Busca

Categoria: Eleições 2018


09:30 · 20.09.2018 / atualizado às 09:29 · 20.09.2018 por

Sábado próximo, 22.9, os candidatos à presidência pelo PSOL Guilherme Boulos e Sonia Guajajara (vice) farão campanha em Fortaleza ao lado de Ailton Lopes e Carina Sousa, candidatos ao Governo do Estado.

A programação começa às 8h, com a “bicicleata do sol”, comemorando o “Dia Mundial Sem Carro”. A concentração será no estacionamento do Parque Rio Branco e a partida será às 9h, em direção ao Centro. Ailton, Carina e Sônia Guajajara participam da agenda.

Boulos se junta à caravana no PSOL às 11h, em encontro com apoiadores no Centro de Fortaleza (Praça dos Leões). À tarde, Ailton, Carina e Sônia visitam a comunidade indígena dos Anacé (Comunidade de Japoara – Caucaia).

Fechando a programação, às 18h haverá comício do PSOL na praça da Gentilândia, com participação de Ailton, Carina, Sônia e Boulos.

Agenda:

8h – DIA MUNDIAL SEM CARRO | Bicicleata do Sol (concentração no estacionamento do Parque Rio Branco, acesso pela Av. Pontes Vieira, bairro Joaquim Távora; percurso a partir das 9h em direção ao Centro da cidade).
*Participação de Ailton, Carina e Sônia Guajajara.
obs: haverá aluguel de bicicletas na concentração.

11h – Encontro com apoiadores no Centro de Fortaleza (Praça dos Leões).
*Participação de Ailton, Carina, Sônia e Boulos.

14h – Visita à comunidade indígena dos Anacé (Comunidade de Japoara – Caucaia).
*Participação de Ailton, Carina e Sônia Guajajara.

15h – Agitação e ocupação do Benfica (Praça da Gentilândia).

18h – Dia B – Comício do PSOL (Praça da Gentilândia).
*Participação de Ailton, Carina, Sônia e Boulos.

06:05 · 19.09.2018 / atualizado às 06:02 · 19.09.2018 por

Partiu de um dos mais experientes parlamentares do Ceará um alerta importante: democracia deve ser levada a sério e, tanto quanto isso, protegida e preservada.

O vereador Idalmir Feitosa (PR), de Fortaleza, defendeu a importância do voto consciente nas eleições de 2018. Segundo ele, o voto é um instrumento da soberania popular para eleger pessoas dignas que possam representá-la.

Ressaltamos: eleger pessoas dignas.

“Quero me reportar à cidadania, ao respeito e à dignidade humana e pedir a todos um momento de consciência cívica para que no exercício do seu voto, vote com consciência e busquem pessoas dignas que possam representar o poder e o povo. Que façam do voto uma arma da soberania popular”.

18:07 · 13.09.2018 / atualizado às 18:08 · 12.09.2018 por
Na Coluna Comunicado de hoje:
Termina hoje o prazo da Justiça Eleitoral para que partidos, coligações e candidatos apresentem prestações de contas parciais da campanha. Os números devem se referir ao registro dos movimentos financeiros e/ou estimável em dinheiro desde o início da campanha até o último dia 8. O material vai ser submetido, ainda, ao crivo de técnicos da Receita Federal e, posteriormente, deverá ser integralmente divulgado na Internet. O candidato que faltar com essa obrigação pode, se calhar de ser eleito, ficar sem ser diplomado.
O calendário eleitoral determina que sábado próximo, dia 15, já esteja no ar o site específico para divulgação das contas de campanhas. Vai ser uma espécie de ponto de encontro forçado entre os candidatos, partidos e coligações e os eleitores.
05:43 · 31.08.2018 / atualizado às 05:44 · 30.08.2018 por

Da Coluna Comunicado:

Começa hoje a propaganda eleitoral em rádio e televisão. Como já se registrou aqui, não é desperdício de tempo nem de dinheiro. Trata-se, na verdade, de uma temporada propícia para o cidadão. Afinal, é quando os candidatos têm a chance de dizer o que planejam e o que pensam. Não importa se o tempo é curto ou longo. Importante mesmo são as intenções e as substâncias do que estará sendo exposto. Pelo que já se ouviu em debates e entrevistas, há conteúdos claramente medievais, para os quais a atenção é medida preventiva. E há outros que merecem avaliação, considerando as demandas que os brasileiros têm deixado muito evidentes. Resta agora não se desligar.

A partir da próxima segunda-feira, eleitores em trânsito, militares, agentes de segurança pública e guardas municipais em serviço vão poder consultar na Justiça Eleitoral os locais de votação escolhidos para o primeiro turno e, se houver, o segundo turno.

A mesma orientação está sendo dada a quem pediu transferência temporária para seções com condições de acessibilidade específicas. Sempre é bom antecipar providências assim para, depois, não ser surpreendido por complicações burocráticas.

17:28 · 28.08.2018 / atualizado às 17:30 · 27.08.2018 por

O Ministério Público do Ceará está querendo uma nesga da luz produzida por ações e reações – justas e necessárias – contra notícias falsas, as chamadas fake news, uma praga que ameaça a democracia e a inteligência razoável para boas relações sociais.

Saiba, então:o MPCE na Internet formulário por meio do qual o cidadão poderá denunciar o que considera irregularidades na propaganda eleitoral, incluindo sites com notícias falsas.

Está neste endereço: https://goo.gl/zGwMuV.

08:26 · 21.08.2018 / atualizado às 08:26 · 21.08.2018 por
O deputado federal e candidato à reeleição pelo PSDB Danilo Forte (nas foto,s de gravata e de camisa azul) inaugura hoje (21), a partir das 17h, seu comitê em Fortaleza e inicia oficialmente a sua campanha eleitoral.
O comitê fica na rua General Eurico, 61, no bairro Varjota, próximo à Avenida Santos Dumont e Via Expressa.
08:46 · 16.08.2018 / atualizado às 08:48 · 15.08.2018 por

Hoje, na Coluna Comunicado:

A porteiras serão abertas hoje. É para esta quinta-feira que a Justiça Eleitoral autoriza a abertura da propaganda eleitoral – o que, a rigor e sob as barbas de agentes públicos e dos cidadãos, já é feito desde o ano passado. Também nesta quinta, candidatos, partidos e coligações poderão se expor na Internet, fazer comícios e botar para funcionar alto-falantes ou amplificadores de som, nas sedes ou em veículos, das 8 às 22h. Num mundo digital, em que fake news nas redes sociais ameaçam o bom senso com ritmo que torna modesta a velocidade do som, pode não parecer muita coisa.

A propaganda eleitoral em rádio e TV só começa no próximo dia 31, às custas do dinheiro e da boa vontade dos cidadãos. De um modo ou de outro, é uma oportunidade de exposição de propostas. Ou de falta de “simancol”.

11:34 · 08.08.2018 / atualizado às 12:07 · 08.08.2018 por

A ex-presidente do Sindicato dos Médicos do Ceará, Mayra Pinheiro (PSDB, foto), recebeu da Câmara Municipal de Fortaleza a Medalha Boticário Ferreira.

Mayra é a candidata tucana a senadora.

Notabilizou-se, poucos anos atrás, por liderar manifestações raivosas em que colegas cubanos eram xingados e ameaçados por participarem do programa Mais Médicos e, depois, por disputar e ganhar a presidência do Sindicato dos Médicos do confuso ex-vereador petista José Maria Pontes.

Até que deu gente na solenidade de outorga, ontem à noite (7/8). Muitos, por pura curiosidade, já que só conheciam a homenageada por fotos na Internet.

08:19 · 07.08.2018 / atualizado às 08:19 · 07.08.2018 por

Treze candidatos disputam a corrida presidencial este ano. É o maior número desde 1989, quando foram 22 concorrentes, já que o comunicador Silvio Santos teve a candidatura impugnada. Neste período, somente o PSDB e o PT disputaram todas as eleições presidenciais com candidatos próprios.

A seguir, trechos de matéria da Agência Brasil:

Partido com maior número de filiados – 2,4 milhões -, o MDB não tinha candidatura própria há quatro eleições. Depois que o ex-governador de São Paulo e ex-presidente do partido, Orestes Quércia, ficou em quarto lugar na disputa de 1994, o MDB transitou entre chapas do PSDB e do PT – legendas que monopolizaram as eleições desde aquele ano.

Após o lançamento do Plano Real, o tucano Fernando Henrique Cardoso venceu a eleição no primeiro turno em 1994, com 54,3% dos votos. Naquele ano, o cardiologista Eneas Carneiro (morto em 2007), conhecido pelo discurso agressivo e o bordão “meu nome é Eneas”, surpreendeu o país conquistando cerca de 4,6 milhões de votos, mais do que Quércia e do que o pedetista Leonel Brizola (morto em 2004).

(…)

Luiz Inácio Lula da Silva foi eleito e reeleito em 2002 e 2006. Depois, Dilma Rousseff conquistou o Palácio do Planalto em 2010 e foi reeleita em 2014, mas não completou o mandato.

08:12 · 05.08.2018 / atualizado às 08:15 · 03.08.2018 por

Texto de Paula Laboissière, da Agência Brasil:

<em>Em meio a diversas convenções partidárias agendadas para a semana, entidades médicas divulgaram (…) manifesto, a ser entregue aos presidenciáveis, com propostas para melhorar a saúde no Brasil. A intenção é apresentar uma agenda pública com medidas que visam a assegurar os direitos dos pacientes e a qualidade do exercício da medicina e do atendimento à saúde. Dados recentes do Conselho Federal de Medicina (CFM) apontam que 55% dos brasileiros avaliam a saúde – pública e privada – no país como ruim ou péssima.

O manifesto foi elaborado durante o 13º Encontro Nacional de Entidades Médicas, em junho. São signatários o próprio CFM, a Associação Médica Brasileira (AMB), a Federação Médica Brasileira (FMB), a Federação Nacional dos Médicos (Fenam) e a Associação Nacional dos Médicos Residentes (ANMR). Além dos candidatos à Presidência da República, o documento deve ser encaminhado ainda aos candidatos a governos estaduais, ao Senado Federal, à Câmara dos Deputados e às assembleias legislativas.

Entre as questões consideradas mais urgentes pelas entidades estão itens como a defesa do Sistema Único de Saúde (SUS); uma maior participação da União no investimento e no custeio da saúde; a qualificação da gestão para a melhoria da infraestrutura para atendimento a pacientes; e a criação de políticas de recursos humanos que valorizem profissionais brasileiros, estimulando a migração e a fixação em áreas de difícil provimento – como uma carreira de Estado, sob responsabilidade da União, para médicos da rede pública.

Outros pontos citados no manifesto são o fortalecimento de mecanismos efetivos de fiscalização, controle e avaliação dos gastos públicos em saúde; o fim do que as entidades chamam de abertura desenfreada de escolas médicas e da oferta de cursos e programas em condições precárias de funcionamento; e a exigência de uma atuação isenta da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) contra abusos praticados contra beneficiários por operadoras de planos de saúde.</em>

*** *** ***

Vale, de todo modo, que o senhor e a senhora leitores fiquem com uma pulga atrás da orelha em relação a essa manifestação.

É que parte dessas entidades fizeram pressão intensa contra o programa Mais Médicos, que trouxe profissionais do exterior para atuar em vários pontos do País – sobretudo no Nordeste – que haviam sido abandonados ou tratados com desinteresse por médicos brasileiros.

Grupos foram mobilizados para xingar, vaiar, ameaçar e cuspir.

O Mais Médicos, a gente sabe, é um programa revolucionário na área de saúde. Não poderia agradar aos mercantilistas, claro. Até de espiões os participantes foram tachados.

Agora, vêm com essa…