Busca

Categoria: Arte


04:48 · 15.06.2017 / atualizado às 17:23 · 14.06.2017 por

Publicado hoje na Coluna Comunicado, do jornal cearense Diário do Nordeste:

Referência na moderna literatura da Língua Portuguesa, reconhecido pelos prêmios Camões e Neustadt, entre outros, o escritor moçambicano Mia Couto tem palestra agendada para a Fortaleza no dia 29, no teatro Celina Queiroz, na Unifor. Vem falar sobre recriações do pensamento e mudança da realidade. A palestra é promovida pelo Escritório de Gestão, Empreendedorismo e Sustentabilidade, em parceria com a Pós-Unifor. Inscrições neste link www.unifor.br.

10:00 · 05.06.2017 / atualizado às 16:36 · 04.06.2017 por

Informação bacana para quem se entusiasma com políticas públicas de cultura: 25 artistas plásticos participam de mostra que realiza o Espaço Cultural Belchior (Rua dos Pacajus, 123, Praia de Iracema), articulado pela Secretaria de Cultura de Fortaleza.

As visitas estão abertas de terça a sexta-feira, de 10 às 21 horas, e aos sábados e domingos, das 15 às 21h. O acesso é gratuito.

10:40 · 02.06.2017 / atualizado às 10:50 · 01.06.2017 por

A escritora cearense Ana Miranda, colaboradora do Diário do Nordeste, vai receberá em 12 de setembro próximo, data do aniversário de nascimento do fundador de Brasília, a Medalha JK – referência ao ex-presidente Juscelino Kubitschek de Oliveira (1902-1976, com gestão de 1956 a 1961).

A homenagem será prestada em Diamantina (MG), pelo conjunto da obra da escritora e pelo seu mais recente livro,” A Cinderela Negra”, sobre Chica da Silva.

E é bom registrar: o engenheiro Raul Miranda, quando do começo de Brasília, foi quem implantou o cinturão verde que protegeu e alimentou a Capital por anos. Raul Miranda – pai de Ana – contou com a ajuda das famílias japonesas que plantaram frutas e verduras em numerosas chácaras no entorno do Plano Piloto.

11:18 · 30.05.2017 / atualizado às 09:31 · 29.05.2017 por

O secretário Evaldo Lima, da Cultura de Fortaleza, tem avaliado a viabilidade de que haja criar mais edições semanais de feiras de discos de vinil e de outros bens de colecionadores.

Evaldo está atento para os potenciais do Largo Luiz Assunção, na Praia de Iracema, onde já está localizado o Centro Cultural Belchior – equipamento também da Secultfor.

A ideia é de que atrair público para a área é um meio eficiente de (re)vitalizá-la.

09:10 · 29.05.2017 / atualizado às 09:10 · 29.05.2017 por

Publicado hoje na editoria de Cidade do jornal Diário do Nordeste – grifo, no trecho final, é meu:

Às vésperas de completar um mês da morte do cearense Belchior, a obra do artista foi homenageada, na noite de ontem, no Theatro José de Alencar. A Orquestra Eleazar de Carvalho, sob a batuta do maestro Paulo Leniuson, lotou o local e executou clássicos do sobralense.

O espetáculo gratuito durou cerca de uma hora e levou gerações de fãs do ‘rapaz latino-americano’ às cadeiras do centenário equipamento cultural.

(…)

O maestro disse sentir-se privilegiado por poder honrar a memória do ídolo com a homenagem póstuma. “Era algo que gostaríamos de ter feito com ele aqui, cantando conosco. Infelizmente, não deu. Mas foi algo maravilhoso”, disse.

(…) A plateia (…) ainda protestou contra o presidente da República, Michel Temer, com gritos de “Fora, Temer”.

11:27 · 26.05.2017 / atualizado às 11:27 · 26.05.2017 por

A empresa de telefona Oi e o Instituto Oi Futuro anunciaram os projetos escolhidos pelo Programa Oi de Patrocínios Culturais Incentivados 2017/2018. O rol contempla iniciativas de todas as regiões do Brasil. A íntegra da relação está está neste link.

Abaixo, informações da Oi:

A Oi, por meio do Oi Futuro, promove, apoia e desenvolve ações inovadoras e colaborativas para melhorar a vida das pessoas e da sociedade. Com atuação nas frentes de Educação, Cultura, Inovação Social e Esporte, o instituto acelera iniciativas que ampliam o repertório com plataformas de conteúdo, potencializam o desenvolvimento pessoal e coletivo, fomentam experimentações de inovação e estimulam conexões.

Este ano, o Oi Futuro propõe um novo formato de edital, mais flexível e inclusivo, afinado com as formas de criação contemporâneas. Foram eliminadas as categorias e áreas artísticas – como Música, Teatro, Artes Visuais – valorizando a convergência de linguagens e abraçando ideias que já não cabem em rótulos e que dialogam com as cidades. Além disso, nesse novo edital, a forma de apresentação das propostas ficou mais simples e flexível, tornando a inscrição ainda mais acessível.

“Conseguimos atrair ideias inovadoras, que nos surpreenderam, e jovens fazedores que estão despontando. Chegamos a uma seleção marcada pelo frescor e a diversidade, que reflete a vocação do Oi Futuro como catalisador criativo, aproximando pessoas através da criação contemporânea, estimulando a produção colaborativa e promovendo o acesso às artes na era digital”, diz Roberto Guimarães, gestor de Cultura do Oi Futuro.

“Sonhamos, mais que nunca, com públicos (no plural), com todos os públicos”, completa.

23:46 · 26.04.2017 / atualizado às 13:37 · 25.04.2017 por

Admiradores da cultura e interessados em história, enfatizando aqui os cinéfilos, têm encontro marcado ainda por conta dos 291 anos de Fortaleza.

É que o Memorial da Assembleia Legislativa abre amanhã, a partir das 9 horas, exposição sobre as salas de cinema da capital.

Fachada do Cine São Luiz, em Fortaleza, com o cartaz da inauguração, em 1958: referência entre as salas brasileiras

No mesmo dia, a partir das 10 horas, o escritor Ary Bezerra Leite fala no Comitê de Imprensa da Casa sobre o cinema no Ceará.

22:28 · 20.04.2017 / atualizado às 09:37 · 20.04.2017 por

Informações bacanas para quem preza arte, saber e cultura: o Espaço Cultural Unifor abrirá amanhã, feriado de Tiradentes e sábado e domingo para visitas às exposições “Coleção Airton Queiroz”, que mostra cerca de 260 obras de artistas como Miró, Dali, Renoir, Matisse, Aleijadinho, Di Cavalcante, Lasar Segall e Anita Malfatti, e “Leonilson: arquivo e memória vivos”, com 120 obras do artista plástico cearense José Leonilson Bezerra Dias, falecido em 1993. Ambas as exposições permanecem em cartaz até 9 de julho próximo.

Abaixo, trechos de material de divulgação da Unifor:

Além de obras de artistas de renome nacional e internacional e das visitas guiadas e gratuitas, o Espaço Cultural Unifor tem ainda dois outros atrativos: o Café das Artes, que oferece menu variado, incluindo refeições leves, sanduíches e produtos regionais, e a facilidade de estacionamento, também gratuito. No sábado e domingo acontece apresentação musical, das 16h às 18h.

A Biblioteca Acervos Especiais da Unifor funciona no sábado (22), das 9h às 11h30. O espaço abriga acervo composto por livros que foram doados à Universidade de Fortaleza por diversos colecionadores e outros adquiridos para compor essas salas especiais. São cerca de 7 mil volumes, divididos por assuntos como literatura, artes, história do Ceará, biografias, direito, entre outros.

A Unifor está presente na Bienal do Livro, no Centro de Eventos do Ceará. Na sexta-feira, às 13h, e no sábado, às 15h, o Grupo Mirante de Teatro Unifor se apresenta no Mezanino 1, sala 2. Uma Oficina de Restauração e Conservação de Livros acontece no sábado, às 16h, no estande da universidade. Durante o feriado e o final de semana, a Unifor disponibiliza ônibus gratuito fazendo o trajeto de ida e volta da Bienal ao Espaço Cultural, a partir das 9h.

O Espaço Cultural Unifor fica no campus da Universidade de Fortaleza (Av. Washington Soares, 1321 – Bairro Edson Queiroz).

As exposições podem ser visitadas sexta-feira (21), de 9 às 19h, e no sábado (22) e domingo (23), das 10 às 18h, com entrada gratuita.

Mais informações: (85) 3477 3319.

20:38 · 18.04.2017 / atualizado às 08:53 · 17.04.2017 por

Dica para quem aprecia o pluralismo de ideias e gêneros: amanhã (quarta-feira, 19.4), a agenda da Bienal Internacional do Livro, promovida pela Secretaria da Cultura do Ceará, tem programado um bate-papo com autores do livro “Para Belchior com Amor” (abaixo).

Trata-se de uma coletânea de textos livres baseados em composições do cearense Antonio Carlos Belchior.

Participarão Ricardo Kelmer, Cleudene Aragão e Joan Edesson, no Mezanino 2 do Centro de Eventos, Sala 1, começando às 16 horas.

Eu, que não consigo esconder o orgulho nem a imodéstia, também tenho texto publicado no livro.

09:00 · 09.11.2016 / atualizado às 06:00 · 09.11.2016 por

O guitarrista recifense Rodrigo Morcego, uima das melhories referências da guitarra de Blues no Nordeste, terá uma tarefa braba na próxima sexta-feira, 11.11: abrir, junto com os feras cearenses da Blues Label (Roberto Lessa, guitarra e voz; Victo Vasconcelos, baixio; Marcelo 2Hum, bateria; e Leonardo Vasconcelos, teclado), a edição 2016 do Festival Canoa Blues, em Canoa Quebrada (Aracati, Ceará).

O festival também terá Adriano Grineberg (SP), ainda na sexta; Gang da Cidade (CE) e Taryn Szpilman (RJ) e Tutano Blues (CE). Todos os shows são gratuitos, apresentados pela Indaíá e com patrocínio do Banco do Nordeste, Governo do Estado do Ceará, Sebrae, InvestNE, Diogo Farias Microfones Artesanais e Assembleia Legislativa do Ceará.

Abaixo, uma canjinha do Morcego pernambucano:

.

Agora, a Blues Label:

, com a gaitista argentina Xime Monzon: