Roberto Maciel

Busca


O nosso país

Publicado em 12/03/2008 - 22:17 por | 16 Comentários

Categorias: Brasil

  • Enviar para o Kindle

Os jornais da Rede Globo exibiram ontem e hoje as imagens de um funcionário da Polícia Federal no Aeroporto Pinto Martins dando um chispa, passa, sai fora num espanhol que, mochila nas costas, havia desembarcado em Fortaleza sem dinheiro e sem ter onde ficar, dizendo que queria ir para Jericoacoara.

Uma expressão me chamou atenção no discursinho rápido e eficiente do zeloso agente público: “Nosso país”. Foi assim que ele, o servidor do povo, se referiu a este tão maltratado e achincalhado Brasil.

Maltratado e achincalhado, de verdade, pelo governo espanhol e pelos de outras exemplares democracias européias, que põem brasileiros pra correr humilhados e sem poder dar sequer explicação se estão indo se prostituir ou fazer pós-doutorado, se vão turistar ou traficar drogas, se vão atuar como missionários ou assaltar velhinhas naquelas praças cheias de católicos - o que pra eles não parece fazer diferença nenhuma.

O sentimento de o país ser nosso, essa noção que nem sempre incorporamos, faz uma falta danada. E é muito bom ouvir o termo daquele jeito, com tanta propriedade, tanto respeito, tanta auto-estima.

Bacana mesmo.

Poderia até servir de exemplo para muita gente que, eleita com os nossos votos, toma conta das nossas coisas. E quando escrevo “toma conta”, quero dizer “se apossa”.

Comentários

Aurelio Miranda

em 13 de março de 2008

Aprecio muitissimo a Policia Federal e nela confio.(Não por que conheçi bastante Romeu Tuma, que nos idos de 1960 participava juntamente com seu irmão Rezkala de uma empresa de vendas da qual fui um dos que a projetou no Brasil -Eta parentesis!!!)_No momento em que essa policia se encarregar de fazer uma devassa (é esse o termo?) nas barracas de nossas praias, o que vai haver de gringos a serem deportados, haja espaço nos aviões! Boa oportunidade para a Anac conceder autorização para a espanhola “Air Comet” inaugurar a frequencia Fortaleza/Madri.

Saulo Brás

em 13 de março de 2008

Também notei. O que senti foi o mesmo que você relatou. Deu uma sensação de que aquele cara estava no lugar certo, fazendo a coisa certa e do modo correto.

Wanderson Uchôa

em 13 de março de 2008

Oi Roberto, algo a falar sobre o caso do afastamento de todos os vereadores da minha Caucaia?

Acho importante essa decisão da justiça, afinal é um precedente que está sendo aberto que poderá ser muito relevante em outras cidades do nosso estado e do nosso país, sabemos que esse tipo de prestação de serviços a preços absurdos são feitas a torto e a direito em várias pequenas, e grandes, cidades do nosso Ceará e nenhuma atitude mais forte é tomada. Tomara que não fique só nesse afastamento, que realmente os culpados sejam responsabilizados e tenham a pena que merecem. E que esse tipo de punição dura (assim espero) possa ser um marco para outras que virão.

Alexandre Santiago

em 14 de março de 2008

Realmente está faltando muito esse sentimento nacionalista, patriótico, no nosso povo que só aflora isso em época de copa do mundo. O Brasil é nosso e temos que ter essa consciência de propriedade até mesmo para poder cuidar do nosso patrimônio, público, cultural, natural com uma maior responsabilidade. Ter principalmente tanto critério quanto os países da Europa e o do próprio Estados Unidos que adotam inúmeros critérios para a entrada em seus países. Vamos ser rígidos também.

Francisco Aragão

em 14 de março de 2008

Eu também gostei MACIEL, mas existe por aí uma turma que vive às custas desses turistas carniças que está igual “siri na lata”. Têm uns que acham que o policial federal da imigração tem a obrigação de falar fluentemente o idioma do gringo que entra aqui. Ora, só o que faltava, chega de subserviência, o gringo tem a obrigação de falar a nossa língua porque ele está em nosso país, veio pra cá e precisa se comunicar. Vão pra lá e pergunta se o americano, se o francês, o italiano, o alemão, o espanhol sabem falar o nosso portugues? Aí vem o bestão dizendo que a língua mundial é o inglês e o espanhol. Pois está na hora de dizermos que também existe o português. Chega de subserviência, vamos endurecer e pronto! Para nós é mais interessante o turista que vem aqui para investir, também aquele turista que vem com a família e não um elemento “sem lenço e sem documento” em busca de “aventuras”: turismo sexual, drogas…

Xico Moura

em 16 de março de 2008

Jornalista,
Li a sua notícia, aliás sua opinião sobre a “guerra” do turismo que está sendo travada entre a Espanha e o Brasil. Lembre-se que a Espanha recebe cerca de 43 milhões de turistas por ano e o Brasil não passa de 7 milhões. A quem interessa esse xenofobismo inconsequente? Será que esses procedimentos “bi-laterais” é a melhor forma de resolver o problema?
O turismo receptivo ‘Brasil/Espanha é muito mais importante para o País (especialmente para o Ceará) do que vice-versa.
Fomentar e discordia é inconsequencia. Reveja sua posição.

Manoel de Farias

em 16 de março de 2008

O nosso povo não tem
Cultura e nem educação
A começar pelos políticos
Veja a esculhambação
E lá fora, tá muito certo
E tem que ficar esperto
Com esse nosso povão.

Aqui não se respeita
Os direitos de ninguem
As leis não são cumpridas
E fica tudo aquem
É país atrazado
Corrupto, mal comportado
É terra de ninguem.

Sei que muito me doi
Ter que isso até dizer
Sou brasileiro, me orgulho
Mas tenho que reconhecer
Que somos atrazados
E que la fora maltrados
Que sirva pra aprender.

Aurelio Miranda

em 17 de março de 2008

Maciel: o blog não se move enquanto vc. desfruta de merecidas férias na minha terra – Bahia. Espero encontrá-lo em sua volta para agradecer pela tolerancia no acolhimento aos meus comentários, geralmente prenhes de indignação com as coisas deste nosso Brasil. Causticos ou ironicos, faço-os por que aos 77 não mais tenho paciencia, quiçá tempo de vida, para aguardar que, sem espicaçá-lo, venha de moto proprio despertar-se este gigante,
ele que vive eternamente adormecido em berço esplendido!. E que berço! Até quando continuará a ser o pais do futuro? Não será com o governo nem com o Congesso que temos! Não estou empreendendo fuga. De um momento para outro estarei voltando para meu estado natal e lá continuarei essa luta . Aqui foi uma permanencia de quase 35anos. Quando se der,levarei saudades deste Ceará que aprendí amar, valendo dizer que sou bastante cearense até. Minha avó materna era cearense, fugitiva de seca.Pelo lado paterno descendo dos indios IKÓ, tribo dos tapuias do Ceara.Pois bem: certamente terei tempo ainda de levar-lhe um abraço, e agradecimentos ao DN que vi nascer e cujo sucesso acompanho com orgulho, à TV Verdes Mares – desde os tempos de Astrolábio e Mansueto – pelo apoio que me tem sido dado, hoje particularmente, como o foi profissionalmente antes.

Aurelio Miranda

em 18 de março de 2008

Errata: no comentário anterior (17/03/2008), ao invés de “Até quando continuará….” o correto é: “QUANDO DEIXARÁ DE…”

Antecipo agradecimentos pela correção que vc.fará.

juscelino maciel lessa

em 24 de junho de 2008

O nosso País e tão grande e bonito,deve-se ser valorizado mais pelos nossos irmões,e um País rico em tudo ,aqui temos de tudo,alimentos,materia prima de qualidade ,ouro.esmeraldas ,diamantes e etc,e com certeza um País de fartura, o que se deve melhorar aqui e a injustiça social , a corrupção e o desemprego,termos que fazer a nossa parte , para que possamos a alguns anos ser a maior potencia mundial e qualidade de vida para nossos irmãos, e preciso mudar a constituição brasileiras sobre crimes e roubos e corrupção,so assim consiguiremos ser uma pontencia,mundial ,alguem tem que dar um basta nesta injustiça,e so assim seremos tratados com respeitos em qualquer parte do mundo em que irmos,um abraço.

brenda

em 6 de março de 2009

o brasil é pais muito bom mas eu naum gosto das violencias que tem nele

tatah

em 4 de setembro de 2009

O nosso povo não tem
Cultura e nem educação
A começar pelos políticos
Veja a esculhambação
E lá fora, tá muito certo
E tem que ficar esperto
Com esse nosso povão.

Aqui não se respeita
Os direitos de ninguem
As leis não são cumpridas
E fica tudo aquem
É país atrazado
Corrupto, mal comportado
É terra de ninguem.

Sei que muito me doi
Ter que isso até dizer
Sou brasileiro, me orgulho
Mas tenho que reconhecer
Que somos atrazados
E que la fora maltrados
Que sirva pra aprender.

GILSON COSTA

em 16 de fevereiro de 2010

Tá ” reclamando do Wellington Salgado? do Sarney? do Collor? Do Renan? do Palocci? do Jucá? do sapo barbudo? do Kassab? Do Arruda?

Brasileiro Reclama De Quê?

O brasileiro é assim:

1. – Saqueia cargas de veículos acidentados nas estradas.

2. – Estaciona nas calçadas, muitas vezes debaixo de placas proibitivas.

3. – Suborna ou tenta subornar quando é pego cometendo infração.

4. – Troca voto por qualquer coisa: areia, cimento, tijolo, dentadura.

5. – Fala no celular enquanto dirige.

6. -Trafega pela direita nos acostamentos num congestionamento.

7. – Para em filas duplas, triplas em frente às escolas.

8. – Viola a lei do silêncio.

9. – Dirige após consumir bebida alcoólica.

10. – Fura filas nos bancos, utilizando-se das mais esfarrapadas
desculpas.

11. – Espalha mesas, churrasqueira nas calçadas.

12. – Pega atestados médicos sem estar doente, só para faltar ao
trabalho.

13. – Faz ” gato ” de luz, de água e de tv a cabo.

14. – Registra imóveis no cartório num valor abaixo do comprado,
muitas vezes irrisórios, só para pagar menos impostos.

15. – Compra recibo para abater na declaração do imposto de
renda para pagar menos imposto.

16. – Muda a cor da pele para ingressar na universidade através
do sistema de cotas.

17. – Quando viaja a serviço pela empresa, se o almoço custou 10
pede nota fiscal de 20.

18. – Comercializa objetos doados nessas campanhas de catástrofes.

19. – Estaciona em vagas exclusivas para deficientes.

20. – Adultera o velocímetro do carro para vendê-lo como se
fosse pouco rodado.

21. – Compra produtos pirata com a plena consciência de que são
pirata.

22. – Substitui o catalisador do carro por um que só tem a casca.

23. – Diminui a idade do filho para que este passe por baixo da
roleta do ônibus, sem pagar passagem.

24. – Emplaca o carro fora do seu domicílio para pagar menos IPVA.

25. – Freqüenta os caça-níqueis e faz uma fezinha no jogo de bicho.

26. – Leva das empresas onde trabalha, pequenos objetos como
clipes, envelopes, canetas, lápis…. como se isso não fosse roubo.

27. – Comercializa os vales-transporte e vales-refeição que
recebe das empresas onde trabalha.

28. – Falsifica tudo, tudo mesmo… só não falsifica aquilo que
ainda não foi inventado.

29. – Quando volta do exterior, nunca diz a verdade quando o
fiscal aduaneiro pergunta o que traz na bagagem.

30. – Quando encontra algum objeto perdido, na maioria das vezes
não devolve.

E quer que os políticos sejam honestos…

Escandaliza-se com a farra das passagens aéreas…

Esses políticos que aí estão saíram do meio desse mesmo povo ou não?
Brasileiro reclama de quê, afinal?

E é a mais pura verdade, isso que é o pior! Então sugiro adotarmos uma
mudança de comportamento, começando por nós mesmos, onde for necessário!

Vamos dar o bom exemplo!

Espalhe essa idéia!

“Fala-se tanto da necessidade deixar um planeta melhor para os
nossos filhos e esquece-se da urgência de deixarmos filhos melhores
(educados, honestos, dignos, éticos, responsáveis) para o nosso
planeta, através dos nossos exemplos…”

Amigos!

É um dos e-mails mais verdadeiros que recebí!

A mudança deve começar dentro de nós, nossas casas, nossos valores, nossas atitudes!

Gilson Costa

melissa

em 19 de abril de 2010

nossa eu gostei muito show adorei de++++ saber sobre o nosso pai

de verdade

Maria Lúcia

em 2 de julho de 2010

parabens Gilson Costa, é isso ai, tdo q vc está dizendo.

flavia de oliveira rodrigus

em 4 de agosto de 2010

não consigo achar o q quero !!!!!!!!!!!!!!!!! tatatatatatatatatata fafafafaafaf


Autores

Páginas

Tags

Moda

Editora Verdes Mares Ltda.

Praça da Imprensa, S/N. Bairro: Dionísio Torres

Fone: (85) 3266.9999

teste