Roberto Maciel

Categoria: Inclusão social


08:39 · 14.09.2018 / atualizado às 18:41 · 12.09.2018 por

A Prefeitura de Fortaleza lança hoje, no Paço Municipal, com a presença do prefeito Roberto Cláudio (PDT), o Festival de Música de Fortaleza 2018. Será às 9 horas, no auditório do Gabinete do Prefeito.

Podem participar do Festival, os artistas residentes no País e no Exterior, com idade acima de 18 (dezoito) anos, que apresentem música inédita composta em língua portuguesa.

Considera-se inédita pelo Edital do Festival a composição que ainda não tenha sido objeto de comunicação ou transmissão ao público, sob qualquer plataforma, ou fixação de qualquer natureza.

O vencedor do Festival terá como premiação um contrato para apresentação no Reveillon 2019 de Fortaleza.

O período de inscrição acontece de 14 de setembro a 12 de outubro e a divulgação das músicas classificadas será anunciada no dia 30 de outubro de 2018.

O festival terá duas eliminatórias. A primeira no dia 30 de novembro e a segunda no dia 1º de dezembro de 2018. A etapa final do Festival de Música de Fortaleza 2018 acontece no dia 8 de dezembro de 2018.

As informações relacionadas ao Festival de Música de Fortaleza 2018, além do edital e ficha de inscrição, serão disponibilizadas a partir de sexta-feira, 14/09, no site: https://www.fortaleza.ce.gov.br/.

07:36 · 23.07.2018 / atualizado às 07:34 · 19.07.2018 por

Publiquei hoje na Coluna Comunicado, do jornal Diário do Nordeste:

Passou na Comissão de Educação da Câmara federal projeto para que União, estados, Distrito Federal e municípios destinem obrigatoriamente verbas orçamentárias para a manutenção e aquisição de acervo para bibliotecas públicas, inclusive as de escolas públicas. Atuam no colegiado os cearenses Moses Rodrigues (MDB) e Odorico Monteiro (PSB). A proposta também inclui obras e serviços de engenharia para construção, ampliação e reforma de bibliotecas no Regime Diferenciado de Contratações Públicas, previsto em lei para agilizar as licitações públicas. A matéria já havia sido aprovada pela Comissão de Cultura. Ainda vai passar pelo crivo das comissões de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Bibliotecas públicas e escolares têm papel estratégico de promover o encontro entre o livro e o leitor. Ou seja, em disseminar conhecimento e cultura.

18:01 · 28.06.2018 / atualizado às 08:02 · 15.06.2018 por

Publicado na coluna Comunicado, do jornal Diário do Nordeste, de Fortaleza (CE):

Servidores da Secretaria de Controladoria e Ouvidoria Geral do Estado estão hoje em boas mãos. É que massoterapeutas do projeto “Visão nas Mãos”, ação inclusiva da Secretaria de Desenvolvimento Econômico de Fortaleza, vão prestar atendimento lá. O projeto atende 46 deficientes visuais com oportunidades de trabalho.

O “Visão nas Mãos” dá consultoria e capacitação gerencial aos participantes. Também disponibiliza material de trabalho, como cadeiras, macas e biombos, e materiais de consumo, como camisas, toalha de rosto, mochila, loção hidratante e touca descartável, papel toalha e álcool gel. Cada sessão custa de R$ 15,00 a R$ 20,00.

11:13 · 29.05.2018 / atualizado às 07:16 · 25.05.2018 por

A Prefeitura de Caucaia, na Região Metropolitana de Fortaleza, fixou uma meta ambiciosa e muito propositiva: ganhar o prêmio do Programa de Educação contra a Exploração do Trabalho da Criança e do Adolescente (Peteca).

Trata-se de iniciativa do Ministério Público do Trabalho que valoriza manifestações artísticas contra essa mão-de-obra irregular e nociva à sociedade.

A Secretaria de Educação de Caucaia vem articulando trabalhos com a garotada das escolas.

Desde já, pode-se observar que a vitória virá com qualquer resultado.

23:37 · 29.01.2018 / atualizado às 08:38 · 26.01.2018 por

Estudiosos da inclusão social e a diversidade na educação do Brasil e do mundo apresentação temas quinta e sexta-feira próximas na Colônia Ecológica Sesc Iparana, em Caucaia.

São 18 pesquisadores e compõem a agenda do I Colóquio Internacional do Serviços Social do Comércio.
O é realizado pelo Sesc-CE, Universidade Federal do Ceará, por intermédio do Observatório de Políticas Públicas, e Universidade Paris Descartes-Sorbonne, na França.

Mais de 300 pessoas formam o público-alvo, entre estudantes, professores e representantes de entidades sociais e do poder público.

04:35 · 29.01.2018 / atualizado às 15:40 · 28.01.2018 por

Da assessoria de Imprensa da operadora Oi:

Em uma parceria inédita, o Oi Futuro e o British Council vão lançar na segunda-feira, 29 de janeiro, no centro cultural Oi Futuro, um novo edital de fomento a projetos culturais, o Programa Pontes, com foco na internacionalização de festivais artísticos de todo o Brasil. Produtores de festivais de linguagens variadas podem inscrever suas propostas até dia 28 de fevereiro no site do Oi Futuro (www.oifuturo.org.br).

Usando o modelo matchfunding, as duas instituições farão uma seleção conjunta de festivais brasileiros, que receberão aporte financeiro com o compromisso de incluir residências de criadores britânicos em sua programação e promover o intercâmbio cultural, contribuindo para formação de redes internacionais nas artes e troca de experiências. O programa vai destinar R$ 500 mil para os dez festivais selecionados. As residências devem durar no mínimo duas semanas e resultar necessariamente em trabalhos artísticos originais e abertos ao público. A lista de referência de criadores britânicos pode ser acessada no site do British Council Brasil (www.britishcouncil.org.br).

Podem se inscrever festivais brasileiros dispostos a receber artistas do Reino Unido (Inglaterra, Escócia, Irlanda do Norte e País de Gales) para residência cocriativa, com oportunidades de conexão e experimentação com criadores brasileiros. O festival deve propor atividades relacionadas a essa residência com amplo alcance e benefícios mútuos para artistas ou grupos britânicos e o público local. Para participar, o produtor cultural não precisa estar inscrito em leis de incentivo à cultura, já que o programa é realizado com financiamento direto das duas instituições, podendo inclusive beneficiar projetos de estados que não são contemplados por essas leis.

O Programa Pontes é uma criação conjunta do Oi Futuro e British Council, com o objetivo de oferecer novas alternativas de fomento aos festivais brasileiros e de promover a produção artística do Reino Unido no Brasil. Partindo de um modelo inovador, baseado na colaboração institucional, o programa une a expertise do Oi Futuro na gestão de editais de seleção de projetos culturais e a experiência do British Council na formação de redes internacionais de artistas e especialistas. Os festivais foram escolhidos para o benefício por serem importantes veículos de acesso à cultura e de estímulo à economia criativa local.

(…)

O British Council é a organização internacional sem fins lucrativos do Reino Unido para relações culturais e oportunidades educacionais. Seu trabalho busca estabelecer a troca de experiências e criar laços de confiança por meio do intercâmbio de conhecimento e de ideias entre pessoas ao redor do mundo. A organização está presente em mais de 100 países e trabalha com parceiros como governos, organizações não governamentais e iniciativa privada, em ações relacionadas à promoção da língua inglesa, cultura, artes, educação e programas sociais. Informações: www.britishcouncil.org.br

05:00 · 25.09.2017 / atualizado às 11:26 · 21.09.2017 por

Hoje, na Coluna Comunicado, do Diário do Nordeste:

O vereador Acrísio Sena (PT) quer ampliar a participação social na gestão de um dos principais patrimônios ambientais de Fortaleza: o rio Cocó. E pôs para tramitar na Câmara matéria que cria um grupo gestor para a barragem do Cocó, formado por representações de órgãos da Prefeitura, do Estado e da comunidade do Conjunto Palmeiras. A ideia é organizar e sistematizar ações voltadas para o lazer, o turismo e a educação ambiental, habilitando o grupo a apoiar o município no planejamento e desenvolvimento de ações e projetos. Se vingar, vale tentar replicar em outros quadrantes da cidade.

09:09 · 23.09.2017 / atualizado às 11:11 · 21.09.2017 por

Da Coluna Comunicado, que escrevo no jornal Diário do Nordeste, de Fortaleza, Ceará, neste sábado:

O Ceará tem 31 comunidades quilombolas – remanescentes de ajuntamentos de escravos foragidos – reconhecidas por órgãos oficiais. Nenhuma foi representada em audiência que a Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara federal realizou quarta-feira em Brasília, justo para debater a situação em que vivem esses grupos sociais. A propósito, dos 22 deputados cearenses na Casa, só um integra a comissão. É Luizianne Lins (PT). Ela não compareceu à audiência nem justificou a ausência.

18:00 · 31.08.2017 / atualizado às 07:33 · 30.08.2017 por

O secretário Nelson Martins, titular da Casa Civil do Estado do Ceará, assumiu com as comunidades indígenas o compromisso de ser portador das reivindicações para as secretarias da gestão de Camilo Santana (PT).

A ideia inicial já está definida por Nelson: agendar audiências entre as pastas e as representações das tribos e, em seguida, com o governador.

Afinal, vai ser no gabinete número 1 do Palácio da Abolição que se dará “a palavra final em relação às demandas”, segundo o secretário. Dados oficiais apontam que há no Ceará 33 mil integrantes de comunidades indígenas.

O Governo desenvolve ações produtivas e de segurança hídrica, entre outras, para esse público.

09:59 · 28.08.2017 / atualizado às 18:41 · 25.08.2017 por

O presidente da Câmara Municipal de Fortaleza, vereador Salmito Filho (PDT), encaminhou a tramitação de proposta que institui política pública específica para a população de rua.

O objetivo é dar atenção sistemática e organizada, com equipes de abordagem, a pessoas “em condições de vulnerabilidade que põem risco a sua saúde física e mental”.

Lembra Salmito: “Essa situação é um reflexo do cenário de exclusão social, problema histórico do nosso País e também de Fortaleza”.

Pesquisar

Roberto Maciel

O blog é de autoria do jornalista Roberto Maciel, da coluna Comunicado, da editoria Cidade, do Diário do Nordeste.
Posts Recentes

11h10mCanoa Blues começa em Fortaleza dia 1º de novembro, no Centro Cultural BNB

08h10mO desapego municipal

06h10mDe longas datas

11h10mEscola de Gastronomia põe à mesa ciclo de formação

08h10m“Voto útil” para quem?

Ver mais

Tags

Categorias
Blogs