Roberto Maciel

Categoria: Economia


15:06 · 04.06.2018 / atualizado às 05:07 · 01.06.2018 por

O Banco do Nordeste, por meio do Hub Inovação Nordeste (Hubine), apoiará a participação de jovens empreendedores no InovAtiva Brasil 2018, maior programa de aceleração de startups do país, que ocorre dias 9 e 10 de junho no Recife e 13 e 14 de outubro em São Paulo.

Os jovens inovadores, Vaneska Sousa, Hudney Ferreira, Pedro Sousa, Lucas Martins e Filipe Silva, concluíram o ensino médio profissionalizante de informática em uma escola pública estadual cearense. Hoje eles compõem a equipe da startup Escolarize, plataforma que se propõe a otimizar o processo de ensino-aprendizado por meio da gamificação, que é o uso de técnicas de jogos para engajar pessoas, resolver problemas e melhorar o aprendizado.

Segundo a gerente do Hubine, Lina Salles, a gamificação na educação tem se mostrado eficaz estratégia para aumentar o interesse dos alunos pelo conteúdo estudado. “É necessário que a metodologia de ensino se atualize para acompanhar a evolução tecnológica na qual os estudantes atuais estão imersos 24 horas por dia. O uso de jogos é uma maneira eficaz de mostrar que adquirir conhecimento pode sim ser muito divertido”, afirma Lina.

A ideia da Escolarize surgiu do acompanhamento, durante três anos, dos baixos resultados escolares dos colegas. A responsável pela gestão de estratégias e negócios da equipe, Vaneska Sousa, explica porque a gamificação foi escolhida pela startup como solução para o problema: “Quando você usa a estratégia de jogos, você prende a atenção do jovem, pois permite que ele possa seguir seu próprio ritmo e sinta-se bem estudando com algo que ele gosta”.

Com o auxílio da solução da startup Total Cross, abrigada no coworking Hubine, a Escolarize criou uma plataforma de estudos que funciona diretamente de aluno para aluno e é acessível à realidade do estudante da rede pública de ensino. A solução já conta com mais de 500 alunos e 27 professores.

17:35 · 02.06.2018 / atualizado às 04:37 · 31.05.2018 por

O deputado Manuel Santana (PT) assina projeto com o qual propõe a criação no Ceará de uma política estadual de incentivo à economia criativa.

Segundo ele, a diversidade cultural do Estado, que resulta num potencial “em múltiplos setores”, seria o principal argumento para a criação de modelos assim.

A matéria de Santana indica que o Ceará reúne hoje mais de 5,6 mil produtores atuando na economia criativa.

O deputado acrescenta: “A diversidade cultural não deve ser compreendida somente como um bem a ser valorizado, mas como um ativo fundamental e um recurso social para o desenvolvimento da sociedade”.

03:46 · 30.05.2018 / atualizado às 03:48 · 29.05.2018 por

Um convênio entre o Banco do Nordeste e a Associação Comercial do Ceará vai impulsionar a divulgação de produtos bancários, favorecendo o acesso ao crédito entre empresários do setor em todo o Estado. A assinatura ocorreu em Fortaleza, no II Encontro das Associações Comerciais do Nordeste, e reuniu empresários e representantes de associações do segmento em toda a Região.

O presidente do Banco do Nordeste, Romildo Carneiro Rolim (foto), destacou que o acordo não apenas favorece os empresários, mas também contribui para a aplicação dos recursos previstos para 2018. Ao todo, o BNB dispõe de R$ 42 bilhões este ano, dos quais R$ 30 bilhões são oriundos do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE).

O montante é superior ao aplicado em 2017, quando o BNB contratou R$ 26,4 bilhões. Rolim ressaltou, no entanto, que a demanda por crédito continua aquecida. “Estamos com muitas propostas  de contratação em todas as esteiras negociais e técnicas”, asseverou.

Ele também informou que, em 2018, o Banco passou a trabalhar com o Programa de Financiamento Estudantil (Fies). “Temos atuado em várias frentes, mas nossas ações permeiam dois objetivos principais. Primeiro, cumprir todo o orçamento programado. Depois, garantir a agilidade no atendimento ao cliente”, afirmou.

Para o presidente da Associação Comercial do Ceará (ACC), João Porto Guimarães, o convênio estabelecido servirá como ferramenta de aproximação entre os associados atendidos pela ACC e a instituição bancária. “O Banco do Nordeste é nosso e por isso devemos fortalecê-lo”, disse.

Participaram ainda do encontro presidentes das associações comerciais dos estados da Bahia, Pernambuco, Paraíba e Rio Grande do Norte. A ACC reúne 25 entidades representativas no Ceará.

07:09 · 29.05.2018 / atualizado às 07:13 · 25.05.2018 por

Da Coluna Comunicado, do jornal Diário do Nordeste:

Não é só a indústria hiper-mecanizada, com grandes equipamentos, que está na mira da economia local. A Federação das Indústrias do Estado do Ceará está agora dando atenção especial à pesca do atum. Não é à toa. A maior parcela dos produto que abastece o País sai dos verdes mares bravios do Ceará.

A ideia é organizar com métodos e planejamento a produção local, que chega a 1 milhão de quilos mensais. Isso não representa apenas qualidade e rentabilidade, mas uma proteção contra sanções de entidades ambientais como a Comissão Internacional para a Conservação dos Tunídeos no Atlântico.

12:12 · 08.05.2018 / atualizado às 07:15 · 07.05.2018 por

Uma sugestão para observadores e fiscalizadores da política: a Câmara federal pode votar nesta terça-feira (8.5) a medida provisória que muda regras para a venda pela Pré-Sal Petróleo S/A do petróleo obtido nos contratos de partilha.

Esse é um ponto de honra, se é que há honra nisso, nos defensores da privatização do petróleo nacional e do desmantelamento total da Petrobras.

E saiba que os posicionamentos dos deputados do Ceará a respeito do tema não estão articulados.

Qualquer que seja a deliberação dos parlamentares, existe a perspectiva de alterações nos preços praticados para os consumidores.

Afinal, o valor definido para o barril será a referência estabelecida pela Agência Nacional do Petróleo para os derivados.

07:10 · 08.05.2018 / atualizado às 07:12 · 07.05.2018 por

Da Coluna Comunicado, hoje (8.5):

Está por um tantinho assim a certificação definitiva para a operação de voos comerciais e de voos por instrumentos do Aeroporto Dragão do Mar, em Aracati. A expectativa é de que ainda este mês a equipe de vistoria da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) pouse por lá. Para o mercado turístico, a notícia é das melhores. Não apenas por Canoa Quebrada, um dos principais polos de visitantes do Estado, mas por cidades como Fortim, Beberibe e Icapuí – todas a poucos quilômetros do aeroporto. Até Mossoró, no Rio Grande do Norte, compartilha as perspectivas positivas.

A largura atual da pista do aeroporto Dragão do Mar tem 150 metros. O Departamento Estadual de Rodovias está por estes dias tratando de ampliá-la para 280 metros. Esse é o último requisito da Anac a ser cumprido.

20:39 · 03.05.2018 / atualizado às 20:39 · 03.05.2018 por

Do portal de notícias G1 Ceará:

Incremento do fluxo turístico internacional de cerca de 70 mil passageiros por ano e fator impulsionador de setores como o turismo, indústria, agronegócio, comércio e serviços. Esses são os efeitos imediatos das operações do hub internacional da Air France/KLM/Gol, segundo o Governo do Estado.

Fortaleza recebe nesta quinta-feira (3) os dois primeiros voos diretos vindos de Paris, na França, e de Amsterdã, na Holanda, marcando o início das operações do Centro de Conexões da Air France/KLM/Gol no aeroporto de Fortaleza.

O primeiro voo internacional da KLM, vindo de Amsterdã, teve a aeronave batizada na tarde desta quinta-feira. A aterrissagem ocorreu às 16h58; o voo de Paris aterrissou logo em seguida, às 17h22. Foram jogados jatos de água no avião para marcar a inauguração do centro de voos na capital cearense.

Leia mais neste link.

08:03 · 02.05.2018 / atualizado às 08:04 · 30.04.2018 por

Publiquei hoje na Coluna Comunicado, que escrevo no jornal Diário do Nordeste, de Fortaleza (CE):

O que liga Fortaleza a Amsterdã, na Holanda, além de uma linha aérea que começa a operar amanhã? Com senso de observação, o leitor há de perceber que é a economia. É que a Câmara de Comércio Brasil-Holanda pretende inaugurar neste mês de maio seus primeiros escritórios de representação no Brasil. E o Ceará está no roteiro, numa articulação com a Federação das Indústrias, além de São Paulo, Rio de Janeiro, Santa Catarina, Goiás, Brasília e Tocantins – uma diversidade de vocações para não se questionar, diga-se. 

O lançamento das atividades da Câmara de Comércio Brasil-Holanda em Fortaleza será nesta quarta-feira, na sede da Fiec (Av. Barão de Studart, 1980 – Aldeota). A solenidade está agendada para começar às 19 horas. 

09:37 · 01.05.2018 / atualizado às 09:40 · 27.04.2018 por

Hoje, na Coluna Comunicado, do jornal Diário do Nordeste:

Pode ser classificado como estratégico o empréstimo de US$ 200 milhões que o Estado vai fazer com o Banco Internacional para a Reconstrução e Desenvolvimento (Bird), para o qual a Assembleia já deu as devidas bênçãos políticas e legais. Trocando em reais, são quase R$ 700 milhões, amparados pelo argumento de que busca-se sustentabilidade hídrica para o Ceará. Numa sequência de seis anos de destroços impostos pela seca, é uma medida no mínimo preventiva. Ou, em muitas análises, vital.

O dinheiro do Bird vai servir à implantação de adutoras e para a adoção de tecnologias que meçam consumo com mais precisão – principalmente da chamada “água bruta”, usada em processos produtivos. E, ainda, para melhorar o monitoramente de quantidades e qualidade da água.

08:57 · 24.04.2018 / atualizado às 07:06 · 23.04.2018 por

Hoje, na Coluna Comunicado, que escrevo no jornal Diário do Nordeste:

O Banco do Nordeste tem uma expectativa bem positiva para quando fechar as contas de 2018: superar as 295.466 operações de dívidas rurais regularizadas no ano passado com base em lei federal que trata do tema. E a gestão do BNB avalia que caminha para isso. Em três meses deste ano já conseguiu bater a marca das 18,4 mil regularizações. Com uma forcinha de São Pedro, que resolveu aliviar a economia regional com chuvas em vez de seca, tanto produtores quanto instituição estão podendo fazer planos. 

A propósito,  ainda na levada das contas, o BNB tem acenado com mais um número. É o de operações feitas com o Fundo Constitucional de Desenvolvimento do Nordeste, o FNE. Nos últimos 20 anos, a instituição já fez operações com clientes que movimentaram mais de R$ 54 bilhões.

Pesquisar

Roberto Maciel

O blog é de autoria do jornalista Roberto Maciel, da coluna Comunicado, da editoria Cidade, do Diário do Nordeste.
Posts Recentes

11h10mCanoa Blues começa em Fortaleza dia 1º de novembro, no Centro Cultural BNB

08h10mO desapego municipal

06h10mDe longas datas

11h10mEscola de Gastronomia põe à mesa ciclo de formação

08h10m“Voto útil” para quem?

Ver mais

Tags

Categorias
Blogs