingressar nas fileiras da tropa ordinária. Isto acontecerá progressivamente, bom que se diga.

Hoje, a população se ressente de policiais nas ruas, praças e avenidas de Fortaleza. Os assaltos a ônibus, em cruzamentos, estabelecimentos comerciais e residências são um verdadeiro pesadelo para os fortalezenses.

As alterações no Ronda do Quarteirão foram incluídas no documento redigido pelo atual secretário de Saúde do Estado, Ciro Gomes, no diagnóstico que ele fez da Pasta quando esta ainda era dirigida pelo coronel Francisco Bezerra. Este, sempre quis uma Polícia Militar mais atuante do enfrentamento à violência, mas havia resistências dentro do próprio Governo. Não foi à toa que Bezerra (oficial de extrema visão) redimensionou o Raio (transformando-o de companhia para Batalhão) e criou o Comando Tático Rural (Cotar), além de aumentar o efetivo do BPChoque, aumentar o efetivo da Coin (Inteligência), reinstalar os Serviços Reservados nas companhias, batalhões e Grandes Comandos (CPC, CPI e CPE), e obter do governo a compra de três helicópteros para a Ciopaer.

O Ronda terá novas missões.

FERNANDO RIBEIRO

20:19 · 04.10.2013 / atualizado às 20:20 · 04.10.2013 por

Subiu para 68 o número de ataques a bancos no Estado do Ceará. Em menos de 9 horas, mais duas agências foram atacadas no Interior. Em uma delas, houve explosão de caixas eletrônicos. Na outra, os funcionários foram tomados como reféns.

O primeiro ataque das últimas horas aconteceu na cidade de Lavras da Mangabeira, na região Centro-Sul do Estado (417Km de Fortaleza), quando uma quadrilha, fortemente armada, invadiu aquele Município ainda durante a madrugada.

Conforme informações da Polícia, eram aproximadamente 10 pessoas, que fizeram reféns os três PMs do Destacamento. Os policiais estavam numa viatura e retornavam de uma blitz quando foram surpreendidos. Os criminosos furaram os pneus da viatura Hilux da PM para impedir que os militares tentassem perseguir os criminosos. Em seguida, outra parte do bando se dirigiu ao prédio do Banco do Brasil e ali colocou explosivos, destruindo os caixas eletrônicos que continham dinheiro.

Segundo assalto ocorreu nesta manhã

O segundo ataque aconteceu na manhã desta sexta-feira (4), na cidade de Solonópole (275Km de Fortaleza). A agência do Banco do Brasil foi invadida por uma quadrilha depois que o gerente tornou-se refém dos ladrões quando chegava ao estacionamento.

Conforme o relato de testemunhas e da Polícia, os ladrões estavam bem vestidos e um deles usava paletó e gravata, simulando ser um executivo. Sem chamar a atenção, eles conseguiram roubar o dinheiro da agência e desapareceram. Até o fim da noite de ontem, nenhum suspeito havia sido preso.

Pesquisar

Blog Polícia

Blog de Polícia d Diário do Nordeste
Posts Recentes

10h09mPolícia descobre buraco cavado por presos na Delegacia de Capturas

11h09mCotam prende suspeito de atear fogo em taxista

09h09mDivisão de Homicídios prende homem que matou por ter carro amassado; mais 4 casos são solucionados

06h09mPopulares agridem suspeito de assalto no Bonsucesso; assista ao vídeo

10h09mPoliciais militares promovem campanha para vestir fardamento nas salas de aula

Ver mais

Tags

Categorias
Blogs