Busca

Categoria: Economia


08:51 · 13.10.2017 / atualizado às 08:54 · 12.10.2017 por

Publiquei hoje, na Coluna Comunicado:

O tema tem tudo a ver com esta sexta-feira 13 imprensada – com jeitão de dia turístico, pois: o Ceará pode modificar as estratégias públicas que vem adotando para o turismo. É que a Assembleia Legislativa está analisando proposta sobre classificações para destinos no Estado, adequando os polos cearenses à categorização implantada pelo Ministério do Turismo. Essa metodologia será critério em nível nacional para o acesso a verbas que servirão à infraestrutura e à qualificação de mão de obra, por exemplo. Em resumo, as alterações apontam para mais profissionalização no setor – tanto de empreendedores quanto de empregados -, o que pode representar mais responsabilidades para gestores e outros agentes.

O Mapa do Turismo Brasileiro, traçado pelo Ministério, inclui 74 cidades do Ceará. Estão concentradas em cinco categorias, variando de acordo com a capacidade de gerar negócios e com as estruturas das quais dispõem. Importante: há representações nos litorais leste e oeste, incluindo Fortaleza, nas serras, no Cariri e nos sertões.

04:03 · 13.10.2017 / atualizado às 14:05 · 08.10.2017 por

Hoje, na Coluna Comunicado:

O Ceará pode modificar as estratégias públicas que vem adotando para o turismo. É que a Assembleia Legislativa está analisando proposta que define classificações para destinos no Estado, adequando o Estado à categorização implantada pelo Ministério do Turismo. Essa metodologia será critério para o acesso a verbas que servirão à infraestrutura e à qualificação de mão de obra, por exemplo. Em resumo, as alterações apontam para mais profissionalização no setor – tanto de empreendedores quanto de empregados -, o que pode representar mais responsabilidades para gestores e outros agentes políticos.

O Mapa do Turismo Brasileiro, traçado pelo Ministério, inclui 74 cidades do Ceará. Estão concentradas em cinco categorias, variando de acordo com a capacidade de gerar negócios e com as estruturas das quais dispõem. Importante: há representações nos litorais leste e oeste, incluindo Fortaleza, nas serras, no Cariri e nos sertões.

08:28 · 26.09.2017 / atualizado às 19:31 · 25.09.2017 por

O presidente do Banco do Nordeste, Marcos Holanda, participa do lançamento do Plano Progredir, hoje, às 11 horas, no Palácio do Planalto. O novo programa social visa a elevar a renda de um milhão de famílias, que fazem parte do Cadastro Único do Governo Federal. Na ocasião, Holanda apresentará o case dos programas de microcrédito criados e geridos pelo BNB (Crediamigo e Agroamigo), que serviram de inspiração para a iniciativa.

A solenidade, com a presença do presidente Michel Temer, marcará ainda a assinatura de acordo de cooperação técnica a ser firmado pelo Banco do Nordeste e Ministério do Desenvolvimento Social. O instrumento permitirá a troca de informações para melhor integração dos programas governamentais e apoiará a realização de estudos e avaliações das iniciativas exitosas do BNB.

“Esse esforço do Governo Federal possui como um dos principais objetivos a busca por caminhos para a superação da pobreza, seja apoiando as pessoas para acessarem o mercado de trabalho, seja criando estímulos para o empreendedorismo, oferecendo alternativas de autonomia financeira aos que hoje dependem da rede de proteção social. Ficamos felizes em agregar a experiência do Banco do Nordeste a este projeto. Como instituição financeira de desenvolvimento regional, o Banco do Nordeste possui um papel importante nesse processo e abraça o Programa Progredir como grande entusiasmo”, destaca Marcos Holanda.

O BNB é o principal operador de microcrédito do País, com 60% de todos os financiamentos da categoria. No segmento, o Banco do Nordeste conta com 3,2 milhões de clientes ativos – 49% deles, beneficiários do Bolsa Família.
Nos últimos doze meses, Crediamigo e Agroamigo aplicaram R$ 9,7 bilhões na área de atuação do BNB, que corresponde a todo o Nordeste e norte dos Estados de Minas Gerais e Espírito Santo. O valor equivale a 63% do repasse do Bolsa Família para a região Nordeste. Diariamente, o Banco realiza 18 mil operações de microcrédito, combinando crédito com orientação empresarial e fortalecimento do capital social das comunidades dos microempreendedores.

“Estamos preparados para o crescimento da carteira, investindo fortemente em tecnologia e no aumento do número de agentes de crédito. Reafirmamos nosso compromisso com a inclusão financeira e com a busca de soluções estruturais para o problema da pobreza”, finaliza o presidente do Banco do Nordeste.

Sobre o Progredir
A ação oferecerá cursos de qualificação profissional, ajudará na seleção de oportunidades de trabalho e disponibilizará R$ 3 bilhões em microcrédito para famílias de baixa renda, inscritas no Cadastro Único dos programas sociais do Governo Federal.

06:08 · 18.09.2017 / atualizado às 09:11 · 15.09.2017 por

Notas publicadas na Coluna Comunicado, do jornal Diário do Nordeste, de Fortaleza (CE), nesta segunda-feira:

A Câmara Municipal de Fortaleza realiza hoje, no cineteatro São Luiz audiência para tratar do projeto que altera os horários de funcionamento do comércio da cidade. Há discursos contra e a favor, uns de dentro da Casa, outros de fora. É uma questão para a qual, por envolver uma pluralidade de posicionamentos, inclusive corporativos, não se pode esperar consenso. Mas, num cenário democrático, que se espere ao menos o diálogo.

Palavras do presidente da Câmara Municipal, Salmito Filho (PDT), que é a favor da flexibilização dos horários do comércio: “A mudança pode gerar mais emprego e renda. Então, por que não dar essa oportunidade?” Segundo ele, para qualquer cenário o ideal é “ouvir e fazer o bom debate e deliberar o que se entende que é mais importante para Fortaleza, sem causar prejuízo à vida do trabalhador”.

Já o vereador Guilherme Sampaio (PT) é contra a forma como está encaminhado o debate: “Os comerciários nunca se colocaram contrários a discutir os horários ampliados de comércio. A única coisa que eles pedem é que os horários sejam compactuados entre patrão e funcionário”. E arremata, recorrendo a uma expressão antiga: “Temos que colocar um freio de arrumação nessa conjuntura”.

08:29 · 15.09.2017 / atualizado às 08:29 · 15.09.2017 por

Com informações da operadora de telefonia Oi:

A Oi já fechou mais de 1.400 acordos com credores da Recuperação Judicial que aderiram ao Programa para Acordo com Credores para receber créditos até R$ 50 mil. O volume de créditos envolvido nos acordos firmados até agora passa de R$ 15 milhões. Até o momento, mais de 15 mil credores já se cadastraram para participar do Programa em todo Brasil. Do total de 55 mil credores da Oi, cerca de 53 mil têm a receber créditos até R$ 50 mil.

A adesão ao Programa está disponível para pessoas e empresas que constam da Relação de Credores publicada pelo Administrador Judicial, publicada em 29 de maio de 2017, e deve ser feita na plataforma eletrônica www.credor.oi.com.br. Caso o credor precise de apoio, 39 centros de atendimento foram disponibilizados pela Oi em todo o país (os endereços em cada estado estão disponíveis no website da Recuperação Judicial da Oi – www.recjud.com.br). Após o cadastramento e o envio da documentação pela plataforma eletrônica, a assinatura do termo de acordo será agendada em um dos centros de atendimento.

O credor que aderir ao Programa receberá os valores por meio de depósito em conta bancária. Caso não possua uma, poderá receber na conta de terceiros, desde que autorizado, ou, ainda, por meio de ordem de pagamento bancária em nome do credor. Em caso de processos com depósito judicial, os valores depositados serão liberados em adiantamento ao credor, mediante expedição de alvará no processo de origem.

Para o credor cujo crédito for inferior ou igual a R$ 50 mil, o pagamento será efetuado em duas parcelas. A primeira, correspondente a 90% do valor, acontecerá em até 10 dias úteis após a assinatura do termo de acordo. Os 10% do crédito remanescente serão recebidos pelo credor em até 10 dias úteis após a homologação do Plano de Recuperação Judicial, a ser votado em Assembleia de Credores.

Já o credor que tiver crédito superior a R$ 50 mil receberá o valor de R$ 50 mil também em duas parcelas. A primeira, correspondente a 90% do valor, será recebida em até 10 dias úteis após a assinatura do termo de acordo; e os 10% remanescentes serão recebidos pelo credor em até 10 dias úteis após a homologação do Plano de Recuperação Judicial, a ser votado em Assembleia de Credores; e o restante do crédito será pago na forma do plano.

Dúvidas e mais informações sobre o programa podem ser obtidas pelo 0800-644-3111 e pelo website da Recuperação Judicial da Oi (www.recjud.com.br).

08:46 · 07.09.2017 / atualizado às 17:49 · 05.09.2017 por

Notas publicadas nesta quinta-feira, 7 de setembro, na Coluna Comunicado, do jornal Diário do Nordeste:

Fortaleza vive um momento especial no turismo: vem registrando bons índices de ocupação dos meios de hospedagem – para o feriadão de hoje a domingo, por exemplo, mais de 90% dos leitos de hoteis e pousadas foram reservados. Deve-se avaliar o impulso como parte de um esforço ordenado do poder público, que passou a reconhecer e a estimular a atividade como essencial para a economia. E, sob essa ótica, é necessário destacar que cabem à iniciativa privada papeis relevantes. Como o de rever preços e conceitos de atendimento para garantir que o crescimento não seja apenas um surto, mas um ganho contínuo e produtivo. E coletivo.

O letreiro “Fortaleza”, na Praia de Iracema, já se tornou um marco para visitantes e locais. Fazer fotos diante da estrutura virou programa obrigatório. Ação simples, mas extremamente eficiente.

04:48 · 05.09.2017 / atualizado às 08:54 · 04.09.2017 por

Hoje, na Coluna Comunicado, do jornal Diário do Nordeste:

O Banco do Nordeste está operacionalizando o FNE Água. Trata-se de uma linha de crédito com dinheiro do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste para projetos voltados ao bom uso de água. Em tempos de seca braba, a notícia é relevante. Empresas de portes distintos, produtores rurais, agricultores familiares e cooperativas e associações podem buscar os recursos. Barragens subterrâneas e sistemas de dessalinização de água, frequentemente apontados nos meios técnicos como alternativas viáveis para o armazenamento hídrico estão na lista de ações amparadas pelo FNE Água.

Mas o alcance do Fundo vai além do acúmulo. E chega ao ambiente natural. Projetos de reflorestamento para recuperação de matas ciliares e nascentes e de concessão de serviços de água e esgoto implantados em parcerias público-privadas também podem pleitear verba.

08:30 · 26.08.2017 / atualizado às 18:32 · 25.08.2017 por

Publiquei hoje na Coluna Comunicado, do jornal Diário do Nordeste:

Fortaleza vai sediar na próxima segunda-feira, na sede do Banco do Nordeste, no bairro do Passaré, o I Fórum de Integridade e Ética, que mobiliza agentes públicos de setores diversos. Há uma expectativa de desenvolvimento regional que exige capacitação e é fundamental qualificar quem tem responsabilidades com a boa aplicação de dinheiro público, ou mesmo com o acompanhamento e a fiscalização desse uso adequado. O ministro da Transparência e Controladoria-Geral da União, Wagner Rosario, já confirmou presença no evento do BNB. E também vai ser recebido pelo presidente do banco, o economista Marcos Holanda.

Representantes do BNB, gestores e técnicos, integrantes de órgãos de controle externo e de órgãos governamentais devem participar do Fórum.

04:48 · 25.08.2017 / atualizado às 09:38 · 21.08.2017 por

Publiquei hoje na Coluna Comunicado, que escrevo no jornal Diário do Nordeste:

Não passa pelo Ceará a análise do Congresso sobre medida provisória que institui o Programa de Regularização de Débitos não Tributários – um tipo de refinanciamento com o qual o Governo federal quer negociar dívidas de contribuintes e empresas com autarquias, fundações públicas federais e com a fazenda pública. A Comissão, para a qual as bancadas do Ceará não mostraram força e não emplacaram nenhum nome, deve se reunir hoje e já pode votar o relatório que trata da matéria. A ideia é quitar de forma parcelada débitos não tributários vencidos até 31 de março último.

O Governo Temer tem a expectativa de arrecadar R$ 3,4 bilhões com a medida. Quem é contra esse tipo de negociação argumenta que quem não paga as contas em dia acaba sendo beneficiado. E quem paga banca as perdas.

09:28 · 20.08.2017 / atualizado às 09:44 · 21.08.2017 por

Das três, uma:

1) Ou o pessoal do golpe não está avisando as coisas ao presidente do Senado, Eunício Oliveira;

2) Ou Eunício não está compreendendo muito bem as coisas que ocorrem;

3) Ou Eunício está cochilando nas reuniões do golpe.

Pois é dele a seguinte observação, postada no microblog Twitter no último dia 13:

Finalizamos reunião com setor econômico. Como defendido, agora confirmado: nenhuma proposta de criação de novo imposto.

Enfim, ele nega que vá ser criada nova cobrança, mas não diz que 60 mil cargos públicos vão ser extintos, que reajustes salariais vão ser adiados e que a contribuição previdenciária do servidor público vai passar de 11% para 14%, entre outras investidas.

Há, ainda, duas outras possibilidades: ou Eunício está no mundo da lua ou não está dizendo a verdade.