Busca

Categoria: Educação


15:00 · 25.05.2017 / atualizado às 20:03 · 24.05.2017 por

A Unifor realiza nesta quinta-feira mais uma edição da Mostra Unifor de Produtos Verdes. Já são 18 as versões do evento, que é semestral e visa a formar profissionais com responsabilidade socioambiental, além de fomentar a reciclagem como atividade econômica.

A mostra será no Centro de Convivência do Campus (Av. Washington Soares, em Fortaleza), começando às 18 horas.

A edição de hoje enfatiza a produção de acessórios de moda por alunos do curso de Design de Moda sob a orientação da professora Renata Santiago.

11:55 · 25.05.2017 / atualizado às 20:00 · 24.05.2017 por

Publiquei hoje na Coluna Comunicado:

O Ceará tem um índice invejável de alunos de nível médio em escolas profissionalizantes. É o primeiro do Nordeste e o segundo do País. Os dados foram saudados ontem no Palácio da Abolição não só pelo quantitativo – 47.034 estudantes, segundo o Anuário Brasileiro da Educação de 2017, do Movimento Todos pela Educação. O que se alcança é uma conceituação diferenciada que pode servir como antídoto para mazelas sociais. Algo como o saber contra a violência. Ou a inteligência contra as drogas. Ou o trabalho contra a desqualificação. A questão é instituir e, com organização, manter uma política de Estado bem consolidada para assegurar o bem coletivo que for conquistado.

07:46 · 29.04.2017 / atualizado às 07:48 · 29.04.2017 por

A professora Gina Vidal Pompeu, coordenadora do Programa de Pós-graduação em Direito Constitucional da Universidade de Fortaleza, e a procuradora do município de Fortaleza Natércia Sampaio Siqueira lançam na próxima terça-feira, 2 de maio, o livro “Democracia Contemporânea e os Critérios de Justiça para o Desenvolvimento Sócio-Econômico – Direito Constitucional nas Relações Econômicas”.

O lançamento, com apresentação feita pelas professoras Lilia Sales e Ana Carla Pinheiro, será aberto ao público e está marcada para as 10h, na Unifor (bloco H).

Após o lançamento, haverá sessão de autógrafos.

11:39 · 25.04.2017 / atualizado às 11:05 · 24.04.2017 por

Congelou na Comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público da Assembleia do Ceará matéria encaminhada pelo deputado Heitor Férrer (PSB) propondo que se inclua no ensino público estadual aulas sobre o que foi o Holocausto – genocídio cometido pelo estado nazista contra judeus e outras etnias, nas décadas de 1930 e 1940.

O texto começou a tramitar em 2016, numa lembrança duplamente atrasadíssima – 71 anos após o fim da Segunda Guerra Mundial e 11 anos após deliberação da ONU que em 2005 instituiu 27 de janeiro como Dia Mundial de Lembrança do Holocausto.

É uma mera clonagem, essa ideia absorvida por Heitor Férrer, mas deve-se dar um desconto ao deputado.

É que a matéria, tanto na Assembleia quanto nas escolas, pode virar um alerta a jovens em fase de formação política e recentemente tentados por perigosas manifestações da direita raivosa.

07:08 · 24.04.2017 / atualizado às 11:09 · 19.04.2017 por

Publiquei hoje na Coluna Comunicado, do jornal Diário do Nordeste:

Prefeitos e secretários municipais de saúde têm reunião agendada hoje, às 8h30min, com representantes da Universidade Federal do Ceará. O encontro, na sede da Associação dos Municípios do Estado do Ceará (Aprece), visa a apresentar aos gestores o programa Aedes em Foco, desenvolvido na UFC. Há um conjunto de recursos – aplicativo para telefones, jogo eletrônico e curso de formação em ensino a distância – organizados para que os setores públicos possam, com apoio da sociedade, mapear a infestação do inseto e ter meios de combatê-la com eficácia.

A Economia também está na mira do controle do Aedes aegypti – transmissor da dengue, do vírus da zica e da chicungunha (denominações aqui já aportuguesadas). A UFC tem buscado encontros com representações da iniciativa privada para reforçar a luta contra o mosquito.

04:20 · 20.04.2017 / atualizado às 11:23 · 19.04.2017 por

O Instituto Municipal de Desenvolvimento de Recursos Humanos (Imparh), órgão da Prefeitura de Fortaleza, está disponibilizando 60 vagas em cursos de Gramática Básica da Língua Inglesa e Gramática Avançada da Língua Inglesa.

O custo da taxa de inscrição para um ou outro curso é de R$ 60,00.

O primeiro curso visa à comunicação, com atividades para tirar dúvidas frequentes no aprendizado do Idioma. O segundo é direcionado a alunos dos semestres finais do curso de Inglês.

19:16 · 18.04.2017 / atualizado às 19:16 · 18.04.2017 por

Da assessoria da Procuradoria Geral da Justiça do Ceará:

O juiz titular 4ª Vara Cível da Comarca de Fortaleza, Onildo Antonio Pereira da Silva, concedeu liminar ao Ministério Público do Estado do Ceará determinando que o parque aquático Beach Park cumpra a lei da meia-entrada (Lei Federal nº 12.933/13). A legislação garante o benefício para estudantes, pessoas com deficiência e jovens de 15 a 29 anos comprovadamente carentes.

A Ação Civil Pública foi formulada pelo Programa Estadual de Proteção e Defesa do Consumidor (Decon) em razão das inúmeras denúncias de que o parque não oferece a opção de meia-entrada aos estudantes matriculados em instituições de outros Estados.

Desde a regulamentação da lei da meia-entrada, em 2015, “a empresa vem negando deliberadamente o fornecimento de meia-entrada a estudantes de todo o país, apesar de evidente que a atividade comercial do estabelecimento é focada no lazer e no entretenimento, em claro desrespeito à legislação em vigor”, argumentou o DECON na ACP.
Em caso de descumprimento, o parque sofrerá multa diária no valor de R$ 10 mil reversíveis a fundos de proteção a direitos consumeristas. Caso algum cidadão flagre o descumprimento da liminar deve efetivar denúncia através do site do Decon, na plataforma Consumidor Vencedor ou através telefone 0800-275-8001. A decisão foi do dia 10 de abril e a empresa tem o prazo de 15 dias para contestar a decisão.

Segundo a secretária-executiva do Decon, promotora de Justiça Ann Celly Sampaio, a liminar é uma vitória para todos os consumidores. “Já foi evidenciada a total desídia do Beach Park em cumprir a legislação federal, bem como o descaso com os seus consumidores. A prática é ilegal não só por se negar a fornecer ingressos de meia-entrada para os estudantes que atendem aos requisitos previstos em lei, mas também pela falta de clareza nas informações prestadas aos seus clientes”, argumenta a promotora de Justiça.

A secretária-executiva do Decon aponta, ainda, que o benefício de meia-entrada é garantida também por meio de lei estadual (12.302/1994), que instituiu a cobrança de meia entrada em estabelecimentos culturais e de lazer do Ceará para estudantes matriculados nas instituições de ensino do Estado, legislação também descumprida pelo Beach Park até o advento de decisão judicial em ação do Decon no ano de 2007.