Busca

Categoria: Jornalismo


03:11 · 04.09.2018 / atualizado às 20:14 · 03.09.2018 por

Publiquei hoje na Coluna Comunicado, do jornal Diário do Nordeste:

A Câmara federal analisa projeto com diretrizes para a política cultural e para a garantia dos direitos culturais. A matéria tem a ver com um momento em que alguns setores se manifestam pela volta da censura – o que seria um retrocesso ímpar para as artes e o pensamento – e com o rescaldo do incêndio do Museu Nacional. O texto será submetido às comissões de Cultura, com os cearenses Domingos Neto (PSD) e Raimundo Gomes de Matos (PSDB), e de Constituição e Justiça e de Cidadania, que tem Genecias Noronha (SD), Vicente Arruda (PR), Danilo Forte (PSDB), Moses Rodrigues (MDB), Gorete Pereira (PR) e José Guimarães (PT).

O projeto determina liberdade de expressão das atividades intelectual, artística e científica; difusão das manifestações culturais; e salvaguarda do patrimônio cultural brasileiro e de proteção dos bens culturais.

*** *** ***

Vale lembrar que esse noticiário ganha forma justamente após o incêndio do Museu Nacional do Rio de Janeiro – um episódio funesto mas revelador da má qualidade do governo golpista de Michel Temer.

15:35 · 21.08.2018 / atualizado às 05:37 · 21.08.2018 por

Sindicato dos Jornalistas do Ceará (Sindjorce) e Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) realizam hoje, em Fortaleza, o Curso Abdias Nascimento – Comunicação e Igualdade Racial. A aula inaugural da formação está marcada para as 18h, na sede do Sindicato, com a jornalista e professora Cleidiana Ramos, doutora em Antropologia, mestra em Estudos Étnicos e Africanos, co-fundadora do site Flor de Dendê e ex-repórter especial do Jornal A Tarde.

Cleidiana Ramos fará no primeiro dia do curso a palestra “Mídia e Relações Étnico-Raciais – Um diálogo desafiador”. A ideia é apresentar a construção do Brasil como um país multiétnico e o racismo como realidade que sedimenta e perpetua as desigualdades. Colocando em destaque as questões de. gênero como articulação de resistência e combate ao racismo, a pesquisadora falará, ainda, dos desafios para uma abordagem étnico-racial na Comunicação.

A pesquisadora também discutirá como os profissionais do jornalismo, da publicidade, do rádio, comunicadores populares e estudantes de comunicação podem projetar a valorização da população negra, partindo para uma produção em comunicação que leve em consideração as questões identitárias.

O curso tem coordenação pedagógica da professora doutora em Educação Brasileira e especialista em africanidades cearenses Silvia Maria Vieira dos Santos e do jornalista Rafael Mesquita, que é secretário-geral do Sindjorce e diretor de Educação da Fenaj.

O curso terá 10 encontros, pondo em perspectiva questões como a visibilidade da cultura e das demandas relacionadas à população negra, além da troca de experiência sobre a abertura de espaços para uma comunicação especializada nas africanidades brasileiras e demandas identitárias.

05:36 · 21.08.2018 / atualizado às 05:34 · 21.08.2018 por

Com foco na construção da igualdade racial na mídia e no papel dos profissionais da comunicação nesse processo, o Sindicato dos Jornalistas do Ceará (Sindjorce) e a Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) realizam o Curso Abdias Nascimento – Comunicação e Igualdade Racial. A aula inaugural da formação acontece no dia 21 de agosto, às 18h, na sede do Sindicato, e tem como convidada principal a jornalista e professora Cleidiana Ramos, que é Doutora em Antropologia, Mestra em Estudos Étnicos e Africanos, co-fundadora do site Flor de Dendê e ex-repórter especial do Jornal A Tarde.

Cleidiana Ramos realizará no primeiro dia do curso a palestra “Mídia e Relações Étnico-Raciais – Um diálogo desafiador”. A ideia é apresentar a construção do Brasil como um país multiétnico e o racismo como realidade que sedimenta e perpetua as desigualdades. Colocando em destaque as questões de. gênero como articulação de resistência e combate ao racismo, a pesquisadora falará, ainda, dos desafios para uma abordagem étnico-racial na Comunicação.

A pesquisadora também discutirá como os profissionais do jornalismo, da publicidade, do rádio, comunicadores populares e estudantes de comunicação podem projetar a valorização da população negra, partindo para uma produção em comunicação que leve em consideração as questões identitárias.

“Vamos discutir como as questões étnico-raciais estão na raiz das persistentes desigualdades sociais no Brasil”, diz Cleidiana. Para ela, os profissionais da área “têm a obrigação de olhar cada notícia, cada informação com senso crítico”. “Não dá pra gente discutir nenhuma questão neste país sem que se tenha um olhar apurado sobre as desigualdades que são também inter-relacionadas com às questões raciais e de gênero”, comenta a palestrante.

O Curso Abdias Nascimento – Comunicação e Igualdade Racial tem coordenação pedagógica da professora doutora em Educação Brasileira e especialista em africanidades cearenses, Silvia Maria Vieira dos Santos, e do jornalista Rafael Mesquita, que é secretário-geral do Sindjorce e diretor de Educação da Fenaj. Os educadores têm experiência em projetos que trabalham a formação de profissionais para a temático étnico-racial no Ceará e em outros estados do Nordeste, atuando em iniciativas como o “A Cor da Cultura” (Canal Futura, 2010-2011) e “Camutê – Comunicação Livre de Racismo” (2011-2012).

O curso terá um total de 10 encontros, que colocarão em perspectiva questões como a visibilidade da cultura e das demandas relacionadas à população negra, além da troca de experiência sobre a abertura de espaços para uma comunicação especializada nas africanidades brasileiras e demandas identitárias.

A qualificação profissional, que possui um total de 88 horas/aula, é fruto de projeto vitorioso em edital público e conta com o apoio da Universidade Estadual do Ceará (Uece) e da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab), que certificarão a iniciativa como curso de extensão universitária.

Também são apoiadores o Programa de Pós-graduação em Educação da Universidade Federal do Ceará (UFC), por meio do Núcleo das Africanidades Cearenses (Nace), o Instituto de Pesquisas e Estudos Afro-Brasileiros (Ipeafro), as Coordenadorias Especiais de Políticas Públicas para a Promoção da Igualdade Racial do Ceará e de Fortaleza e o Coletivo Nacional de Juventude Negra (Enegrecer).

10:13 · 10.05.2018 / atualizado às 10:18 · 09.05.2018 por

Publiquei na Coluna Comunicado, do jornal Diário do Nordeste, de Fortaleza, CE:

O Diário do Nordeste informa, com base em dados do Detran, que nos últimos três anos foram economizados R$ 353 milhões com a prevenção de acidentes de trânsito no Ceará. A estimativa foi alcançada com base em políticas públicas – incluindo as pedagógicas fiscalização e aplicação de multas – e em ações de conscientização. Repare: o aspecto pecuniário pode ser considerado de menor relevo por alguns, mas um tratamento grave acaba não tendo alternativa. É que, num cenário em que o capital tem expressão estratégica, os números formam conexões inescapáveis.

Os dados mostrados pelo Diário do Nordeste indicam que foram salvas no Ceará 389 vidas. E, ainda, que 1.127 pessoas escaparam de amargar ferimentos. Não há dinheiro que pague isso, mas não deixa de ser referência.

12:48 · 17.02.2018 / atualizado às 06:50 · 16.02.2018 por

A Coluna Comunicado,m que escrevo no jornal Diário do Nordeste, tem agora um novo meio de diálogo.

É um número no Whats App, aplicativo de mensagens que garante mais acesso do leitor à Coluna, de forma ágil e eficiente.

Os contatos podem ser feitos pelo +558599647397 e as respostas serão dadas conforme as demandas.

13:07 · 09.05.2017 / atualizado às 13:07 · 09.05.2017 por

Estou de férias desde  24 de abril último.

Volto às rotinas de trabalho depois de um mês inteirinho rendendo homenagens ao ócio.

Mesmo assim, até o retorno devo fazer novas incursões – como as que já fiz até agora – aqui no Blog.

22:27 · 28.04.2017 / atualizado às 22:28 · 28.04.2017 por

Estou de férias desde a última segunda-feira, 24 de abril. Volto ao batente após um mês inteirinho celebrado no altar do ócio.

Ainda assim, até o retorno devo fazer novas incursões aqui no Blog.

08:53 · 25.04.2017 / atualizado às 08:53 · 25.04.2017 por

Informações corrigidas, e ainda referentes ao post Pauta furada, publicado ontem:

A Câmara de Fortaleza remarcou para a quinta-feira próxima, dia 27, sessão solene alusiva ao Dia do Jornalista.

Ou seja, com um descompasso de nada menos do que 20 longos dias – o que envelhece a notícia inapelavelmente: é que os jornalistas comemoraram a data, referência nacional e internacional, no último dia 7.

Assim, perde a graça, né?

As correções aqui expostas têm a ver com dica dada por leitora no post anterior.

11:14 · 24.04.2017 / atualizado às 11:01 · 24.04.2017 por

A Câmara de Fortaleza marcou para a quarta-feira próxima, dia 26, sessão solene alusiva ao Dia do Jornalista.

Ou seja, com um descompasso de nada menos do que 19 longos dias – o que envelhece a notícia inapelavelmente: é que os jornalistas comemoraram a data, referência nacional e internacional, no último dia 7.

Assim, perde a graça, né?

12:01 · 20.04.2017 / atualizado às 12:01 · 20.04.2017 por

Do blog do jornalista Leonardo Sakamoto, uma pergunta constrangedora: “Temer quer que trabalhador rural pague carnê do INSS com o Bolsa Família?”

Os técnicos e políticos do governo Temer entregaram uma proposta de Reforma da Previdência com tantas maldades e absurdos que eles próprios sabiam que nunca seria aprovada na íntegra. Não era apenas um projeto com “gordura para queimar”, foi um pacote ruim acompanhado de um bode na sala, daqueles bem fedorentos. Retirado o bode, espera-se que a população sinta-se aliviada e nem deem tanta importância ao pacote ruim que continua lá.

*** *** ***

Leia o texto completo clicando aqui