Busca

Categoria: Brasil


08:52 · 17.08.2018 / atualizado às 08:53 · 15.08.2018 por

Para quem acredita na ação cidadã de quem doa sangue, uma excelente notícia: tramita na Câmara dos Deputados projeto que garante aos doadores desconto de metade do valor da taxa de inscrição em concursos públicos.

A proposta vai passar pelas comissões de Trabalho, Administração e Serviço Público; de Seguridade Social e Família; de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania, onde há representantes cearenses.

08:46 · 16.08.2018 / atualizado às 08:48 · 15.08.2018 por

Hoje, na Coluna Comunicado:

A porteiras serão abertas hoje. É para esta quinta-feira que a Justiça Eleitoral autoriza a abertura da propaganda eleitoral – o que, a rigor e sob as barbas de agentes públicos e dos cidadãos, já é feito desde o ano passado. Também nesta quinta, candidatos, partidos e coligações poderão se expor na Internet, fazer comícios e botar para funcionar alto-falantes ou amplificadores de som, nas sedes ou em veículos, das 8 às 22h. Num mundo digital, em que fake news nas redes sociais ameaçam o bom senso com ritmo que torna modesta a velocidade do som, pode não parecer muita coisa.

A propaganda eleitoral em rádio e TV só começa no próximo dia 31, às custas do dinheiro e da boa vontade dos cidadãos. De um modo ou de outro, é uma oportunidade de exposição de propostas. Ou de falta de “simancol”.

11:43 · 13.08.2018 / atualizado às 11:43 · 13.08.2018 por

A DCDN, companhia cearense com forte penetração no mercado de energia elétrica, está acompanhando mudanças e avanços do setor. “Crescemos, em média, dois dígitos ao ano. Nós temos atingido muitos mercados, fornecendo energia para prédios, shoppings e hospitais, por exemplo. Todos esses segmentos precisam de energia emergencial e a DCDN tem suprido essa demanda por meio dos geradores”, explica o diretor da DCDN, Luiz Antonio Trotta.

Responsável pela cobertura de peças e serviços em grande parte da região Nordeste, a DCDN também dispõe de filial em Jaboatão dos Guararapes (PE) – com moderna estrutura em uma área de quatro mil metros quadrados. Recentemente o espaço foi ampliado e recebeu novo galpão. A matriz, em Fortaleza (CE), está localizada na BR 116, em uma área total de 14 mil metros quadrados.

O grupo também fornece empilhadeiras dos mais variados portes, além de tratores de esteiras, escavadeiras e carregadeiras para empresas de todos os segmentos de mercado. A distribuição dos produtos e serviços é feita em parceria com as empresas Cummins, Hyster e Komatsu.

09:37 · 09.08.2018 / atualizado às 10:02 · 02.08.2018 por

Na Coluna Comunicado, hoje:

O Banco do Nordeste está operacionalizando o FNE Água. É uma linha de crédito composta por recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste e direcionada para projetos que aplicam o bom uso dos recursos hídricos. Empresas de tamanhos distintos, produtores rurais, agricultores familiares, cooperativas e associações podem pleitear o dinheiro. As propostas dizem respeito a barragens subterrâneas e sistemas de dessalinização de água, frequentemente citados nos meios técnicos como alternativas para o armazenamento, estão na lista de ações visadas pelo FNE Água.

19:35 · 08.08.2018 / atualizado às 09:37 · 02.08.2018 por

O município de Caucaia promove este mês o I Fórum Comunitário de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente. O evento se relaciona à obtenção do Selo Unicef – concedido pelo órgão das Nações Unidas a gestões que desenvolvem ações proativas para a infância e a adolescência, sobretudo nas áreas de saúde e educação. Foi formada em Caucaia uma comissão intersetorial com o objetivo de ampliar as articulações.

Dos 184 municípios cearenses, 176 estão inscritos para tentar obter o Selo Unicef. Nesse processo, cabe ao Unicef promover a capacitação de gestores e técnicos municipais, conselheiros de direitos e adolescentes.

09:33 · 08.08.2018 / atualizado às 09:34 · 02.08.2018 por

Publiquei hoje na Coluna Comunicado, que escrevo no jornal Diário do Nordeste, de Fortaleza (CE):

A Secretaria de Recursos Hídricos do Estado e a Rede Brasil de Organismo de Bacias Hidrográficas estão preparando para setembro, em Fortaleza, encontro regional sobre gestão participativa e social da água. Num contexto irrigado por incertezas sobre ambiente e armazenamento, aprofundar discussões é mais do que adequado. Inclusive considerando que o ano é eleitoral e que o tema deve estar na pauta das campanhas. O evento local é preparatório para o 8º Fórum Mundial da Água, que este ano será realizado em Brasília.

Tecnologias aplicadas no Brasil para a participação social e compartilhada na gestão das águas são o foco principal previsto para o encontro. A inscrição é gratuita e deve ser feita pela Internet, no site www.rebob.org.br.

19:31 · 07.08.2018 / atualizado às 09:33 · 02.08.2018 por

Veja só: entre os habitantes do Ceará, há aproximadamente 22 mil indígenas.

Eles estão distribuídos por 14 etnias – grupos como tapebas, jenipapo-kanindés, anacés, tremembés, kalabaças, gaviões, tabajaras e potiguaras.

É essa a população que se tornou alvo de projeto que tramita no Senado. A matéria diz respeito a uma demanda básica: a educação.

A ideia dá conta da criação da Secretaria Especial de Educação Indígena, vinculada ao Ministério da Educação. O modelo seria o mesmo do o Subsistema de Atenção à Saúde Indígena, no Sistema Único de Saúde, criado em 1999.

Os caciques do Senado ainda não definiram o relator da matéria.

08:19 · 07.08.2018 / atualizado às 08:19 · 07.08.2018 por

Treze candidatos disputam a corrida presidencial este ano. É o maior número desde 1989, quando foram 22 concorrentes, já que o comunicador Silvio Santos teve a candidatura impugnada. Neste período, somente o PSDB e o PT disputaram todas as eleições presidenciais com candidatos próprios.

A seguir, trechos de matéria da Agência Brasil:

Partido com maior número de filiados – 2,4 milhões -, o MDB não tinha candidatura própria há quatro eleições. Depois que o ex-governador de São Paulo e ex-presidente do partido, Orestes Quércia, ficou em quarto lugar na disputa de 1994, o MDB transitou entre chapas do PSDB e do PT – legendas que monopolizaram as eleições desde aquele ano.

Após o lançamento do Plano Real, o tucano Fernando Henrique Cardoso venceu a eleição no primeiro turno em 1994, com 54,3% dos votos. Naquele ano, o cardiologista Eneas Carneiro (morto em 2007), conhecido pelo discurso agressivo e o bordão “meu nome é Eneas”, surpreendeu o país conquistando cerca de 4,6 milhões de votos, mais do que Quércia e do que o pedetista Leonel Brizola (morto em 2004).

(…)

Luiz Inácio Lula da Silva foi eleito e reeleito em 2002 e 2006. Depois, Dilma Rousseff conquistou o Palácio do Planalto em 2010 e foi reeleita em 2014, mas não completou o mandato.

07:57 · 06.08.2018 / atualizado às 08:00 · 02.08.2018 por

Hoje, na Coluna Comunicado:

A boa e velha carnaúba está na pauta das discussões da indústria cearense. O projeto Carnaúba Sustentável marcou para o município de Granja, a 300 quilômetros de Fortaleza, no norte do Estado, a segunda rodada da série “Encontros dos Diálogos da Carnaúba”, enfatizando soluções e boas práticas para a exploração do produto. Será na próxima sexta-feira. A articulação é do Sindcarnaúba e da Fiec. Produtores, empresários, trabalhadores do extrativismo e representantes de sindicatos, do poder público e do terceiro setor devem comparecer.

A carnaúba é a árvore-símbolo do Ceará. Em 2004, foi editado decreto com essa definição pelo então governador, Lúcio Alcântara. O Piauí também tem decreto que a considera assim, mas desde 2017.

08:12 · 05.08.2018 / atualizado às 08:15 · 03.08.2018 por

Texto de Paula Laboissière, da Agência Brasil:

<em>Em meio a diversas convenções partidárias agendadas para a semana, entidades médicas divulgaram (…) manifesto, a ser entregue aos presidenciáveis, com propostas para melhorar a saúde no Brasil. A intenção é apresentar uma agenda pública com medidas que visam a assegurar os direitos dos pacientes e a qualidade do exercício da medicina e do atendimento à saúde. Dados recentes do Conselho Federal de Medicina (CFM) apontam que 55% dos brasileiros avaliam a saúde – pública e privada – no país como ruim ou péssima.

O manifesto foi elaborado durante o 13º Encontro Nacional de Entidades Médicas, em junho. São signatários o próprio CFM, a Associação Médica Brasileira (AMB), a Federação Médica Brasileira (FMB), a Federação Nacional dos Médicos (Fenam) e a Associação Nacional dos Médicos Residentes (ANMR). Além dos candidatos à Presidência da República, o documento deve ser encaminhado ainda aos candidatos a governos estaduais, ao Senado Federal, à Câmara dos Deputados e às assembleias legislativas.

Entre as questões consideradas mais urgentes pelas entidades estão itens como a defesa do Sistema Único de Saúde (SUS); uma maior participação da União no investimento e no custeio da saúde; a qualificação da gestão para a melhoria da infraestrutura para atendimento a pacientes; e a criação de políticas de recursos humanos que valorizem profissionais brasileiros, estimulando a migração e a fixação em áreas de difícil provimento – como uma carreira de Estado, sob responsabilidade da União, para médicos da rede pública.

Outros pontos citados no manifesto são o fortalecimento de mecanismos efetivos de fiscalização, controle e avaliação dos gastos públicos em saúde; o fim do que as entidades chamam de abertura desenfreada de escolas médicas e da oferta de cursos e programas em condições precárias de funcionamento; e a exigência de uma atuação isenta da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) contra abusos praticados contra beneficiários por operadoras de planos de saúde.</em>

*** *** ***

Vale, de todo modo, que o senhor e a senhora leitores fiquem com uma pulga atrás da orelha em relação a essa manifestação.

É que parte dessas entidades fizeram pressão intensa contra o programa Mais Médicos, que trouxe profissionais do exterior para atuar em vários pontos do País – sobretudo no Nordeste – que haviam sido abandonados ou tratados com desinteresse por médicos brasileiros.

Grupos foram mobilizados para xingar, vaiar, ameaçar e cuspir.

O Mais Médicos, a gente sabe, é um programa revolucionário na área de saúde. Não poderia agradar aos mercantilistas, claro. Até de espiões os participantes foram tachados.

Agora, vêm com essa…