Busca

Um começo de fim para o catatau de fios em Fortaleza

09:06 · 13.07.2017 / atualizado às 09:07 · 12.07.2017 por

Publiquei hoje na Coluna Comunicado, que escrevo no jornal Diário do Nordeste:

Após décadas fazendo pouco caso, a Prefeitura de Fortaleza sinaliza agora com a atenuação de uma grave mazela urbana, começando pela Avenida Beira Mar: o catatau de fios pendurados em postes que ameaça pessoas e patrimônios. O Município pretende contratar empresa para elaborar projetos de redes subterrâneas de distribuição de energia elétrica e de lógica – o que contempla cabos de internet, telefonia e TVs por assinatura. A ideia é gastar até R$ 255 mil nessa primeira providência.

Propósito declarado pela Prefeitura: “Promover a qualificação do produto turístico Beira Mar, através de tratamento urbanístico, dando à orla maior atratividade. Espera-se promover o embelezamento do espaço físico, bem como o bem estar humano e a preservação ambiental”. Faz sentido.

Mais: “Nesse contexto, a utilização de redes de fiação subterrâneas compõe alternativa mais moderna em relação às redes aéreas porque estão menos sujeitas a interferências do meio, como temporais, objetos lançados nos fios, acidentes de trânsito, vandalismo, contato com galhos de árvores e pássaros”.

Comentários 0

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *