Busca

Categoria: Calcinha Preta


22:37 · 07.02.2018 / atualizado às 23:13 · 07.02.2018 por
Canção ficou famosa na voz de Daniel Diau (Imagem: Reprodução/DVD)

A Banda Calcinha Preta acaba de perder uma ação aberta por um famoso compositor do meio musical. O autor da música “Meu Grande Amor”, Renato Constandt Terra, deverá ser indenizado pela Banda Calcinha Preta, pela Nordeste Digital Line S.A. e pelo empresário musical Gilton Andrade Santos, de forma solidária, por violação de direitos autorais. O relator do recurso no Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro Paulo de Tarso Sanseverino, manteve em R$ 35 mil o valor estabelecido no Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ) pelos danos morais e entendeu que os danos materiais devem ser calculados com base em seis das dez faixas do CD, consideradas as 300 mil cópias vendidas.

Conforme o STJ, o autor moveu ação de indenização pela produção desautorizada de 300 mil CDs, pela omissão de seu nome nos exemplares, pelo não pagamento dos direitos sobre as vendas e por perdas e danos, em razão do que deixou de ganhar com a música que alavancou a comercialização do álbum.

Escute:

Novela

A decisão reconheceu que houve a utilização da obra de forma ilegal e condenou solidariamente os réus a pagarem indenização calculada sobre o total de 300 mil CDs vendidos. A reparação por dano moral foi arbitrada em R$ 20 mil. Segundo os autos, Renato Terra foi remunerado por sua participação em 197.192 cópias do CD, mas 102.808 cópias ficaram sem remuneração. O TJRJ aumentou os danos morais para R$ 35 mil. Quanto aos danos materiais, entendeu que não poderiam ser calculados sobre o valor integral da venda dos CDs, o qual remunerava também os autores de outras composições.

O TJRJ reconheceu, porém, que o sucesso do disco se deveu especialmente à música “Meu Grande Amor”, que até foi tema de novela. Por isso, reformou a sentença para determinar que os danos materiais tivessem por base o valor de cinco faixas do CD, de autoria ou produção dos réus, além da faixa de autoria de Renato Terra, mas descontando-se das 300 mil cópias as 197.192 que já haviam sido objeto de remuneração.

Valores

Segundo o ministro Sanseverino, a jurisprudência do STJ firmou-se no sentido de que “a indenização pelos danos materiais experimentados pelo autor que vê seus direitos violados por contrafatores em obra coletiva deve ser proporcional ao trabalho de sua titularidade, sob pena de se promover seu enriquecimento sem causa”. Para o ministro, o tribunal fluminense acertou ao afastar a indenização sobre o valor integral do CD, já que o autor é titular de direito apenas sobre uma das dez faixas que compõem o disco. Da mesma forma, Sanseverino considerou correta a decisão do TJRJ ao garantir ao autor parte dos lucros obtidos pelos réus com as demais obras (cinco das dez faixas), pois ficou demonstrado no processo que o fenômeno de vendas do CD decorreu em grande parte da obra de Renato Terra.

No entanto, Sanseverino observou que o pagamento anterior das 197.192 cópias havia remunerado apenas os direitos autorais relativos à música “Meu Grande Amor”. Em seu voto, acompanhado de forma unânime pela Terceira Turma, o ministro determinou que a indenização sobre as cinco faixas de autoria ou produção dos próprios réus incida sobre a totalidade das 300 mil cópias.

18:46 · 28.11.2017 / atualizado às 19:09 · 28.11.2017 por
Ana Gouveia e Bell Óliver comandam a banda (Imagem: Reprodução/Instagram)

“Eu faço tudo por você. Ponho um anúncio na TV. Mostro meu coração pra todo mundo ver”. Quem não lembra do sucesso “Manchetes nos jornais” da Banda Calcinha Preta? Os fãs do grupo de Fortaleza já podem ir se preparando porque o grupo faz show neste sábado (2), no Country Hall.

Com mais de 20 anos de carreira, o grupo é um dos que mais se destacam no cenário nacional com forró eletrônico. Entre os diversos sucessos emplacados e que fazem parte do repertório do show estão “Parece mágica”, “Você não vale nada”, “Declaração de amor” e “Louca por ti”. Atualmente, a banda é liderada por Ana Gouveia e Bell Óliver. Neste ano, eles já realizaram turnê internacional nos Estados Unidos em setembro deste ano.

Os shows foram baseados nos grandes sucessos dos 21 anos de carreira do grupo e o CD “Aguente Firme e Persistano Amor”.

Serviço
Quando: neste sábado (2)
Horário: 22 horas
Onde: Country Hall (Avenida Washington Soares, 3500 – Edson Queiroz)
Ingressos: R$40 (antecipado | primeiro lote)
Vendas: Country Hall (Av. Washington Soares, 3500 – Edson Queiroz) Lista promocional e reservas: 85 99901.4300 Informações: (85) 9 9901.4300 / 85 3051.2744

16:29 · 02.09.2015 / atualizado às 23:46 · 02.09.2015 por
foto-calcinha
Marlus Viana e Paulinha Abelha seguem normalmente como vocalistas da banda Calcinha Preta (foto: reprodução facebook)

Assim como fez o casal Joelma e Chimbinha, líderes da banda Calypso, dois dos vocalistas da banda de forró Calcinha Preta também anunciaram fim do casamento. Paulinha Abelha e Marlus Viana casados há 10 anos, também encerraram o relacionamento.

O anúncio foi feito por ambos nos perfis do Instagram. Ambos ressaltaram o respeito e a amizade que fica entre eles após o fim da união.

“Passamos 10 anos juntos, mas nem tudo é para sempre. Ele e eu hoje temos dois amores em comum a @bandacalcinhapretaoficial e vocês fãs. Nós nos respeitamos, mas infelizmente as pessoas às vezes exageram e querem fazer a desordem. Muito obrigada pelo carinho, respeito e amor que vocês têm conosco. Somos profissionais e amigos, agora só queremos ser felizes, ambos com outras pessoas que virão ou que já existem em nossos corações. Vida que segue. Observação: ele me respeita”, ressaltou Paulinha.

Já Marlus foi mais breve na sua declaração e se referiu à ex-esposa como “grande amiga”. “Amigos e parceiros de trabalho!! Foi eterno enquanto durou. Felicidades grande amiga!”, se pronunciou. Não há mudanças em relação à vida profissional de ambos, que seguem como vocalistas da banda Calcinha Preta.

Paulinha Abelha e Marlus chegaram a gravar um DVD juntos. A gravação reuniu mais 30 mil pessoas em Monte Claros, Minas Gerais. Eles se consideravam a primeira dupla de forró do Brasil. Em uma das canções o antigo casal chegou a chorar e se beijar no palco.

Confira o vídeo: 

08:22 · 10.03.2015 / atualizado às 10:15 · 13.03.2015 por

 

Calcinha Preta
Paulinha Abelha, Silvânia Aquino, Marlus Viana e Adriano Sill prometem abrir o baú da banda Calcinha Preta para celebrar os 20 anos de sucesso do grupo (Foto: divulgação)
Banda Calypso
Calypso retorna a Fortaleza depois de 2 anos (foto: reprodução facebook)

A Casa de Forró será palco de um verdadeiro encontro de gigantes no próximo sábado (14). O grupo sergipano Calcinha Preta e o swing diferenciado da banda Calypso estão de volta a capital cearense para mais uma noite de nostalgia ao som dos sucessos que os dois emplacaram ao durante décadas de carreira.

A Calcinha Preta, com seu ‘quarteto fantástico’ formado por Paulinha Abelha, Silvânia Aquino, Marlus Viana e Adriano Sill, desembarcam em Fortaleza exatamente para comemorar seus 20 anos de estrada musical.  ‘A Maior Banda de Forró do Planeta’ promete abrir o baú e relembrar sucessos das da carreira que ostenta 27 CDs e 4 DVDs.

Enquanto isso, Joelma e Chimbinha retornam para show em Fortaleza após  dois anos sem apresentações. A última vez que em que os fãs alencarinos sentiram a brasilidade e o ritmo contagiante da Calypso foi em agosto de 2012.

O casal de músicos do Pará deve empolgar os forrozeiros com os hits ‘A Lua Me Traiu’, ‘Cavalo Manco’ e ‘Vibrações’, além de puxar o fole com a Banda Calcinha preta com  “Como Eu Te Amei“, que carimba a parceria entre os  dois grupos.

Serviço
Dia: sábado (14)

Horário: A partir das 22h

Local: Casa de Forró (Av. José Bastos, 3203).
Ingressos: R$ 20,00 a venda na bilheteria do clube.
Informações: (85) 3264.8091

18:51 · 14.10.2014 / atualizado às 12:22 · 17.10.2014 por
A ex-vocalista da banda Calcinha Preta revelou que se sente pronta para voltar aos palcos FOTO: Reprodução
A ex-vocalista da banda Calcinha Preta revelou que se sente pronta para voltar aos palcos FOTO: Reprodução

Em meio a boatos de que Ana Gouveia, ex-Calcinha Preta, seria a nova substituta de Walkyria Santos, que está se desligando da banda Magníficos para dividir os vocais com Zé Cantor, a cantora revelou que se sente pronta para seguir novos rumos em sua carreira.

No Instagram, Ana revelou que se afastou dos palcos propositalmente e que, agora, está voltando com um novo projeto, que promete revelar em breve.

“Muitos estão cobrando minha saída dos palcos, mas quero dizer que foi proposital. Eu PRECISAVA me encontrar, colocar as coisas em ordem! Agora sim, me considero pronta”, escreveu.

Para os fãs da forrozeira que estão ansiosos para saber a novidade, Ana Gouveia afirmou que ainda esta semana sairá uma nota oficial sobre seus próximos passos no meio musical.

13:25 · 19.07.2014 / atualizado às 22:50 · 19.07.2014 por
Daniel ficou visivelmente chateado com as especulações  Foto: Reprodução/Facebook
Daniel ficou visivelmente chateado com as especulações
Foto: Reprodução/Facebook

Daniel Diau se irritou com os rumores sobre sua possível volta à banda Calcinha Preta. O cantor, que esteve nos vocais da banda 1999 à 2008, esclareceu os comentários através de sua conta no Instagram e em um vídeo de seu programa na rádio RIAV de Sergipe.

Evangélico, Daniel comanda a banda gospel “Daniel Diau & Banda” há 4 anos. Nas duas publicações, ele afirma que não pretende voltar a banda e dispara: “Se lá fosse bom, estaria lá. Lá não é bom”.

Entretanto, desmentiu também os boatos de conflitos com seus ex-colegas de trabalho, pelos quais afirma ter muito carinho.

Houve rumores que o cantor também poderia comandar as bandas “Caviar com Rapadura”, “Limão com Mel” e “Gatinha Manhosa”, mas Daniel negou o retorno à qualquer banda distinta da temática cristã.

Veja esclarecimento na íntegra: