Busca

Categoria: Carnaval


07:16 · 19.01.2016 / atualizado às 06:29 · 19.01.2016 por

Hoje, na editoria de Cidade do jornal Diário do Nordeste:

O Governo do Estado do Ceará decretou, pelo segundo ano seguido, a vedação de despesas públicas com eventos relacionados ao Carnaval. A medida foi publicada na última quinta-feira (14), por meio do Diário Oficial do Estado.

A justificativa apresentada no documento publicado enfatiza a necessidade de priorizar a destinação dos recursos públicos a setores cujos problemas afetam diretamente e de forma recorrente a vida da população do Ceará e que demandem atendimento emergencial.

O decreto direciona-se a órgãos e entidades estaduais de despesa pública ou de repasse de recursos a beneficiários com finalidade de patrocínio ou apoio a eventos carnavalescos. A única exceção diz respeito à verba destinada às atividades envolvidas no âmbito do Sistema Estadual de Cultura (Siec).

Além da decisão do Governo, o Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) já havia recomendado às prefeituras a redução dos gastos com o Carnaval, conforme noticiado ontem pelo Diário do Nordeste. “É inconcebível promover Carnaval se os salários de servidores estão atrasados e há outras despesas mais urgentes”, colocou o presidente do TCM, Francisco Aguiar.

A assessoria de imprensa da Casa Civil informa que a Secretaria da Cultura do Ceará (Secult), responsável pelo Siec, disponibilizou, em 2016, um total de R$1.127.600,00 para o edital Carnaval do Ceará, que apoia projetos de todo o Estado. As propostas poderiam ser encaixadas em duas categorias, Programação Carnavalesca e Agremiações Carnavalescas. A Secult recebeu inscrições entre o dia 23 de dezembro do ano passado e 8 de janeiro desse ano.

A matéria completa, de Ranniery Melo, está neste link.

09:14 · 30.01.2015 / atualizado às 05:17 · 30.01.2015 por

Publiquei hoje na Coluna Comunicado, do jornal Diário do Nordeste:

Confete não é para todos
Pré-carnaval virou marca registrada de Fortaleza. Tanto como folia criativa, que gera receita pública e estimula postos de trabalho, o que se reveste de aspectos positivos, quanto no sentido caótico que têm a sujeira que os blocos deixam nas ruas, a barafunda que impõem ao trânsito, a poluição sonora e as pressões sobre os sistemas de saúde e de segurança pública. Pois hoje, é bom notar, abre-se mais um fim de semana de festas. Ainda mantendo os paralelos, outro fim de semana de “sofrência” para quem não é folião. A cidade que se vire com suas fantasias.

Folia pobre
A propósito de folia, vale destacar que a Prefeitura de Barroquinha, a 420 km de Fortaleza, pretende gastar R$ 300 mil no carnaval deste ano. A informação é do Tribunal de Contas dos Municípios. Isso equivale a R$ 20,27 para cada um dos 14,8 mil viventes na cidade. Segundo o IBGE, 66% dos barroquinhenses vivem na pobreza. É um sétimo mais baixo IDH do Estado: 0,720.

Não-folia rica
A propósito de não-folia, vale destacar que a Prefeitura de Eusébio, a 7 km de Fortaleza, não pretende gastar um centavo sequer no carnaval deste ano. A informação é do Tribunal de Contas dos Municípios. Com população estimada em 50,3 mil viventes, Eusébio tem no Estado o quarto melhor IDH – que é o Índice de Desenvolvimento Humano: 0,701.

Sem confete ou fantasia
E está agendada para esta sexta-feira a conclusão dos primeiros relatórios técnicos do Tribunal de Contas dos Municípios em relação à contratação de eventos para o Carnaval. Oito equipes, somando 20 servidores do órgão, percorreram na semana passada 47 cidades, apurando os gastos programados pelas prefeituras, com ênfase onde há situação de emergência ou estado de calamidade provocados pela seca. O que se constatar pode resultar na abertura de processos de tomadas de contas especiais, e, em alguns casos, ações cautelares para prevenir riscos relativos ao não cumprimento da lei.

13:23 · 21.01.2015 / atualizado às 05:25 · 21.01.2015 por

O editorial de hoje do jornal Diário do Nordeste:

O Tribunal de Contas dos Municípios emitiu recomendação aos prefeitos no sentido de economizarem nas despesas das festas carnavalescas nos municípios, tendo em vista a calamidade da seca que assola o Ceará, bem assim as condições de dificuldade da economia do País que obrigaram o governo federal a aumentar a carga tributária nesta semana. De sua parte, o TCM vai intensificar a fiscalização dos editais de licitação dos festejos para evitar as manipulações onerosas.

Essa recomendação seria plenamente dispensável se houvesse bom-senso por parte da unanimidade dos prefeitos. Na verdade, existem compromissos financeiros prioritários como pagamento dos servidores municipais, os reajustes do salário mínimo e dos salários dos professores, além da manutenção dos serviços essenciais. Reservado o valor para pagamento dos setores básicos, é que eles poderiam cogitar na realização de festa.

Mas o alerta do TCM foi providencial, porque alguns municípios, onde a seca ameaça com o colapso de água, já decidiram eliminar o financiamento do Carnaval. Quanto aos demais, verifica-se um corte substancial nas verbas específicas, que alcança até 60% das despesas antes programadas.

Não obstante, a solução do problema nem sempre é tão simples. A tradição carnavalesca é bem arraigada no coração dos brasileiros e sua comemoração funciona como um relaxamento nacional para o estresse da vida. Dessa maneira, os prefeitos se sentem pressionados a realizar a festa sob pena de alto desgaste político, devidamente explorado pelos adversários. Ao mesmo tempo, as prefeituras é que têm mesmo de oferecer a estrutura para o evento, porque os grandes anunciantes não se interessam em patrociná-lo, nem a iniciativa privada local tem disponibilidade econômica para bancar o empreendimento.

Por outro lado, existem os casos notórios dos municípios de forte atração turística, geralmente localizados no litoral oceânico, que têm no período momino uma de suas maiores fontes de receita tributária. Não promover o evento, então, passa a ser contraproducente ou até desastroso para a economia municipal.

Cada caso, portanto, precisa de uma análise isolada para que não se confundam situações às vezes antagônicas.

É certo que os municípios enfrentam uma crise conjuntural sem precedentes. Essa constatação decorre da redução dos repasses do Fundo de Participação, das dívidas com os precatórios e o INSS, ao lado do pouco auxílio prestado pelas bancadas parlamentares e da distância entre as prefeituras e os órgãos estaduais. Os compromissos dos municípios não estão sendo formalizados principalmente por falta de assistência técnica.

A União devolveu aos Estados e às municipalidades encargos vigentes desde a Constituição Federal de 1988 relativos às atividades tipicamente locais como a administração dos resíduos sólidos e da iluminação pública. Habituados ao costume de transferir obrigações dessa envergadura para seus sucessores, os prefeitos – em sua maioria – não promoveram as medidas indispensáveis para absorver as gestões preconizadas.

Como não lograram êxito, estão, agora, a braços com problemas de grande monta. Entretanto, a solução irá depender da mobilização de uma frente ampla de interesse comum para a obtenção de financiamento para os aterros sanitários e para a formação de consórcios capazes de administrá-los. A mesma saída é a única viável para a iluminação pública. A protelação servirá apenas para agravar esses encargos obrigatórios.

13:28 · 02.01.2015 / atualizado às 04:31 · 02.01.2015 por

A notícia é boa porque trata de verba financeira para manifestações populares. E é ruim porque a grana é bem curtinha.

Veja:

Soma R$ 420 mil o dinheiro destinado pela Secretaria de Cultura do Município aos blocos pré-carnavalescos deste ano em Fortaleza.

Oitenta blocos serão contemplados. As inscrições seguem até segunda-feira próxima, dia 5.

E mais: o Município destinou R$ 732 mil para atender as demandas das agremiações carnavalescas – entre escolas de samba, blocos, cordões e outros grupos.

E, nesse caso, as inscrições podem ser feitas até a próxima terça-feira, dia 6.

21:11 · 27.02.2014 / atualizado às 21:15 · 27.02.2014 por

Aclamado pelos tucanos como pré-candidato a presidente da República, o mineiro Aécio Neves vai passar os dias de Momo na efervescente nação do axé, a Bahia.

E no mais puro estilo boca livre, conforme expõe sem pudores nota propagandeada pelo partido que dirige:

O presidente do PSDB, senador Aécio Neves, estará no Carnaval de Salvador, nesta sexta-feira (28/02), a convite do prefeito da capital, ACM Neto. O senador assiste ao desfile do bloco Furdunço, no camarote oficial da prefeitura, no Campo Grande.

*** *** ***

Aécio no fundurço? Piada pronta.

05:58 · 27.02.2014 / atualizado às 06:15 · 27.02.2014 por

Do Diário do Nordeste, hoje, na editoria de Cidade:

Os motoristas que pretendem viajar pelo Ceará neste Carnaval devem ter atenção redobrada na estrada, pois as condições de trafegabilidade em alguns trechos das BRs e CEs que cortam o Estado não são as melhores. Além de pontos em obras, as rodovias também apresentam diversos locais com grande incidência de buracos, problemas de sinalização e presença de animais soltos. Associadas ao grande fluxo de veículos em trânsito no feriado, as deficiências podem causar acidentes e contratempos.

De acordo com o levantamento do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (Dnit) sobre a situação das rodovias no País, as rodovias federais que passam pelo Ceará possuem, no momento, pelo menos seis trechos em intervenções, dez com crateras no asfalto e 18 com sinalizações irregulares ou ausência delas. As BRs 020, 222 e 226, que dão acesso às cidades de Canindé, Tianguá e Crateús, respectivamente, são as que se encontram em pior estado.

Na BR-020, do Km 35,2 ao 308,8, placas de advertência e orientações pintadas na pista contêm falhas. A rodovia também tem cinco pontos com incidência de buracos na estrada, totalizando cerca de 163 Km de asfalto danificado. Outros seis locais demonstram presença de animais soltos nas proximidades, exigindo cuidado e atenção.

A íntegra da matéria, assinada pela jornalista Vanessa Madeira, está aqui.

12:41 · 22.02.2014 / atualizado às 09:37 · 24.02.2014 por

O Bloco Adeus Amélia, uma mescla de folia com ação de conscientização, fará concentração às 15 horas de hoje no restaurante Estoril (Praia de Iracema) e depois seguirá em cortejo até o aterrinho da Praia de Iracema. Dia 03 de março desfilará na Domingos Olímpio. A programação tem a parceria com o Teatro da Boca Rica.

Aliás, o Adeus Amélia esteve hoje de manhã em Caucaia, animando o I Encontro de Mulheres com Deficiência do município, com atividades recreativas e uma palestra sobre Saúde Inclusiva, com a administradora Hospitalar e idealizadora do Bloco, Valéria Mendonça.

Fundado em 2010 com o propósito de atender a demanda festiva e social de profissionais de saúde, pacientes/ familiares, movimentos sociais e outros interessados na temática saúde, o bloco é dividido em alas, que, de forma inusitada e divertida fazem menção a especialidades médicas e atribuindo slogans diretamente ligados ao tema.

15:10 · 19.02.2014 / atualizado às 05:06 · 18.02.2014 por

Se você se interessa por boa música, anote a dica – aposto como você vai gostar: o Festival Violoncelos em Folia, que será realizado em Fortaleza de 28 próximo a 4 de março – em pleno Carnaval, pois – já definiu os locais onde haverá apresentações dos músicos participantes. A relação inclui até igrejas.

O Festival será aberto na Igreja do Rosário, na Praça dos Leões, às 19h do dia 28.

Também haverá concertos no Parque Guararapes (1ºde março, 16h), Igreja do Pequeno Grande (dia 2,19h30min), Paróquia de São Eudes (dia 3, 19h).

O encerramento será na Unifor, às 20h com os violoncelistas convidados se apresentando com a Orquestra Eleazar de Carvalho em frente à reitoria.

Todas os concertos são gratuitos ao público.

16:00 · 13.02.2014 / atualizado às 06:06 · 13.02.2014 por

Se você gosta de boa música e não se identifica com sons como os que são causados por Wesley Safadão, Forró do Movimento, Aviões do Forró, Toca do Vale e similares, uma boa notícia: Fortaleza vai abrigar este ano a primeira edição internacional do Festival Violoncelos em Folia, iniciativa surgida na França em 2006.

Música de verdade, com músicos de verdade, para um público que busca cultura de verdade. Em resumo, é isso.

O evento será realizado de 28 de fevereiro a 4 de março – em pleno Carnaval, portanto. E com a programação gratuita.

Mais: o Festival Violoncelos em Folia dará prêmios aos participantes. São uma passagem aérea ida e volta Brasil-França e bolsa para a edição francesa do Festival Violoncelles en Folie, que acontecerá em Briançon, de 11 a 19 de julho; e um violoncelo doado pela Universidade de Fortaleza.

14:44 · 07.02.2014 / atualizado às 08:45 · 06.02.2014 por

Você é daqueles que na sexta-feira já começa a esquentar o tamborim e afinar o gogó para o pré-carnaval?

Pois fique sabendo que órgãos que monitoram tempo e clima estão anunciando chuva em Fortaleza neste fim de semana.

Há 80% de possibilidades de chover até 19mm amanhã e 80% de chover até 30mm domingo.

É uma notícia chata.

Mas também pode não ser.