Roberto Maciel

Categoria: Eleições 2014


10:16 · 25.10.2014 / atualizado às 08:18 · 23.10.2014 por

O eleitor deve ficar de olho para não cair em conto da carochinha.

É que quem não quis ou não pode votar no primeiro turno, no último dia 5, permanece obrigado a votar no segundo.

Vale observar que a Justiça Eleitoral trata cada turno como uma eleição diferente.

Isso significa que se aparecer alguém dizendo que não é para ir à urna, desconfie.

09:28 · 25.10.2014 / atualizado às 08:20 · 23.10.2014 por

A legislação determina que só quem tem voto facultativo são os maiores de 70 anos de idade, os que têm menos de 18 e mais de 16 anos de idade e os analfabetos.

Isso significa que quem não votar amanhã no segundo turno e não estiver nesses grupos precisa apresentar justificativa para a ausência.

E quem não apresentar justificativa tem de pagar multa – uma ninharia de R$ 3,51 por turno, mas sempre multa.

08:07 · 25.10.2014 / atualizado às 08:13 · 23.10.2014 por

Da Coluna Comunicado, que escrevo no jornal Diário do Nordeste, de Fortaleza, Ceará:

Os eleitores voltam às urnas amanhã. Em 13 estados, incluindo o Ceará, e no Distrito Federal vão definir quem serão os governadores com gestão de 2015 a 2018. No País, vão decidir se Dilma Rousseff (PT) terá novo mandato ou se os tucanos voltarão ao poder, com o senador Aécio Neves (MG) credenciado pelo voto a prosseguir com os conceitos políticos e administrativos lançados pela gestão de Fernando Henrique Cardoso. São projetos distintos, e a história já ensina isso fartamente. E cada um com características já experimentadas, podendo o eleitor avaliar o que vem a ser virtude ou defeito. E, por tal liberdade de escolha, se delineia de modo mais realçado o contorno e a substância da democracia.

O domingo de voto vai servir também para consolidar uma nova cena política no Ceará. O rascunho foi a cisão do PMDB e do PT e Pros. O desenho foi a disputa entre Camilo Santana e Eunício Oliveira. A arte-final, porém, só deve ser conhecida em 2018, com as eleições municipais.

21:04 · 23.10.2014 / atualizado às 07:08 · 23.10.2014 por

O candidato a governador Camilo Santana (PT) está 11 pontos à frente nas intenções de voto. A informação é do jornal “O Povo” na edição de hoje, baseado em pesquisa do instituto Datafolha. O levantamento tem três pontos percentuais de margem de erro.

Camilo Santana soma 49% dos votos totais, contra 38% do adversário, o senador Eunício Oliveira (PMDB). Segundo o Datafolha, 8% dos entrevistados não se definiram e 5% dizem que votarão em branco ou anularão o voto.

Quando se tratam de votos válidos, Camilo abre 14 pontos percentuais de vantagem sobre Eunício.

*** *** ***

Mas é mais confiável olhar apenas para os votos totais. É que, diferentemente do que fazem as empresas de pesquisas, os indecisos não podem nem devem ser desprezados numa projeção do gênero.

Dizem os “pesquiseiros” que a metodologia da Justiça Eleitoral para chegar aos votos válidos exclui brancos, nulos e indecisos.

E isso é uma balela, papo furado, mentira deslavada.

*** *** ***

A urna eletrônica não dispõe de um botão com a palavra “indeciso”.

Eleitor nenhum dá às costas para a urna indeciso. O sujeito vota em um ou em outro ou, ainda, anula o voto.

E pronto.

*** *** ***

E 8% são um índice alto para ser desprezado por pesquisas.

18:20 · 23.10.2014 / atualizado às 08:16 · 23.10.2014 por

O horário de verão está vigorando em parte do País, incluindo Brasília, certo?
Certo.

Mas não é por isso que vai haver alteração no cronograma da votação no Ceará.

As sessões eleitorais vão funcionar das 8 às 17 horas em todo o Ceará, obedecendo o horário local.

O que vai ter mudança, e só, é a divulgação dos resultados para presidente, prevista para começar às 20 horas de amanhã.

07:03 · 23.10.2014 / atualizado às 07:03 · 23.10.2014 por

O candidato a governador Camilo Santana (PT) está 11 pontos à frente nas intenções de voto.

A informação é do jornal “O Povo”, baseado em pesquisa do instituto Datafolha publicada hoje, com três pontos percentuais de margem de erro.

Camilo tem 49% dos votos totais, contra 38% do adversário, o senador Eunício Oliveira (PMDB). Oito por cento dos entrevistados não sabem ainda em quem votar e 5% dizem que votarão em branco ou anularão o voto.

Quando se tratam de votos válidos, Camilo dá um salto mais expressivo, abrindo 14 pontos percentuais de vantagem sobre Eunício.

*** *** ***

Mas, cá entre nós, é muito mais confiável olhar somente para os números dos votos totais.

O fato é que, diferentemente do que fazem as empresas de pesquisas, os indecisos não podem ser desprezados para se chegar a uma projeção de votos válidos.

A balela é a seguinte: dizem os “pesquiseiros” que a metodologia da Justiça Eleitoral para chegar aos votos válidos exclui brancos, nulos e indecisos.

E isso é uma mentira deslavada.

Não há na urna eletrônica um botão com a palavra “indeciso” escrita.

Ninguém sai da urna indeciso. O sujeito vota em um ou em outro ou, ainda, anula o voto.

E 8% são um índice alto para que as pesquisas desprezem.

07:53 · 22.10.2014 / atualizado às 05:44 · 22.10.2014 por

O Tribunal Regional Eleitoral do Ceará começa a distribuir hoje as 4.335 urnas eletrônicas que serão usadas em Fortaleza no segundo turno, domingo próximo.

Desse total, 4.310 urnas vão para seções de votação, 13 para voto em trânsito e 12 para justificativa. Ainda vão restar 390 urnas de reserva.

As informações abaixo são da assessoria do TRE:

Ao todo, 93 veículos – vans e micro-caminhões contratados para o transporte das urnas eletrônicas – sairão do depósito de urnas do TRE (Rua Salgado Filho, 300 – Antônio Bezerra) e percorrerão a cidade, dividida em rotas por zona eleitoral. Ao chegar nos locais de votação, os equipamentos serão entregues aos delegados de prédio, encarregados do recebimento e guarda das urnas eletrônicas.

No sábado (…), equipes dos cartórios eleitorais irão percorrer todos os locais de votação para testar urna a urna e verificar o correto funcionamento, bem como hora, data, local e seção correspondente. Nesse momento, também serão checadas as condições elétricas dos locais onde funcionarão as seções eleitorais.

05:50 · 22.10.2014 / atualizado às 05:40 · 22.10.2014 por

A Polícia Militar de Pernambuco estimou em 52 mil pessoas a participação popular em comício da presidente Dilma Rousseff, candidata à reeleição pelo PT, no Centro do Recife (PE), na noite de ontem.

E Dilma jogou pesado contra um discurso excludente e discriminatório que ter emergido na disputa: “Vocês representam muito o Brasil, têm uma história libertária de conquistas e conhecem bem o preconceito, a desigualdade e tudo ao que séculos de exploração condenaram essa parte do Brasil”.

As informações abaixo são da campanha de Dilma:

Para colocar o período de esquecimento do Nordeste por parte dos governantes no passado, a presidenta destacou que, a partir de 2003, a história começou a virar em favor da região.

“Ter tido como presidente um nordestino da qualidade do Lula, respeitado no mundo inteiro, que começamos um processo de luta e de afirmação de que poderíamos ser um país mais igual, solidário, e que todo povo brasileiro tivesse voz e vez. O direito ao emprego, e que todo trabalhador pudesse colocar seu filho na universidade e vê-lo virar doutor”.

Sobre a estagnação nos tempos do PSDB na presidência, Dilma recordou a proibição por decreto da construção de escolas técnicas no governo FHC, que construiu apenas 11 unidades em oito anos, enquanto em 12 anos dos governos Lula e Dilma foram construídas 422 escolas técnicas.

“E não fizemos escolas em um lugar só, como eles sempre fizeram. Nós espalhamos pelo país. Eles bateram o recorde de desemprego em 2001 e 2002. Entregaram uma herança maldita de 11,4 milhões de brasileiras e brasileiros desempregados, enquanto nós, desde 2003 criamos 20 milhões de novos empregos”.

Dilma reforçou que seu empenho pelo desenvolvimento de Pernambuco e de todo o Nordeste teve como resultado o maior crescimento da região, entre todas as regiões do Brasil, registrando o maior percentual de geração de empregos, para tirar o atraso dos oito anos de governos do PSDB.

“A coisa que tenho imenso orgulho – com a parceria que se construiu aqui em Pernambuco – é da quantidade imensa de oportunidades de trabalho. Aqui foi criado um dos maiores mercados consumidores do Brasil”.

Economia e reta final das eleições
Sobre os avanços econômicos do Brasil em relação ao resto do mundo, Dilma voltou a comparar a herança do PSDB na presidência com o novo Brasil que surgiu após 12 anos de governo do PT.

“Quando eles governaram, o Brasil era devedor, de joelhos diante do FMI, que decidia até quanto se gastava em saneamento, e decidia a nossa vida. Hoje o Brasil é credor. Deixamos de ser a 13ª economia do mundo e passamos a ser a sétima economia, e pra isso, Pernambuco e o Nordeste deram uma enorme contribuição”.

Ao final, Dilma pediu para que cada pernambucano e nordestino votem neste domingo (26) para afastar a ameaça de retrocesso do Brasil.

“Vamos no dia 26 dar a derrota para os tucanos. Vamos mostrar que esse país tem coluna vertebral, tem mulheres coragem e fé. O estado de Pernambuco me honra estando perto de mim”, finalizou.

Lula também falou para a multidão na capital pernambucana. Afirmou que o nordestino sabe porque vota em Dilma. “Nós votamos na Dilma porque queremos mais universidades, mais emprego, mais salário, mais Pronatec, pelo pré-sal. Votamos na Dilma sobretudo porque somos um povo consciente”.

Em seguida criticou as interferências e os conselhos de publicações estrangeiras sobre o voto do brasileiro. “Votamos em Dilma porque não gostamos de receber ordem do FMI. O que a The Economist (revista) acha que a gente é? Que eles podem dar ordem e a gente responde? Será que perderam o juízo? A gente vai ter que escolher: ou vota no candidato do banqueiro, ou vota no candidato do brasileiro”.

15:18 · 20.10.2014 / atualizado às 15:27 · 20.10.2014 por

“Troço”, segundo o Dicionário Aurélio, é um fragmento, entre outras definições.

Pois saiba: o troço folclórico desta semana antes do segundo turno eleitoral leva a griffe do deputado estadual Heitor Férrer (PDT).

Bambam da ética, oposicionista de carne, sangue e alma, danadão da tribuna, Heitor passou os últimos anos vestindo a pele de adversário do governador Cid Gomes (Pros).

Até que, outro dias desses, pegaram Heitor de jeito. Sem saber que estava sendo gravado – esses malditos smartphones!!! -, achando que num distrito da Lavras da Mangabeira natal ninguém iria dar bola para o que ele diria, o deputado revelou que está mais perto de Cid Gomes do que supõe a nossa vã filosofia. E proferiu o seguinte discurso:

Mas Heitor Férrer, ao se ver flagrado, resolveu dar para para trás. E aí, como menino que é apanhado fazendo danação, resolveu achar uma desculpa. O senhor e a senhora sabem, né? – isso sempre tende a piorar as coisas. Pois Heitor piorou, claro. Veja o remendo:

*** *** ***

Não satisfeito com tanta lambança, Heitor Férrer convocou entrevista coletiva para hoje de manhã. Para dizer que o que havia dito pra desdizer o que havia dito era exatamente o contrário daquilo que todos viram.  

Aí deu nisso que você vai ler aqui embaixo, que extraí o Blog Política, do Diário do Nordeste:

A poucos dias da votação neste segundo turno da disputa pela Presidência da República e o Governo do Ceará, o deputado Heitor Férrer (PDT)  declarou apoio ao candidato do PSDB Aécio Neves. Foi apenas recentemente, em junho, que Heitor declarou em público pela primeira vez em quem havia votado nas últimas eleições presidenciais. Provocado pelo deputado Ivo Gomes no plenário, ele afirmou que votou em Lula duas vezes e em Dilma, em 2010.

Para explicar a mudança de orientação, Heitor apontou o longo período que o Partido dos Trabalhadores ocupa o poder e a “degeneração” da legenda. “Quanto ao cenário nacional, depois de uma meditação que fizemos nesse final de semana e diante de um Governo do PT que já tem 12 anos com a possibilidade de mais 4 anos , cheirando quase a uma ditadura dentro da democracia, nós resolvemos por conta do apelo dos nossos eleitores, da classe médica e por conta de uma degeneração desse Governo e da perspectiva de novos ares de desenvolvimento para o Brasil, resolvemos apoiar o candidato Aécio Neves”, afirma.

Sobre a disputa local do Governo do Estado, Heitor declarou que não apoia nenhum candidato. Um vídeo circulou na internet recentemente com fala recortada do deputado que dava a entender que ele declarava apoio a Camilo e Dilma. De acordo com o parlamentar, o discurso foi feito em Lavras da Mangabeira, e ele não dizia serem aqueles os seus candidatos. Heitor explica que incentivou a votação nesses candidatos apenas naquele Município, como oposição ao grupo político de Eunício Oliveira.

“Todos sabem que sou de Lavras como o Eunício e disputamos espaço político. Nós temos um grupo que a cada eleição tenta impor derrota ao senador Eunício Oliveira. Para derrotar ele é preciso ter um candidato específico para a cidade, e foi aí que eu verbalizei o nome do Camilo e da Dilma”, diz.

Reservadamente, em Fortaleza, aos eleitores que o procuram pedindo opinião sobre candidato a governador, Heitor tem pedido voto para Camilo Santana. Alguns eleitores chegam até a se impressionar, em razão de sua postura de oposição ao Governo do Estado, mas Heitor explica que, pelo seu conhecimento, Camilo é o melhor, sem acrescentar, contudo, a disputada política de Lavras da Mangabeira.

Questionado ainda sobre em quem teria votado no primeiro turno para o governo local e para senador, Heitor Férrer optou por manter o sigilo do voto.

Veja a declaração durante coletiva:

06:07 · 17.10.2014 / atualizado às 06:08 · 17.10.2014 por

Da Agência Brasil:

A candidata do PT à reeleição, Dilma Rousseff, disse (…) que o Plano Nacional de Educação (PNE), sancionado em junho, prevê que a pré-escola será universalizada no país em 2016 a todas as crianças na faixa etária de 4 a 5 anos. De acordo com ela, hoje 89% das crianças nessa faixa de idade já estão matriculadas.

“O Plano Nacional de Educação que eu sancionei, sem nenhum veto, ele prevê que em 2016 nós tenhamos universalizado a pré-escola para as crianças de 4 a 5 anos. Falta muito pouco para nós chegarmos a isso, em torno de 11%, que nós temos que levar para a sala de aula”, disse em entrevista à imprensa em um hotel na região da Avenida Paulista.

Dilma destacou ainda a importância de as famílias matricularem nas creches as crianças até 3 anos de idade. “É fundamental todas [as crianças serem matriculadas], sem exceção. Estudos de neurolinguística, todos os estudos pedagógicos, todos mostram, que a criança desenvolve a sua capacidade de aprendizado nessa etapa da vida de forma extremamente intensa e decisiva”, disse.

A matéria completa está neste link.

Pesquisar

Roberto Maciel

O blog é de autoria do jornalista Roberto Maciel, da coluna Comunicado, da editoria Cidade, do Diário do Nordeste.
Posts Recentes

11h10mCanoa Blues começa em Fortaleza dia 1º de novembro, no Centro Cultural BNB

08h10mO desapego municipal

06h10mDe longas datas

11h10mEscola de Gastronomia põe à mesa ciclo de formação

08h10m“Voto útil” para quem?

Ver mais

Tags

Categorias
Blogs